Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Conversas sobre a Busscar começaram em Brasília

23 de julho de 2010 0

O prefeito de Joinville, Carlito Merss, por telefone, reafirma as informações divulgadas por AN na edição de quinta-feira, 22 de julho. E garante que “na hora oportuna” dará os detalhes da transação. Diz, ainda, que não revela o nome da empresa porque cumpre um pedido do empresário. E confirma: o BNDES sabe, sim, do que se trata. Afirma que estas conversas iniciaram em Brasília, e já está neste processo há pelo menos 15 dias.

Carlito avança um pouco mais nas informações: “é um grupo empresarial brasileiro que depende de ônibus para seu negócio e que não tem interesse no monopólio da fabricação de carrocerias”. Afirma, também, que o próprio presidente da Busscar conhece um dos empresários. E rebateu a reação do empresário joinvilense. “É uma reação desnecessária. Eu quero ajudar. A posição do Cláudio (Nielson) é estranha. Ele fez campanha política contra o PT. Já disse isso para ele”.

O conflito de informações é característico de casos que extrapolam o mundo dos negócios privados, alcançam dimensão social e permeiam o ambiente político carregado de emoção. Rememorando: grupo de trabalhadores tem usado a grave crise da companhia para fazer manifestações públicas, tanto em Joinville como em Brasília. Houve, até, campanha de doação de alimentos para os quase 3 mil empregados que não recebem salários há mais de 90 dias.

Envie seu Comentário