Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Celesc pode passar cabos pela BR-101

24 de agosto de 2011 1

A Celesc ganhou direito de fazer os trabalhos de travessia de cabos da BR-101 em dois pontos, em Garuva, para permitir a construção de subestação de energia que vai fornecer energia para Itapoá. A decisão liminar (provisória) é da vara da Justiça Federal de Joinville em processo movido contra a Autopista Litoral Sul, concessionária da rodovia.

A Autopista quer cobrar cerca de R$ 94 mil, anualmente, pela permissão de uso das faixas de domínio e espaço aéreo. A Celesc fez o pagamento em juízo, mesmo entendendo que, como é também concessionária de serviço público, não deve pagar nada. O número do processo é 5002075-20.2011.4.04.7201. Agora a ação vai à análise e julgamento de mérito na Justiça.

A Celesc se apresenta ao mercado, hoje, em evento da Associação dos Analistas e Profissionais de Investimentos do Mercado de Capitais (Apimec), no Rio de Janeiro. A estratégia é a de se aproximar de forma mais efetiva dos potenciais investidores interessados em ampliar a carteira de ações. “Estamos no mercado desde 1973, mas de maneira relativamente tímida”, diz o diretor André Rezende.

Comentários (1)

  • Dieter diz: 24 de agosto de 2011

    Impressionante a criatividade das empresas para arrecadar mais…

    Foi uma surpresa para mim saber que a Autopistas também tem ( ou acha que tem) a permissão de uso do espaço aéreo sobre as rodovias que administram…

    Se assim for o entendimento, será que estão cobrando pelo uso do espaço aéreo das empresas como a TAM, GOL, AZUL, etc…que também em algum momento cruzam este espaço aéreo?

    E ainda, talvez daqui algum tempo, a Autopista ache que tem a permissão sobre o ar que está sobre as faixas de rodagem e assim além do pedágio para transitar pelas estradas, pagaremos uma taxa pelo uso do ar que respiramos durante a viagem…

Envie seu Comentário