Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Expoville nunca teve licença de operação

13 de outubro de 2014 0

A Expoville nunca teve licença ambiental de operação (LAO) para funcionar de acordo com as atuais regras da legislação ambiental. A informação é do gerente da Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Joinville, Ari Vieira Junior, que participou de reunião do Conselho Municipal de Turismo na semana passada. Até 2013, os promotores de eventos entregavam documento informando da inexistência da LAO, mas afirmavam estar sendo providenciado. Esta atitude não é mais aceita, explica. Mais recentemente, os concessionários entregaram, à Fundema, os papéis pedidos para análise e regularização.

– Pegamos um carro batido e agora temos de consertá-lo – compara Ari.

Neste ano, a Polícia Civil tem exigido o cumprimento da legislação com rigor que consta das normas. Nada errado nisso. Como os organizadores de eventos e os concessionários do espaço não conseguem apresentar a LAO, multas no valor equivalente a 50 UPMs (uns R$ 11 mil) estão sendo aplicadas a cada evento que lá acontece explica Ari.

A cobrança por regularização da Expoville é retroativa ao início de seu funcionamento, há mais de 40 anos. Isso cria inquietação entre os 56 segmentos econômicos vinculados a eventos. A presidente do Conselho Municipal do Turismo (Comtur), Rosi Dedekind, presidente da Ajorpeme, está preocupada com os efeitos.

Envie seu Comentário