Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Aumento acima da inflação consumirá 7% do salário médio do joinvilense

29 de dezembro de 2014 0

O valor da passagem de ônibus em Joinville sobe 8,3% na compra antecipada (vai a R$ 3,25); e 8,8% se o usuário comprar com o motorista (embarcada, a R$ 3,70) a partir do dia 12 de janeiro. Nos dois casos, os aumentos são bem acima da inflação anualizada (dezembro 2013/novembro 2014), de 6,56% pelo IPCA.

Certamente, os usuários vão reclamar do valor novo, a entrar em vigor dia 12 de janeiro. E os permissionários do sistema (Gidion e Transtusa) também vão choramingar no cantinho, em silêncio, alegando que os R$ 3,44 pedidos seriam necessários para cobrir custos e garantir qualidade da frota etc.

Visto sob outro ângulo, o usuário terá de desembolsar R$ 143,00 por mês, se pegar apenas dois ônibus por dia durante 22 dias úteis de cada mês, como é normal para a maioria dos trabalhadores. A conta é simples: R$ 3,25 x 2 = R$ 6,50 por dia x 22 dias = R$ 143,00 por mês. Este dinheiro entra à vista no caixa das empresas e, por causa da natureza do negócio, a inadimplência é obrigatoriamente zero.
Os R$ 143,00 representarão algo como 7% do salário médio do joinvilense. É uma fatia razoável.

Nas primeiras semanas, é bem possível que mais gente prefira andar a pé, ou redescubra a bicicleta como meio de locomoção, com a finalidade de economizar. Depois, tudo voltará ao normal. Como sempre acontece.

 

Envie seu Comentário