Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Presidente de instituto diz que é hora do governo determinar o racionamento de energia

30 de janeiro de 2015 0

O presidente do Instituto Acende Brasil, Claudio Salles disse, na Fiesc, na sexta-feira, que é hora do governo determinar racionamento de energia. Aliás, já deveria ter sido feito. O problema é como adotar a medida sem afetar de maneira drástica os contratos em vigor. E, ainda, o racionamento deve ser percebido como elemento que vai reduzir mais o fluxo dos negócios, num ano já de expansão mínima.

A tarifa de energia elétrica pode subir 37% ao longo do ano estima Salles. Aponta os motivos: 1- concessionárias têm de pagar os empréstimos bilionários obtidos no ano passado junto a bancos e Tesouro. 2- a adoção de prática nova de bandeira tarifária, com oscilações mensais de valores; 3- o custo de energia adquirida a Itaipu subiu aproximadamente 40% ; 4- a inflação do período tem de ser considerada e, ainda – 5- haverá revisão tarifária extraordinária em 2015. ​

Envie seu Comentário