Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de julho 2013

CTG Mata Nativa completa 21 anos

30 de julho de 2013 0

Por Mário Amaral Teixeira, do Conselho de Blogueiros

Fundado em 8 de julho de 1992 por moradores do bairro Cinco Colônias, o Centro de Tradições Gaúchas Mata Nativa caba de completar 21 anos de existência. Na fundação, os eventos eram realizados na sede da extinta Associação dos Moradores do Bairro Cinco Colônias (Associnco) e também no Salão Paroquial da Igreja Sagrado Coração de Jesus. Seus cursos de dança e sua aulas de invernada eram realizados no colégio do bairro, a Escola Municipal Arthur Pereira de Vargas.

O prefeito Hugo Simões Lagranha foi quem cedeu a área onde se encontra o atual Galpão do CTG. Segundo a vice-diretora o Departamento Jovem, Natasha Bohrer, da 12ª Região Tradicionalista, o CTG sempre foi importante.

— Durante seus 21 anos, o CTG Mata Nativa se destacou de diferentes maneiras dentro do Movimento Tradicionalista — afirma Natasha, que, desde criança, integra as invernadas do centro de tradições. Dentro do segmento cultural, a

entidade tem um longo histórico de prendas regionais e, em 2001, sua representante, Anelise Cassel, conquistou o posto e 3ª Prenda do Rio Grande do Sul. No departamento artístico, além de destaques na declamação e na chula, a invernada artística do CTG Mata Nativa já foi finalista do maior festival de arte amadora da América Latina, o Encontro de Arte e Tradição (Enart), em 2000.

— O CTG Mata Nativa passou por momentos de altos e baixos, mas, graças ao empenho de todas as patronagens que por lá já passaram e de seus colaboradores, hoje está novamente a todo o vapor. Traz, a cada dia, mais jovens para o tradicionalismo, pois são eles a chama da tradição gaúcha — comenta Natasha.

Atualmente, o CTG mantém ativas invernadas artísticas em todas as suas modalidades (micuim, mirim, juvenil, adulta e veterana), além de oferecer cursos gratuitos de danças gaúchas de salão e atividades nos departamentos cultural e de esportes.

O baile de aniversário ocorreu em 13 de julho. Um grande público participou do jantar e assistiu às belíssimas apresentações das invernadas e à posse do Prendado 2013. À frente da entidade na atual gestão, o patrão Roger Oliveira convida a todos para que conheçam o local e façam parte da família Mata Nativa. O CTG fica na Rua das Araras, 952, no bairro Cinco Colônias. Participem e valorizem essa bela entidade canoense.

Principezinho da Colina

28 de julho de 2013 0

Com 1,83m de altura e calçando uma chuteira tamanho 43, o goleiro Rafael de Lacerda Fernandes impressiona qualquer observador de categorias de base. E se for acrescido o fato de que ele tem apenas 13 anos, a surpresa ganha ares de espanto. Talvez, tenha sido com esta impressão que os olheiros do Vasco da Gama ficaram no início do ano, quando decidiram apostar na transferência do jovem para o Rio de Janeiro.

Ele trocou o bairro Niterói, em Canoas, por Itaguaí, a oeste da capital carioca. O goleiro começou na carreira de futebolista em uma escolinha de futsal do bairro e estudou, ao longo da infância, no Colégio Maria Auxiliadora. Depois, deixou a base do Grêmio, onde treinava, e se tornou mais um menino que sonha em ser craque no Gigante da Colina. Em pouco tempo, se tornou xodó, ainda mais após ajudar o time a conquistar a Escup em maio, no Espírito Santo, sendo o goleiro menos vazado. O motivo para a adaptação tão rápida, segundo Rafael, foi a valorização que o clube deu ao seu futebol:

— Ganhei a oportunidade e, desde o início, me deram muito carinho. Fui muito bem acolhido pelo (ex-jogador e atual Diretor de Categorias de Base) Mauro Galvão e toda a sua equipe.

Um dos seus ídolos é o atual preparador de goleiros do Vasco, o ex-camisa 1 Carlos Germano, campeão da Libertadores da América e arqueiro reserva da Seleção na Copa do Mundo de 1998. Mas não é a camisa 12 que ele vestiu naquela campanha que inspira Rafael. Na verdade, o garoto só nasceria dois anos após o vice-campeonato daquele Mundial. Sua maior fonte de inspiração é a camisa 12 de Júlio César, atual titular da seleção brasileira.

— Admiro seu caráter, por não ter se abatido com as críticas e ter dado a volta por cima — afirma.

Frio é pouco

27 de julho de 2013 0

As baixas temperaturas desta semana mudaram a rotina de muitos canoenses. Esta palhacinha, por exemplo, além de vestir um blusão por baixo do macacão, teve de se agasalhar com luvas e manta para conseguir aguentar o frio durante o trabalho.
Uma coisa é certa: o frio não conseguiu espantar o sorriso do rosto de quem trabalha com alegria.

Um Mais Canoas recheado de conteúdo

26 de julho de 2013 0

O caderno Mais Canoas de hoje está recheado de conteúdos interessantes, como a história dos canoenses que estão ganhando o país cantando Mamonas Assassinas. Não perca!


Criatividade e superação, por Mário Amaral Teixeira

18 de julho de 2013 1

Por Mário Amaral Teixeira, do Conselho de Blogueiros

Nascida em Espumoso, no noroeste gaúcho, Maria Helena de Cavatá tem 56 anos e é moradora do bairro Niterói há mais de 40 anos. Casada com Cléo Tadeu, eles tiveram cinco filhos. Após a perda da filha mais nova de forma prematura, em 2009, Helena passou por um processo de depressão.

Encontrou, então, no artesanato, uma forma efetiva de superar a dor. Trabalhando com crochê em linhas, barbantes e até reciclando sacolas plásticas de supermercado, ela realiza obras lindas e cheias de criatividade.

_ Utilizo a internet para pesquisar sobre materiais e criar as peças. Claro que sempre adiciono um toque pessoal. É gratificante ver as pessoas apreciarem o resultado e decorarem os seus lares com as minhas criações _ comenta ela, sempre sorridente.

Na verdade, Maria Helena apenas acrescenta ao seu talento algumas referências buscadas em sites e blogs. Todas as peças são feitas manualmente e com muito cuidado. Uma mais bela que a outra. O sucesso é tanto que está sendo criado o seu próprio blog, onde ela irá divulgar suas produções e dar dicas de como fazer.

_ Todas as pessoas deviam se ocupar da melhor maneira possível. Todo têm algum talento a ser explorado. A recompensa é saber que o que produzi com alegria também irá gerar felicidade em quem observa _ diz a artista.

Encontrar uma forma de extravasar os sentimentos tristes ou negativos produzindo coisas lindas é um belo caminho. Maria Helena é, com toda a certeza, um exemplo a ser seguido. A artesã pode ser contatada pelo e-mail mariahelenadecavata@hotmail.com.

Exposição de esculturas na Casa das Artes Villa Mimosa

15 de julho de 2013 0

A Casa das Artes Villa Mimosa (Avenida Guilherme Schell, 6270) está com exposição que envolve as 24 esculturas da logomarca do Fórum das Autoridades Locais de Periferia 2013 — 3º FALP, que ocorreu em Canoas em junho.
A entrada é franca e a exposição seguem até 31 de julho, sempre de segunda a sexta-feira, das 9h ao meio-dia e das 14h às 18h.

Kappesberg/Canoas abre temporada com Estadual em agosto

14 de julho de 2013 0


O Campeonato Estadual Adulto Masculino 2013 está definido para ocorrer entre a primeira quinzena de agosto e meados de outubro. Esta será a competição inicial e preparatória para o Kappesberg/Canoas enfrentar o desafio de mais uma Superliga, prevista para começar em setembro.

Nesta semana, os atletas iniciaram a preparação em treinos diários. O oposto Luan, ausente na apresentação, na última sexta-feira, se juntou ao grupo após servir à seleção brasileira sub-23. O ponteiro Enrico chega na segunda-feira depois de terminar o Mundial infanto-juvenil em 5º lugar. Com eles e outros jovens contratados, como o levantador Murilo — também com passagens pela seleção —, a média de idade baixou em relação ao elenco da última temporada. Ao mesmo tempo, ganha altura no bloqueio e força no saque, fundamentos nos quais o central Giovanni se destacou no último campeonato nacional. As mexidas devem mudar um pouco o perfil tático do time:

— O saque deve ser mais forçado, o que fará com que o adversário não enfrente tanto o nosso bloqueio. A defesa terá que ficar mais próxima para facilitar os contra-ataques do Luan e dos ponteiros — afirma o central e uma dos líderes do grupo Gustavo Endres.

O técnico Paulão espera ainda a contratação de mais três peças para fechar o grupo, mas não tem previsão de anúncio nos próximos dias.

OS JOGADORES

Confira o elenco para a temporada 2013/14

Levantadores: Murilo Radke e Rafinha

Opostos: Xanxa e Luan

Ponteiros: Minuzzi, Bozko, Bruno Temponi, Alê e Enrico

Centrais: Gustavo, Giovanni e Rafael

Líberos: Jeffe e Pallotti

Games como aliados do estudo

13 de julho de 2013 0



Uma ideia desmistificada há muito tempo é a de que vídeo game e estudo não combinam. Em certa medida, um pode ser até mesmo o complemento do outro. Basta que haja uma orientação pedagógica adequada. Baseado neste conceito o Colégio Espírito Santo adotou a plataforma MangaHigh como extensão das aulas de matemáticas.

São 54 mil problemas matemáticos distribuídos em 17 jogos diferentes. Os múltiplos enredos agradam crianças de várias idades e perfis. Há desde os simples jogos de pergunta e resposta até uma simulação de caça aos zumbis cujos disparos são acionados assim que um cálculo é feito. A estudante do 4º ano do Ensino Fundamental Fernanda Maciel prefere o jogo do sorvete, no qual luta contra o tempo para resolver as questões antes que o conteúdo da casquinha transborde.

— É bem legal. A gente se diverte, desenvolve a inteligência e aprende um pouco mais — diz a aluna de nove anos.

Em torno de 4,5 mil escolas de 72 países usam este programa. A escola de Canoas é a primeira do Rio Grande do Sul a utilizar a plataforma entre estudantes dos primeiros anos do Ensino Fundamental. As aulas são destinadas a turmas de 1º a 5º ano, mas os professores das séries seguintes já estão sendo capacitados para incluir em seus planos de ensino. Segundo a professora Maria Cristina Torres, coordenadora do laboratório de informática, o diferencial do MangaHigh é dar o retorno instantâneo aos educadores. Eles criam um grupo, propõem desafios individuais e têm acesso a relatórios individuais de desempenho, o que permite focar nas dificuldades de cada aluno.

— O conteúdo do professor em sala de aula é passado em forma de jogo online, que ele pode jogar de casa. Já usávamos outros jogos, mas eles ficavam desatualizados e os alunos perdiam a vontade de jogar — constata a coordenadora.

Entretanto a coordenadora pedagógica do programa Província de São Pedro — projeto de inclusão digital da Secretaria Estadual de Educação —, Malu Pinto, alerta que as ações propostas pelo jogo devem ser trabalhadas de maneira simultânea em sala de aula. Conforme a educadora, uma atividade não pode anular a outra, sob pena de falhar o processo educacional.

— Não se pode desenvolver toda uma aula apenas com jogos. Ele pode dar início ou concluir o que está sendo ensinado. Usar por usar, faz-se em casa. O bom uso vai depender do planejamento do professor — afirma.

Mais Canoas desta sexta-feira já está nas ruas

12 de julho de 2013 0

Na matéria de capa, mostramos que , entre março e abril, o Mais Canoas constatou atrasos em três projetos em desenvolvimento na cidade: a conclusão do prédio do Centro de Bem Estar Animal, no Igara, a finalização da Praça da Juventude, no Guajuviras, e a revitalização da iluminação no Parque Esportivo Eduardo Gomes, no Fátima.

A previsão era de que eles fossem postos em funcionamento no início do segundo semestre. No entanto, mais adiamentos devem acontecer, já que nenhum deles foi entregue à comunidade.

Veja, nesta edição, como está a situação de cada obra. E, claro, muito mais.