Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Verão"

Parque desprotegido

29 de novembro de 2010 1

Faustino Machado

Fosse fiscalizado, o Parque Getúlio Vargas seria um dos lugares mais aprazíveis de Canoas. Em torno de cinco anos atrás, quase fui abocanhado por um pitbul quando ali fazia uma caminhada, escapando no exato momento em que a fera já sujava a minha roupa com as patas, pois o dono decidiu comandar a sua retirada. Tentei em seguida comunicar o fato ao secretário do Meio Ambiente, mas não fui por ele recebido.

Fato semelhante ocorreu em 23 de novembro, às 10h30min, quando eu corria na pista do parque. Outro cachorro solto investiu contra mim. O dono impediu o ataque no momento em que eu já interrompia a corrida e procurava um pedaço de madeira para me defender. Retomei o exercício, agora me valendo de incômodo cacete como proteção.

A aproximados cem metros de distância deparei com uma dupla de guardas do parque, composta de um homem e uma mulher. Os dois estavam parados e conversavam animadamente com operários de capina. Decidi reclamar e a mulher investiu verbalmente contra mim, alegando que eu estava querendo um “guarda-costas”.

Prossegui minha atividade esportiva e, às 10h45min, deparei com a mesma dupla mantendo idêntico tipo de conversa com outros capinadores. Às 10h50min, sofri outra ameaça de mordida por parte do cachorro e não cheguei a usar o cacete porque o dono do animal impediu a tempo que ele me atacasse. Perguntei ao homem porque ele não empregava a guia de condução de cães que portava em uma das mãos, uma vez que havia placas no local se referindo à obrigatoriedade nesse sentido, e não obtive resposta.

Encerrei então o esporte daquele dia, uma vez que o habitual prazer de praticá-lo tinha sido convertido em puro estresse.

Clube Náutico Albatroz

06 de janeiro de 2010 2

Nestes tempos de calor o Clube Náutico Albatroz é uma das opções de divertimento em Canoas. Numa simpática conversa de final de tarde no agradabilíssimo clube com membros da diretoria Valcy Sheres – Presidente, Agenor dos Santo – diretor  Luiz Antônio Leites – tesoureiro,  abordamos  temas persistentes como a poluição das águas, a navegação e os associados.

A poluição das àguas é presente no dia- a- dia do clube. Nota-se a preocupação no semblante daqueles senhores quando abordo o assunto. Sobretudo, a mortandade de peixes acontecida nos últimos dias.

“Há dias impossíveis de se navegar devido o elevado número de sacolas plásticas, garrafas pets e outros agentes poluidores na água. Estes elementos se enroscam no motor, comprometem a refrigeração  e travam o funcionamento do mesmo.  O lixo acarreta a falta de oxigenação da água e acaba acontecendo esta morte absurda de peixes, também”, afirma Valcy Sheres.

No que diz respeito à pesca, é preciso seguir rio acima para que se consigam peixes próprios ao consumo. “Talvez a partir do “Arroio Das Garças”  pode-se pescar peixes livres de poluição”, comentou Luiz Antônio.

Um dos pontos positivos abordados diz respeito ao patrulhamento constante nos rios. Hoje se pode navegar tranquilamente com a família, segundo eles. Há alguns anos ocorreu  o homicídio de um dos associados enquanto navegava devido à ausência da guarda.

Além da Marina, o clube possui infraestrutura  com churrasqueiras  salão de festas e bar com mesa de sinuca. Alguns eventos são tradicionais como os churrascos das sextas-feiras à noite  e o peixe assado na taquara. O clube Náutico Albatroz possui atualmente 102 sócios e 41 embarcações que utilizam de forma regular a Marina.

 “Queremos contar com mais sócios. Há espaço para outros barcos. Até mesmo aqueles que querem trazer a sua embarcação apenas nos finais de semana”, avisa  Agenor. O clube Náutico Albatroz fica na rua Gravataí, 520 no bairro Niterói.  O telefone de contato é o 3466-7186.

 textos e fotos enviados pelo blogueiro Mário Amaral Teixeira