Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Discussões"

A polêmica do Calçadão da Júlio de Castilhos

21 de dezembro de 2009 0

Durante todo o ano, mais especialmente na época de compras de Natal, em que as pessoas driblam os carros cheias de sacolas nas mãos atravessando a rua à procura do melhor preço, ressurge a polêmica dos benefícios ou prejuízos da construção de um calçadão na Rua Júlio de Castilhos, no bairro Niterói, que compreenderia a quadra entre a Lajeado e a Tamoio. Resolvi ouvir os comerciantes sobre o tema.

Sônia Vargas, do Bazar da Julio: “Sou a favor, desde que o mesmo seja construído seguindo conforme o modelo da 15 de Janeiro, liberando assim o tráfego de veículos. O meu maior temor será a presença desordenada de ambulantes no local”.

Tânia Vargas, da Amplifoto: “A retirada do trânsito da quadra seria altamente prejudicial ao comércio. Muitas pessoas vêm de outros bairros comprar aqui por terem se interessado em algum produto exposto nas vitrines quando cruzaram de ônibus vindo ou indo do trabalho”.

Marinês Ferreira, da Farmácia Espírito Santo: “Seria interessante o calçadão. Creio que não haveria prejuízo algum ao comércio. Fico apenas um pouco preocupada como seria administrado o acesso aos estacionamentos dos moradores da quadra”.

Indagado sobre o assunto, o subprefeito Paulo Accineli, da região sudeste da cidade, disse que será formada uma comissão integrada por 30 ou 40 pessoas que indicarão qual o melhor rumo a ser tomado em diversos projetos do bairro, e o calçadão será um deles. Accineli disse também que o senhor Sérgio Foppa (responsável pela associação dos comerciantes da quadra) se reunirá com os comerciantes para debater o assunto.

Por sua vez, o despachante Foppa, comerciante de muitos anos da quadra, mostrou-se totalmente contra o projeto do calçadão indicando os mesmos prejuízos apontados pelos colegas.
Segundo ele, será elaborado um protocolo de intenções que será entregue no mês de janeiro à prefeitura, apontando os verdadeiros anseios dos comerciantes. Eis alguns deles: calçada padrão, acessos para cadeirantes e demarcação para cegos, segurança, iluminação adequada e coleta de lixo mais eficiente.

Texto e foto enviados pelo blogueiro Mário Amaral Teixeira