Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Abraço fraternal

13 de julho de 2009 0

Neco (de frente) abraça Gabriel ao término da bateria/Daniel Smorigo, Divulgação

A derrota nem sempre é sinônimo de fracasso. O resultado do último domingo, na Praia Mole, em Florianópolis, é a maior prova disso. O catarinense Neco Padaratz, num ato de rara sensibilidade, perdeu o título do Maresia Surf International, etapa de nível seis estrelas do WQS, para o paulista Gabriel Medina, de 15 anos, mas não perdeu o jogo de cintura.

Ainda dentro da água, abraçou o garoto como quem dissesse “você é jovem e tem muito futuro pela frente”. Sem dúvida, Gabriel surfou o que muito atleta profissional não surfa a vida inteira. Mostrou talento e encarou com extrema sabedoria um bicampeão do mundo na bateria final.

É uma promessa e tanto da nova geração. Se não deviar o rumo, tem grandes chances de competir na divisão de elite em pouco tempo. De tão emocionado que ficou, Gabriel disse que sequer tinha noção da dimensão do feito. Vai amadurecer e ter a noção exata dos fatos com o devido tempo….e, para isso, poderá se espelhar em atletas com Neco, um grande campeão.

 

Postado por Jean Balbinotti, em Florianópolis

Envie seu Comentário