Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

O sonho virou pesadelo

24 de outubro de 2009 0

No início deste ano, o que todos queriam saber era se o norte-americano Kelly Slater, 37 anos, maior surfista de todos os tempos, teria fôlego para buscar o 10º título mundial na divisão de elite. Passadas nove etapas, a resposta veio: não teve.

Neste sábado, Kelly foi eliminado pelo australiano Owen Wrigth na segunda fase do Rip Curl Pro Search, penúltima etapa do Mundial, que acontece em Peniche, Portugal, e deu adeus ao 10º troféu. Talvez Kelly tenha perdido o “tesão” de competir e nem volte mais a lutar pelo título.

Talvez, porque quando se fala em Kelly Slater, tudo é possível, acreditem. Ele ainda deve competir em Pipeline, no Havaí, em dezembro, e depois o futuro é um incógnita.

“O circuito dos sonhos tem sido um pesdelo neste ano”, disse Kelly, ao perder a bateria para Wright.

Para mim, o fato de não ter conseguido o tão sonhado 10º título der forma alguma tirará o brilho da carreira de Kelly. Assim como outros esportistas, ele tem um dom especial para cativar fãs e vai saber o momento exato de parar.

Não precisa provar nada a ninguém. O que ele já fez pelo surfe nenhum outro atleta no mundo o fez. Portanto, quem gosta do esporte só tem uma coisa a fazer: aplaudi-lo. E olhem o que o destino nos mostrou.

Caso Kelly encerre mesmo a carreira neste ano, ficará gravado na história que a sua última conquista ocorreu na Praia da Vila, em Imbituba. Que privilégio. Os deuses, definitivamente, abençoaram esta terra.

Em relação aos brasileiros que competem em Portugal, o carioca Bruno Santos, convidado dos organizadores, perdeu para o australiano Joel Parkinson, um dos candidatos ao título de 2009, também pela segunda fase. 

Outro brasileiro que está fora da disputa é o cearense Heitor Alves, eliminado pelo australiano Tom Whitaker. O paulista Adriano de Souza, o Mineirinho, encara o parananense Jihad Kodhr ainda na segunda fase, na 15ª bateria.

Restam três baterias para completar a segunda fase. Quem vencer passa para as oitavas de final.

Postado por Jean Balbinotti, em Florianópolis

Envie seu Comentário