Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Novo formato, novas regras, novos prêmios

30 de outubro de 2009 0

Catarinense Diego Rosa é um dos integrantes da elite nacional/Nilton Santos, Divulgação

Em reunião realizada na última quarta-feira, ficou definido o novo formato para a Divisão Principal do Circuito Brasileiro de 2010. Os 64 atletas na categoria masculina serão divididos em três fases de oito baterias de quatro competidores.

A primeira fase será formada por 32 atletas, sendo os top-10 do Brasil Tour 2010 (ranking dos eventos realizados até três semanas antes da etapa), mais oito convidados, sete classificados pelos rankings regionais e sete pelo ranking do Brasil Tour de 2009.

Na segunda fase, entram os oito primeiros classificados pelo ranking Brasil Tour 2009 com os oito últimos classificados pela Divisão Principal do Brasileiro de 2009, que estrearão contra os 16 que passaram pela primeira fase da competição.

Já os top 16 do ranking brasileiro de 2009 fazem parte da lista dos principais cabeças de chave, que entram direto na terceira fase, para enfrentar os classificados da segunda rodada. Os top 16 serão definidos a cada etapa pela soma dos pontos no ranking unificado de 2009, mais os pontos adquiridos na temporada vigente.

Na seqüência, acontecem as oitavas de final em baterias homem-a-homem, sistema de disputa que prossegue até a grande final. Em algumas etapas, o representante do Conselho Executivo, o gerente do Circuito, o juiz chefe e o diretor de prova podem optar por transformar o evento no formato homem-a-homem a partir da terceira fase.

Mas, em caso de condições ruins do mar durante o evento, os representantes podem alterar o tempo das baterias, entre 20 e 40 minutos, utilizando o formato de confrontos de quatro atletas até o final do evento.

Para a Divisão Principal do Circuito Brasileiro de 2011, serão classificados para a elite nacional os 30 primeiros colocados no ranking de 2010, mais os nove campeões regionais de 2010, os 13 classificados pelo ranking Brasil Tour 2010, seis convidados e seis classificados pelo ranking Brasil Tour do ano corrente.

No circuito feminino, a nova elite será formada por 16 surfistas, divididas em quatro baterias de quatro atletas na primeira fase. Na segunda fase serão quatro baterias mulher-a-mulher, seguida da semifinal e final. Em algumas etapas, a representante do conselho, o gerente do Circuito, o juiz chefe e o diretor de prova podem optar por transformar o evento no formato mulher-a-mulher a partir da semifinal, com uma segunda fase formada por duas baterias de quatro atletas.

Em caso de condições ruins do mar durante o evento, os organizadores também podem alterar o tempo das baterias para 20 a 40 minutos, ainda realizando as baterias no formato de quatro atletas até a final. Para a Divisão Principal do feminino de 2011 serão mantidas as oito primeiras colocadas do ranking brasileiro de 2010, com mais seis classificadas pelo ranking Brasil Tour 2010 e duas convidadas – uma pela ABRASP e uma pelos organizadores locais da etapa.

Na divisão de acesso, tanto no Masculino quanto no Feminino, o formato também muda. A partir de 2010, os eventos regionais e estaduais terão o ranking unificado com o do Brasil Tour, determinando diferentes níveis de premiação e pontuação. Nesse formato, serão computados no ranking da Divisão de Acesso os seis melhores resultados de cada atleta.

BRASIL TOUR MASCULINO DE 2010

Nível 6

Premiação: R$ 60 mil

Pontos ao campeão: 3.500

Nível 5

Premiação: R$ 50 mil

Pontos ao campeão: 2.500

Nível 4

Premiação: R$ 40 mil

Pontos ao campeão: 2.000

Nível 3

Premiação: R$ 30 mil

Pontos ao campeão: 1.000

Nível 2

Premiação: R$ 20 mil

Pontos ao campeão: 500

Nível 1

Premiação: R$ 15 mil

Pontos ao campeão: 250

BRASIL TOUR FEMININO DE 2010

Nível 4

Premiação: R$ 20 mil

Pontos a campeã: 2.000

Nível 3

Premiação: R$ 15 mil

Pontos a campeã: 1.500

Nível 2

Premiação: R$ 10 mil

Pontos a campeã: 1.000

Nível 1

Premiação: R$ 5 mil

Pontos a campeã: 500

 

Postado por Jean Balbinotti, em Florianópolis

Envie seu Comentário