Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de fevereiro 2010

Quiksilver Pro - resumo do 1º round

28 de fevereiro de 2010 1

Se você está curioso e quer saber como foi o primeiro round do Quiksilver Pro 2010, em Gold Coast, na Austrália, primeira etapa do Dream Tour da ASP, confira esse vídeo. Estrelas como Kelly Slater, Mick Fanning e Adriano de Souza deram show. Até novatos como Jadson André brilharam. Veja:

 

Postado por Jean Balbinotti

Tsunami

27 de fevereiro de 2010 3

O assunto é palpitante, afinal, deixa muita gente com o coração na mão. Veja um vídeo explicativo que fala sobre o poder destruidor de uma tsunami a partir de um terremoto no Havaí. É impressionante.

Postado por Jean Balbinotti

A onda do tremor

27 de fevereiro de 2010 0

Praia de Punta del Lobos ao fundo/Jean Balbinotti

A informação de que uma tsunami (onda gigante) se aproxima da costa chilena, em virtude do terromoto que atingiu o país andino, nesta madrugada, me deixa perplexo. Estive em Santiago, onde também há problemas, e fui até Pichilemu, praia que fica a uns 300km ao Sul para acompanhar um campeonato de surfe em 2008.

O que me preocupa é o fato de a região ser muito plana, pelo menos até atingir a Cordilheira dos Andes, o que pode acarretar em inundações e mortes na área costeira. Em Pichilemu, uma cidadezinha de aproximadamente 10 mil habitantes, as construções são antigas e a maioria da população é de origem humilde.

A Praia Punta del Lobos é conhecida no mundo do surfe pela força, tamanho e extensão de sua onda. Tomara que a tsunami, se atingir a costa chilena, não cause muitos estragos. É uma pena pensarmos no pior, mas eu passei por lá, em março de 2008, e fiquei encantado com a rusticidade do local. 

Saber que aquilo pode ser destruído e, pior, colocar vidas em risco é algo estarrecedor. Vamos torcer e rezar para que isso não aconteça. Ninguém merece.    

Postado por Jean Balbinotti

Tudo pronto em Snapper...

26 de fevereiro de 2010 0

Neco e sua arma principal no retorno ao tour: a rasgada/Divulgação/ASP Images/Steve Robertson

                Os melhores surfistas do mundo entram na água neste sábado, para a disputa do Quicksilver Pro 2010, em Snapper Rocks, na Austrália. É a primeira etapa do ASP World Tour, o circuito da elite do surfe mundial que conta com quatro brasileiros.

                

                  A maior esperança do Brasil é o paulista Adriano de Souza, o Mineirinho, quinto colocado no ano passado. Há duas semanas, o local do Guarujá treina em Snapper Rocks. Ele está escalado para a sexta bateria, contra o francês Michael Bourez e o australiano Blake Thornton. Outro atleta que já conhece as condições da praia e pode surpreender é o potiguar Jadson André, que residiu cinco meses na Gold Coast. Jadson enfrenta o surfista local de Snapper Rocks, Dean Morrison, e o também australiano Adam Melling.

                Os dois catarinenses na prova são o estreante Marco Polo, 28 anos, e o experiente Neco Padaratz, 33. Polo viajou para a Austrália no último dia 28 para se adaptar as condições da praia, que tem apresentados ondas de meio metro com boa formação. Penúltimo surfista a garantir a vaga no Dream Tour, Polo terá que encarar os melhores do ranking nas primeiras fases dos eventos do circuito e logo na etapa de abertura enfrenta Kelly Slater e o australiano Ben Dunn na quinta bateria. Já Neco, convidado para fazer parte da elite, está na sétima bateria, contra a dobradinha australiana formada por Taj Burrow e Chris Davidson.

O ASP World Tour 2010, como passou a ser chamado o World Championship Tour (WCT), inicia com pelo menos três favoritos ao título. Sexto colocado em 2009, o eneacampeão Kelly Slater busca o décimo título e alimenta o boato de que receberia um prêmio extra do patrocinador pela conquista inédita em esportes individuais. O australiano Taj Burrow, que ainda persegue o título, vem embalado pelas vitórias no Pipeline Masters, última etapa do WCT 2009, e na abertura da perna australiana do WQS 2010, em Burleigh Heads. Já o australiano Mick Fanning tenta o terceiro título e segundo consecutivo, após o triunfo de 2009, quando superou o amigo e compatriota Joel Parkinson.

Postado por Cristiano Rigo Dalcin, Florianópolis

Silvana homenageada

26 de fevereiro de 2010 0

Silvana agora vai em busca do caneco de campeã/Divulgação/ASP Images/Kirstin Scholz

                       Além da primeira etapa do ASP World Tour, com a disputa do Quicksilver Pro, a prova masculina, a praia de Snapper Rocks recebe o Roxi Pro, primeira etapa do ASP Womens Tour, o circuito feminino. Duas brasileiras estão escaladas para a competição: a vice-campeã Silvana Lima e Bruna Schmitz.

                     Por sinal, Silvana foi homenageada no jantar anual da ASP que premia os melhores do mundo a cada ano. Silvana ganhou o prêmio Runner Up, dedicado aos vice-campeões do mundo. É um misto de prêmio de consolação e de incentivo para continuar na busca do título inédito para sua carreira. No masculino, o ganhador do prêmio foi o vice-campeão Joel Parkinson. Confira abaixo os demais premiados:

Campeão mundial da ASP em 2009: Mick Fanning (AUS)
Campeã mundial da ASP em 2009: Stephanie Gilmore (AUS)
Campeão mundial de Longboard da ASP: Harley Ingleby (AUS)
Campeã mundial de Longboard da ASP: Jennifer Smith (EUA)
Campeão mundial Pro Junior da ASP: Maxime Huscenot (REU)
Campeã mundial Pro Junior da ASP: Laura Enever (AUS)
Vice-campeão mundial da ASP: Joel Parkinson (AUS)
Vice-campeã mundial da ASP: Silvana Lima (BRA)
Maior destaque (Most improved) do ASP World Tour 2009: Dane Reynolds (EUA)
Maior destaque do ASP Women`s Tour: Rosanne Hodge (AFR)
Estreante do ano (Rookie of the Year) do ASP World Tour: Kekoa Bacalso (HAV)
Estreante do ano do ASP Women`s Tour 2009: Coco Ho (HAV)
Número 1 do ASP World Qualifying Series – WQS 2009: Daniel Ross (AUS)
Número 1 do ASP Women`s Qualifying Series – WQS 2009: Coco Ho (AUS)
Prêmio ASP Pedro Whitaker: Kieren Perrow (AUS) – Serviços Prestados ao Esporte
ASP Life Membership: Layne Beachley (AUS) – Membro permanente da ASP

   

Postado por Cristiano Rigo Dalcin

Vai começar...

26 de fevereiro de 2010 0

Neco e sua arma principal no retorno ao tour: a rasgada/Divulgação/ASP Images/Steve Robertson

                Os melhores surfistas do mundo entram na água hoje, para a disputa do Quicksilver Pro 2010, em Snapper Rocks, na Austrália. É a primeira etapa do ASP World Tour, o circuito da elite do surfe mundial que conta com quatro brasileiros.

                

                  A maior esperança do Brasil é o paulista Adriano de Souza, o Mineirinho, quinto colocado no ano passado. Há duas semanas, o local do Guarujá treina em Snapper Rocks. Ele está escalado para a sexta bateria, contra o francês Michael Bourez e o australiano Blake Thornton. Outro atleta que já conhece as condições da praia e pode surpreender é o potiguar Jadson André, que residiu cinco meses na Gold Coast. Jadson enfrenta o surfista local de Snapper Rocks, Dean Morrison, e o também australiano Adam Melling.

                Os dois catarinenses na prova são o estreante Marco Polo, 28 anos, e o experiente Neco Padaratz, 33. Polo viajou para a Austrália no último dia 28 para se adaptar as condições da praia, que tem apresentados ondas de meio metro com boa formação. Penúltimo surfista a garantir a vaga no Dream Tour, Polo terá que encarar os melhores do ranking nas primeiras fases dos eventos do circuito e logo na etapa de abertura enfrenta Kelly Slater e o australiano Ben Dunn na quinta bateria. Já Neco, convidado para fazer parte da elite, está na sétima bateria, contra a dobradinha australiana formada por Taj Burrow e Chris Davidson.

O ASP World Tour 2010, como passou a ser chamado o World Championship Tour (WCT), inicia com pelo menos três favoritos ao título. Sexto colocado em 2009, o eneacampeão Kelly Slater busca o décimo título e alimenta o boato de que receberia um prêmio extra do patrocinador pela conquista inédita em esportes individuais. O australiano Taj Burrow, que ainda persegue o título, vem embalado pelas vitórias no Pipeline Masters, última etapa do WCT 2009, e na abertura da perna australiana do WQS 2010, em Burleigh Heads. Já o australiano Mick Fanning tenta o terceiro título e segundo consecutivo, após o triunfo de 2009, quando superou o amigo e compatriota Joel Parkinson.

Postado por Cristiano Rigo Dalcin, Florianópolis

Alejo em casa

25 de fevereiro de 2010 0

Alejo no quintal de casa, com a irmã Bruna, o irmão Santiago e o pai Ruben /Julio Cavalheiro

 Estive em Bombinhas na quarta-feira, mais precisamente em Quatro Ilhas para conversar com o surfista catarinense Alejo Muniz, que veio visitar a família e se recuperar de uma virose provocada pela ansiedade, segundo o pai dele, Ruben Muniz, por sinal, uma figuraça.

Pois Alejo tinha inclusive sido convidado para participar das triagens do Quicksilver Pro, que rolam nesta sexta-feira, em Snapper Rocks, mas teve que abdicar do convite para se cuidar, já que a temporada vai ser longa. O bate-papo e um pouco da história desse argentino naturalizado brasileiro e porque não catarinense, você vai poder conferir nas páginas do Diário Catarinense desde domingo.

Só posso adiantar uma coisa: Alejo confirmou que é um atleta profissional, preparado para ser um dos melhores do mundo. Tem suporte profissional e familiar, e uma boa cabeça. Está surfando com pranchas DHD, do Silvio Zampol, e tem como foco em 2010 as etapas do WQS para se garantir na elite em 2011. Ah, ele tá esperando um convite para participar da etapa brasileira do WCT, entre abril e maio, em Imbituba. Será que vai rolar? Alô organizadores, está aí um surfista que pode surpreender as grandes feras do surfe mundial.

Postado por Cristiano Rigo Dalcin

Baterias marcadas...

22 de fevereiro de 2010 0

Marco Polo estreia na elite contra o multicampeão Kelly Slater /Fred Pompermayer/Divulgação

                  Neste final de semana, o WCT dá a largada com o Quicksilver Pro, que deve rolar na praia de Snapper Rocks, na Gold Cost da Austrália.

                   As baterias já estão escaladas, com pedreiras para os quatro brasileiros da elite. Confira:

Bateria 5 – Kelly Slater (EUA) , Ben Dunn (AUS) e Marco Polo

Bateria 6 – Adriano de Souza, Michel Bourez (PYF) e Blake Thornton (AUS)

Bateria 7 – Taj Burrow (Aus), Chris Davidson (EUA) e Neco Padaratz

Bateria 16 – Dean Morrison (Aus), Jadson André e Adam Melling (Aus)

               É bom lembrar que Gabriel Medina e Wiggoly Dantas também podem entrar no evento. Eles disputam a triagem na sexta-feira que dará vaga ao campeão.

 

 

Postado por Cristiano Rigo Dalcin

Kauli no Stand Up

22 de fevereiro de 2010 1

Momento em que Kauli passava o americano Thomas Maximus, rumo ao título./Rick Werneck/Red Bull Photolines/Divulgação

                    O catarinense Kauli Seadi, 27 anos, foi o campeão do Red Bull Paddle Cross, travessia de stand up paddle (SUP) de 18 quilômetros entre a praia do Centro de Garopaba e a Praia do Rosa, em Imbituba. O evento foi realizado no último sábado, e resultou no primeiro título em remada de stand up do tricampeão mundial de windsurfe.

                   O campeão cruzou a linha de chegada em uma hora, 59 minutos e 50 segundos, seguido pelo americano Thomas Maximus, com duas horas e cinco minutos. O francês Remy Lavie, com um tempo de duas horas, sete minutos e 37 segundos, completou o pódio.

                    A largada reuniu 75 participantes no canto norte da praia de Garopaba. Durante os primeiros minutos de prova, o canoísta californiano Thomas Maximus, 41 anos, liderou o primeiro pelotão de remadores. Antes de completar um hora de prova, já próximo à praia da Silveira, Kauli ultrapassou o americano e conseguiu sustentar a posição até o final.

“O Thomas abriu boa vantagem na saída de Garopaba, onde enfrentamos um forte vento contra. Após a primeira bóia, reparei que ele se descuidou e foi derrubado da prancha por duas vezes seguidas. Aproveitei a oportunidade para aumentar meu ritmo e assumir a ponta”, disse Kauli ao pisar na areia do Rosa Sul, em Imbituba. Dos 75 articipantes, 60 conseguiram cruzar a linha de chegada do Red Bull Paddle Cross.

Resultados do Red Bull Paddle Cross:

1. Kauli Seadi (Florianópolis/SC) _ 01:59:50

2. Thomas Maximus (Estados Unidos) _ 02:04:60

3. Remy Lavie (França) _ 02:07:37

4. Lars Gellund (Imbituba/SC) _ 2:15:44

5. Marcio Vilela (Imbituba/SC) _ 2:16:46

Postado por Cristiano Rigo Dalcin

Flowrider na ilha!

19 de fevereiro de 2010 0

Os gringos tirando onda no brinquedinho/Julio Cavalheiro

             Estive hoje lá na Barra da Lagoa para conhecer o flowrider. Pois não é que a brincadeira é bem legal. Não pude comprovar na prática porque não estava com as roupas adequadas, mas fiquei com vontade de testar.

            Quem deu um show foram os gringos. Zak Tolli (EUA) e Greg Lazarus (ZAF) são contratados pela Waveloch para se apresentar nas cidades em que o equipamento está instalado. Eles pegaram até uma cadeira de praia para provar suas habilidades como mostra a foto do Julio Cavalheiro.

            Bom falando mais do flowrider, trata-se de uma onda estática impulsionada por uma turbina que movimenta 55 mil litros de água. A prancha é parecida com uma de snowboard, sem quilhas. Também pode-se usar um bodyboard para quem quer evitar quedas, mas a parada é emborrachada, usa-se capacete, o que garante segurança.

             Mais detalhes você vai poder conferir nas páginas do DC de domingo. O Flowrider é uma iniciativa da Kraft, que locou o equipamento para uma ação de marketing do Club Social.  O equipamento fica na Barra da Lagoa até domingo. É gratuito, mas tem que levar a carteira de identidade e ser maior de 18 anos. Rola até uns brindes. Depois de domingo, só em março, quando o equipamento será instalado na Joaca. Vai lá conferir!

Postado por Cristiano Rigo Dalcin