Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de outubro 2010

Entre os homens, expectativa...

31 de outubro de 2010 0

Jadson não se encontrou nas ondas de Middles neste domingo. Foto Kelly Cestari

Ainda não foi neste domingo que o norte-americano Kelly Slater foi aclamado com o 10º título mundial da ASP, durante o Rip Curl Pro Search, em Porto Rico.  O evento masculino recomeçou no final da tarde com 11 baterias da repescagem, sendo que, na sétima bateria, o havaiano Dusty Payne avançou direto com a ausência do tricampeão mundial Andy Irons.

O wildcard Dylan Graves, vencedor do trials, aprontou a surpresa ao eliminar o embalado aussie Adrian Buchan. Número 5 do ranking da ASP, Buchan teve uma prancha quebrada durante a bateria. Agora, o norte-americano Dylan tem a missão de tentar parar Kelly Slater em confronto pela terceira fase e adiar a decisão do título mundial para o Havaí. O veterano Taylor Knox também se deu bem neste domingo. Fez a melhor onda do dia, um 9,57 de 10 possíveis, para vencer o havaiano Kai Otton.

Já o brasileiro Jadson André acabou derrotado pelo havaiano Roy Powers, e finaliza o evento na 25ª posição. A competição recomeça com a última bateria do segundo round, entre os aussies Adam Meiling e Daniel Ross.

Resultados deste domingo:

1ª) Taj Burrow 14,77 a 9,40 Dillon Perillo

2ª Dylan Graves 13,10 a 11,03 Adrian Buchan

3ª) Gabe Kling 12,83 a 10,50 Damien Hobgood

4ª) Chris Davidson 11,80 a 10,07 Luke Munro

5ª) Roy Powers 12,10 a 8,64 Jadson André

6ª) Bobby Martinez 13,93 a 4,66 Travis Logie

7ª ) Dusty Payne a Andy Irons*

8ª) Fred Patacchia 12,10 a 10,86 Luke Stedman

9ª) Taylor Knox 13,84 a 9,43 Kai Otton

10ª) Matt Wilkinson 10,33 a 9,93 Pat Gudauskas

11ª)Brett Simpson 14,43 a 14,23 Tom Whitaker

* Andy Irons se retirou oficialmente da competição.

Silvana nota 10

31 de outubro de 2010 0

Silvana marcando presença em Porto Rico com o primeiro 10 do ano. Foto: Kelly Cestari/ASP

Com a primeira nota 10 da temporada, a brasileira Silvana Lima foi o grande destaque do segundo dia de disputas do Rip Curl Pro Search, neste domingo, em Porto Rico, na América Central. A cearense pegou um tubão nota 10 e não deu chances para a paranaense Bruna Schmitz na bateria brazuca da terceira fase que fechou o dia de competição no evento feminino.

O título ainda está em jogo, entre Stephanie Gilmore e Sally Fitzgibbons. E a situação é a seguinte: se Stephanie vencer a bateria contra a havaiana Melanie Bartels ganha o inédito quarto título mundial consecutivo. Sally só tem um saída: vencer o evento e torcer para que Bartels aplique a zebra em Stephanie.

Resultados do dia:

1ª) Lee Ann Curren 7,56 a 7.03 Sofia Mulanovich

2ª) Chelsea Hedges 10,67 a 10,60 Rosanne Hodge

3ª) Melanie Bartels  11,94 a 11,70  Paige Hareb

4ª) Stephanie Gilmore 15,57 a 12,26 Pauline Ado

5ª) Sally Fitzgibbons  14,83 a 7,49 Nikita Roob

6ª) Coco Ho 13,17 a 8,09 Rebeca Woods

7ª) Carissa Moore 10 a 7,87 Claire Bevilacqua

8ª) Silvana Lima 16,93 a 10,17 Bruna Schmitz

Surf Afrika na telinha

31 de outubro de 2010 0

O trio com adolescentes em Umzembe. Foto Divulgação Surf Afrika

A surf trip de Cássio Sanches, James Santos e Fernando Fanta na África do Sul durante a Copa do Mundo da África do Sul ganha as telinhas nesta segunda feira. Lançado pela MCD e pela VICE Brasil, o documentário Surf Afrika será exibido pela MTV Brasil, às 20h (1/11).

Surf Afrika se deparou com as perfeitas direitas de Jeffrey’s Bay. O trio surfou ao lado de adolescentes da região de Umzembe, considerada a pioneira da política pós-apartheid no esporte.

Um "Fanta Air" em mar sul-africano. Foto Surf Afrika Divulgação

Sanches, James e Fanta também se depararam com uma baleia em Oysters’s Bay. Depois foram assistir a alguns jogos da Seleção Brasileira, e deram um rolé para conferir Ponta D’ouro, em Moçambique, país vizinho. O programa tem 45 minutos e reprisa na quinta-feira (4/11), às 16h, e no sábado (06/11), às 18h.Ficou curioso?  Marca lá na sua agenda! De antemão, parabéns galera que produziu e vou esperar para ver nessa segunda-feira.

Dream Tour em Porto Rico

30 de outubro de 2010 0

Mineiro encontrou essa junção para fazer uma boa onda na estreia. Foto Kelly Cestari/ASP


Começou neste sábado o Rip Curl Pro Search, na Praia de Middles, em Isabela, Porto Rico,  América Central. A etapa itinerante do circuito mundial da ASP, que reúne os eventos masculino e feminino, pode ser decisiva para o 10º titulo do norte-americano Kelly Slater e o tetracampeonato da australiana Stephanie Gilmore. O sábado começou com as baterias do primeiro round masculino e terminou com as primeiras duas fases do feminino, que já definiram as 16 melhores da competição.

Adriano de Souza e Silvana Lima cumpriram seus papéis com perfeição, venceram suas baterias, e avançaram direto para a terceira fase. Mineirinho bateu o havaiano Kay Otton e o norte-americano Bobby Martinez e ficou feliz por ser recuperar dos dois últimos resultados na Europa. Jadson André terminou em terceiro na bateria vencida pelo norte-americano CJ Hobgood, seguido do aussie Tom Whitaker. Jadson tem a segunda chance na repescagem contra o havaiano Roy Powers, na quinta bateria do segundo round.

Silvana Lima faz bateria brazuca com Bruna Schmitz na terceira fase

No feminino, também tivemos uma vitória e uma derrota brasileira na primeira fase. Silvana Lima venceu a norte-americana Sage Erikson e a aussie Rebecca Woods, mas Bruna Schmitz ficou em terceiro na sua bateria e teve que encarar a repescagem, que rolou logo em seguida. Mas Bruna fez bonito, venceu a bateria de repescagem, e conseguiu a classificação para a terceira fase. O detalhe, é que agora, para infelicidade do surfe brazuca, ela irá enfrentar justamente Silvana Lima, ainda com chances de título.

Voltando ao evento masculino, tanto Kelly Slater quando Jordy Smith venceram suas baterias. Nem precisa dizer que Slater fez a maior somatória do dia com 16,27 e Smith aplicou um de seus aéreos para avançar direto para a terceira fase. Se Slater vencer mais uma bateria, obrigará Smith a vencer o Rip Curl Pro Search, mas se o maior surfista de todos os tempos chegar até as semifinais, leva o título, independente de qualquer resultado na última etapa!


Vale a pena conferir

29 de outubro de 2010 0

A edição número 300 da Revista Fluir está de tirar o fôlego. Fotos sensacionais, matérias interessantes, histórias bacanas, enfim, vale a pena a leitura. Ainda mais para os fãs do surfe. A revista traz no encarte um DVD sensacional com os surfistas da Quiksilver, entre os quais o mito Kelly Slater, que está na briga pelo 10º título mundial.

Brasil Surf Pro + Sustentabilidade

29 de outubro de 2010 0

Baiano Wilson Nora em ação sócio ambiental em Búzios. Foto: Fábio Minduim

O Brasil Surf Pro chega a Floripa na próxima semana (de 3 a 7 de novembro) para realizar sua penúltima etapa nas ondas da Joaquina. Desde 2008, a Joaca não sedia um campeonato de nível nacional e esse evento deverá apontar os candidatos aos título brasileiro de 2010. O catarinense Jean da Silva terá uma ótima oportunidade para continuar na briga ou quem sabe superar o atual líder, o potiguar Alan Jhones, que acaba de retornar do Peru onde representou o Brasil no Mundial ISA Games.

Bom, mas a grande novidade do campeonato é a proposta de apresentação de um plano de sustentabilidade integrado, com engajamento de atletas, fornecedores e equipe de produção. É muito mais do que plantar uma árvore, como foi feito na terceira etapa, em Búzios. Além de ações sócio-ambientais como o planto de árvores, mutirão de limpeza, entre outras, o evento contará com um seminário no Hotel Praia Mole Eco Village que debaterá a “Sustentabilidade e o Meio Ambiente Costeira – Ameaças e Oportunidades”.

O encontro reunirá lideranças comunitárias, surfistas, dirigentes da Fecasurf, universitários e representantes de ONGs no dia 3, das 18h às 22h. O surf, como sempre, está um passo na frente dos outros esportes quando o assunto é a natureza. E nem poderia ser diferente para quem conhece o feeling de estar sobre as ondas.

WQS Prime em Imbituba

18 de outubro de 2010 0

As esquerdas espancadas por Jadson no WCT 2010 voltam ao cenário do surf mundial em 2011. Foto Julio Cavalheiro

A festa de comemoração aos 25 anos da Associação de Surfe de Imbituba, com a presença de pioneiros do surfe catarinense e gaúcho, foi premiada com uma notícia excelente para o surfe catarinense. O presidente da Federação Catarinense de Surfe, Fred Leite, e o diretor de Comunicação da entidade, Norton Ewaldt, anunciaram que o município irá sediar uma etapa do WQS com status Prime e premiação de 250 mil verdinhas. É uma resposta para o fato da cidade ter deixado de sediar a etapa do ASP World Tour em 2011 após oito anos de muito trabalho.

Parabéns para o Fred, para o Norton e também para o gerente executivo da ASP South America, Roberto Perdigão, que sabem e fazem questão de reconhecer a importância da Zimba para o surfe catarinense e nacional. O evento será chamado Supersurf Internacional Prime, numa parceria da Editora Abril com a Fecasurf, e ainda não tem data. A ASP South America trabalha para realizá-lo logo após a etapa do ASP World Tour, que será realizada na Barra da Tijuca (RJ). A ideia é também conciliar com a realização do Florianopolis Pro Surfing, evento do WQS seis estrelas que acontece em junho, na Capital.

Bom, só por ser status Prime, poderemos ter alguns integrantes da elite matando a saudade da poderosa vala da Vila. Eles estarão em busca de importantes pontos para o ranking unificado da ASP que classifica para a elite do ano seguinte. Assim que a Fecasurf confirmar a data, estaremos informando por aqui.

Panda campeão sul-americano

16 de outubro de 2010 0

Willian com sua rasgada de backside característica. Foto Daniel Smorigo
O catarinense Willian Cardoso, o Panda, garantiu o título sul-americano da ASP South America Star Series 2010 ao fazer a final da últimaetapa do Supersurf International, na Barra da Tijuca, neste sábado. Willian acabou derrotado em uma final de poucas ondas pelo espanhol Aritz Aramburu, que mostra mais uma vez que gosta das ondas brasileiras ao vencer o terceiro campeonato de WQS no Brasil, o segundo este ano. Com o vice-campeonato, Panda também se aproximou da lista dos surfistas que integrarão a elite do surfe mundial em 2011. Panda subiu da 40ª para 35ª posição e, atualmente, a lista do ranking unificado da ASP classifica até o número 32. Aritz vem logo na frente, na 34ª posição.

Campeão e vice-campeão no mesmo dia. Foto Daniel Smorigo/ASP South America

Final de semana festivo em Imbituba

13 de outubro de 2010 0

A Associação de Surf de Imbituba (ASI) comemora, no mês de outubro, 25 anos de fundação. E para marcar a data festiva, a ASI promove, no próximo sábad e domingo, uma série de atividades. No sábado, a programação terá início às 8h, na Praia da Vila, com a realização do campeonato com as categorias de base.

Às 17h, ocorre a entrega de premiação do ranking de 2009; na sequência, haverá a leitura do texto “25 anos da ASI” e entrega do troféu Amigo do Surf aos ex-presidentes da entidade e autoridades municipais. Depois, às 18h30min, todos cantarão o Parabéns a Você e cortarão o bolo de aniversário. Para fechar, às 19h, Guilherme Heleodoro e banda se apresentam para o público.

No domingo, a partir das 8h, acontece a continuação do campeonato com a categoria Pro/Am, até as baterias decisivas. A premiação ocorrerá por volta das 17h, na Praia da Vila.

Jadson voa alto em Portugal

12 de outubro de 2010 0

Jadson voou alto no primeiro dos dois aéreos aplicados na bateria contra Brett Simpson. Foto Kelly Cestari/ASP Images

O potiguar Jadson André segue firme na briga pelo título do Rip Curl Pro Portugal e por melhores posições no ranking do ASP World Tour 2010. Nesta terça-feira, nas direitas e esquerdas de um metro de altura na Praia de Belgas, Jadson venceu o norte-americano Brett Simpson na 11ª bateria da terceira fase. O placar foi apertado, 13,83 a 13,67, e Jadson precisou executar dois aéreos na sua última onda para virar o placar e garantir a participação na quarta-fase, nas baterias com três competidores.

Agora, o brasileiro que ocupa a 10º posição do ranking, empatado com Michel Bourez (PYF) e Andy Irons (HAV), vai enfrentar o australiano Owen Wright e o sul-africano Jordy Smith na quarta-fase. Atualmente, os dois surfistas são considerados os mais talentosos da nova geração de seus países.

Ontem, Owen fez uma onda perfeita (nota 10) e acabou com o maior placar do dia, com 17,50, na 10º bateria, para vencer o havaiano Kai Otton. Vice-líder do ranking, Jordy Smith venceu o algoz de Adriano de Souza, o australiano Dean Morrison, na 12ª bateria. Na terceira fase da prova, a maior baixa foi a do australiano Mick Fanning, que venceu a última etapa, o Quiksilver Pro, na França, e se aproximava dos líderes do ranking. Fanning foi batido pelo sul-africano Travis Logie.

Já o eneacampeão Kelly Slater continua embalado em busca do décimo título mundial. Ontem, ele superou o compatriota Gabe Kling. Na quarta-fase, o vencedor de cada uma das quatro baterias estará garantido nas quartas de final. O segundo e terceiro colocados disputam mais uma bateria pelo quinto round.