Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de dezembro 2010

Cavernoso nas Ilhas Canárias!

22 de dezembro de 2010 0

Esse lip que o americano Jeff Hubard pegou pela frente tava cavernoso. Foto Steve Robertson


Com manobras como essa desafiando o mar tempestuoso de El Fronton, o norte-americano Jeff Hubard  venceu o campeonato realizado na praia das Ilhas Canárias. A competição tinha 16 atletas convidados e foi o último evento da temporada 2010.

As condições extremas colocaram alguns atletas em dificeis situação como o segundo colocado do evento, o canário Diego Cabrera, que durante as quartas de final, após um rolo muito alto, finalizou a manobra na zona de impacto. O sul-africano Andre Botha, bicampeão mundial, ficou em terceiro, com o quarto lugar para outro atleta das Ilhas Canárias, Yeray Martinez.

O Brasil contou com a presença de Guilherme Tâmega e Uri Valadão. Os dois acabaram eliminados nas quartas de final, mas mostraram um bom nível nas ondas de El Fronton.  Questionado sobre as dificuldades em se posicionar na perigosa bancada de El Fronton, Guilherme Tâmega foi categórico:

- Essa foi a vez mais complicada que eu tive em toda minha vida para conseguir pegar uma onda. Eu lutava a todo tempo contra o vento – afirmou.

Colaboração Danilo Caboclo, assessoria de Imprensa IBA Brasil


Tomas Hermes é campeão catarinense 2010

19 de dezembro de 2010 0

Tomas foi o surfista mais regular do ano. Foto Basilio Ruy

Eliminado nas oitavas de final, o surfista de Barra Velha, Tomas Hermes, 22 anos, sagrou-se campeão catarinense de surfe profissional neste domingo, após a final da última etapa do Circuito Oakley Santa Catarina Surf Pro, na Praia da Ferrugem. Hermes teve que torcer para o amigo e vice-líder do ranking, Willian Cardoso, não vencer o evento ou terminar na segunda colocação.

Magno Pacheco é um dos bons surfistas paulistas na nova geração. Foto Basilio Ruy


A torcida deu certo e quem se deu bem foi o paulista Magno Pacheco, que venceu a final com 12,70, contra 12,26 do catarinense Guilherme Ferreira, na segunda colocação. Willian terminou em terceiro com 11,10 e o paulista Gilmar Silva, foi o quarto, com 5,93.

Apesar do vice-campeonato estadual, Willian carimbou sua vaga no Brasil Surf Pro de 2011, a elite do surfe nacional. Além do título estadual, Hermes deve ser confirmado como campeão da divisão de acesso da elite nacional, o Brasil Tour 2010, da Abrasp.

Resultado da última etapa – Praia  da Ferrugem
Campeão: Magno Pacheco(SP) – R$ 8 mil e 2.500 pontos
Vice-campeão: Guilherme Ferreira(SC) – R$ 5 mil e 2.150 pontos
3º lugar: Willian Cardoso (SC) – R$ 3,2 mil e 1.825 pontos
4º lugar: Gilmar Silva(SP) – R$ 2,6 mil e 1.675 pontos

Semifinais
3º = 5º lugar (R$ 1.600 e 1525 pts no Catarinense) / 4º=7º(R$ 1.200 e 1388 pts):
1ª:1ºMagno Pacheco(SP),2ºGui Ferreira(SC),3ºDiego Rosa(SC),4ºFelipe Martins (CE)
2ª: 1ºGilmar Silva(SP),2ºWillian Cardoso(SC),3ºGuga Arruda(SC),4ºThiago de Souza(CE)

Quartas de final:
3º = 9º lugar (R$ 800 e 1.250 pts no Catarinense) / 4º=13º (R$ 600 e 1125 pts):
1ª:1ºGui Ferreira(SC),2ºDiego Rosa(SC),3ºMarthen Pagliarini(SC),4ºGustavo Henrique(SP)
2ª:1ºFelipe Martins(CE), 2ºMagno Pacheco(SP), 3ºAndré Gonçalves(SC), 4ºGreg Cordeiro (SC)
3ª:1ºGuga Arruda (SC),2ºWillian Cardoso(SC),3ºAlan Saulo (PB),4ºMarcio Farney(CE)
4ª: 1ºThiago de Souza(CE),2ºGilmar Silva(SP),3ºTânio Barreto(AL), 4ºPeterson Thomas (SC);

RANKING FINAL DO CATARINENSE PRO 2010

1º: Tomas Hermes (SC)            – 5.900 – Campeão catarinense 2010   
2º: Willian Cardoso (SC)          – 5.800            
3º: Gustavo Santos (SC)          – 4.350
4º: Beto Mariano (SC)             – 4.200            
5º: Guilherme Ferreira (SC)  – 4.150            
6º: Diego Rosa (SC)                 – 3.900
7º: Greg Cordeiro (SC)            – 3.450           
8º: Marthen Pagliarini (SC)   – 3.150
9º: Tânio Barreto (AL)           – 3.150           
10º: André Zanini (SC)           – 3.104

Brazucas fora do Pipe Masters

16 de dezembro de 2010 0

Mineirinho tentou reagir no final da bateria, mas acabou derrotado. Foto Kelly Cestari/ASP

Os brasileiros Adriano de Souza, o Mineirinho, e Jadson André, foram eliminados do Billabong Pipe Masters em memória à Andy Irons, a última etapa do ASP World Tour 2010, que recomeçou na quarta-feira, com ondas de quatro a seis pés, em Pipeline, no Havaí. Para recomeçar a prova, a direção optou por colocar na água duas baterias simultâneas e os dois brasileiros caíram praticamente ao mesmo tempo. Mineirinho foi derrotado pelo australiano Kieren Perrow, enquanto Jadson perdeu para o americano Damien Hobgood. Com o resultado, os brasileiros dividiram o 13º lugar na prova.

Na quarta-feira, rolaram as baterias da terceira e quarta fases e de oitavas de final.  O destaque ficou para a primeira nota 10 da prova do decampeão Kelly Slater em tubão de backdoor, e a atuação do havaiano Dusty Payne que saiu da combinação nos minutos finais contra Mick Fanning e se garantiu na elite em 2011, tirando o americano Gabe Kling. Em seguida, Payne seria eliminado pelo carrasco de Mineirinho, Kieren Perrow.

Além de decidir o ranking final da ASP, o evento aponta o campeão da Tríplice Coroa Havaiana. E apenas o australiano Adrian “Ace” Buchan pode tirar o título de Joel Parkinson, já eliminado em Pipe. Ace precisa vencer a prova para levar um dos mais conceituados títulos do surfe mundial. Na próxima fase, ele tem pela frente nada mais do que Slater!

Andrea pendura a lycra

13 de dezembro de 2010 0

Andrea achou esse floater na final de poucas ondas na Barra. Foto Pedro Monteiro/Brasil 1

O final da última etapa do Brasil Surf Pro, na Praia da Barra da Tijuca foi marcado pelo anúncio da tetracampeã brasileira Andrea Lopes. A carioca surpreendeu ao decidir deixar as competições de lado para desenvolver outros projetos como escrever a própria biografia, ser colunista de uma revista especializada e incentivar o surfe na secretaria de Esportes do Rio de Janeiro.
Andrea salientou que ainda vai correr algumas etapas, porque está classificada (finalizou o ano em 4º lugar), mas que não terá o mesmo foco de outros anos. Dona de sete títulos em etapas da elite nacional, de 16 finais disputadas, Andrea ficou o vice-campeonato na última etapa do BSP, em uma bateria com poucas ondas, vencida pela paraíbana Diana Cristina, a Tininha.
– Na verdade, aproveitei para ficar 40 minutos em sintonia com o mar, pois oficialmente mesmo, eu não tinha falado nada ainda. Ano que vem, a competição não será prioridade, mas continuarei pelas praias, sempre.

Andrea é um exemplo de dedicação ao surfe feminino e de aplicação do esporte para superar problemas de saúde.  No auge da carreira, a surfista foi vítima de anorexia, o que impediu sua aparição regular no circuito mundial, onde teria feito bonito, com certeza.

Colaboração: jornalista João Carvalho, assessor de imprensa da Abrasp.

Rip Fly Amador premia os campeões de 2010

12 de dezembro de 2010 0

Diego é mais um que mostra o potencial dos atletas do Norte do Estado. Foto: Basilio Ruy/Fecasurf

As ondas da Praia do Campeche foram o palco da última e decisiva etapa do Circuito Catarinense Rip Fly de Surf Amador 2010.Um dos destaques foi o atleta de Barra Velha, Diego Michereff, 18 anos, campeão nas categorias Open e Junior. Na primeira, ele garantiu o título nas semifinais após Leandro da Silva ser eliminado. Na Júnior, precisou chegar à final para levar o caneco. Com os títulos, Diego garantiu uma moto zerada e uma passagem para o Havaí.
– Foi um ano bom pra mim, consegui alcançar meus objetivos neste ano que era vencer o circuito e conquistar um bom patrocínio. Agora é só alegria. Quero agradecer à minha família, que foi muito importante nesta conquista, meus amigos, meu patrocinador (Greenish) e à Fecasurf, de parabéns pela organização do circuito.

Matheus Navarro aparece como a mais nova revelação de SC. Olho nele!. Foto Basilio Ruy/Fecasurf



Outro destaque foi o atleta de Balneário Camboriú, Matheus Navarro, 16 anos, tricampeão catarinense na categoria Mirim. Dois títulos foram para atletas de São Francisco do Sul. Na Iniciantes, o campeão foi Alcides Lopes Neto, 14 anos. Na Infantil, Gustavo Ramos, 12 anos, venceu todas as etapas e já havia assegurado o bicampeonato. Na categoria Feminina, Evelin Conceição, de Florianópolis, sagrou-se bicampeã com uma diferença de apenas dois pontos para a segunda colocada, Ana Ceccarelli. Na Máster, Junior Maciel, da Guarda do Embaú, levou o título pela sétima vez.
O presidente da Fecasurf  Fred Leite, ressaltou a importância do circuito amador diante dos expressivos resultados obtidos pelos surfistas profissionais catarinenses como Tomas Hermes, Alejo Muniz, Willian Cardoso e Jean da Silva.
– Esses atletas cresceram e iniciaram suas carreiras disputando as categorias do circuito catarinense amador, e hoje são os principais destaques dentro do cenário nacional, carimbando o compromisso da Federação Catarinense de Surf com o crescimento e a qualificação do esporte no estado – declarou o presidente da Fecasurf, Fred Leite.

Colaboração: Norton Ewaldt, diretor de comunicação da Fecasurf.

Classificação da etapa da Praia do Campeche

Open

1º – Gabriel Castigliola

2º – Jussemir Junior

3º – Mauricio Lopes

4º – Diego Michereff

Junior

1º – João Paulo Abreu

2º – Diego Michereff

3º – Pércio Nobrega

4º – Sebastian Ribeiro

Mirim

1º – Cainã Barletta

2º – João Paulo Abreu

3º – Matheus Navarro

4º – Arthur Bitencourt

A festa do Brasil Surf Pro

12 de dezembro de 2010 0

Acabou a temporada e os campeões foram coroados na manhã deste domingo, na Praia da Barra da Tijuca. Parabéns aos campeões!

A paulista Suelen Naraísa, bicampeã, e o catarinense Jean da Silva, com o título inédito. Foto Pedro Monteiro/Brasil 1


Ranking Final Brasil Surf Pro 2010 – após 5 etapas

1º Jean da Silva – SC (campeão) 2.950 pontos
2º Alan Jhones – RN 2.630
3ºBruno Galini – BA 2.620
8º Tomas Hermes – SC 2.290
20º Diego Rosa – SC 1.800
26º Guga Arruda – SC 1.700


Feminino
1ª Suelen Naraísa – SP (campeã) 3.610
2ª Diana Cristina – PB 3.400
3ª Juliana Quint – SC 2.830
7ª Gabriela Leite – SC 2.570
14ª Chantala Furlanetto – SC 1.850
17ª Marina Werneck – SC  1.110

Tomas Hermes levanta o cheque que vai pagar o churrasco de comemoração. Foto Pedro Monteiro/Brasil 1

Brasil Surf Pro  – classificação da 5ª etapa – Praia da Barra da Tijuca

Masculino
1º Tomas Hermes – SC (campeão)
2º Ricardo Ferreira – SP
3º Heitor Pereira – SP
Leonardo Neves – RJ


Diana Cristina, a Tininha, levou a etapa e ficou com o vice-campeonato. Foto Pedro Monteiro/Brasil 1.


Brasil Surf Pro – classificação da 5ª etapa – Praia da Barra da Tijuca

Feminino
1ª Diana Cristina – PB (campeã)
2ª Andrea Lopes – RJ
3ª Luana Coutinho – SP
Claudia Gonçalves – SP

Hermes é finalista do BSP

11 de dezembro de 2010 0

Tomas Hermes garantiu SC na final da última etapa. Foto Pedro Monteiro

O pequeno surfista da Barra Velha virou um gigante nas ondas de um metro balançadas pelos vento leste na Praia da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Tomas Hermes venceu Simão Romão nas quartas de final e Heitor Pereira na semifinal para garantir seu lugar na final da última etapa do Brasil Surf Pro.

Com o resultado, Tomas assegurou uma posição como Top 10 da elite liderada por Jean da Silva. Se for campeão, pula para oitavo. Mas o título não será fácil de ser conquistado. Hermes terá pela frente o paulista Ricardo Ferreira, que venceu Léo Neves na outra semifinal.

A final do evento feminino também já está definida. A carioca Andrea Lopes venceu Luana Coutinho na primeira semifinal e irá enfrentar a paraibana Diana Cristina, que bateu Claudia Gonçalves na segunda semifinal. As duas finais acontecem na manhã deste domingo.

Resultados oficiais:

MASCULINO

Quartas de final:

Tomas Hermes 11,83 a 9,06 Simão Romão

Heitor Pereira 8,77 a 8,57 Jean da Silva

Ricardo Ferreira 10,53 a 8,07 Alandreson Martins

Léo Neves 14,16 a 10,80 Gustavo Fernandes

Semifinais:

Tomas Hermes 11,74 a 10,03 Heitor Pereira

Ricardo Ferreira 11,67 a 9,93 Léo Neves

FEMININO

Andrea Lopes 5,93 a 2,26 Luana Coutinho

Diana Cristina 11,44 a 8,50 Claudia Gonçalves

FINAIS (DOMINGO)

Tomas Hermes x Ricardo Ferreira

Andrea Lopes x Diana Cristina


Hermes segue, mas Jean cai

11 de dezembro de 2010 0

Tomas Hermes segue firme na busca pelo título da etapa. Foto Pedro Monteiro/Brasil 1

A semifinal catarinense na última etapa do Brasil Surf Pro, no Rio de Janeiro, não vai mais acontecer. Após Tomas Hermes vencer bem a primeira bateria (11,83 a 9,06) das quartas de final diante do carioca Simão Romão,  o campeão brasileiro 2010, Jean da Silva, acabou eliminado pelo paulista Heitor Pereira na segunda bateria.

Heitor Pereira está encaixado na vala da Barrra. Foto Pedro Monteiro/Brasil 1

O paulista havia prometido carimbar a faixa do catarinense e agora segue na briga pelo vice-campeonato brasileiro, que também tem Léo Neves na disputa. Enquanto na bateria de Hermes, o vento ainda não tinha dado as caras, propiciando mar liso e ondas abrindo para os dois lados, o mar encrespou na bateria de Jean, as ondas abriram menos, e Heitor Pereira mostrou estar bem encaixado na vala do posto 4 da Barra da Tijuca. A diferença foi de apenas 20 décimos, mas Jean precisava de um 4,5 e conseguiu apenas um 4,3 na última onda, a 30 segundos do fim.

Léo Neves quer o vice-campeonato brasileiro. Foto Pedro Monteiro/Brasil1

Nas outras duas baterias de quartas de final, o paulista Ricardo Ferreira barrou o baiano voador Alandreson Martins, que vinha sendo um dos destaques do evento. Agora, Ferreira vai enfrentar Léo Neves, que venceu com sobras o clássico carioca contra Gustavo Fernandes, outro ex-campeão brasileiro.

Vale ressaltar que Tomas Hermes tem sido um dos destaques da competição, ao lado do  próprio Heitor Pereira, e do carioca Léo Neves. A final do evento masculino será disputada no domingo. Após o término das baterias de quartas de final do evento masculino, entram na água as meninas para a disputa das semifinais. a carioca Andrea Lopes enfrenta a paulista Luana Coutinho, e outra paulista, Claudia Gonçalves, pega a paraibana Diana Cristina, a Tininha.


Jean é campeão!

10 de dezembro de 2010 0

Jean verticalizou para vencer Michel Roque e garantir o título. Foto: Pedro Monteiro/Brasil 1

O catarinense Jean da Silva soltou o grito de campeão brasileiro 2010 e acabou com o jejum que durava 23 anos sem surfistas catarinenses no topo do pódio ao final da temporada do circuito brasileiro de surfe profissional. Jean avançou para as oitavas de final da última etapa do Brasil Surf Pro, na Barra da Tijuca, e não pode mais ser alcançado pelo paulista Heitor Pereira, único dos oito concorrentes que ainda está “vivo” na prova. O vice-líder do ranking, o potiguar  Alan Jhones, foi eliminado logo na segunda bateria pelo catarinense Tomas Hermes, que não entrou pensando apenas em ajudar o amigo.

Tomas Hermes eliminou Alan Jhones e ajudou Jean. Foto Pedro Monteiro/Brasil 1

- Estou focado em fazer um grande resultado. Entrei para fazer o meu trabalho, mas fico feliz em ajudar o Jean, que também é do Norte do Estado. No circuito estadual, eu e o Willian estamos brigando pelo título e também somos do Norte, então nada melhor que ter um surfista do Norte de SC como campeão brasileiro -  explicou.

Para levar o título, Jean precisou vencer o cearense Michel Roque na quarta bateria. Após um início equilibrado, Jean abriu uma pequena vantagem faltando 12 minutos para o término do duelo e depois só administrou. Na próxima bateria, o catarinense vai enfrentar o paulista Heitor Pereira, enquanto Tomas Hermes tem o baiano Wilson Nora pela frente. Os dois catarinenses podem se enfrentar nas semifinais.

Após a conquista do título, Jean falou um pouco sobre a emoção de ser o primeiro catarinense campeão brasileiro.

- Estou contente em ser o primeiro catarinense campeão brasileiro. Tudo deu certo. Quero dedicar esse título à minha família, e ao meu pai, a pessoa mais importante da minha vida – disse o atleta, que não vê os familiares há dois meses.

O diretor executivo da Abrasp, Marcelo Andrade, elogiou Jean e acha que o título ficou em boas mãos:

- O Jean é um surfista completo. Sabe entubar, fazer manobras arrojadas e de linha. Ele foi crescendo no circuito e quando venceu em Búzios viu a possibilidade de ser campeão. Na Joaquina, assumiu de forma consistente a liderança do ranking e confirmou aqui na Barra.

Surf catarinense em alta

09 de dezembro de 2010 0

Jean da Silva no melhor estilo águia. Foto Pedro Monteiro/Brasil 1

O ano está terminando e o surfe catarinense está mostrando sua cara. Depois do título sul-americano de Willian Cardoso, Alejo Muniz foi confirmado na elite do surfe mundial e Jean da Silva está bem próximo do título nacional, feito inédito em 23 anos de história do circuito brasileiro profissional de surfe.

Nesta quinta-feira, na Barra da Tijuca, Jean da Silva venceu sua bateria contra o baiano Flávio Costa e ainda contou com a eliminação do baiano Bruno Galini, terceiro do ranking e campeão da quarta etapa, na Praia da Joaquina. A vitória de Jean na bateria também foi suficiente para eliminar outros cinco concorrentes ao título – Léo Neves, Hizunomê Bettero, Pedro Henrique, Tânio Barreto e Rudá Carvalho – já que não poderão mais alcançar o catarinense que iniciou o evento na liderança do ranking.

Conversei com Jean nesta quinta-feira e o surfista pareceu bastante confiante. Está morando no Rio desde outubro e surfando com a mesma Xanadu que usou para vencer a terceira etapa, na Praia de Geribá, em Búzios. Para o conterrâneo e surfista Guga Arruda, Jean é um surfista com todas as qualidades para ganhar o título inédito para Santa Catarina:

- A gente viu o Jeanzinho evoluir desde moleque.  Muito jovem já estava em Pipeline, trabalhava o estilo, o uso das bordas. É um surfista muito completo, pois dá aéreo rodando e faz as linhas clássicas. É um profissional muito responsável, uma pessoa muito correta e se for campeão será uma grande vitória pessoal, pelos méritos dele, e para Santa Catarina.

Tá falado então Guga!