Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Jeff Hubbard vence abertura do IBA Tour em Pipe

23 de fevereiro de 2011 0

Havaiano Jeff Hubbard festeja o tricampeonato em Pipe e larga na frente no circuito IBA. Foto IBA/Collins

O título do Pipeline Pro 2011, primeira etapa do Circuito Mundial de Bodyboarding, ficou com o havaiano Jeff Hubbard. O havaiano bicampeão mundial deu show na grande decisão e somou 19,25 pontos em 20 possíveis, nessa que foi a melhor apresentação de toda a etapa.

_ Eu gostaria de agradecer a Deus, minha esposa, minha família e meus amigos. Só tenho a agradecer por estar aqui neste dia abençoado. Isso é inacreditável. Agradeço ainda aos brasileiros, sul-africanos, australianos e todos que elevaram o nível deste evento – disse Hubbard, que somou 2000 pontos no ranking mundial e levou ainda U$ 6 mil em prêmios (nota do blogueiro – um prêmio baixíssimo em se tratando de Pipe e circuito mundial).

Nas primeiras baterias do dia, o mar apresentava melhores condições e os maiores placares do dia vieram das disputas iniciais. Na grande decisão, a escolha de ondas foi fundamental, porque o vento fez as condições do mar piorarem. Mesmo assim, Hubbard foi atrás da vitória. A poucos minutos do fim, Jeff estava em combinação e na última posição.

Mas em Pipe tudo pode acontecer e quatro minutos foram suficientes para o havaiano arrancar um 9,75 em um tubo espetacular, e 9,5 para somar 19,25. Foi o terceiro título de Hubbard nos canudos mais famosos do Havaí. Na segunda posição ficou o aussie Tom Rigby, em terceiro, o sul-africano Jared Houston e, em quarto, o também australiano Dallas Singer.

Seis brasileiros disputaram o último dia de competições em Pipeline. O primeiro a ser eliminado foi o catarinense Luis Villar, no Round 6. Eder Luciano, de Itapema,foi o segundo brasileiro a ser eliminado em Pipe. O atleta teve uma boa nota na primeira onda, 8, mas faltou uma segunda onda boa e acabou eliminado no round 7.

Nas quartas de final mais três brasileiros acabaram eliminados: Uri Valadão, Lucas Nogueira e Magno Oliveira. Ele vinham de ótimas atuações nas fases anteriores, mas não acharam as melhores ondas nesta fase e deixaram o evento. O último brasuca eliminado em Pipe foi o hexacampeão mundial Guilherme Tãmega. O carioca mais uma vez foi o melhor atleta do país em Pipe e abre a temporada com um ótimo resultado, parando apenas na semifinal.

Agora o IBA World Tour parte para o Oeste da Austrália, onde entre os dias 14 e 20 de abril, acontece a etapa assustadora de The Box, em Margaret River.


Com informações de Danilo Caboclo – assessoria de imprensa da IBA South America

Envie seu Comentário