Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de abril 2011

Jean da Silva fatura etapa do Carioca

30 de abril de 2011 1

Jean da Silva venceu na hora certa e ganhou confiança para a triagem do WT. Foto Pedro Monteiro/Adding

O surfista catarinense e atual campeão brasileiro de surfe, o catarinense Jean da Silva levou o título da segunda etapa do Circuito Estadual do Rio de Janeiro, o Arnette e Mate Leão Rio Surf Pro 2011, neste sábado com boas ondas de um metro no canto do Recreio dos Bandeirantes. A competição contou com a presença de surfistas de nove estados do Brasil.
Mesmo passando praticamente todas as baterias em segundo lugar, na final Jean venceu o paraibano Jano Belo (segundo colocado), o potiguar Danilo Costa (terceiro) e atual campeão carioca Igor Morais (quarto lugar).

Jean comemora primeiro título do ano. Foto Pedro Monteiro/Adding
Um dos destaques da competição, o baiano Bruno Galini foi derrotado nas semifinal por Jano Belo e Danilo Costa. O perambucano radicado em Florianópolis, Ian Gouveia, foi outro destaque do evento, e também só parou na semi, diante de Jean e Igor.
Morando há mais de um ano no Rio, Jean está bastante adaptado as ondas carioca e no ano passado conquistou o título brasileiro na Barra da Tijuca.
- Minha escolha em morar na cidade foi por causa da minha namorada e vejo que isso só tem me dado alegrias, viajo muito e resolvi vir morar aqui e essa é a minha primeira final no carioca pro. Estou muito feliz com esse resultado – disse Jean.

Jano voando emoldurado pelas pedras do costão do canto do Recreio. Foto Pedro Monteiro/Adding
O lider do circuito estadual do Rio de Janeiro apois a segunda etapa é o paraibano Jano Belo que está residindo na cidade faz dois anos. Filho de pai cearense e mãe carioca, o lider ficou satisfeito com a segunda colocação.
- Meu pai conheceu minha mãe na Paraiba, onde tive a felicidade de nascer lá, mas agora tenho curtido bastante o Rio, terra natal da minha mãe, e estou feliz por liderar o ranking carioca – Jano Belo.

Scheidt e Prada fecham semana com chave de ouro

30 de abril de 2011 0

Dupla festeja 10 anos de parceria e o quarto título da temporada. Foto Guillaume Durand/DDPI/FFV

Robert Scheidt e Bruno Prada encerraram participação na Semana Olímpica Francesa de forma irretocável, com a vitória na Medal Race da classe Star. A dupla já havia conquistado o título de forma antecipada e após a Medal Race fechou a competição com 39 pontos perdidos, contra 72 dos vice-campeões, os franceses Xavier Rohart e Pierre Ponsot. Torben Grael e Marcelo Ferreira, a outra dupla brasileira na disputa, terminaram em 14º, com 122 pontos.

Em ação, Prada e Scheidt não deram chances aos adversários. Foto Guillaume Durand/DDPI/FFV
Em campanha olímpica para Londres/2012, este ano os líderes do ranking mundial da Star foram campeões da Walker Cup e da Rolex Miami OCR, ambos em janeiro, e da Semana Brasileira de Vela, em fevereiro, em Florianópolis. Na raia de Jurerê eles conquistaram vaga na equipe brasileira olímpica de vela e o direito de participar do evento-teste para os Jogos de Londres, em agosto, nas raias que serão usadas no programa olímpico de vela, em Weymouth.
– É como velejar numa Olimpíada, mas sem pressão por resultado – compara Prada.
O objetivo dos velejadores é estar no auge em dezembro, no Mundial.
– Teremos de dosar os esforços para não exagerar. No Mundial, vamos tentar classificar o Brasil para a Olimpíada – diz Scheidt.
A dupla volta a competir a partir do dia 11, no Olympic Garda, em Itália.
Outros brasileiros também competiram na Semana de Vela da França, com destaque para a dupla do Clube Jangadeiros, de Porto Alegre, formada pelo catarinense André Fonseca, o Bochecha, e o carioca Marco Grael, que também se classificaram para a Medal Race após 15 regatas, terminando a prova na sexta posição e fechando a competição na sétima colocação.

Largada da 49er na Medal Race. Foto Guillaume Durand/DDPI/FFV

Confira como foi o desempenho dos velejadores brasileiros na 43ª Semana Olímpica Francesa:


- André Fonseca e Marco Grael (49er) – 7º lugar

- Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan (470 Feminino) – 15º lugar

- Martine Grael e Isabel Swan (470 Feminino) – 26º lugar

- Fábio Pillar e Gustavo Thiesen (470 Masculino) – 34º lugar

- Robert Scheidt e Bruno Prada (Star) – 1º lugar

- Torben Grael e Marcelo Ferreira (Star) – 14º lugar

- Bruno Fontes (Laser) – 37º lugar

- Stefano Mazzaferro (Laser) – 83º lugar

- Eduraco Couto (Laser) – 101º lugar

- Feliphe Minier (Laser) – 142º lugar

- Jorginho Zariff (Finn) – 30º lugar

- Patrícia Freitas (RS:X Feminina) – 12º lugar

- Juliana Mota, Marina Jardim e Larissa Juk (Match Race) – 22º lugar

Sally embala em Teranaki e assume a ponta

30 de abril de 2011 0

Sally usou bem as batidas de backside para dominar a competição. Foto ASP Kirstin Scholtz

A australiana Sally Fitzgibbons venceu o seu segundo evento consecutivo na temporada ao atropelar a havaiana Carissa Moore na final do Subaru Pro TST Bank Womens Surf Festival, em Back Beach, Teranaki, na Nova Zelândia. A surfista já vinha apresentado o melhor surfe desde o início da competição. Estava solta nas marolas de Back Beach e voltou a confirmar de forma indiscutível ao fazer 16 contra 6,86 de Carissa na grande final.

Carissa Moore é a vice-líder do ranking agora. Foto ASP Kirstin Scholtz

Com a segunda vitória do ano somada ao terceiro lugar da primeira etapa, Sally passou a liderar a corrida pelo título do circuito feminino com 500 pontos (26.500 a 26.000) de vantagem sobre Carissa Moore, que venceu na abertura e terminou vice-campeã pelo segundo evento consecutivo.

Silvana Lima perdeu para a francesa Pauline Ado na quarta fase. Foto ASP Kirstin Scholtz

Eliminada na quarta fase ou segunda repescagem em Teranaki pela francesa Pauline Ado, Silvana Lima permanece na quinta posição do ranking, ao lado de Stephanie Gilmore, ambas com 15.700 pontos. A tetracampeão do mundo também caiu na mesma fase que Silvana. A aussie Tyler Wright, com 19.700 pontos, é a terceira colocada no ranking, seguida da havaiana Coco Ho, com 16.900.

O ASP Womens World Tour 2011 volta agora a partir de terça-feira em Sudney, quando começa o prazo para realização do campeonato promovido pela ex-campeã Layne Beachley. Depois vem a etapa do Brasil, o Billabong Rio Girls Pro, a partir do dia 12 de maio, na Barra da Tijuca, ou na Praia do Arpoador (pico alternativo), no Rio.

Sally comemora o segundo título seguido, rumo ao topo. Foto ASP Kirstin Scholtz

Resultados Subaru Pro TST Bank Womens Surf Festival

1º Sally Fittzgibbons (Aus)

2º Carissa Moore (Hav)

3º Tyler Wright (Aus) e Coco Ho (Hav)

5º Pauline Ado (Fra), Courtney Conlogue (EUA), Chelsea Hedges (Aus) e Paige Hareb (NZ)

Sally domina mais um dia em Teranaki, NZL

29 de abril de 2011 0

Sally vai dominando na Nova Zelândia. Foto ASP/Dieckerson

No segundo dia de competição em Back Beach, Taranaki, marolas de meio metro de altura brindaram as surfistas do ASP Womens World Tour e foram realizadas as baterias da primeira repescagem (segundo round) e do terceiro round, que definiram as primeiras oito surfistas classificadas para as quartas de final do Subaru Pro TSB Bank Women’s Surf Festival, na Nova Zelândia. É a terceira etapa do circuito mundial.

A brasileira Silvana Lima conseguiu passar pela repescagem com facilidade ao superar a local Sarah Mason, sensação do evento no ano passado. No round seguinte, Silvana acabou batida pela aussie Tyler Wright e ficou em segundo lugar na bateria com três competidoras, caindo para a segunda repescagem, o quarto round, quando irá enfrentar a francesa Pauline Ado. Uma surpresa da terceira fase foi a derrota da tetracampeã mundial Stephanie Gilmore, que não se encontrou no mar de Back Beach e ficou com a terceira posição.

O dia foi novamente dominado pela aussie Sally Fitzgibbons, vice-líder do ranking mundial. Ela voltou a fazer o recorde do dia, com 19 pontos de 20 possíveis, na terceira bateria da terceira fase. Além de Stephanie e Silvana, a líder do ranking, a havaiana Carissa Moore, também terá que enfrentar uma bateria de repescagem no quarto round. A competição tem nova chamada marcada para às 7h local, 17h30min no Brasil. Confira ao vivo pelo site da ASP : www.aspworldtour.com ou do evento www.nzsurffestival.co.nz/ .

Subaru Pro TST Bank Womens Surf Festival – Resultados do segundo dia
Round 3
1ª: Tyler Wright (Aus) 15.00; Silvana Lima (Bra) 13,50; Rebecca Woods (Aus) 10.75
2ª: Courtney Conlogue (EUA)16,35; Carissa Moore (Hav)14,50; Pauline Ado (Fra)12,60
3ª: Sally Fitzgibbons(Aus)19 ; Chelsea Hedges (Aus) 12,40; Melanie Bartels (Hav)10,40
4ª: Coco Ho(Hav)14,65; Paige Hareb(NZ) 12,50; Stephanie Gimore (Aus) 11

Round 2 (1ª repescagem):
1ª: Chelsea Hedges(Aus) 13,75 x 12,65 Jessi Miley-Dyer(Aus)
2ª: Rebecca Woods(Aus) 10,50 x 7,25 Sofia Mulanovich(Per)
3ª: Silvana Lima(Bra) 12 x 8,10 Sarah Mason(NZ)
4ª: Tyler Wright(Aus) 14,40 x 13,25 Claire Bevilacqua(Aus)
5ª: Coco Ho(Hav) 11 x 10,35 Alana Blanchard(Hav)
6ª: Pauline Ado(Fra) 14,75 x 7,25 Laura Enever(Aus)

Baterias programadas para o Round 4 (2ª repescagem):
Silvana Lima (Bra) x Pauline Ado (Fra)
2ª Carissa Moore (Hav) x Rebecca Woods (Aus)
3ª Chelsea Hedges (Aus) x Stephanie Gilmore (Aus)
4ª Paige Hareb (NZ) x Melanie Bartels (Hav)

Brasileiro de Bodyboard em Búzios em Junho

29 de abril de 2011 0

Estrutura montada ano passado será repetida em junho próximo. Foto Cbrasb/Divulgação
A Praia de Geribá na paradisíaca cidade de Búzios, no litoral fluminense, será a sede da abertura do Campeonato Brasileiro de Bodyboard durante os dias 17 e 19 de junho. O evento deve receber 150 atletas de diversos estados e contará com premiação de R$ 30 mil.
– Estamos muito felizes em levar o maior evento nacional para a cidade de Búzios pelo terceiro ano consecutivo. A etapa acontecerá no inverno, que é uma época com boas ondulações e swells. O evento tem tudo para ficar na história. O Búzios Bodyboard Brasil abrirá com pé direito o Circuito Brasileiro de 2011 – ressalta Flávio Brito, diretor técnico da CBRASB.

Além das competições, o evento de Búzios trará uma novidade: a realização de um aulão de bodyboard gratuito para as crianças da Rede Municipal de Ensino da cidade de Búzios. O aulão será supervisionado pela Confederação Brasileira e acontecerá duas vezes por semana, durante duas semanas, sempre com a participação de atletas profissionais e professores qualificados pela CBRASB.
– Nossa intenção é tornar Búzios um centro de revelação de atletas e para isso uma escolinha em funcionamento na cidade é fundamental – explicou Flávio Brito.

As filiações e inscrições serão abertas nos próximos dia pelo site da CBRASB: www.cbrasb.com.br
O Búzios Bodyboard Brasil tem o patrocínio da prefeitura de Armação dos Búzios e conta com a realização da Confederação Brasileira de Bodyboard e supervisão da Federação de Bodyboard do Rio de Janeiro.


Atuais campeões brasileiros:

Super Top – Leonardo Costa – Espírito Santo
Pro Feminino – Isabela Sousa – Ceará
Pro Trials – Wanderson Araújo – Espírito Santo
Amador Masculino – Guilherme Cerruti – Espírito Santo
Amador Feminino – Gabriela Possato – Espírito Santo
Junior Masculino – Ailton Neto – Rio de Janeiro

Com informações de Danilo Caboclo – assessoria de Imprensa CBRASB

Scheidt e Prada são campeões em Hières, na França

28 de abril de 2011 0

Scheidt e Prada não deram chances aos adversários, mesmo com os ventos fracos em Hyères. Foto Guillaume Durand/DDPI/FFV

Pela segunda vez na temporada, Robert Scheidt e Bruno Prada são campeões antecipados de um evento internacional importante antes mesmo da disputa da Medal Race. Com um 10º e dois 5º lugares nas três regatas desta quinta-feira na Semana Olímpica Francesa, os brasileiros da classe Star fecharam a fase de classificação com 37 pontos perdidos e não correm o risco de serem ultrapassados, nem com a disputa da Medal Race. A primeira vez no ano em que a dupla conseguiu tal façanha foi na Rolex Miami OCR, em janeiro.
Em mais um dia de ventos fracos em Hyères – a velocidade oscilou de 5 a 8 nós (9,2 km/h a 14,8 km/h) – a organização da Semana Olímpica Francesa optou pela realização de três regatas para completar a programação da fase de classificação, que estava atrasada.
– Foram três regatas de ventos fracos e rondados. Nas duas primeiras, velejamos da forma mais conservadora possível. Na última, em que só os franceses poderiam nos vencer, fizemos uma regata tática e ficamos sempre colados neles – contou Scheidt.
Prada destaca que a dupla foi superando obstáculos ao longo da competição.
– Os ventos fracos e inconstantes predominaram aqui e, com o nível elevadíssimo da Star, qualquer pequeno erro custaria muito caro. Mas conseguimos sair de situações difíceis e nos superar. Ganhar o título antes da Medal Race demonstra que fomos muito constantes esta semana, lembrando que ganhamos apenas uma regata. Missão cumprida! – comemora o proeiro.

Classificação geral após dez regatas e o descarte do pior resultado:
1º – Robert Scheidt e Bruno Prada, Brasil, 37 pontos perdidos (1+5+4+4+2+3+8+10+5+5)
2º – Xavier Rohart e Pierre Ponsot, França, 62 (3+18+1+6+21+2+11+4+3+14)
3º – Diego Negri e Enrico Voltolini, Itália, 68 (2+19+23+3+1+38+14+1+1+4)
4º – George Szabo e Mark Strube, EUA, 69 (5+2+10+9+5+18+7+11+11+9)
5º – Andrew Campbell e Ian Coleman, EUA, 76 (8+3+20+8+6+24+9+3+8+11)

Com informações da Local, assessoria de imprensa

Silvana na repescagem em Taranaki, NZL

28 de abril de 2011 0

Silvana Lima surfou bem, mas Courtney Conlogue foi melhor. Foto ASP/Kirstin Scholtz

A brasileira Silvana Lima caiu para a respescagem do Subaru Pro TSB Bank Womens Surf Festival que está rolando na Nova Zelândia, terceira etapa do circuito mundial.
Silvana ficou em segundo lugar na bateria vencida pela americana Courtney Conlogue, e agora vai enfrentar Sarah Mason, sensação do evento no ano passado e convidada local do evento que também não se deu bem no primeiro round do evento.
O primeiro dia foi dominado pela vencedora de Bells, a aussie Sally Fitzgibbons, que detonou de backside para fazer o placar de 18,45 (8,95 e 9,50), em ondas de meio metro de altura, mas com bastante pressão, em Back Beach, Teranaki. A tetracampeã do mundo Stephanie Gilmore caiu no mar quando o vento começou a interferir um pouco nas condições e venceu a bateria com uma boa escolha de ondas. A local Paige Hareb atraiu um bom público para o campeonato e também avançou direto para o terceiro round, assim como a havaiana e líder do circuito, Carissa Moore.


Baterias de repescagem do Subaru Pro:

1ª – Chelsea Hedges x Jessi Miley-Dyer
2ª – Sofia Mulanovich x Rebecca Woods
3ª – Silvana Lima x Sarah Mason
4ª – Tyler Wright x Claire Bevilacqua
5ª – Coco Ho x Alana Blanchard

Scheidt e Prada aumentam vantagem em Hyeres

28 de abril de 2011 0

Líderes do rankin mundial, Scheidt e Prada fazem ótima campanha na França. Foto: Guillaume Durand/DDPI/FFV

Robert Scheidt e Bruno Prada ampliaram ainda mais a vantagem na liderança da classe Star. Com um oitavo lugar na única regata caracterizada pelos ventos fracos nesta quarta-feira, em Hyères, Scheidt e Prada somam agora 19 pontos perdidos, a metade dos pontos da dupla norte-americana, segunda colocada, formada por George Szabo e Mark Strube, que têm 38.
Em Hyères, Scheidt e Prada dão sequência à campanha olímpica para Londres/2012. Como integrantes da equipe brasileira de vela, a dupla se prepara para a disputa do evento-teste para os Jogos, marcado para agosto, em Weymouth, na Inglaterra, nas raias que serão utilizadas no programa olímpico de vela. Em dezembro, Scheidt e Prada vão disputar o Mundial de Perth, na Austrália, em busca da vaga olímpica para o Brasil na Star.

Classificação geral da classe Star, após sete regatas e o descarte do pior resultado:
1º – Robert Scheidt e Bruno Prada, Brasil, 19 pontos perdidos (1+5+4+4+2+3+8)
2º – George Szabo e Mark Strube, Estados Unidos, 38 (5+2+10+9+5+18+7)
3º – Xavier Rohart e Pierre Alexis Ponsot, França, 41 (3+18+1+6+21+2+11)
4º – Flavio Marazzi e Enrico de Maria, Suíça, 41 (10+4+28+7+4+12+4)
5º – Guillaume Florent e Pascal Rambeau, França, 48 11+6+29+5+3+1+22)

Robert Scheidt tem patrocínio do Banco do Brasil, Prada e Rolex. Robert Scheidt e Bruno Prada têm o apoio do Comitê Olímpico Brasileiro e da Confederação Brasileira de Vela e Motor. Mais informações no site www.robertscheidt.com.br

Etapa do carioca na preliminar do ASP World Tour

28 de abril de 2011 0

Igor Morais rasgando no Arpex. Foto Pedro Monteiro/Adding

O Rio já respira o melhor do surfe competição e a partir dos dias 29 e 30 de abril e 1º de maio rola a primeira etapa do circuito estadual profissional do Rio de Janeiro, o Arnette Rio Surf Pro 2011, nas ondas do Recreio dos Bandeirantes. A etapa, a primeira de três, é organizado pela Feserg, tem patrocínio da Arnette e Mate Leão, e oferece premiação de R$ 30 mil e 1000 pontos do ranking do Brasil Tour, a divisão de acesso à elite do surfe nacional.
O circuito carioca é um dos mais tradicionais do país, começou em 1985, quando Cauli Rodrigues foi o campeão, e teve como vencedor no ano passado, o fisioterapeuta e surfista Igor Morais, que assim garantiu o convite para disputar a traigem da etapa brasileira do ASP World Tour, o Billabong Rio Pro, a partir de 11 de maio, nas ondas da Barra da Tijuca ou do Arpoador (pico alternativo).
– Estou super feliz com esse título! Batalhei muito por isso e quero o bi carioca.Tenho conquistado os meus objetivos e essa vaga para competir o WT aqui na Barra vai ser mais um grande desafio!
O calendário de grandes eventos no Estado do Rio de Janeiro terá ainda a etapa prime da divisão de acesso do circuito mundial, antigo WQS, em Saquarema entre os dias 24 e 29 de maio.

Com informações de Pedro Monteiro, assessoria imprensa Rio Surf Pro 2011.

San Chico II vence em Búzios - classe ORC

26 de abril de 2011 0

San Chico II venceu todas as regatas na Búzios Sailing Week. Foto Gonzalo Arselli/Divulgação

Pelo segundo ano consecutivo, o San Chico 2 não deu chances para os adversários na Búzios Sailing Week. Com a mesma tripulação campeã 2010 comandada por Francisco Freitas (Xico Freitas, Fernando Thode, Damien Bercht, Rodrigo Rosa, Pedro Mota e Márcio Rosa), o San Chico 2 venceu todas as regatas disputadas.
No último sábado, dia 23 de abril, come muito sol e excelentes ventos, foram realizadas duas regatas de barla-sota (entre bóias, contra e a favor do vento). O Pequeno Notável, apelido que o San Chico 2 recebeu do jornalista Murillo Novaes após a vitória de 2010, manteve a invencibilidade na classe ORC, a principal do evento, para garantir o bicampeonato em águas buzianas com cinco vitórias em cinco provas.
- Estamos muito felizes. Desde o ano passado quando resolvemos deixar as regatas regionais e competir em nível naciona, temos nos divertido muito, velejado em lugares maravilhosos como Búzios e obtido bons resultados – declarou o comandante Francisco Freitas.

Colaboração Ivan Netto – assessoria de imprensa Clube Jangadeiros