Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de junho 2011

Adriano de Souza se lesiona nas Maldivas

30 de junho de 2011 1

Adriano de Souza garante que estará em J-Bay na próxima semana. Foto: Kirstin Scholtz/ASP/Arquivo

O brasileiro Adriano de Souza, atual número um da corrida pelo título mundial da ASP, se machucou durante uma trip para as Maldivas, segundo apurou o site Surfline. Mineirinho se lesionou no joelho direito e retornou imediatamente para São Paulo para fazer exames e detectar a extensão da lesão. De acordo com o médico Paulo Barone, a recuperação do atleta pode levar entre 10 dias a dois meses e diante das condições físicas de Mineirinho, a expectativa é otimista.  O próprio surfista, após contato feito por Eduardo Stryer, da Harcore, garantiu que estará em Jeffreys Bay para defender a condição de líder na briga pelo título da temporada 2011.

E a bruxa tá solta mesmo. A havaiana Bethany Hamilton, aquela surfista que perdeu um braço em um ataque de tubarão, sofreu um corte profundo no braço durante trip nas Mentawai, na Indonésia. Teve que levar 10 pontos e chegou a perder parte da sensibilidade porque um nervo cutâneo foi atingido. Ela também já voltou para o Havaí para ser reexaminada.

Ginga na frente do Brasileiro de HPE25, em Ilhabela

24 de junho de 2011 0

Veleiro Max Oakley quer o bicampeonato nacional. Foto Edu Grigaitis/Balaio

A liderança do Campeonato Brasileiro de HPE25 após o primeiro dia de disputas é do barco Ginga, comandado por Breno Chvaicer, com 3 pontos perdidos. O evento é disputado paralelamente ao Warm Up, válido pela segunda etapa da Copa Suzuki Jimny de Vela Oceânica. Atual defensor do título, o Max/Oakley, do timoneiro Bruno Prada, encerrou o primeiro dia na quinta colocação. O veleiro comandado por Anderson Biason conquistou dois quintos e um sexto lugares, somando 16 pontos perdidos.

Bruno Prada, medalha de prata na classe Star nos Jogos de Pequim/2008, ao lado de Robert Scheidt, aproveitou uma folga na campanha olímpica para Londres/2012 para defender o título brasileiro da HPE25, conquistado em 2010. O velejador chegou a Ilhabela no dia 17, vindo da Europa e de um desgastante primeiro semestre na Star.

Neste primeiro dia, os ventos sopraram fortes em Ilhabela, entre 15 e 17 nós (de 27,77 km/h a 31,48 km/h).
– Foi um dia de ventos muito bons, boas ondas, condição muito boa para velejar. Mas nós estamos com uma flotilha de 20 barcos, está difícil largar – comentou Prada.

Para o velejador, o Brasileiro de HPE25 vai servir como preparação para a disputa da Rolex Ilhabela Sailing Week (de 3 a 9 de julho), também em Ilhabela.
– A Semana de Vela de Ilhabela vai ser o principal evento do ano para a classe HPE25. O Brasileiro vai servir para aprendermos muita coisa – afirma Prada, que também conta com Juan de La Fuente e Nicolas Brancher na tripulação do Max/Oakley.


Campeonato Brasileiro de HPE25

Classificação após três regatas:
1º Ginga, 3 pontos perdidos (1+1+1)
2º Bond Girl, 9 pontos perdidos (3+4+2)
3º Match Point, 9 pontos perdidos (2+3+4)
4º Atrevido, 14 pontos perdidos (4+7+3)
5º Max/Oakley, 16 pontos perdidos (5+6+5)
6º Avantto, 20 pontos perdidos (7+5+8)

Com informações da Local Assessoria de Imprensa

Medina é o segundo do Brasil no ranking

20 de junho de 2011 0

Gabriel Medina agora é o 18º da lista. Foto Bravo Quiksilver Press

Após a realização do Quiksilver Pro Portugal, com status Prime, e que ofereceu 6.500 pontos ao campeão, o australiano Julian Wilson e o brasileiro Gabriel Medina deram um grande salto no ASP Mens World Championship, que qualifica a elite após a etapa do WT de Nova York, em agosto.

Julian Wilson cada vez mais perto da elite. Foto Timo / Quiksilver Press

Os dois surfistas já estavam no G-32, mas agora consolidaram a posição. Julian agora é o 15º, com 26.646 pontos, enquanto Medina passa a ser o segundo melhor brasileiro na lista, com a 18ª colocação e 25.615 pontos. O paulista Miguel Pupo, que era o 31º colocado, também deu um salto para a 25ª posição com a terceira colocação em Portugal, assim como o havianao John John Florence, que era o 79ª e agora é o 50º.

Com o terceiro lugar e a vitória no Prime de Trestles, Miguel Pupo soma dois excelentes resultados.Bravo Quiksilver Press

Os outros brazucas entre os 32 são Jadson André, Heitor Alves, Alejo Muniz e Raoni Monteiro, além de Adriano de Souza, o melhor brasileiro, na sétima posição. Quem passou a ocupar a última vaga entre os 32 classificados é o catarinense Willian Cardoso, que foi eliminado na estreia em Ericeira e, com 19.549 pontos, terá que buscar um bom resultado na próxima etapa Prime, o Mr Price Pro, entre 4 e 10 de julho, em Ballito, na África do Sul. O paulista Jesse Mendes manteve a 46ª posição, enquanto o seu primo, Júnior Faria subiu nove posições e encostou em 47º.


John John Florence conquistou 29 posições e agora é o 50º. Foto: Bravo Quiksilver Press

Ranking ASP Mens World Championship – formado pelos oito melhores resultados nos últimos 12 meses. Classifica os 32 melhores para a elite após a etapa de Nova York do WT, em agosto.

1º Slater,Kelly                         EUA    66200    
2º Smith,Jordy                       AFS    52000    
3º Fanning,Mick                    AUS    43648    
4º Burrow,Taj                         AUS    43177    
5º Flores,Jeremy                  FRA    39870    
6º Durbidge,Bede                  AUS    39370    
7º De Souza,Adriano           BRA    38557
8º Wright,Owen                     AUS    37400    
9º Buchan,Adrian                 AUS    36492    
10ºHobgood,Damien           EUA    35370    
11ºBourez,Michel                  TAH    33650    
12ºReynolds,Dane                EUA    31707    
13ºParkinson,Joel                 AUS    31457    
14ºSimpson,Brett                  EUA    29000    
15ºWilson,Julian                   AUS    26646    
16ºPerrow,Kieren                 AUS    26545    
17ºWilkinson,Matt                AUS    26200    
18ºMedina,Gabriel                BRA    25615
19ºDavidson,Chris                AUS    25607    
20ºPires,Tiago                        POR    25423    
21ºHobgood,C.J.                    EUA    25200    
22ºAndre,Jadson                   BRA    25182
23ºAlves,Heitor                     BRA    25095
24ºMelling,Adam                  AUS    24957    
25ºPupo,Miguel                      BRA    23891
26ºMuniz,Alejo                      BRA    23841
27ºGudauskas,Patrick         EUA    23327
28ºMonteiro,Raoni               BRA    23001    
29ºPayne,Dusty                      HAV    21500    
30ºKnox,Taylor                      EUA    21000    
31ºRoss,Daniel                        AUS    19905    
32ºCardoso,Willian               BRA    19549

Fora da lista:

33ºLarsen,Granger                HAV    18587    
34ºKerr,Josh                           AUS    18522    
35ºNicol,Yadin                       AUS    18450    
36ºWhitaker,Tom                  AUS    18297    
37ºLopez,Cory                        EUA    17974    
38ºPatacchia,Fredrick        HAV    16453    
39ºGudauskas,Tanner         EUA    16418    
40ºOtton,Kai                           AUS    16343    
41ºAtkinson,Dion                  AUS    16002    
42ºKling,Gabe                         EUA    15770    
43ºLogie,Travis                     AFS    15712    
44ºMartinez,Bobby              EUA    15153    
45ºChristie,Richard             NZL    14982    
46ºMendes,Jesse                  BRA    14394
47ºFaria,Junior                    BRA    13195
48ºStairmand,Billy              NZL    12926    
49ºBettero,Hizunome         BRA    12890    
50ºFlorence,John John     HAV    12728

Outros brasileiros:
62ºDantas,Wiggolly             BRA    10865    
64ºNeves,Leonardo            BRA    10448    
80ºMiranda,Bernardo        BRA    8956    
86ºHenrique,Pedro              BRA    8148    
90ºPaulino,Pablo                  BRA    7872    
94ºSantos,Ricardo                BRA    7613    
95ºPadaratz,Neco                 BRA    7610    
96ºBastos,Leandro               BRA   7244    
97ºKhodr,Jihad                     BRA    7211

Eder Luciano e Jessica largam na frente em Búzios

19 de junho de 2011 0

Pódio do Super Pro, com Eder Luciano festejando o título. Foto Tony D Andreaao

Campeões da etapa do mundial em Búzios no ano de 2009, o catarinense Eder Luciano e a carioca Jessica Becker repetiram o feito nas ondas da Praia de Geribá na primeira etapa do circuito brasileiro de bodyboard, com o título do Búzios Bodyboarding Brasil neste domingo. A história de 2009 começou a se repetir quando a carioca Jéssica Becker foi para a disputa final contra a capixaba Maylla Venturim.

Atual campeã latina, Maylla dominou a bateria inteira, mas a 30 segundos do término de bateria deixou uma onda passar e viu Jéssica aproveitar a oportunidade para arrancar a nota que precisava para virar o duelo.
– Essa bateria foi muito emocionante. Eu tinha vacilado em uma onda e nessa última deu. Acho que era pra ser – disse a grande campeã.

Pódio feminino com Jessica Becker ao centro. Foto Tony D'Andrea

Vice-campeã da etapa, Maylla mais uma vez chegou a grande decisão. A atleta que havia vencido algumas baterias nessa etapa nos segundos finais, não teve a mesma sorte na decisão, mas saiu contente com o segundo lugar.
– Eu estava muito tranquila. Abri a bateria bem e agora no final eu não acreditei nessa onda. Eu deveria ter remado. Mas bateria é isso, às vezes a gente ganha e às vezes perde. Eu comecei bem e vou correr atrás do título brasileiro – comentou Maylla.

Uri Valadão foi o vice-campeão. Foto Tony D'Andrea

Logo após a vitória de Jéssica, foi a vez de Eder Luciano tentar repetir a vitória de 2009. Diante de um embalado Uri Valadão, o catarinense conseguiu achar uma onda excelente, 9,25, que fez a diferença na bateria. O baiano Uri Valadão tentou diminuir a diferença, somando notas 6,5 e 5,0, mas Eder ainda teve tempo de arrancar mais um 5,50 dos juízes e finalizar a bateria com 14,75 x 11,50.

- Eu peguei muita onda boa durante o evento. Consegui fazer um bom trabalho. Cai para a repescagem e toda bateria eu ia elevando mais o nível. Era pra ser. Estou feliz por ter ganho aqui de novo – falou Eder.

Segundo colocado na competição, Uri Valadão ficou chateado com o resultado em Búzios.
– Eu queria muito ganhar. O universo conspirou a favor dele. Vi que ele mandou várias manobras naquela onda, mas foi bem legal. Esse segundo lugar já é um bom passo para correr atrás do título. Estou com muita vontade de buscar o penta brasileiro – declarou Uri.

O outro catarinense na competição, Luis Villar, foi eliminado justamente por Eder Luciano na quarta bateria das quartas de final. Além das categorias Super Top e Pro Girls, houve nesse domingo a decisão de mais três categorias.

Fabio Torres comemorou o retorno com título. Foto Tony D'Andrea

Na Pro Trials, categoria que dá acesso a elite do circuito brasileiro masculino, o cearense Fábio Rodrigues venceu e comemorou muito ao lado do filho e da esposa a vitória.

- O bodyboard tem atletas muito fortes. Meu filho acabou de nascer e minha família é o mais importante. Tenho que agradecer muito a Deus por essa vitória. Todo mundo no Pro Trials corre atrás das vagas no Super Top e essa vitória me deixa muito feliz – declarou.

Entre os amadores, vitória para o cearense José Willame na categoria Open. Já na sub-16, a vitória ficou com o carioca Ailton Neto.

Eder Luciano largou na frente com o título em Búzios. Foto Tony D'Andrea

Resultados desse domingo:

Super Top:
Final:

Eder Luciano (SC) 14,75 x 11,50 Uri Valadão (BA)
Semifinal:
1ª: 1 Uri Valadão (BA) x 2 Diego da Silva (ES)
2ª: 1 Eder Luciano (SC) x 2 Bruno Invick (RJ)

Jessica Becker venceu de virada sobre Mayla Venturin. Foto Tony D'Andrea

Pro Girls:
Final:

1 Jéssica Becker (RJ) campeão
2 Maylla Venturim (ES) vice-campeã
Semifinal:
1ª – 1 – Jessica Becker (RJ) x 2 Isabela Sousa (CE)
2ª: 1 – Maylla Venturim (ES) x 2 Elizângela Fragozo (ES)

Pro Trials:
Final:
1 Fábio Rodrigues (CE) campeão
2 Tiago Souza (BA) vice-campeão
3º Lucas Rodrigues (ES)
4º Francirley Ferreira (RJ)

Open:
Final:
1º José Willame (CE) (campeão)
2º Thiago Correa (RJ) (vice-campeão)
3º Tiago Souza (BA)
4º Guilherme Cerruti (ES)

Sub-16:
Final:
1º Ailton Neto (RJ)
2º Marcyus Thompson (ES)
3º Brendo Cajado (ES)
4º Gabriel Santana (BA)

O Búzios Bodyboarding Brasil é válido como primeira etapa do Circuito Brasileiro de Bodyboarding. A etapa tem o patrocínio da Prefeitura Municipal de Armação de Búzios e conta com o apoio da Genesis, Paipo, Chez Michou e Restaurante Boom. O evento é uma realização da Confederação Brasileira de Bodyboarding e supervisão da Federação de Bodyboarding do Rio de Janeiro.

Com informações de Danilo Caboclo, assessoria de imprensa da Cbrasb.


Eder e Jéssica repetem 2009 e vencem em Búzios

Campeões do mundial em Búzios no ano de 2009, dupla repete o feito e saiu do Rio de Janeiro com a liderança do Circuito Nacional.

O ano era 2011, mas o desfecho foi o mesmo de 2009. Repetindo as atuações de dois anos atrás, Eder Luciano (SC) e Jéssica Becker (RJ), venceram, neste domingo (19/6), o Búzios Bodyboarding Brasil 2011, primeira etapa do Circuito Brasileiro, disputado na Praia de Geribá. Os dois atletas, que haviam vencido o mundial no mesmo local há duas temporadas, repetiram o feito, só que dessa vez pelo nacional.

A história de 2009 começou a se repetir quando a carioca Jéssica Becker foi para a disputa final contra a capixaba Maylla Venturim. Atual campeã latina, Maylla dominou a bateria inteira, mas faltando apenas 30 segundos para o término de bateria deixou uma onda passar e viu Jéssica aproveitar a oportunidade para arrancar a nota que precisava para virar o duelo.

“Essa bateria foi muito emocionante. Eu tinha vacilado em uma onda e nessa última deu. Acho que era pra ser”, disse a grande campeã. “É um orgulho muito grande. Eu já tinha vencido em 2009 e esse evento vai me levantar com certeza. Espero me empolgar ao máximo e disputar o título até o fim do ano”, concluiu.

Vice-campeã da etapa, Maylla mais uma vez chegou a grande decisão. A atleta que havia vencido algumas baterias nessa etapa nos segundos finais, não teve a mesma sorte na decisão, mas saiu contente com o segundo lugar.

“Eu estava muito tranquila. Abri a bateria bem e agora no final eu não acreditei nessa onda. Eu deveria ter remado. Mas bateria é isso, às vezes a gente ganha e às vezes perde. Eu comecei bem e vou correr atrás do título brasileiro”, comentou Maylla.

Logo após a vitória de Jéssica, foi a vez de Eder Luciano tentar repetir o feito de dois anos atrás. Diante de um embalado Uri Valadão, o catarinense conseguiu achar uma onda excelente, 9,25, que fez a diferença na bateria. O baiano Uri Valadão tentou diminuir a diferença, somando notas 6,5 e 5,0, mas Eder ainda teve tempo de arrancar mais um 5,50 dos juízes e finalizar a bateria com 14,75 x 11,50.

“Eu peguei muita onda boa durante o evento. Consegui fazer um bom trabalho. Cai para a repescagem e toda bateria eu ia elevando mais o nível. Era pra ser. Estou feliz por ter ganho aqui de novo”, falou Eder. “A categoria Top-16 é muito forte. Começar o Circuito liderando é muito importante. Agora é seguir dando prioridade ao mundial e ao brasileiro”, finalizou.

Segundo colocado na competição, Uri Valadão disse estar contente com o resultado em Búzios. “Eu fico um pouco chateado, pois eu queria muito ganhar. O universo conspirou a favor dele. Vi que ele mandou várias manobras naquela onda, mas foi bem legal. Esse segundo lugar já é um bom passo para correr atrás do título. Estou com muita vontade de buscar o penta brasileiro”, declarou Uri.

Fábio Rodrigues vence em seu retorno:

Além das categorias Super Top e Pro Girls, houve nesse domingo a decisão de mais três categorias. Na Pro Trials, categoria que dá acesso a elite do Circuito Brasileiro Masculino, o cearense Fábio Rodrigues venceu em seu retorno. Pegando ótimas ondas, o novo papai do Circuito comemorou muito ao lado do filho e da esposa a vitória.

“O bodyboard tem atletas muito fortes. Meu filho acabou de nascer e minha família é o mais importante. Tenho que agradecer muito a Deus por essa vitória. Todo mundo no Pro Trials corre atrás das vagas no Super Top e essa vitória me deixa muito feliz”, declarou.

Entre os amadores, vitória para o cearense José Willame na categoria Open. Já na sub-16, a vitória ficou com o carioca Ailton Neto.
Resultados desse domingo:

Super Top:
Final:
H1 – Eder Luciano (SC) 14,75 x 11,50 Uri Valadão (BA)
Semifinal:
H1: 1 Uri Valadão (BA) x 2 Diego da Silva (ES)
H2: 1 Eder Luciano (SC) x 2 Bruno Invick

Pro Girls:
Final:
H1: 1 Jéssica Becker (RJ) x 2 Maylla Venturim (ES0
Semifinal:
H1: 1 – Jessica Becker (RJ) x 2 Isabela Sousa (CE)
H2: 1 – Maylla Venturim (ES) x 2 Elizângela Fragozo (ES)

Pro Trials:
Final:
H1: 1 Fábio Rodrigues (CE) x 2 Tiago Souza (BA) x 3 Lucas Rodrigues (ES) x 4 Francirley Ferreira (RJ)

Open:
Final:
H1: 1 José Willame (CE) x 2 Thiago Correa (RJ) x 3 Tiago Souza (BA) x 4 Guilherme Cerruti (ES)

Sub-16:
Final:
H1: 1 Ailton Neto (RJ) x 2 Marcyus Thompson (ES) x 3 Brendo Cajado (ES) x 4 Gabriel Santana (BA)

O Búzios Bodyboarding Brasil é válido como primeira etapa do Circuito Brasileiro de Bodyboarding. A etapa tem o patrocínio da Prefeitura Municipal de Armação de Búzios e conta com o apoio da Genesis, Paipo, Chez Michou e Restaurante Boom. O evento é uma realização da Confederação Brasileira de Bodyboarding e supervisão da Federação de Bodyboarding do Rio de Janeiro.

Yan, o gigante do Arpoador

19 de junho de 2011 0

Yan Daberkow foi o grande campeão no Arpex e vai para a França. Foto Pedro Monteiro

O catarinense Yan Daberkow venceu nas pequenas e perfeitas ondas da praia do Arpoador(RJ) a primeira etapa do Quiksilver King of The Groms 2011. Com a vitória, Yan vai reprensentar o Brasil no Mundial Sub 16 que acontece de 4 a 13 de outubro, na França, em paralelo ao Quiksilver Pro France, a etapa francesa do circuito mundial da ASP.

Neste domigo, o surfista que treina na Prainha, em São Francisco do Sul, começou bem o dia, vencendo o carioca radicado em Santa Catarina, Lucas Silveira, na terceira bateria das quartas de final. Na segunda semifinal, Yan levou a melhor sobre o paraibano Elivelton Santos num confronto bastante difícil.

Deivid Silva tentou o aéreo para tentar superar Yan na final. Foto Pedro Monteiro

A primeira semifinal também teve um grande duelo. Destaques do primeiro dia, Filipe Toledo e Deivid Silva travaram uma verdadeira batalha até o final da bateria. Deivid Silva arriscou nas manobras aéreas e venceu com 15,40 pontos contra 14,00 de Filipe. Mesmo com as ondas demoradas na grande final Yan e Deivid começaram com gás total.

Yan fez um belo aéreo e aplicou boas rasgadas na sua primeira onda que rendeu 6,75 pontos. Deivid demorou um pouco para pegar sua melhor onda que foi um 6,50. Seguro das manobras modernas, Yan mandou boas rasgadas e finalizou sua segunda melhor onda com um aéreo na junção para receberdos juízes a nota 5,50. Deivid precisava de 5.76 e tentou a nota na sua última onda com um aéreo incompleto, não fazendo os pontos necessários.

- Este é o título mais marcante da minha carreira. Trabalhei muito na academia e dentro da água. Estou surfando aqui no Arpoador desde quarta-feira e apesar de treinar no mar muito maior a onda continua a mesma – disse, o surfista gigante de 1,80 metro.

O "gigante" Yan Daberkow comemora no pódio. Foto: Pedro Monteiro

Os outros dois catarinenses no evento foram eliminados nas fases iniciais. Alcides Lopes no round 1 e Luan Wood no round 2. A segunda etapa da seletiva brasileira para o Quiksilver King of Groms 2011 está confirmada e vai acontecer nos dias 23 e 24 de julho, na praia da Tiririca, na cidade de Itacaré, Bahia.

Resultados da Seletiva King of the Groms

Quartas de Final
1ª: Filipe Toledo (SP) 16,15 x Vitor Bernardo (SP) 6,20
2ª: Deivid Silva (SP) 13,50 x Marcos Correia (SP) 9,50
3ª: Yan Daberkow (SC) 10,25 x Lucas Silveira (RJ) 9,50
4ª: Elivelton Santos (PE) 14,75 x Igor Morais (SP) 7,75

Semifinal

1ª: Deivid Silva (SP) 15,40 x Filipe Toledo (SP) 14,00
2ª: Yan Daberkow (SC) 11,50 x Elivelton Santos (PE) 10,75

Final
Yan Daberkow (SC) 12,25 campeão

Deivid Silva (SP) 10,15 vice-campeão

Com informações de Pedro Monteiro, assessoria de imprensa.

Bastidores do Quiksilver Pro Portugal Prime

19 de junho de 2011 0

Um banho ao entardecer em Ribeira D'Ilha. Bravo Quikpress

Estou acostumado a receber imagens dos campeonatos e invariavelmente elas mostram os surfistas em momentos inspirados, executando manobras plásticas, sintonizados com as ondas, durante suas apresentações nas baterias. Como tive a oportunidade de ter acesso a fotos diferentes daquelas tradicionamente divulgadas pelas assessorias de imprensa, aproveito para compartilhar, com o devido crédito. Os fotógrafos Bravo e Lopes assinaram as imagens da Quiksilver Press. Separei alguns detalhes…

Heitor Alves foi relaxar na praia após sua bateria. Foto: Bravo Quikpress


Galera na areia pra ver o campeonato. Lopes Quiksilver Press

Pedro Henrique, Medina, Heitor jogando um fla-flu durante a paralisação no primeiro dia. Foto: Lopes Quiksilver Press


Jeremy no momento "atendendo o fã para foto". Foto: Lopes Quiksilver Press


Sem comentários. Foto: Bravo Quiksilver Press


Detalhe da competição: parafina no peito do pé. Foto: Lopes Quiksilver Press


Sul-africano Travis Logie conectado e concentrado. Foto: Lopes Quiksilver Press

Que que é issooooo. Foto: Bravo Quiksilver Press


A brincadeira do cara. Foto: Lopes Quiksilver Press


Essa cara foi identificado como fã número um do Tiago Pires. Foto: Lopes Quiksilver Press

Julian vence Medina na final do Prime de Portugal

19 de junho de 2011 0

Julian Wilson foi um dos destaques do campeonato e mereceu o caneco. Foto Lopes /Quiksilver Press

O paulista Gabriel Medina quase levou o segundo título consecutivo de um evento Prime da ASP. Neste domingo, em Ribeira da Ilha, em Ericeira, Portugal, o garoto prodígio de 17 anos só parou diante do australiano Julian Wilson, 22 anos, que também surfou muito durante todo o evento e mereceu os 6.500 pontos oferecido ao campeão. Medina somou mais 5.200 pontos e avançou algumas posições no ranking, se consolidando entre os 32 surfistas que formarão a elite a partir do segundo semestre de 2011. O outro brasileiro que ainda tentava o título, o paulista Miguel Pupo, acabou barrado na semi pelo campeão, e faturou outra pontuação expressiva (4.225 pontos).

Medina aproveitou a boa fase e fez um vice-campeonato em Portugal. Foto Bravo /Quiksilver Press

O domingo decisivo do Quiksilver Pro Portugal começou com as disputas das quartas de final. Medina quase arrancou um 10 – 9,87 – para liquidar Jeremy Flores no primeiro duelo entre os oito melhores da competição. John John Florence também não deu chances para Pat Gudauskas, enquanto Miguel Pupo eliminou Dion Atkinson, e Julian Wilson passou fácil pelo neozelandês Jay Quinn.

Na semi, os dois futuros finalistas também se garantiram com certa facilidade. Já na final, Medina não conseguiu repetir as performances anteriores, enquanto Julian igualou a nota do brasileiro nas quartas de final para fazer 19,37 dos 20 possíveis e levar o caneco.

Resultados do Quiksilver Pro Portugal Prime

Final:
Julian Wilson (AUS) – 19,37  – campeão    6.500 pontos
Gabriel Medina (BRA) - 12    – 2º colocado 5.200 pontos

Semifinais (perdedor = 3º lugar = 4.225 pts )

Gabriel Medina (BRA) 17 x 13,67 John John Florence (HAV)
2ª Julian Wilson (AUS) 17,04 x 11,37 Miguel Pupo (BRA)

Quartas de final – (perdedorº = 5º lugar = 3.120 pts)
Gabriel Medina (BRA) 18.37 x 12,33 Jeremy Flores (FRA)
2ª John John Florence (HAV) 18.03 x 12,43 Patrick Gudauskas (EUA)
Miguel Pupo (BRA) 13.84 x 10,17 Dion Atkinson (AUS)
4ª Jay Quinn (NZL) 9.40 x 14,26 Julian Wilson (AUS)

Dupla dinâmica no Quiksilver Pro Portugal Prime

18 de junho de 2011 0

A junção de Ribeira da Ilha chama o lay back e Jeremy Flores compareceu. Foto Bravo Quiksilver Press

Miguel Pupo e Gabriel Medina garantiram lugar nas quartas de final do Quiksilver Pro Portugal Prime neste sábado de ondas pequenas – 2 a 4 pés- e séries demoradas em Ribeira D’Ilha, em Ericeira, Portugal. Com as classificações para o domingo, a dupla dinâmica está cada vez mais dentro do G-32, que formará a nova elite a partir de agosto, após a etapa de Nova York, do ASP WT. Tanto Medina (27º) quanto Pupo (31º) devem subir mais três a cinco posições cada, com os 3.120 pontos da 5ª colocação assegurada na etapa Prime de Portugal. Vale lembrar que o campeão receberá 6.500 pontos no ranking da ASP.

Atual número 56, Junior Faria deve avançar posições no ranking com o 9º lugar. Foto Bravo Quiksilver Presso Quiksilver Press

O sábado começou com as disputas da rodada dos 12 sem perdedores. Jay Quinn, Gabriel Medina, John John Florence e Miguel Pupo fizeram a mala de seus concorrentes e avançaram direto para as quartas de final. Caio Ibelli e Júnior Faria tiveram que disputar a repescagem, mas enfrentaram dois surfistas que também estão embalados e que colocaram pressão desde o início dos confrontos: o americano Pat Gudauskas e o australiano Julian Wilson. Por sinal, os dois, mais o neozelandês Jay Quinn e o top Jeremy Flores são as maiores ameaças para a dupla brasileira, pelo que têm mostrado na competição.

Medina, após vencer sua bateria, neste sábado, deve subir de 27º para 24º com o 5º lugar. .  Foto Bravo Quiksilver Press

Jeremy já será o adversário a ser batido por Gabriel Medina, no primeiro duelo das quartas de final. Na segunda bateria, John John Florence pode superar Pat Gudauskas, e na terceira, Miguel Pupo vai encarar o australiano Dion Atkinson, que caiu na rodada dos 12 sem perdedores e avançou na repescagem em um duelo equilibrado contra o conterrâneo Davey Cathels, mas sem brilho. Na última das quartas, o neozelandês Jay Quinn e o aussie Julian Wilson farão um dos confrontos mais esperados das quartas de final.

Miguel Pupo é definitivamente o novo nome do Brasil no cenário mundial.Foto Lopes/Quiksilver Press

Resultado de sábado Quiksilver Pro Portugal Prime


Round dos 12 sem perdedores (1º avança direto às quartas de final):

1ª 1º Gabriel Medina (BRA) 15,67 2º Cory Lopez (EUA) 11,07 3ºJunior Faria (BRA) 9,37
2ª 1º John John Florence (HAV) 16,67 2º Patrick Gudauskas (EUA) 11,30 3ºJeremy Flores (FRA) 8,77
3ª 1º Miguel Pupo (BRA) 14,87 2º Davey Cathels (AUS) 12,54 3º Caio Ibelli (BRA) 7,03
4ª 1ºJay Quinn (NZL) 16,97 2º Julian Wilson (AUS) 12,44     º Dion Atkinson (AUS) 8,60

John John Florence vai encarar Pat Gudauskas nas quartas. Foto Bravo Quiksilver Press
Quarta fase (repescagem – perdedor = 9º lugar = 2.400 pontos)

1ª Jeremy Flores (FRA) 16.83 x 10.90 Cory Lopez (EUA)
2ª Patrick Gudauskas (EUA) 15 x 11Junior Faria (BRA)
3ª Davey Cathels  (AUS) 11,17 x 11,64 Dion Atkinson (AUS)
4ª Julian Wilson (AUS) 16,83 x 8,10 Caio Ibelli (BRA)

Quartas de final – (perdedor = 5º lugar = 3.120 pts)

1ª Gabriel Medina (BRA) x Jeremy Flores (FRA)
2ª John John Florence (HAV) x Patrick Gudauskas (EUA)
3ª Miguel Pupo (BRA) x Dion Atkinson (AUS)
4ª Jay Quinn (NZL) x Julian Wilson (AUS)

Line up de Ribeira da Ilha ao amanhecer deste sábado. Foto Bravo/Quiksilver Press

Dupla catarinense avança no Búzios Bodyboard Brasil

17 de junho de 2011 0

Luis Villar fez ótima estreia e avançou direto para as quartas de final. Foto Tony D'Andrea/Cbrasb

A dupla catarinense Luis Villar e Eder Luciano começou bem as disputas do Búzios Bodyboarding Brasil, a primeira etapa do circuito brasileiro de bodyboard promovido pela Confederação Brasileira de Bodyboard (Cbrasb). Em ondas de um metro na Praia de Geribá, os dois atletas garantiram passagem para as disputas de sábado.

Luis começou bem e avançou direto para o Round 4, com uma bela atuação na primeira bateria. Segundo colocado no ranking 2010, o atleta de Balneário Camboriú achou duas boas ondas para vencer a bateria.
– Eu consegui fazer uma boa estreia. Todas as disputas nessa categoria são boas e o bom é que neste novo formato todos têm uma segunda chance.Vou ficar aqui na praia olhando as outras baterias,  analisando e me focando para as quartas de final – disse Luis.

Eder Luciano aproveitou a segunda chance e volta a competir neste sábado.Foto Tony D'Andrea/Cbrasb

Eder Luciano, que foi superado por Luis Villar na primeira bateria da Super Pro, acabou em segundo lugar e teve que disputar a repescagem ainda nesta sexta-feira. Na segunda apresentação, o bodyboarder de Itapema garantiu a classificação para o round 3.
– O nível aqui é muito alto, às vezes eu acho que as baterias do brasileiro são até mais fortes do que a do Mundial. O nacional serve como uma ótima base para o Mundial e, com certeza, eu quero muito vencer aqui em Búzios novamente – falou Eder Luciano, que já venceu uma etapa do Mundial, em 2009.

Agora, Eder tem uma parada difícil pela frente: o pentacampeão brasileiro Roberto Bruno (CE). O vencedor da bateria enfrenta justamente Luis Villar nas quartas de final. Além do atleta de Balneário Camboriú, o atual campeão brasileiro, o capixaba Léo Costa, seu conterrâneio Hellinton Loureiro e o carioca Bruno Invick também aguardam os outros vencedores das outras baterias porque também venceram suas baterias de estreia.

Entre as mulheres, o destaque foi a atual campeã mundial e brasileira Isabela Sousa, 21 anos. A cearense garantiu vaga para a segunda fase sem maiores problemas, mas o esperado duelo de gerações não irá acontecer porque a grande surpresa do dia foi a eliminação prematura da pentacampeã mundial, a capixaba Neymara Carvalho, que finalizou em terceiro lugar na sua bateria. A catarinense Liege Laurentino estava inscrita na etapa, mas não compareceu e sofreu um W.O. O evento recomeça nesse sábado, a partir das 7h.

Resultados Super Top:
Round 2:
1: 1º Diego da Silva (ES) 2º Israel Eduardo (RJ) 3º Marcus Lima (RN)
2ª: 1º Uri Valadão (BA) 2º Wanderson Araujo (ES) 3º Erisberto Abrantes (ES)
3ª: 1º Anderson de Souza (ES) 2º Roberto Bruno (CE) 3º Sanderson Trevisan (PR)
4ª: 1º Eder Luciano (SC) 2º Stephan Stamm (RJ) 3º Alexandre Millazo (BA)
Baterias formadas do Round 3:
1ª: Diego da Silva (ES) x Wanderson Araujo (ES)
2ª: Israel Eduardo (RJ) x Uri Valadão (BA)
3ª: Anderson de Souza (ES) x Stephan Stamm (RJ)
4ª: Roberto Bruno (CE) x Eder Luciano (SC)
Quartas de final ou Round: 4
1ª: Léo Costa (ES) x vencedor da 1ª bateria do Round 3
2ª: Hellinton Loureiro (ES) x vencedor da 2ª bateria do Round 3
3ª: Bruno Invick (RJ) x vencedor da 3ª bateria do Round 3
4ª: Luis Villar (SC) x vencedor da 4ª bateria do Round 3

Resultados Pro Girls:
Round 1:
1ª: 1ª Isabela Sousa (CE) 2ª Kirtys Montenegro (PE) 3ª Gabriela Gouvea (RJ)
2ª: 1ª Jessica Becker (RJ) 2ª Maira Viana (RJ) 3ª Neymara Carvalho (ES) 4ª Xandinha Ereiro (PA)
3ª: 1ª Patrícia Setubal (CE) 2ª Nicole Calheiros (RJ) 3ª Perola de Souza (PR) 4ª Simone Silveira (PR)
4ª: 1ª Joany Duarte (ES) 2ª Suzane Oliveira (PR) 3ª Aline Mello (RN) 4ª Mayara Lopes (SP)
5ª: 1ª Maria Helena (RJ) 2ª Gina Felix (SP) 3ª Renata Cavalleiro (RJ) 4ª Maria Alice (RJ)
6ª: 1ª Gabriela Possato (ES) 2ª Tatiane Meneses (BA) 3ª Luisa Rosa (PE) 4ª  Liege Laurentino (SC)
7ª: 1ª Maria Rita (SE) 2ª Elizangela Fragozo (ES) 3ª Talita de Oliveira (RJ) 4ª Rafaella Alves (SP)
8ª: 1ª Maylla Venturim (ES) 2ª Marina Bastos (RJ) 3ª Priscila Medeiros (RN) 4ª Luiza Sardinha (RJ)
Baterias formadas do Round 2:
1ª: Isabela Sousa (CE) x Kirtys Montenegro (PE) x Jessica Becker (RJ) x Maira Viana (RJ)
2ª: Patrícia Setubal (CE) x Nicole Calheiros (RJ) x Joany Duarte (ES) x Suzane Oliveira (PR)
3ª: Maria Helena (RJ) x Gina Felix (SP) x Gabriela Possato (ES) x Tatiana Meneses (BA)
4ª: Maria Rita (SE) x Elizangela Fragozo (ES) x Maylla Venturim (ES) x Marina Bastos (RJ)

Com informações de Danilo Caboclo, assessoria de imprensa da CBrasb.

Matheus Dellagnelo é campeão mundial na classe Sunfish

17 de junho de 2011 0

Matheus é mais um talento da vela catarinense. Foto Divulgação ICSC

O velejador catarinense Matheus Dellagnelo, 22 anos, do Iate Clube Santa Catarina – Veleiros da Ilha,  conquistou nesta sexta feira o Campeonato Mundial da classe Sunfish e deu mais um importante passo na busca pelo título nos Jogos Pan-americanos de Guadalajara, no México, que serão disputados em outubro. O Mundial foi disputado em Curaçao, no Caribe, e reuniu mais de 70 velejadores.

Nesta sexta-feira, último dia do evento, Matheus venceu duas das três regatas disputadas para garantir o título com 21 pontos perdidos, contra 31 do peruano Alexandre Zimmerman, o vice-campeão, e 36 do argentino Francisco Renna, terceiro colocado. Zimmerman e Renna deverão ser os principais adversários de Matheus no Pan-Americano.

O catarinense foi o único representante brasileiro no Mundial de Sunfish que começou dia 13. Das 10 regatas disputadas, o catarinense venceu três, foi segundo em outras três, e teve como pior resultado um sexto lugar no segundo dia de competição. Matheus estava acompanhado do técnico Sérgio Araújo, que já havia treinado o velejador na classe Optimist.

Agora, Matheus retoma sua preparação para os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, que será disputado na raia de Puerto Vallarta, México. A vaga foi conquistada em janeiro, na raia de Jurerê, em Florianópolis, durante a Semana Brasileira de Vela.

Com informações de Cesar Eugênio Dias – assessor de imprensa ICSC – VI