Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts do dia 5 fevereiro 2012

Peterson Crisanto é campeão na Austrália

05 de fevereiro de 2012 0
Foto ASP Steve Robertson

Foto ASP Steve Robertson

O paranaense Peterson Crisanto garantiu o bicampeonato para o Brasil no Oakley Pro Junior de Stradbroke Island neste domingo. No ano passado, Peterson havia sido derrotado neste mesmo campeonato para o capixaba Krystian Kymerson. Neste ano, Petersinho não deixou escapar o título, conquistado numa final eletrizante contra o australiano Thomas Woods.

A vitória foi de virada no último minuto da bateria. O brasileiro reverteu o placar para 12,50 x 12,25 pontos com uma nota 4 da sua ltima onda. Peterson Crisanto faturou o prêmio de oito mil dólares. O catarinense Rafael Teixeira também competiu nas ótimas direitas de um metro de altura, no pointbreak de Cylinders Beach, em North Stradbroke Island. Ele ficou em quinto lugar nas quartas de final, quando foi barrado pelo próprio Thomas Woods.

A etapa é válida como uma das seletivas australianas para o Mundial Pro Júnior da ASP e os brasileiros não marcam pontos no ranking por pertencerem à região da ASP South America, que tem cinco etapas programadas para este ano. A disputa pelos títulos sul-americanos da temporada e pelas quatro vagas no time masculino da América do Sul e as duas do feminino para o Mundial Pro Junior da ASP, começa no final de março e termina em agosto.

ASP SOUTH AMERICA PRO JUNIOR SERIES 2012:
1ª: 30 de Março a 1º de Abril – Quiksilver Pro Junior em local a ser anunciado – 3 estrelas – US$ 15.000
1ª: 30 de Março a 1º de Abril – Roxy Pro Junior em local a ser anunciado – 2 estrelas feminino – US$ 3.000
2ª: 6 a 8 de Abril – Mormaii Pro Junior na Praia da Ferrugem, Garopaba (SC) – 1 estrela M+F – US$ 7.000
3ª: 20 a 23 de Julho – Lobitos Pro Junior em Lobitos, Piura – Peru – 3 estrelas M+2 estrelas F – US$ 18.000
4ª: 17 a 19 de Agosto – Hurley Pro Junior na Prainha, São Francisco do Sul (SC) – 2 estrelas M+1 F – US$ 12.000
5ª: 27 a 29 de Agosto – Billabong Surf Eco Festival na Praia de Jaguaribe, Salvador (BA) – 3 estrelas M+2 F – US$ 18.000

Com informações de João Carvalho – ASP South America

Neymara Carvalho e Leo Costa vencem primeira etapa do Circuito Brasileiro de Bodyboard

05 de fevereiro de 2012 0
Foto Leon Jr

Neymara teve que usar a estratégia para sair com o título. Foto Leon Jr

Os capixabas Léo Costa e Neymara Carvalho largaram na frente na corrida pelo título nacional da temporada 2012. A dupla venceu a primeira etapa do Circuito Brasileiro de Bodyboard disputada nas ondas do Farol de São Thomé, em Campos, e encerrada neste domingo.

Em ondas de meio metro e formação irregular, os atletas precisaram se esforçar para achar as melhores ondas. Neymara Carvalho utilizou uma estratégia perfeita para vencer a bateria final, diante da também capixaba Maira Viana. A pentacampeã mundial começou a bateria atrás, mas a poucos minutos do fim conseguiu uma nota 7,00, e entrou na briga.

Foto Leon Jr

Maíra Vianna beliscou o pódio em Campos. Foto Leon Jr

A atleta de Vila Velha fez 5,75 e assumiu a ponta e ainda ficou com a prioridade na bateria. Porém, faltando pouco mais de um minuto, o grande momento da bateria. Neymara tinha prioridade e uma boa onda subiu para Maira. Porém, Neymara acabou dropando a onda, conseguindo ainda trocar seu score para 5,85 e definir o título a seu favor.

- Além de eu ter usado a prioridade eu consegui trocar a nota, pois vi que a onda era muito boa. A minha experiência me ajuda a calcular o quanto preciso e saber trabalhar bem minhas notas. Aquele momento ela poderia ter virado a bateria e eu usei a minha prioridade a favor para vencer – declarou Neymara.

Foto Leon Jr

Leo Costa arrancou bem para o tricampeonato. Foto Leon Jr

Léo Costa vence e segue em busca do tricampeonato nacional:

Entre os homens, a história se repetiu. Bicampeão brasileiro (2009 e 2010), Léo Costa venceu o catarinense Luis Villar na decisão por detalhe. Em uma bateria com poucas ondas, Léo Costa achou duas intermediárias durante a metade da disputa e levou o caneco. Luis precisava de pouco para virar, mas a onda salvadora não apareceu para o atleta de Balneário Camboriú.

- Ano passado meu foco não estava tanto no Brasileiro e quase fui rebaixado. Esse ano quero buscar o tricampeonato de novo. Estou muito feliz de começar o ano bem. Sei que muita coisa vai rolar ainda, mas agora é hora de comemorar – afirmou Léo.

Luis Villar também falou sobre o início de temporada. Mesmo com a derrota, o catarinense saiu satisfeito d´água.

- Acho que é o meu melhor início dos últimos três ou quatro anos. Agora vou correr atrás dos melhores resultados para terminar o ano na melhor posição possível – disse Luis Villar.

Foto Leon Jr

Luis Villar vai tentar manter o título brasileiro em SC. Foto Leon Jr

Para mais informações acesse o site www.cbrasb.com.br . Veja os resultados completos no site www.surfcore.com.br

Resultados de domingo
Final – Masculino:

F1: Leo Costa (ES) 10,50 x 10,30 Luis Villar (SC)
Semifinal – Masculino:
1ª: Leo Costa (ES) 12,85 x 10,65 Israel Eduardo (RJ)
2ª: Luis Villar (SC) 13,00 x 9,50 Marcus Lima (RN)
Quartas de Final – Masculino:
1ª: Leo Costa (ES) 12,50 x 10,50 Thiago Limeira (RJ)
2ª: Israel Eduardo (RJ) 13,25 x 11,50 Hellinton Loureiro (ES)
3ª: Luis Villar (SC) 13,00 x 8,65 Fábio Rodrigues (CE)
4ª: Marcus Lima (RN) 15,35 x 13,00 Valdomiro Mirinho (SP)

Final – Feminino:
Neymara Carvalho (ES) 12,85 x 12,25 Maira Viana (ES)
Semifinal – Feminino:
1ª: Maira Viana (ES) 13,75 x 9,00 Fabrisia Silva (PE)
2ª: Neymara Carvalho (ES) 11,75 x 11,00 Chris Kale (ES)

Final – Open:

1º Ailton Neto (RJ); 2º Luan Gouvea (SC); 3º Daniel Ferreira (RJ); 4º Gabriel Santana (BA)

Final – Sub-16:
1º Bruno Cajado (ES) ; 2º Anderson Silva (RJ); 3º Socrates Santana (RJ); 4º Wesley de Souza (RJ)

Ranking Brasileiro após a primeira etapa:
Profissional Masculin
o:
1º– Leo Costa (ES) – 1000 pontos
2º – Luis Villar (SC) – 860 pontos
3º – Marcus Lima (RN) – 730 pontos
3º – Israel Eduardo (RJ) – 730 pontos
5º – Valdomiro Mirinho (SP) – 610 pontos
5º – Thiago Limeira (RJ) – 610 pontos
5º – Fábio Rodrigues (CE) – 610 pontos
5º – Hellinton Loureiro (ES) – 610 pontos

Profissional Feminino:

1º – Neymara Carvalho (ES)  – 1000 pontos
2º – Maira Viana (ES) – 860 pontos
3º – Chris Kale (ES) – 730 pontos
3º – Fabrisia Silva (PE) – 730 pontos
5º – Isabela Sousa (CE) – 610 pontos
5º – Paola Simão (RJ) – 610 pontos
5º – Priscila Medeiros (RN) – 610 pontos
5º – Jéssica Becker (RJ) – 610 pontos

Com informações de Danilo Caboclo – Assessoria de Imprensa CBRASB



Pigmeu e Paulo Moura garantem vaga na triagem no Hang Looose Pro Contest, em Fernando de Noronha

05 de fevereiro de 2012 0
Foto Jocildo Andrade

Paulo Moura levou o título da triagem. Foto Jocildo Andrade

Os pernambucanos Paulo Moura e Bernardo Pigmeu ganharam a batalha pelas últimas vagas no Hang Loose Pro Contest, em Fernando de Noronha. A final da triagem realizada em ondas pequenas na Cacimba do Padre foi contra os potiguares Jadson André e Danilo Costa. Com o resultado está completo quadro dos 96 participantes da primeira etapa do ASP World Prime de 250 mil dólares e 6.500 pontos do ano, cujo prazo começa na terça-feira.

A triagem reuniu 38 surfistas. O potiguar Jadson André, um dos sete brasileiros do grupo dos top-34 do ASP Dream Tour 2012, que era para ser um dos principais cabeças de chave do Hang Loose Pro Contest, mas não fez sua inscrição no prazo e decidiu disputar a triagem para tentar participar do primeiro campeonato importante da temporada.

Foto Jocildo Andrade

Pig achou esse tubo nas difíceis condições da Cacimba. Foto Jocildo Andrade

13 das vagas da triagem foram reservadas para os surfistas locais da ilha e o melhor deles foi Dudu Souza, que acabou barrado junto com o niteroiense Guilherme Herdy, por Danilo Costa e Paulo Moura na semifinal, que abriu o domingo na Cacimba do Padre. Na outra, Bernardo Pigmeu e Jadson André superaram Gabriel Farias e o potiguar Alan Jhones.

Na final, Paulo Moura achou as melhores ondas nas difíceis condições do mar na Cacimba de Padre para arrancar uma nota 9,17 dos juízes e ganhar a bateria por 16 pontos. Bernardo Pigmeu conquistou a segunda vaga com 11,67 pontos, contra 9,40 de Jadson André e Danilo Costa, que saíram decepcionados por não terem conseguido a classificação para o evento principal.

Foto Jocildo Andrade

Jadson perdeu a chance de disputar o evento principal. Foto Jocildo Andrade

ALEJO MUNIZ FORA – Campeão do ano passado, o catarinense Alejo Muniz não vai participar do evento. Ele preferiu continuar o tratamento de uma contusão no tornozelo e cancelou sua participação.

O Hang Loose Pro Contest é homologado pela ASP South America e abre o ASP World Prime 2012 de 6.500 pontos distribuindo 250.000 dólares aos 96 participantes, com patrocínio da Hang Loose e a importante parceria do Governo do Estado de Pernambuco, através da EMPETUR – Secretaria de Turismo, Administração de Fernando de Noronha e Projeto Tamar; co-patrocínio das lojas Overboard, Bleat, Hot Water, Central Surf, Sthill, WQSurf, Tentach, Star Surf, Supertubes, K&K, Cut Wave e Red Beach. O evento conta com apoio da Federação Pernambucana de Surf, Associação Nordestina de Surf (ANS), Amazoo Açaí e da Revista Fluir e site Waves.

Foto Jocildo Andrade

Danilo Costa também ficou perto da vaga. Foto Jocildo Andrade

Com informações de João Carvalho, assessor de imprensa da ASP South America

Guga Fernandes vence em Quissamã com nota 10

05 de fevereiro de 2012 0
Foto Cesar Aiello

Com potentes rasgadas, Guga dominou o evento nas ondinhas de Quissamã. Foto Cesar Aiello

Com nota 10 na final, o campeão brasileiro de surfe de 2008, Gustavo Fernandes, venceu o FreeSurf Rio Pro, segunda etapa do estadual de surf profissional do Rio de Janeiro, nas ondas da Barra do Furado, em Quissamã.

- Entrei na final determinado. Estava precisando dessa vitória e queria provar para mim mesmo que tinha condições de vencer aqui em Quissamã – relatou Gustavo.

Na final, o surfista do Recreio dos Bandeirantes, que venceu todas as baterias que disputou durante o evento, não deixou escapar a vitória em nenhum minuto, liderando a final desde o começo.

- Comecei surfando bem durante todas as baterias e vi que a vitória estava na minha mão. Era só achar as ondas e foi isso que aconteceu durante toda a final. Comecei com um 7,83 e no meio da bateria já tinha o 10 – completou Guga.

Foto Cesar Aiello

O pódio em Quissamã. Foto Cesar Aiello

Autor da maior média de todo evento – 17,83 de 20 possíveis – na grande final, o carioca Gustavo Fernandes venceu o ubatubense Saulo Junior, que somou 13,33. Na terceira posição ficou o surfista do Arpoador, Marcelo Bispo, e, em quarto, o veterano Victor Ribas, que não mede esforços para estar presente nas competições.

- Estou super feliz com meu resultado. São duas finais em dois eventos seguidos. A Federação está de parabéns por esse início de ano e com certeza o Barra Surf Clube também – disse Victor Ribas.

O FreeSurf Pro Rio 2012 tem o patrocínio da FreeSurf e Prefeitura de Quissamã, através da Secretaria de Esportes. O co-patrocínio é do Matte Leão. O apoio é da Ondas e Trilhas. A realização é da Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro, com apoio da Associação Barra Surf Clube e da Associação Brasileira de Surf Profissional.

Foto Cesar Aiello

Vitinho continua com gás. Foto Cesar Aiello

Resultados:
1º Gustavo Fernandes
2º Saulo Junior
3º Marcelo Bispo
4º Victor Ribas
5º José Eduardo
5º Odirlei Coutinho
7º Paulo Pequeno
7º Anselmo Correia


Gustavo Fernandes é destaque na segunda etapa do Estadual de Surfe do RJ, em Quissamã

05 de fevereiro de 2012 0


Foto Cesar Aiello/Feserj

Guga está com sede de vitória em Quissamã. Foto Cesar Aiello/Feserj


Dia épico de verão no Norte do Rio de Janeiro, onde acontece a segunda etapa do Carioca de Surfe Profissional. Com ondas pequenas e bastante sol na praia da Barra do Furado, na cidade de Quissamã, o público que lotou a praia acompanhou as baterias da primeira fase e quatro baterias da segunda fase profissional, além da disputa local por vaga no evento principal, o FreeSurf Rio Pro.

O destaque do dia foi o bicampeão carioca Gustavo Fernandes, autor da maior nota até o momento, na terceira bateria do segundo round, na vitória sobre o surfista de Búzios José Eduardo, e o local Julian Barreto, que terminou na terceira posição.

- As ondas estão pequenas, mas dá para achar a boa e foi isso que aconteceu. Quero vencer esta etapa que já é tradicional no calendário – disse Guga que já venceu no norte fluminense.


Foto Cesar Aiello/Feserj

Odirley estava descansando no hotel e quase perdeu a bateria. Foto Cesar Aiello/Feserj


O FreeSurf Pro Rio 2012, que distribui R$ 20 mil em prêmios e mais 1000 pontos no Circuito Estadual Profissional e no Abrasp Brasil Tour, contou com algumas surpresas neste sábado.

Depois de passar a primeira fase em segundo lugar, o surfista de Ubatuba, Odirley Coutinho correu atrás do prejuízo no round de estreia dos cabeças de chave. Na primeira bateria da segunda fase, Odirley chegou atrasado para a bateria e só teve sete minutos para fazer um placar e passar em segundo, atrás do carioca Simão Romão. O capixaba Michel Gratz não achou as ondas e acabou eliminado.


Foto Cesar Aiello/Feserj

Claudio Freitas vai encarar Victor Ribas neste domingo. Foto Cesar Aiello/Feserj


Campeão eliminado

Vencedor da abertura do estadual durante o Grussaí Pro Surf em São João da Barra semana passada, Jorge Spanner perdeu na última disputa do dia. A quarta bateria da segunda fase foi difícil e as ondas muito pequenas não deixaram o surfista trocar  as notas baixas.

Neste domingo, o evento recomeça com a quinta bateria que conta com o ilustre competidor Victor Ribas, que fez final na abertura do circuito junto com seu conterrâneo, o cabofriense Paulo Pequeno. Por coincidência, os dois vão enfrentar o local da Barra do Furado e atual campeão brasileiro universitário Claudio Freitas. A competição tem transmissão ao vivo pelo site www.surfcore.com.br/feserj .

Com informações de Pedro Monteiro – assessoria de imprensa do evento.

Telefônica confirma vitória na terceira perna da Volvo Ocean Race, em Sanya, na China

05 de fevereiro de 2012 0
Foto Maria Munia/VOR

Barco espanhol tem tudo para levar a Volvo Ocean Race 2012. Foto Maria Munia/VOR

Os espanhóis do Telefónica confirmaram o favoritismo e mantiveram os 100% nas três pernas disputadas da Volvo Ocean Race 2011/2012. Neste sábado, dia 4, a tripulação completou o percurso de Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos) até Sanya (China) – 4.600 milhas náuticas – em 12 dias, 19 horas e 58 minutos. Em segundo, chegou o Groupama, seguido por Camper, Puma e Abu Dhabi. O Sanya só deve chegar “em casa” neste domingo, dia 5.

O resultado, além de ampliar a liderança do barco azul no campeonato, é histórico. Desde a edição 1989/1990, ainda chamada de Whitbread, um barco vence as três primeiras etapas. O Telefónica soma agora 95 pontos, 15 de vantagem para o segundo colocado, o Camper, de bandeira espanhola e neozelandesa.

- A chave desta vitória foi manter a ponta e não deixar os adversários nos ultrapassarem nas milhas finais. O barco esteve 100%”, explica Iker Martínez.

Foto Maria Munia/VOR

Integrantes do Telefónica durante a premiação na China. Foto Maria Munia/VOR



O brasileiro Joca Signorini comemorou mais um triunfo em grande estilo.

- É excelente ter vencido as três primeiras etapas. A disputa foi muito apertada, o que valoriza nossa conquista. O Estreito de Mallaca foi o trecho mais complicado com muitos barcos de pesca para nos atrapalhar. Foi perigoso em algumas ocasiões, mas estamos felizes – relata o brasileiro.

Joca Signorini lembra que, nos últimos dias, quase ninguém dormiu devido às condições do mar asiático.

- Todos sofreram, mas estamos com 3 a 0 no placar. Agora é descansar, já que tem muita perna pela frente.

A próxima Regata do Porto será no dia 18 deste mês. No dia seguinte, os barcos partem para Auckland (Nova Zelândia), última parada antes de Itajaí, marcada para abril.

Classificação da terceira perna:

1º- Team Telefónica (Iker Martínez), 12 dias 19h58 min21seg (24 pontos)
2º – Groupama Sailing Team (Franck Cammas), 12 dias 21h45 min24seg (20 pontos)
3º – Camper with Emirates Team New Zealand (Chris Nicholson), 12 dias 23h28min23seg (16 pontos)
4º – Puma Ocean Racing (Ken Read), 13 dias 0h29min12seg (12 pontos)
5º – Abu Dhabi Ocean Racing (Ian Walker), chegada nas próximas horas
6º – Team Sanya (Mike Sanderson), +330,5 milhas

Com informações da ZDL Comunicação – Flávio Perez