Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts do dia 16 fevereiro 2012

Surfoco agita o Carnaval na Praia do Campeche

16 de fevereiro de 2012 0

Há exatos 23 anos nascia o campeonato de surfe mais tradicional da Praia do Campeche, o Surfoco. O campeonato é realizado sempre no sábado de Carnaval e reúne a comunidade em uma grande confraternização. Voltado para surfistas locais, a competição  tem como objetivo incentivar a prática do esporte, principalmente entre iniciantes. Dessa forma, crianças e seus familiares se reúnem na praia para momentos de lazer e emoção. O evento tem apoio de empresas da comunidade, como a Buzz.

O campeonato surgiu de uma forma inusitada: ajudar os amigos Edinho Daniel, Ami e Leonardo Gaúcho que tinham inaugurado um bar, o “Sufoco”. O movimento não ia nada bem até surgir a ideia de fazer um campeonato de surfe que tinha como inscrição a compra de duas cervejas por competidor. Assim houve a junção das palavras SURFE e SUFOCO para batizar o campeonato de SURFOCO. O projeto cresceu, ganhou credibilidade, e logo surgiu a necessidade de criar uma entidade de apoio técnico, que resultou na criação do Campeche Surf Clube.

Este ano, os organizadores homenageiam Seu Chico, pescador nativo do bairro do Campeche. As inscrições estão abertas e podem ser feitas na surf shop ao lado do mercado Dezimas, nas seguintes categorias:

Fraldinha – iniciantes do esporte, atletas até 10 anos de idade.
Grommets – para atletas com idade até 14 anos.
Júnior – participantes com idade de 15 até 18 anos.
Open Residente – aberta a todas as idades, sendo a de maior nível técnico entre todas as categorias.
Master – para competidores acima de 35 anos.
Nativo iniciante – categoria iniciante dos que nasceram no Campeche e região.
Nativo – categoria que reúne os moradores que nasceram no Campeche e região, principalmente os filhos de pescadores.
Longboard – aberta a todas as idades, com pranchões acima de 10 pés.
Bateria do Século -  reúne os super masters, que somando os anos de surfe, completam mais de um século de atividade.
Feminino

Com informações de Marina Juvenardi – Comunicação e Marketing – Buzz Inteligência Imobiliária

Sete brasucas na briga pelo Australian Open

16 de fevereiro de 2012 0
Foto ASP Dunbar

Josh Kerr voando como sempre. Foto ASP Dunbar

Após o término do round 96, sete brasileiros continuam na briga pelo título do Australian Open of Surfing, evento nível seis estrelas da ASP, disputado na Praia de Manly, em Sidney. Ontem, o paranaense Peterson Crisanto voltou a quebrar e levou a sua bateria que tinha ainda o top Matt Wilkinson e o campeão mundial Pro Júnior 2010/2011 Jack Freestrone. Charlie Brown foi outro brasuca que ficou a vontade nas ondas pequenas de Manly e venceu a sua bateria, assim como Ian Gouveia. Jessé Mendes, Tomas Hermes, Alan Jhones e Alex Ribeiro também avançaram para o round dos 48.

A segunda fase também teve a estreia de tops como Jordy Smith, Josh Kerr, Taj Burrow e Tiago Pires, que confirmaram o favoritismo e avançaram para o round 48. Mas o dia também foi de baixas para o esquadrão brasileiro. O catarinense Cauê Wood caiu na bateria vencida por Saca, com o aussie Shaun Cansdell em segundo, e o campeão do Prime de Fernando de Noronha, o paulista Miguel Pupo, também acabou eliminado logo na sua estreia, na primeira bateria do dia. Confira abaixo, os próximos desafios dos brasileiros em Manly Beach:

Australian Open of Surfing- Round of 48 (3º:25º lugar, 410Pts/4º:37º lugar, 380Pts):

H2 – Cooper Chapman (AUS), Heath Joske (AUS), Kolohe Andino (EUA), Alex Ribeiro (BRA)

H5 – Charlie Brown (BRA), Jay Quinn (NZL), Chris Friend (AUS), Alan Jhones (BRA)

H8 – Matt Banning (AUS) Tomas Hermes (BRA) Tanner Gudauskas (EUA), Kai Otton (AUS)

H10 – Luke Davis (EUA, Taylor Thorne (EUA), Dion Atkinson (AUS), Peterson Crisanto (BRA)

H12 – Perth Standlick(AUS), Jesse Mendes (BRA), Ian Gouveia (BRA) , Taj Burrow (AUS)