Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts do dia 17 fevereiro 2012

Alex Ribeiro e Tomas Hermes derrubam gigantes no Australian Open of Surfing

17 de fevereiro de 2012 0
Foto ASP Robertson

Alex Ribeiro comemorou muito a vitória sobre Parko. Foto ASP Robertson

O paulista Alex Ribeiro e o catarinense Tomas Hermes conquistaram duas vitórias excepcionais no início do oitava dia de competição do Australian Open of Surfing, evento nível seis estrelas da ASP. Neste sábado, o mar de Manly, em Sydney, amanheceu praticamente igual a sexta-feira, com direitas de no máximo um metro de altura e séries demoradas.

A primeira vitória brasileira veio com Alex Ribeiro, que derrotou o australiano Joel Parkinson com autoridade por 14.50 (7,17 e 7,33) a 11.90 (6,40 e 5,50). O paulista que é patrocinado pela Mormaii esteve sempre a frente do placar e se deu ao luxo de descartar uma nota 6,33 com nove ondas surfadas, contra apenas quatro de Parko.

A segunda vitória veio com o catarinense Tomas Hermes, que teve pela frente Jordy Smith, o “Giant Killer”. A bateria foi mais equilibrada e o atual campeão brasileiro fez bonito. Depois de abrir a bateria com um 4, Smith viu Hermes somar um 5. O sul-africano respondeu com 6,17, mas o catarinense reassumiu a liderança com uma nota 5,87. Smith voltou a ficar na frente com um 6,07, mas Hermes respondeu com 6,73 e ainda aumentou a vantagem com troca da segundo nota após um 6,40.

O terceiro brasileiro garantido nas quartas de final saiu de um duelo 100% verde amarelo. Numa bateria bem disputada, o paulista Jessé Mendes teve paciência para esperar as ondas certas e eliminar o paranaense Peterson Crisanto por 12,44 a 12,00. Com os resultados, Alex, Tomas e Jessé já garantiram o quinto lugar e 1.560 pontos no ranking unificado da ASP. Peterson ficou com o nono lugar e 920 pontos.

Após as baterias do round 16 a competição continua em andamento com as semifinais do Pro Júnior e pode ser acompanhada no site oficial do evento. Pelas quartas de final, Alex vai encarar o norte-americano Eric Geiselman, um dos destaques do evento. Tomas pega outra sensação do AOS, o aussie Matt Bannig, que está semifinal do evento Pro Júnior também. Jesse espera o vencedor do duelo havaiano entre Keanu Asing e Granger Larsen.

Quarteto brasuca segue firme na briga pelo título do Australian Open of Surfing

17 de fevereiro de 2012 0


Foto ASP Robertson

Petersinho está roubando a cena na Austrália com seus aéreos. Foto ASP Robertson




No sétimo dia do Australian Open de Surf, apresentado pela Hurley e Billabong, os brasileiros garantiram alguns lugares no Round dos 16, com vitórias expressivas na quarta fase do evento. O catarinense Tomas Hermes foi um deles e com duas boas ondas (14,57) venceu a bateria que teve ainda o irlândes Glen Hall e o novato aussie Nicolas Squires.

Entrevistado pela imprensa oficial do evento, Tomas fez o seguinte comentário após a bateria:

- As ondas são como de onde eu sou, no Brasil. É ótimo vencer uma bateria, porque esta competição é tão difícil e cheio de surfistas muito bons. Este evento é enorme, assim como o Aberto dos EUA, é ótimo estar aqui em Manly – explicou Tomas, que já garantiu uma nona colocação no evento nível seis estrelas da ASP.


Foto ASP Robertson

Parko deixou Kolohe Andino pra trás no round dos 24. Foto ASP Robertson




Na próxima fase, Tomas vai encarar o sul-africano Jordy Smith, um dos tops que também garantiu vaga no round 16. Joel Parkinson também se deu bem nas condições de Manly, com ondas pequenas de no máximo um metro de altura. E agora terá pelo caminho o paulista Alex Ribeiro. Quem não conseguiu a classificação foi Taj Burrow, eliminado na bateria vencida pelo havaiano Granger Larsen, que teve ainda o parananese Peterson Crisanto em segundo lugar.


Foto ASP Robertson

O irreverente Matt Wilkinson parou no round dos 24. Foto ASP Robertson


Wilco foi outro top que caiu, na bateria vencida pelo novato Matt Banting, que fez a final do Pro Júnior e está encaixado na vala. Outro brasileiro na briga pelo título é o paulista Jesse Mendes, que venceu sua bateria e agora fará um confronto verde-amarelo contra Petersinho no round dos 16. A partir das 20h do horário de Brasília nesta sexta-feira haverá a chamada para a continuação do evento. Acompanhe ao vivo pelo site oficial do evento:

Resultados do Round dos 24 ( 3º=17º lugar, 675Pts)
H1 1º13.87 Evan Geiselman EUA 2º13.64 Alex Ribeiro BRA 3º 13.03 Nat Young EUA
H2 1 14.97 Joel Parkinson AUS 2 10.67 Kolohe Andino EUA 3º 10.27 Shaun Cansdell AUS
H3 1º 16.93 Mitch Crews AUS 2º 15.10 Adrian Buchan AUS 3º 8.50 Charlie Brown BRA
H4 1º 14.84 Adam Melling AUS 2º 10.00 Billy Stairmand NZL 3º 6.53 Alan Jhones BRA
H5 1º 14.57 Tomas Hermes BRA 2º 12.77 Glenn Hall IRL 3º 10.27 Nicholas Squires AUS
H6 1º 12.34 Matt Banting AUS 2º 11.66 Jordy Smith AFS 3º 9.44 Matt Wilkinson AUS
H7 1º 15.14 Jesse Mendes BRA 3º 12.60 Luke Davis EUA 2º 13.53 Keanu Asing HAV
H8 1º 11.67 Granger Larsen HAV 2º 10.97 Peterson Crisanto BRA 3º 9.14 Taj Burrow AUS

Baterias formadas do Round 16 (2º=9º place, 920Pts, U$2,300)
H1 Evan Geiselman EUA x Kolohe Andino EUA
H2 Alex Ribeiro BRA x Joel Parkinson     AUS
H3 Mitch Crews AUS x Billy Stairmand NZL
H4 Adrian Buchan AUS x Adam Melling AUS
H5 Tomas Hermes     BRA x Jordy Smith AFS
H6 Glenn Hall IRL x Matt Banting AUS
H7 Jesse Mendes BRA x Peterson Crisanto BRA
H8 Keanu Asing HAV x Granger Larsen HAV

Cinco brasileiros na briga pelo título em Pipeline na abertura do IBA World Tour

17 de fevereiro de 2012 0
Foto IBA Specker

Josh Klave foi o destaque de quinta-feira com tubos como esse. Foto IBA Specker

O campeão do Pipe Challenge Bodyboard Pro, primeira etapa do IBA World Tour, será conhecido nesta sexta-feira, em Pipeline, no Havaí. E cinco brasileiros entrarão na água para brigar pelo título: Uri Valadão (BA), Guilherme Tâmega (RJ), Eder Luciano (SC), Magno Oliveira (ES) e Paulo Barcellos (RJ).

Nessa quinta-feira foram conhecidos os 32 atletas que disputam o título da etapa de abertura do IBA World Tour. Pipeline amanheceu com ondas de 8-10 pés (3 metros) e ótima formação e foram realizadas 32 baterias repletas de tubos e ondas incríveis. O destaque do dia ficou com o sul-africano Josh Klave. O atleta passou pelos três rounds nesse segundo dia de competições, e em duas apresentações somou dois dos cinco maiores somatórios: 18,00 (no Round 4) e 18,80 (para igualar o australiano Nick Omerod na segunda fase).

- Estas são as melhores ondas que já surfei. Eu tive sorte em estar lá – resumiu Josh Klave após suas última apresentação da quinta-feira.

Foto IBA Specker

Nick Ormerod também andou fundo nos tubos de Pipe. Foto IBA Specker

Havaianos dão aula no quintal de casa

Além de Josh Klave, os havaianos também se deram bem nesta quinta-feira. A começar pelo veterano Mike Stewart, de 50 anos, que mostrou que ainda é um dos melhores na atividade e impôs seu estilo nas tubulares ondas do North Shore havaiano. O único atleta que conseguiu superar Mike em sua bateria foi Charly Chapelet, das Ilhas Reunião, que somou uma das duas notas dez do dia justamente e somou 18,25 pontos para avançar em primeiro lugar.

Micah Oh também mostrou que domina as ondas de Pipe e deu aulas de tubo em sua última apresentação. O havaiano somou 18,00 pontos na primeira bateria do Round 5, nessa que foi a melhor disputa do evento até o momento. Na segunda posição ficou o australiano Jones Russel, com 17,85 pontos.


Foto IBA Foley

Line up de Pipe pegando pesado. Foto IBA Foley


Paulo Barcellos representa bem o Brasil

Os havaianos e australianos dominaram as ações no segundo dia de disputas, mas um brasileiro em especial mostrou que vai lutar pelo título da etapa. Recuperado de uma lesão que lhe afastou do tour mundial por um longo tempo, Paulo Barcellos, campeão mundial em 2000 e vencedor de Pipe em 2008, passou em primeiro em sua bateria, a mesma que marcou a eliminação do cearense Roberto Bruno, e agora está escalado no round principal, ao lado dos 16 cabeças de chave.

Uma nova chamada acontece nessa sexta-feira, 17/02, às 16h(horário de Brasília). Para mais informações acesse o site www.ibaworldtour.com

Confira as baterias das oitavas de final:
1: Uri Valadão(BRA), Jake Stone(AUS),Micah Oh(HAW),Sam Bennet(AUS)
2: Amaury Laverhne(REU),Mitch Rawlins(AUS),Spencer Skipper(HAW),Jones Russel(AUS)
3: Magno Oliveira(BRA),Mark McCarthy(AFS),Charly Chapelet(REU),Michael Novy(AUS)
4: Pierre L. Costes(FRA),Eder Luciano(BRA),Nick Ormerod (AUS),Mike Stewart(HAW)
5: Jeff Hubbard(HAW),Dave Hubbard(HAW),Thomas Rigby(AUS),Chase O´Leary(AUS)
6: Dave Winchester(AUS), Jared Houston(AFS),Josh Klave(AFS),Kainoa McGee(HAW)
7: Ryan Hardy(AUS),Ben Player(AUS),Paulo Barcellos(BRA),Sam Strachan(AUS)
8: Guilherme Tâmega (BRA),Dallas Singer(AUS),Andrew Lester(AUS),Alistair Taylor(AFS)

Com informações de Danilo Caboclo – Assessoria de Imprensa IBA South America –