Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Brasil define velejadores para Mundial da Juventude da ISAF

04 de março de 2012 0


Foto Ane Meire/VDS

Classificados para o Mundial da Juventude. Foto Ane Meire/VDS


Os integrantes da equipe brasileira para o Mundial da Juventude da ISAF que acontece entre os dias 12 e 21 de julho, em Dun Laoghaire, na Irlanda, foram definidos neste fim de semana em Porto Alegre. A última regata da seletiva prevista para este domingo não saiu por falta de vento. No sábado, cinco classes já tinham conhecido seus campeões por antecipação. Apenas as classes 420 feminino e a Laser Radial masculino ainda estavam em indefinidas. A Copa da Juventude encerrou após a classificação das nove regatas realizadas desde quinta-feira em duas raias no Guaíba. O Yacht Clube de Santo Amaro (SP) foi o clube campeão da Copa.    

Os vencedores em cada classe:

Hobie Cat 16 – Martin Manzoli Lowy e Kim Vidal de Andrade (SP)
420 masculino – Ricardo Paranhos e Patrick Essle (SP)
420 feminino – Viviam de Alencastro Guimarães e Marcela Rocha Moura (RJ)
29er – Vladimir Estoup e Breno Alex Osthoff (RJ)
RS:X masculino – Yago Honório Carvalho (RJ)
RS:X feminino – Wendy Stockler Soares (RJ)
Laser Radial masculino – João Pedro de Oliveira (RJ)
Laser Radial feminino – Maria Cristina Boabaid (SC).

O último dia foi de espera cansativa em terra pelo vento. E para 420 feminino e Laser Radial masculino era dia de decisão. Apenas um ponto separava o carioca João Pedro de Oliveira do gaúcho Antonio Cavalcanti Rosa, o Totó, que liderou quase toda a competição. Na 420 a situação estava um pouco mais tranquila, a dupla Viviam de Alencastro Guimarães e Marcela Rocha Moura (RJ) esteve sempre na frente no campeonato, perderia o título somente na hipótese de chegarem em último lugar com as vices Isabele Oliveira Caldeira e Julia Ribeiro Pessine (SP) em primeiro. O vento não apareceu no tempo limite para a largada (às 16 horas) e os velejadores comemoraram por não terem que ir para a raia.

Viviam Alencastro, 17 anos, disse que a decisão de “não forçar a regata” foi acertada porque não havia condições técnicas.
– A Copa aqui foi muito boa e o vento melhor que no ano passado em São Paulo. Agora tenho que conciliar os estudos para o vestibular e a preparação para o Mundial.

O campeão da Laser radial João Pedro de Oliveira, 17, considerou um campeonato “sofrido” e festejou pelo término da competição. – Meu adversário estava na liderança do campeonato até sábado. Por duas vezes nos revezamos na primeira posição e encerrei o dia em primeiro. Quero treinar muito para ir bem na Irlanda.


Foto Ane Meire/VDS

Foto Ane Meire/VDS


Uma característica da equipe que irá para o Mundial de 2012 é que boa parte disputou a competição no ano passado, na Croácia. As classes 420 masculina e feminina, o Laser radial masculino e feminino e o Hobie Cat 16 irão pela segunda vez. Apenas a RS:X masculino e feminino e a 29er serão estreantes no Mundial da ISAF.

A dupla vencedora na 420 masculina, Ricardo Paranhos e Patrick Essle, considerou a Copa da Juventude bem organizada em terra e na água e ressaltou o nível do evento.
– O vento variou de muitas direções e isso fez que as melhores tripulações se sobressaíssem. Sábado foi o dia o mais tenso para nós, mas tudo deu certo – diz Ricardo, que agora quer treinar muito para obter um resultado melhor que o 13º lugar no Mundial de 2011.

Os vencedores na RS:X (prancha à vela) integrarão pela primeira vez a Equipe Brasileira de Vela Jovem (EBVJ). Para Wendy Stockler Soares a seletiva foi com condições melhores que o esperado.
– Estou muito feliz. Esperava até vento mais forte. Agora quero treinar muito para fazer o melhor possível lá na Irlanda.

O carioca Yago Honório Carvalho disse que o resultado foi conforme o esperado por ele.
– Ainda não tinha velejado aqui no sul, fui no máximo a São Paulo. A competição foi bem acirrada com o Felipe. Tenho dois campeonatos na Argentina e também vou treinar muito em Búzios porque quero trazer essa medalha para o Brasil. Agradeço a todos que torceram por mim, aos amigos e toda a flotilha de RS:X- declarou.

Na 29er Vladimir Estoup e Breno Alex Osthoff (RJ) começaram a velejar na classe há oito meses e alcançaram um ótimo resultado. – Nós fomos bem em toda a competição, apenas na primeira regata que a gente ficou com um pouco de receio porque o vento rondava muito. Mas depois deu tudo certo e ganhamos cinco regatas das nove disputadas. Agora é o Mundial.

O gerente técnico da CBVM, Jonatas Gonçalves acompanhou em Porto Alegre o evento e ressaltou a importância da Copa da Juventude para a vela.
– Esta competição tem o foco nos jovens. Temos optimistas talentosos que saem da classe e precisam de incentivo nesta transição. Por isso tanto a Copa como o Mundial são para manter esta garotada agregada nas classes juvenis. Esta também é a orientação da ISAF. A Copa em Porto Alegre foi um sucesso e tivemos todo o apoio da Federação do RS e dos clubes Veleiros do Sul e Jangadeiros.

A Copa da Juventude teve a participação de 62 velejadores com idade até 19 anos. A competição é uma promoção da Confederação Brasileira de Vela e Motor (CBVM) e da Federação de Vela do Estado do Rio Grande do Sul (Fevers) com a realização dos clubes Veleiros do Sul e dos Jangadeiros. Mais fotos em http://www.flickr.com/photos/veleirosdosul/sets/72157629491809857/

Com informações de Ricardo Pedebós – Veleiros do Sul

Envie seu Comentário