Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Groupama assume terceiro lugar na sexta perna da Volvo Ocean Race

07 de maio de 2012 0
Foto Yann Riou/Volvo Ocean Race

Movimento do Groupama surpreendeu a flotilha. Foto Yann Riou/Volvo Ocean Race

A novidade desta segunda-feira ficou por conta do barco francês Groupama, liderado por Frank Cammas, que assumiu a terceira posição, a frente do espanhol Telefónica. O Puma continua na liderança, mas segue sendo ameaçado pelo Camper, distante apenas oito milhas náuticas. A previsão de chegada em Miami continua estimada para o meio-dia do próximo dia 9, quarta-feira.

Tanto o Puma como o Camper optaram pela rota das Bahamas, tentando evitar áreas sem vento que possam colocar em risco a navegação nas últimas 400 milhas náuticas. As últimas 48 horas da sexta perna promete ser emocionantes para os quatro primeiros colocados.

- É, mais do que nunca – confirmou o navegador do Puma, Tom Addis, já que o barco norte-americano viu o Camper aparecer no horizonte pela primeira vez nos últimos dias.

Foto Diego Fructuoso/Volvo Ocean Race

Na calmaria, Iker Martinez ve os adversários se distanciarem. Foto Diego Fructuoso/Volvo Ocean Race

Uma nova vitória e consecutiva coloca o time do capitão Ken Read na briga pelos primeiros lugares da classificação geral ocupados pelo Telefónica, Camper e Groupama, respectivamente.  Os vencedores de cada uma das quatro pernas restantes vai conquistar 30 pontos, com 25 para o segundo, 20 para o terceiro e assim por diante até cinco pontos para o sexto. As quatro restantes in-port corridas valem mais seis pontos para os vencedores, com cinco para o segundo, quatro pelo terceiro lugar até um ponto para sexto.

OBJETIVO DO TELEFÓNICA

Já o principal objetivo da Telefónica na sexta perna entre Itajaí e Miami é terminar à frente do Groupama. Mas os espanhóis tem muito trabalho poela frente depois que o Groupama decidiu fazer um movimento arriscado e “mergulhou” a oeste dentro da Ilhas Turks e Caicos. No início da tarde, o Groupama havia ampliado a vantagem sobre o Telefónica para 11 milhas náuticas.

- Esta opção é um pouco arriscada, porque estamos nos movendo para longe da rota normal, mas também pode ser muito valiosa. Os líderes podem ficar presos na ausência de vento e esta poderia ser a nossa chance de alcançá-lo – disse o timoneiro Charles Caudrelier, do Groupama.

O movimento trouxe desconforto para os tripulantes do Telefónica que estavam desesperadamente tentando recuperar velocidade depois que o barco foi laçado por um buraco de vento ao leste da frota.

- As coisas não foram como nós queríamos. Nós estamos calmaria, observando os barcos ficarem cada vez mais longe de nós e o que está atrás cada vez se aproxima mais sem que possamos fazer alguma coisa – disse o tripulante de mídia do Telefónica, Diego Fructuoso.

Foto Hamish Hooper/Volvo Ocean Race

Camper vê uma luz no horizonte para vencer a etapa. Foto Hamish Hooper/Volvo Ocean Race

Na batalha pelo primeiro lugar, a motivação no Camper é grande diante da chance real de alcançar o Puma na reta final:

- Aos poucos, estamos chegando perto do Puma que fugiu um pouco em uma nuvem desagradável ontem à noite, mas estamos recuperando essas milhas agora. Vai levar muito tempo para chegar a Miami, mas espero que possamos chegar lá primeiro – disse navegador Oxley.

Acesse o link e verifique a posição dos barcos em tempo real. Mais informações no site oficial do evento.

Envie seu Comentário