Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Willian Cardoso bate todos os recordes do Quiksilver Saquarema Prime na Praia de Itaúna

24 de maio de 2012 0
Foto Daniel Smorigo

Willian vai construindo seu caminho rumo a elite em 2013. Foto Daniel Smorigo

O catarinense Willian Cardoso é o novo recordista absoluto do Coca-Cola apresenta Quiksilver Saquarema Prime 2012 na Praia de Itaúna. Além de Willian, mais seis brasileiros estão entre os 16 candidatos ao título do Prime de Saquarema, que vale 40 mil dólares e 6.500 pontos no ranking mundial unificado da ASP.

Como a previsão indica que as ondas continuarão caindo, não haverá competição na sexta-feira e as oitavas de final acontecem no sábado. Já o campeão será conhecido neste domingo na “Cidade do Surf” da Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Willian perdeu a briga por classificação direta para as oitavas de final, mas na repescagem, diante do paulista Flávio Nakagima, ele mostrou seu backside poderoso nas esquerdas de dois a três pés e recebeu a maior nota do campeonato – 9,7 – para totalizar 18,03 pontos de 20 possíveis. Antes, já havia aberto a bateria com nota 8,33 em outra ótima esquerda.

- Saquarema é demais mesmo. A organização até cogitou em parar a competição, mas as ondas continuaram bombando e ainda bem que rolou a repescagem – falou Willian Cardoso, que já venceu a etapa em 2010.

- Na minha primeira bateria só peguei ondas cheias, mas agora elas têm mais parede e já comecei bem com duas ondas muito boas. Agora consegui encaixar as manobras, acertar as batidas que eu sei dar nessas condições. Estou feliz por ter feito os recordes do campeonato, mas quero avançar ainda mais na competição – completou.

CANDIDATOS AO TÍTULO

Foto Daniel Smorigo

Alex Ribeiro passou direto para as oitavas. Foto Daniel Smorigo

Apenas dois dos 11 brasileiros que disputam a primeira fase classificatória para as oitavas de final conseguiram vencer suas baterias e avançar direto para as oitavas de final: os paulistas Hizunomê Bettero e Alex Ribeiro. Os demais tiveram que encarar uma rodada extra e cinco aproveitaram a segunda chance para continuar na briga pelo título: os catarinenses Willian Cardoso e Jean da Silva e os paulistas Gabriel Medina, Wiggolly Dantas e Filipe Toledo.

Entre os estrangeiros, o defensor do título Kai Otton, o também australiano Matt Wilkinson, os norte-americanos Kolohe Andino e Nathan Yeomans, o havaiano Keanu Asing e Jonathan Gonzalez, das Ilhas Canárias, avançaram direto para as oitavas. O havaiano Sebastien Zietz, o australiano Perth Standlick e o francês Romain Cloitre tiveram que passar pela repescagem porque foram derrotados pela manhã em Saquarema.

DESTAQUES GRINGOS

Foto Daniel Smorigo

Kolohe vai deixando sua marca em Saquarema. Foto Daniel Smorigo

Na primeira rodada de oito baterias, o grande destaque foi Kolohe Andino. Com um repertório de manobras modernas, ele registrou as maiores marcas desta fase, com nota 9 e o placar de 17,33 pontos, na vitória sobre Jean da Silva e o também americano Nat Young no terceiro confronto do dia.

- As ondas baixaram bastante, mas a formação delas está muito boa – destacou Kolohe Andino, que vai voltar a enfrentar Jean da Silva nas oitavas de final.

Outro destaque gringo foi o australiano Matt Wilkinson. O irreverente aussie ficou no Brasil para tentar entrar na zona de classificação para o ano que vem.

- Realmente não comecei bem o ano, não consegui bons resultados nas etapas do ASP Tour, mas a temporada é longa. Já acumulei uma boa pontuação com a classificação para o round dos 16 e as próximas etapas do World Tour são em lugares (Fiji e Taiti) onde gosto de surfar, com tubos pra esquerda. Então quero conquistar bons resultados para diminuir a pressão de estar fora dos Top 34 para o ano que vem – explicou.

Foto Daniel Smorigo

Wilko vem com tudo. Foto Daniel Smorigo

SURPRESA DO DIA

A surpresa do dia foi o surfista das Ilhas Canárias, Jonathan Gonzalez, que mandou para a repescagem dois favoritos ao título: Gabriel Medina e Willian Cardoso. Nas oitavas de final, ele volta a encarar a fera Gabriel Medina, que usou a sua arma mortal para despachar o porto-riquenho Brian Toth na repescagem com um aéreo rodando de frontside perfeito.

- Eu nunca poderia imaginar que venceria esta bateria. Fiquei o tempo todo em segundo lugar e arrisquei pegar as ondas menores que abriam uma parede mais limpa pras manobras. Fiz isso na última onda e deu certo porque consegui a nota pra vencer. Estou muito feliz porque é difícil enfrentar dois surfistas como o Gabriel (Medina), que dispensa comentários, e o Willian (Cardoso), que já venceu aqui – declarou.

Foto Daniel Smorigo

Jonathan Gonzalez venceu Medina e Willian na rodada dos 24 sem perdedores.Foto Daniel Smorigo

VITÓRIAS AÉREAS

Além de Medina, outras vitórias conquistadas com aéreos nos minutos finais foram as dos paulistas Alex Ribeiro e Filipe Toledo. Alex acertou a manobra na última onda surfada contra o norte-americano Chris Ward e o francês Romain Cloitre. O francês passou por outro americano na repescagem, Nat Young, e terá novamente Alex Ribeiro pela frente nas oitavas de final.

- O vento Leste que é terral aqui não está proporcionando muito para os aéreos, porque vai tirando a prancha dos pés. Mas vi alguns atletas fazendo os aéreos nas esquerdas e resolvi arriscar também – contou Alex Ribeiro.

A transmissão ao vivo do evento pode ser acessada pelo site da ASP South America – www.aspsouthamerica.com.br

Resultados de quinta-feira no Quiksilver Saquarema Prime:

Round 4 – Repescagem – (1º=oitavas de final/2º=17º lugar – US$ 2.500 e 1.300 pontos):
1ª: Sebastien Zietz (HAV) 16.70 x 14.16 Simão Romão (BRA)
2ª: Perth Standlick (AUS) 15.44 x 12.90 Glenn Hall (IRL)
3ª: Jean da Silva (BRA) 14.20 x 10.80 Chris Ward (EUA)
4ª: Romain Cloitre (FRA) 14.46 x 13.93 Nat Young (EUA)
5ª: Willian Cardoso (BRA) 18.03 x 13.73 Flavio Nakagima (BRA)
6ª: Gabriel Medina (BRA) 14.76 x 12.23 Brian Toth (PRI)
7ª: Wiggolly Dantas (BRA) 12.90 x 11.43 Yan Guimarães (BRA)
8ª: Filipe Toledo (BRA) 16.43 x 11.70 Leonardo Neves (BRA)

Round 3 sem perdedores (1º=oitavas de final / 2º e 3º=repescagem):

1ª: 15.16=Hizunomê Bettero (BRA), 10.04=Sebastien Zietz (HAV), 9.03=Glenn Hall (IRL)
2ª: 11.03=Kai Otton (AUS), 7.90=Perth Standlick (AUS), 7.60=Simão Romão (BRA)
3ª: 17.33=Kolohe Andino (EUA), 13.37=Jean da Silva (BRA), 11.80=Nat Young (EUA)
4ª: 14.10=Alex Ribeiro (BRA), 12.56=Chris Ward (EUA), 12.96=Romain Cloitre (FRA)
5ª: 16.10=Matt Wilkinson (AUS), 14.53=Flavio Nakagima (BRA), 10.40=Brian Toth (PRI)
6ª: 14.83=Jonathan Gonzalez (CNY), 13.16=Gabriel Medina (BRA), 12.40=Willian Cardoso (BRA)
7ª: 14.30=Keanu Asing (HAV), 12.33=Wiggolly Dantas (BRA), 12.13=Filipe Toledo (BRA)
8ª: 12.34=Nathan Yeomans (EUA), 11.93=Leonardo Neves (BRA), 11.74=Yan Guimarães (BRA)

Baterias formadas de oitavas de final (2º=9º lugar – US$ 5 mil e 2.400 pontos):
1ª: Hizunomê Bettero (BRA) x Sebastien Zietz (HAV)
2ª: Kai Otton (AUS) x Perth Standlick (AUS)
3ª: Kolohe Andino (EUA) x Jean da Silva (BRA)
4ª: Romain Cloitre (FRA) x Alex Ribeiro (BRA)
5ª: Matt Wilkinson (AUS) x Willian Cardoso (BRA)
6ª: Gabriel Medina (BRA) x Jonathan Gonzalez (CNY)
7ª: Wiggolly Dantas (BRA) x Keanu Asing (HAV)
8ª: Nathan Yeomans (EUA) x Filipe Toledo (BRA)

Com informações de João Carvalho – Assessoria de Imprensa da ASP South America – joao@aspsouthamerica.com.br

Envie seu Comentário