Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Brasil tem cinco surfistas garantidos na elite do ASP World Tour 2013

05 de dezembro de 2012 1

Ao se classificar, Adam Melling repetiu o feito do seu compatriota Kieren Perrow. Foto ASP/Kirstin

Além do campeão Adam Melling, o também australiano Kieren Perrow e o americano Brett Simpson, ultrapassaram os 16.000 pontos no ranking unificado e confirmaram as suas permanências entre os top-34 do WCT 2013 pela lista dos 10 indicados pelo ASP World Ranking. Do Brasil, os garantidos para o ano que vem são os paulistas Adriano de Souza, Gabriel Medina, Miguel Pupo e Filipe Toledo como uma das novidades da elite, além do catarinense Alejo Muniz.

O cearense Heitor Alves, o carioca Raoni Monteiro e o potiguar Jadson André, têm chances matemáticas de ingressar no grupo dos top-22 do WCT que permanecem na divisão principal do Circuito Mundial no último desafio do ano. Heitor e Raoni precisam no mínimo de um nono lugar na última etapa, enquanto para Jadson só interessa a vitória no Pipe Masters.

Raoni deve receber um dos dois wildcards (convites) que a ASP reserva para os atletas que se contundiram durante a temporada, mas Heitor e Jadson têm que conquistar suas vagas dentro d´água.

ÚLTIMA ESPERANÇA

Já o catarinense Willian Cardoso, que saiu do G-10 do ranking unificado em Sunset Beach, ainda tem uma última esperança de reforçar o Brasil no ano que vem. Ele vive a expectativa de poder disputar classificação com um convite para competir no Billabong Pipe Masters. Caso contrário, terá de esperar para que dois surfistas da elite entrem nos top-22 e abram duas vagas na lista dos 10 indicados pelo ASP World Ranking.

Isto porque Willian, como em 2011, terminou como segundo “alternate” (substituto) para a próxima temporada. A torcida maior será para Brett Simpson, o também americano Kolohe Andino e para o australiano Kieren Perrow, que venceu o Pipe Masters no ano passado. Entre os que ficaram de fora do G-10, o primeiro “alternate” no momento é o americano Patrick Gudauskas, que saiu da zona de classificação com a vitória de Adam Melling em Sunset. Quatro brasileiros ficaram logo abaixo, com Willian Cardoso em 33º no ranking, Raoni Monteiro em 34º, Jean da Silva em 35º e Heitor Alves em 36º lugar.

Medina pegando o tubo que não valeu a vitória na opinião dos juízes. Foto ASP/Cestari

LISTA PROVISÓRIA DOS TOP-34 PARA O ASP WORLD TOUR 2013:
TOP-22 DO WCT 2012 – após a nona etapa em Santa Cruz, Califórnia – EUA:
1º: Joel Parkinson (AUS) – 53.900 pontos
2º: Kelly Slater (EUA) – 50.700
3º: Mick Fanning (AUS) – 47.000
4º: John John Florence (HAV) – 44.350
5º: Adriano de Souza (BRA) – 42.350
6º: Taj Burrow (AUS) – 41.900
7º: Gabriel Medina (BRA) – 37.850
8º: Julian Wilson (AUS) – 34.650
9º: Owen Wright (AUS) – 33.600
9º: Jeremy Flores (FRA) – 33.600
11º: Josh Kerr (AUS) – 31.400
12º: Jordy Smith (AFR) – 26.650
13º: Adrian Buchan (AUS) – 25.400
14º: Michel Bourez (TAH) – 24.250
15º: C. J. Hobgood (EUA) – 21.950
16º: Alejo Muniz (BRA) – 18.450
17º: Bede Durbidge (AUS) – 16.250
17º: Travis Logie (AFR) – 16.250
19º: Kai Otton (AUS) – 16.200
20º: Miguel Pupo (BRA) – 15.950
21º: Damien Hobgood (EUA) – 15.750
21º: Matt Wilkinson (AUS) – 15.750

G-10 DO ASP WORLD RANKING – atualizado com os resultados da Vans World Cup:
1º: Kolohe Andino (EUA) – permaneceu em 16º lugar no ranking com 22.395 pontos
2º: Sebastien Zietz (HAV) – subiu de 21º para 19º totalizando 21.810 pontos
3º: Glenn Hall (IRL) – caiu de 20º para o 22º lugar com 18.905 pontos
4º: Brett Simpson (EUA) – subiu de 29º para 24º com 17.310
5º: Filipe Toledo (BRA) – caiu do 24º para o 25º lugar com 16.700 pontos
6º: Adam Melling (AUS) – subiu de 42º para 26º atingindo 16.690 pontos com a vitória no World Cup
7º: Kieren Perrow (AUS) – subiu de 32º para 27º com 16.687 e tirou Willian Cardoso do G-10
8º: Nat Young (EUA) – caiu de 25º para 29º com 16.365 pontos
9º: Fredrick Patacchia (HAV) – caiu de 26º para 30º com 15.850
10º: Tiago Pires (PRT) – caiu de 28º para 31º com 15.820 pontos

ASP WORLD RANKING 2012 – 44 etapas = 9 do WCT + 8 Prime + 27 Star:
1º: John John Florence (HAV) – 44.245 pontos
2º: Gabriel Medina (BRA) – 43.765
3º: Kelly Slater (EUA) – 38.125
4º: Adriano de Souza (BRA) – 32.045
5º: Julian Wilson (AUS) – 30.300
6º: Taj Burrow (AUS) – 29.525
7º: Mick Fanning (AUS) – 28.743
8º: Adrian Buchan (AUS) – 27.505
9º: Joel Parkinson (AUS) – 25.820
10: Jordy Smith (AFR) – 25.160
11: Jeremy Flores (FRA) – 24.820
12: C. J. Hobgood (EUA) – 24.520
13: Miguel Pupo (BRA) – 24.400
14: Josh Kerr (AUS) – 24.370
15: Kai Otton (AUS) – 22.525
16: Kolohe Andino (EUA) – 22.395 – 1º do G-10
17: Matt Wilkinson (AUS) – 22.350
18: Alejo Muniz (BRA) – 21.950
19: Sebastien Zietz (HAV) – 21.810 – 2º do G-10
20: Owen Wright (AUS) – 19.700
21: Michel Bourez (TAH) – 19.350
22: Glenn Hall (IRL) – 18.905 – 3º do G-10
23: Damien Hobgood (EUA) – 18.570
24: Brett Simpson (EUA) – 17.310 – 4º do G-10
25: Filipe Toledo (BRA) – 16.700 – 5º do G-10
26: Adam Melling (AUS) – 16.690 – 6º do G-10
27: Kieren Perrow (AUS) – 16.687 – 7º do G-10
28: Travis Logie (AFR) – 16.570
29: Nat Young (EUA) – 16.365 – 8º do G-10
30: Fredrick Patacchia (HAV) – 15.850 – 9º do G-10
31: Tiago Pires (POR) – 15.820 – 10º do G-10
Próximos sul-americanos até 100:
33: Willian Cardoso (BRA) – 14.820 pontos
34: Raoni Monteiro (BRA) – 14.600
35: Jean da Silva (BRA) – 14.470
36: Heitor Alves (BRA) – 14.020
41: Wiggolly Dantas (BRA) – 12.353
45: Hizunomê Bettero (BRA) – 10.715
47: Alex Ribeiro (BRA) – 10.440
48: Tomas Hermes (BRA) – 10.260
49: Jessé Mendes (BRA) – 10.106
53: Jadson André (BRA) – 9.830
62: Ricardo dos Santos (BRA) – 8.371
76: Thiago Camarão (BRA) – 6.625
80: Messias Felix (BRA) – 6.507
96: Peterson Crisanto (BRA) – 4.968
98: Jano Belo (BRA) – 4.850

Por João Carvalho – Assessora Imprensa ASP South America

Comentários (1)

  • Gustavo Travi diz: 5 de dezembro de 2012

    Assisti ontem ( 04 / 12 ) ao encerramento do Vans Trilpe Crown Sunset, e na minha opinião, os juízes estão de sacanagem com o Medina, o tubo dele foi maior do que o do Adam melling, e deram 9,33 pro australiano … mas ele soube ser frio e manter a educação e a cabeça no lugar porque já são duas finais garfadas …. espero que no ano que vem este guri “arrebente” em todas as etapas e leve o caneco, até porque este ano já era …abraço e parabéns ao site Cristiano !

Envie seu Comentário