Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Colgate Plax Girls Rio Pro define campeã da etapa brasileira neste sábado

10 de maio de 2013 0

Carissa segue como favorita. Foto ASP/Smorigo

A sexta-feira foi a vez do Colgate Plax Girls Rio Pro começar no Rio de Janeiro. E as meninas deram um show nas ondas do Postinho da Barra da Tijuca, pegando tubos, fazendo manobras modernas e até arriscando os aéreos como a norte-americana Courtney Conlogue. Ela e as outras líderes do ranking confirmaram o favoritismo e vão disputar o título da etapa brasileira do ASP Womens Tour nesse sábado. A primeira chamada para as quartas de final foi marcada para às 7h, novamente no palco principal instalado na Barra da Tijuca.

Vencedora da etapa brasileira em 2011, a havaiana Carissa Moore é forte candidata a repetir o feito este ano. Ela estreou no Colgate Plax Girls Rio Pro com vitória sobre a “compatriota” Alessa Quizon e a única brasileira, Silvana Lima, que depois foi eliminada pela francesa Pauline Ado na repescagem. Carissa obteve a vaga nas quartas de final com uma vitória sobre a australiana Laura Enever e a neozelandesa Paige Hareb na terceira fase da competição.

Estou amarradona em ter surfado bem e por já estar nas quartas de final. É sempre difícil surfar nessas condições complicadas de beach break (praia com fundo de areia). Aí é preciso um pouco de sorte e estou feliz por conseguir surfar bem e ter fugido das repescagens — disse a havaiana, líder do ranking mundial.

INVICTAS NO RIO

Apenas três surfistas passaram invictas pela sexta-feira: a própria Carissa Moore e as americanas Courtney Conlogue e Lakey Peterson. As outras tiveram que encarar as repescagens nas difíceis condições do mar, com séries demoradas de dois a três pés de altura, mas com boa formação que proporcionaram belos momentos. A australiana Tyler Wright e a havaiana Malia Manuel fizeram as melhores apresentações do dia. Elas registraram os recordes da etapa brasileira no mesmo confronto em que estrearam juntas no Rio de Janeiro.

Manuel Malia. Foto Smorigo/ASP

Wright surfou um tubo incrível que valeu nota 9,27 e totalizou 17,04 pontos, contra 16,77 da havaiana, que poderia ter vencido as outras 19 baterias realizadas na sexta-feira com essa pontuação. Malia depois passou pela repescagem e as duas voltaram a se enfrentar na terceira fase, quando devolveu a derrota e mandou a aussie para a segunda e última repescagem do campeonato.

Engraçado que eu entrei no mar procurando surfar às direitas, só que a minha melhor nota foi numa esquerda longa — contou Malia Manuel.

Eu e a Tyler (Wright) fizemos uma bateria muito boa e apertada na primeira fase e ela venceu, então agora foi a minha vez de ganhar e dar o troco. As ondas aqui mudam muito, com a maré, com o vento, então fica difícil saber onde se posicionar no mar. Muitas vezes costumo seguir meus instintos pra saber onde ficar e parece que vem funcionando.

Outro destaque do primeiro dia do Colgate Plax Girls Rio Pro foi a norte-americana Courtney Conlogue, uma das atletas patrocinadas pela Billabong. Até aéreo ela acertou para vencer sua primeira bateria no campeonato, contra a australiana Laura Enever e a francesa Alize Arnaud. Depois, quase foi mandada para a repescagem, mas no último minuto achou uma boa onda para tirar nota 7,33 e sair do último para o primeiro lugar na bateria que valia classificação direta para as quartas de final.

Foi uma verdadeira batalha na água contra as meninas e contra as ondas também. s condições estão bem difíceis, com bastante vento a onda balança muito, mas tive muita sorte de achar aquela esquerda faltando menos de 30 segundos pra acabar a bateria e conseguir a nota que eu precisava. Foi definitivamente um grande desafio e estou muito feliz em ter avançado. Fiz as quartas de final aqui ano passado também e desta vez vou tentar um resultado melhor ainda — prometeu a americana que vem de vitória na última etapa, disputada na Nova Zelândia.

Courtney Conlogue arriscou os aéreos. Foto ASP/Kirstin

Courtney é uma das quatro surfistas que brigam pela liderança do ranking no Colgate Plax Girls Rio Pro, que inaugura a reta final da temporada 2013. As outras são a havaiana Carissa Moore que tenta se manter na frente, a vice-líder Tyler Wright e a defensora do título da etapa brasileira do ASP Womens Tour, a também australiana Sally Fitzgibbons. Depois do Rio de Janeiro, só tem mais duas provas no mês de julho para definir a campeã mundial, nos dias 10 a 14 na França e a grande final nos dias 22 a 28 nos Estados Unidos.

Quartas de final do Colgate Plax Girls Rio Pro:
1ª: Sally Fitzgibbons (AUS) x Lakey Peterson (EUA)
2ª: Carissa Moore (HAV) x Laura Enever (AUS)
3ª: Tyler Wright (AUS) x Malia Manuel (HAV)
4ª: Courtney Conlogue (EUA) x Bianca Buitendag (AFR)

Quarta fase – repescagem (vitória=quartas de final/derrota=9º lugar – US$ 5.500 e 4.000 pontos):
1ª: Sally Fitzgibbons (AUS) 14.27 x 7.73 Paige Hareb (NZL)
2ª: Laura Enever (AUS) 15.10 x 12.10 Alessa Quizon (HAV)
3ª: Tyler Wright (AUS) 17.00 x 14.60 Coco Ho (HAV)
4ª: Bianca Buitendag (AFR) 13.54 x 10.77 Pauline Ado (FRA)

Tyler Wright entocada na Barra. Foto ASP/Kirstin

Terceira fase – (1ª=quartas de final/2ª e 3ª=repescagem):
1ª: 1-Lakey Peterson (EUA)=16.14, 2-Sally Fitzgibbons (AUS)=14.77, 3-Alessa Quizon (HAV)=13.03
2ª: 1-Carissa Moore (HAV)=16.20, 2-Laura Enever (AUS)=10.33, 3-Paige Hareb (NZL)=9.34
3ª: 1-Malia Manuel (HAV)=15.90, 2-Tyler Wright (AUS)=11.30, 3-Bianca Buitendag (AFR)=5.20
4ª: 1-Courtney Conlogue (EUA)=13.50, 2-Pauline Ado (FRA)=13.20, 3-Coco Ho (HAV)=11.73

Segunda fase- Repescagem (vitória=terceira fase/derrota=13º lugar – US$ 5.000 e 1.750 pontos):
1ª: Malia Manuel (HAV) 13.60 x 12.47 Rebecca Woods (AUS)
2ª: Laura Enever (AUS) 15.77 x 15.13 Sage Erickson (EUA)
3ª: Alessa Quizon (HAV) 13.60 x 12.83 Alana Blanchard (HAV)
4ª: Bianca Buitendag (AFR) 14.84 x 9.57 Philippa Anderson (AUS)
5ª: Paige Hareb (NZL) 11.37 x 10.23 Alize Arnaud (FRA)
6ª: Pauline Ado (FRA) 14.77 x 11.43 Silvana Lima (BRA)

Primeira fase (1ª=terceira fase/2ª e 3ª=repescagem):
1ª: 1-Lakey Peterson (EUA)=14.04, 2-Bianca Buitendag (AFR)=9.33, 3-Rebecca Woods (AUS)=8.37
2ª: 1-Sally Fitzgibbons (AUS)=13.27, 2-Sage Erickson (EUA)=12.83, 3-Paige Hareb (NZL)=12.20
3ª: 1-Carissa Moore (HAV)=12.74, 2-Alessa Quizon (HAV)=11.63, 3-Silvana Lima (BRA)=6.70
4ª: 1-Tyler Wright (AUS)=17.04, 2-Malia Manuel (HAV)=16.77, 3-Phillipa Anderson (AUS)=7.77
5: 1-Courtney Conlogue (EUA)=11.77, 2-Laura Enever (AUS)=9.20, 3-Alize Arnaud (FRA)=7.93
6ª: 1-Coco Ho (HAV)=16.30, 2-Pauline Ado (FRA)=13.07, 3-Alana Blanchard (HAV)=11.24

Com informações da Assessoria de Imprensa da etapa brasileira do WCT – João Carvalho – jcarvalho@aspworldtour.com

Envie seu Comentário