Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de junho 2013

Tudo pronto para o começo do Mr Price Pro Ballito, etapa Prime da África do Sul

30 de junho de 2013 0

Jesse Mendes se deu bem em Ballito em 2011. Foto Kelly Cestari/Arquivo

A partir desta segunda-feira, alguns dos melhores surfistas do mundo disputam a terceira etapa Prime do calendário da ASP, em Ballito, na África do Sul. O Mr Price Pro Ballito oferece 6.500 pontos ao campeão e contará com um pelotão verde-amarelo liderado pelos tops Alejo Muniz, Filipe Toledo, Miguel Pupo e Willian Cardoso. Dos gringos, destaques para o sul-africano Jordy Smith, o australiano Julian Wilson, os americanos Kolohe Andino e Brett Simpson e o havaiano DustyPayne.

Dois dos mais promissores talentos da África do Sul, Slade Prestwich e Dylan Lightfoot, ficaram os com os dois últimos wildcards para o trial disputado no sábado, em New Pier, Durban. Prestwich entra no evento embalado pelo título do VQS Volcom Fiji, onde venceu o brasileiro Deivid Silva. A dupla vai se juntar aos outros seis convidados locais: Greg Emlise, Matt Bromley, Steven Saywer, Chad Du Toit, David Van Zyl e Micheal February. A previsão das condições indica boas ondas com vento terral para esta semana em Ballito.

Vale lembrar que, no ano passado, o evento ficou marcado como um dos melhores da temporada com ondas tubulares de seis a oito pés. A primeira chamada será feita às 7h pelo diretor de prova Pierre Tostee, com um possível início 7h15min. Mais informações, incluindo resultados, vídeos, fotos e notícias acesse www.mrpricepro.com.

Mr Price Pro 3
Round of 96(1º e 2º= Round of 48/3º=49º lugar 400pts e U$1 mil/4º=73º lugar e 380pts e $750)
H1 – Matt Wilkinson (AUS), Jesse Mendes (BRA), Gabriel Villaran (PER), Matthew Bromley (AFS)
H2 – Granger Larsen (HAV),Caio Ibelli (BRA), Lincoln Taylor (AUS), Gavin Gillette (HAV)
H3 – Willian Cardoso (BRA), G. Parkes (AUS), Ramzi Boukhiam (MAR), Flavio Nakagima (BRA)
H4 – Miguel Pupo (BRA), Heath Joske (AUS), Michael Dunphy (EUA), Ty Watson (AUS)
H5 – Fredrick Patacchia (HAV), Bernardo Miranda (BRA), Gony Zubizarreta (ESP), Alain Riou (TAH)
H6 – Aritz Aranburu (EUK), Stu Kennedy (AUS), Romain Cloitre (FRA), Hodei Collazo (EUK)
H7- Jay Thompson (AUS), Kiron Jabour (HAV), Tomas Hermes (BRA), Cristobal De Col (PER)
H8 – Travis Logie (AFS), Davey Cathles (AUS), Thomas Woods (AUS), Chad Du Toit (AFS)
H9 – Alejo Muniz (BRA), Evan Geiselman (EUA), M. Banting (AUS), Luel Felipe (BRA)
H10- Mitchel Coleborn (AUS), Ezekiel Lau (HAV), Cory Arrambide (EUA), Davi Van Zyl (AFS)
H11- Beyrick De Vries (AFS), Dale Staples (AFS), Torrey Meister (HAV), Marlon Lipke (ALE)
H12 – Jordy Smith (AFS), Nathan Yeomans (EUA), Maxime Huscenot (FRA), Slade Prestwich (AFS)
H13 – Julian Wilson (AUS), Wiggolly Dantas (BRA), Gabe Kling (EUA), Dylan Lightfoot (AFS)
H14 – Jonathan Gonzalez (CNY), Keanu Asing (HAV), Messias Felix (BRA), Chris Friend (AUS)
H15 – Dion Atkinson (AUS), Joan Duru (FRA), Conner Coffin (EUA), Michael February (AFS)
H16 – Dusty Payne (HAV), Nathan Hedge (AUS), David do Carmo (BRA), Nat Curran (EUA)
H17 – Kolohe Andino (EUA), Jack Freestone (AUS), Billy Stairmand (NZ), Steven Sawyer (AFS)
H18 – Jadson André (BRA), Tom Whitaker (AUS), Manuel Selman (CHI), Jano Belo (BRA)
H19 – Tanner Gudaukas (EUA), Jay Quinn (NZL), Mason Ho (HAV), Halley Batista (BRA)
H20 – Brett Simpson (EUA), Santiago Muniz (ARG),Nic Von Rupp (ALE), Yadin Nicol (AUS)
H21 – Raoni Monteiro (BRA), A. Doheny (EUA), Peterson Crisanto (BRA), Blake Thornton (AUS)
H22 – Marc Lacomare (FRA), Perth Standlick (AUS), S. Joubert (AFS), Krystian Kymerson (BRA)
H23 – Mitch Crews (AUS), Brian Toth (PRI), Luke Davis (EUA), Ian Gouveia (BRA)
H24 – Filipe Toledo (BRA), Richard Christie (NZ), Jean da Silva (BRA), Greg Emslie (AFS)

Bruna Kajiya conquista pódio da etapa italiana do Mundial de Kitesurf Freestyle

30 de junho de 2013 0

Crédito: Toby Bronswich/PKRA/Divulgação

A paulista Bruna Kajiya conquistou o melhor resultado para o Brasil com a terceira colocação na terceira etapa do Mundial de Kitesurf freestyle da PKRA, encerrada no sábado, em Marsala, na Itália. A competição foi marcada por dois dias de ventos moderados e dois de calmaria, o que prejudicou o andamento normal da competição.

No feminino, a espanhola Gisela Pulido venceu sua segunda etapa consecutiva. Em segundo lugar ficou a polonesa Karolina Winkowska. Derrotada por Gisela na semifinal, Bruna venceu a decisão pelo terceiro lugar e se mantém na mesma posição no ranking, na categoria freestyle.

— Ter pego mais um pódio foi bom para minha meta da temporada, mas fiquei chateada porque esperava um resultado melhor nesta etapa — contou Bruna.

No masculino, o brasileiro mais bem colocado foi Eudazio da Silva, em quinto lugar. O primeiro lugar foi dividido entre o espanhol Alex Pastor e o holandês Youri Zoon, que não conseguiram fazer a disputa por final por falta de vento. Pastor lidera o ranking mundial e continua invicto na temporada. A próxima etapa será de 12 a 21 de julho, em St. Peter Ording, na Alemanha.

Foto: Toby Bronswich/PKRA/Divulgação

Resultados:
Mulheres
1ª Gisela Pulido(ESP)
2ª Karolina Winkoska(POL)
3ª Bruna Kajiya(BRA)
4ª Annabel Van Weterop(ARU)

Homens:
1º Alex Pastor(ESP)/ Youri Zoon(NED)
3º Christophe Tack(BL)
4º Marc Jacobs(NZL)

Com informações de Valéria Corbucci – assessora de imprensa

Bruno Santos é o Brasil em Padang Padang

30 de junho de 2013 0

O brasileiro Bruno Santos já está voando direto para Bali, na Indonésia, para a disputa do Rip Curl Cup 2013, o tradicional evento de tubos para convidados realizado em Padang Padang. O tube rider de Niterói vai brigar pelo título e os US$ 10 mil de prêmio com nomes como Jamie O’Brien, Dean Morrison, Chris Ward, Makua Rothman, Ry Craike e Ozzie Wright, além dos principais surfistas da Indonésia.

O prazo para realização da competição começa no dia 1º de julho e vai até o dia 15 de agosto. A direção vai aguardar a melhor data para começar a disputa que rola com formato diferenciado. E para celebrar os 10 anos do evento, pela primeira vez a competição poderá ser acompanhada ao vivo pela internet.

A Rip Curl anunciou 14 dos 16 surfistas indonésios convidados: Rizal Tanjung, Bol Adi Putra, Garut Widiarta, Pepen Hendrik, Dede Suryana, Mega Semadhi, Lee Wilson, Raditya Rondi, Betet Merta, Mustofa Jeksen, Marlon Gerber, Made Lana, Wayan Gobleg e Usman Trioko. As duas vagas restantes para os locais serão definidas no trials, em Uluwatu, neste sábado. O vencedor do trial e o segundo colocado da península de Bukit de Bali garantem as vagas.

Os 16 concorrentes internacionais ainda não foram anunciados, porém, além dos campeões do passado, como Jamie O’Brien e Chris Ward, esperamos ver uma lista de chamada com os melhores tube riders em Padang. A lista completa de 32 convidados, incluindo o wildcard misterioso, será anunciado neste domingo, 30 de junho, na cerimônia de abertura na praia de Padang Padang.

Promessa paulista vence segunda etapa do circuito catarinense profissional 2013

29 de junho de 2013 0

Marcos Correa arrebentou com os aéreos. Foto Junior Jucoski

O paulista Marcos Correa, 16 anos, levou a segunda etapa do Oakley Pro 2013 encerrada neste sábado, na praia Central de Balneário Camboriú, com um verdadeiro show de surfe. A grande final não foi diferente, muito disputada e decidida praticamente na escolha dos melhores aéreos, terminou com a vitória espetacular do surfista de São Vicente, que abusou das manobras aéreas durante toda a competição.

Neste sábado as ondas continuaram na faixa de meio metro de altura, mas perfeitas e com algumas séries maiores e um pouco mais fortes que o dia anterior, proporcionando bons momentos para a galera radicalizar geral nas manobras. No inicio da final, a falta de ondas dificultou um pouco o desempenho dos atletas, mas no decorrer da bateria, as ondas apareceram e o show de surfe ficou completo, com um verdadeiro ataque aéreo dos finalistas.

Diego Rosa (2º), Marcos Correa (1º), Alandresson Martins (3º) e Gilmar Silva (4º). Foto Junior Jucoski

Marcos Correa abriu a bateria com 8,67 pontos num belo aéreo de backside (costas para a onda). Na sequência, o baiano Alandresson Martins, também começou a apostar suas fichas nos aéreos, e arrancou 5,50 pontos na sua primeira boa onda. O catarinense Diego Rosa não demorou e marcou logo 7,00 pontos na sua primeira onda, assim como o paulista Gilmar Silva, que correu atrás do prejuízo com 4,67 pontos na largada.

O tempo foi passando e a falta de ondas exigiu dos atletas muita atenção na busca pelas melhores. Faltando poucos minutos para o final, as ondas começaram a chegar e o bicho pegou quando o baiano achou mais uma boa onda e, com outro aéreo, marcou 7,07 pontos para assumir a ponta da bateria. Em seguida o paulista Gilmar Silva marcou 6,00 pontos e foi para a segunda colocação.

Diego Rosa entrou na briga pelo título brasileiro. Foto Junior Jucoski

Mas o outro paulista, o jovem Marcos Correa conseguiu achar mais uma boa direita e com mais um aéreo, colocou na sua soma 5,83 pontos, assumindo a liderança da bateria. O catarinense Diego Rosa que vinha na quarta colocação da bateria, e precisava fazer uma nota superior a 7,51 pontos para vencer, no finalzinho achou a onda tão esperada, mas acabou marcando apenas 6,95 pontos, e ficou com a segunda colocação no Oakley Pro 2013. Apesar do vice-campeonato, Diego entrou na briga pelo título do circuito Abrasp assumindo a oitava colocação do ranking.

- Estou muito feliz, o evento foi irado! Esta a primeira vez que venho participar do Circuito Catarinense Profissional da Fecasurf, e saio com essa vitória, estou muito feliz mesmo. Gostaria de agradecer a Deus que me mandou as ondas certas, e todos que torceram por mim, muito obrigado! - declarou o paulista Marcos Correa.

A última e decisiva etapa do Oakley Pro 2013 será na Praia da Vila, em Imbituba, de 6 a 8 de dezembro e vai definir o título do Circuito Catarinense de Surf Profissional da Fecasurf. Na corrida pelo título brasileiro o baiano Franklin Serpa, com a nona colocação no Oakley Pro 2013, assumiu a liderança do ranking brasileiro da Abrasp com 4.155 pontos, seguido pelo paranaense Jihad Khodr com 3.825 pontos. As próximas etapas do circuito Abrasp 2013 serão na Praia do Pecado em Macaé/RJ, de 19 a 21 de julho, e na Praia do Cupe, em Ipojuca/PE, de 25 a 28 de julho.

Baiano Alandresson Martins voa sempre muito alto. Foto Junior Jucoski

Ninguém conseguiu bater os recordes da competição cravados pelo surfista de Florianópolis Diego Rosa, no primeiro dia de evento. Diego marcou a maior nota do campeonato com 9,87 pontos, e o maior somatório de 18,20 pontos, na quarta bateria do segundo round. O Oakley Pro 2013 distribuiu R$ 30.000,00 de premiação, além de 1.500 pontos para o Ranking Catarinense Pro e 1.500 para o Ranking da Abrasp.

O Oakley Pro 2013 é apresentado pelo Governo do Estado de Santa Catarina através do Fundesporte e Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, tem o patrocínio do Matte Leão, Prefeitura Municipal de Balneário Camboriú através da Fundação Municipal de Esportes, o apoio, Bhally Hotel, Tropikalya Hotel, Faculdade Avantis, Surfers Paradise, a Divulgação do Site Waves e Jornal Drop, e a realização da Fecasurf, Abrasp e Associação de Surf de Balneário Camboriú.

Gilmar Silva foi o quarto colocado. Foto Junior Jucoski

Final Oakley Pro – 2ª etapa
1º Marcos Correa SP 14.50 – CAMPEÃO
2º Diego Rosa SC 13.93 – VICE-CAMPEÃO
3º Alandresson Martins BA 12.57
4º Gilmar Silva SP 10.67

Semifinais (1º e 2º= finais/3º=5º lugar e 4º=7º lugar)
SF1- 1º Diego Rosa SC 13.14 2º Gilmar Silva SP 12.04 3º Luan Carvalho SC 11.94 4º Cauê Wood SC 10.93
SF2- 1º Marcos Correa SP 12.10 2º Alandresson Martins BA 12.00 3º Tamae Bettero SP 11.77 4º Pedro Miguel SP 9.70

Quartas de final (1º e 2º=semifinais/3º=9º lugar e 4º=13º lugar)
QF1 – 1º Diego Rosa SC 12.67 2º Gilmar Silva SP 12.67 3º Luciano Brulher SP 10.03 4º Ricardo Wendhausen SC 8.30
QF2 – 1º Luan Carvalho SC 14.54 2º Cauê Wood SC 13.273º Tiago Bianchini SC 11.27 4º Mariano Arreyes RJ 9.74
QF3 – 1º Pedro Miguel SP 17.16 2º Alandresson Martins BA 14.43 3º Franklin Serpa BA 12.90 4º Andre Moi SC 11.63
QF4 – 1º Tamae Bettero SP 14.13 2º Marcos Correa SP 13.03 3º Jihad Khodr PR 12.03 4º Robson Santos SP 10.03

Estatísticas:
Melhores somatórios:
1º 18.20 Diego Rosa SC 4ª bateria do Round 2
2º 17.16 Pedro Miguel SP 3ª bateria das quartas de final
3º 16.00 Hizunome Bettero SP 12ª bateria do Round 1
4º 15.76 Marcos Correa SP 11ª bateria do Round 1
5º 15.64 Marcos Correa SP 11ª bateria do Round 2

Melhores Ondas
1º 9.87 Diego Rosa SC 4ª bateria do Round 2
2º 9.33 Pedro Miguel SP 3ª bateria das quartas de final
3º 9.00 Hizunome Bettero SP 12ª bateria do Round 1
4º 8.67 Marcos Correa SP Final
5º 8.57 Marcos Correa SP 11ª bateria do Round 2

Com informações de Norton Ewaldt – Fecasurf

Diego Rosa detona na abertura da segunda etapa do Oakley Pro em Balneário Camboriú

28 de junho de 2013 0

Diego Rosa é o recordista do evento. Foto Junior Jucosky

O surfista da Joaquina, Diego Rosa, foi um dos destaques da abertura da segunda etapa do Oakley Pro 2013, na Praia Central de Balneário Camboriú, nesta sexta-feira. Válido pelo circuito catarinense profissional e pela quinta etapa do circuito brasileiro, o evento começou com condições bem difíceis. As ondas não passaram do meio metro de altura e exigiram muita atenção na escolha das melhores ondas.

Apesar da dificuldade, Diego Rosa se adaptou bem as condições e teve uma atuação quase perfeita em sua bateria para marcar os recordes do evento até o momento. Na quarta bateria do segundo round, Diego achou uma bela direita e, com manobras fortes, arrancou 9,87 pontos dos juízes e alcançou o maior somatório com 18,20 pontos.

O mar está bem difícil, quando eu cheguei à praia achei que nem teria o evento, pois as ondas estavam muito pequenas, mas não adianta reclamar, tem é que surfar, e foi isso que eu fiz. Tive sorte, consegui achar a onda certa, uma boa direita, e fiz o meu trabalho — declarou Diego.

Campeão da primeira etapa e de malas prontas para a etapa Prime em Ballito na África do Sul, Tomas Hermes estreou com vitória, mas caiu na bateria mais forte do segundo round, que classificou Marco Polo em primeiro lugar, seguido de Tiago Bianchini. O alternate do ASP World Tour, Willian Cardoso, também ganhou na estreia, mas está escalado para uma das seis baterias que completam o Round 2 neste sábado. Pedro Norberto, Neco Padaratz, Alex Lima, Greg Cordeiro e Cauê Wood foram os tops catarinenses que garantiram vaga no Round 3.

Vice-campeão da primeira etapa, Ricardo Wendhausen venceu as duas baterias que disputou e também está na terceira fase. Dos atletas de fora do Estado, destaques para o paranaense Jihad Kodhr, embalado por três vitórias na temporada, o paulista Hizunomê Bettero e os nordestinos Alan Jhones e Rudá Carvalho que buscam pontos importantes do ranking Abrasp. Os três já garantiram vaga no Round 3. No domingo as disputas começam às 8h e as finais estão previstas para as 15h, quando será conhecido o campeão da segunda etapa do Oakley Pro 2013.

Palanque montado na Praia Central. Foto Junior Jucoski

No sábado à noite, depois do surfe, a partir das 23h45min, tem a balada oficial do Oakley Pro 2013 na At HOME, com os Djs A.G.O. e Kempa. A galera também vai poder conferir a exposição Surfers Paradise Somewhere In Chile, do fotógrafo Ricardo Alves. O Oakley Pro 2013 e vai distribuir R$ 30 mil de premiação, além de 1.500 pontos para o ranking catarinense e 1.500 para o ranking da Abrasp.

O Oakley Pro 2013 é apresentado pelo Governo do Estado de Santa Catarina através do Fundesporte e Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, tem o patrocínio do Matte Leão, Prefeitura Municipal de Balneário Camboriú através da Fundação Municipal de Esportes, o apoio, Bhally Hotel, Tropikalya Hotel, Faculdade Avantis, Surfers Paradise, a Divulgação do Site Waves e Jornal Drop, e a realização da Fecasurf, Abrasp e Associação de Surf de Balneário Camboriú.

Resultados desta sexta-feira:
Round 1
B1 – 1º Daniel Pedreira RS 2º Ygor Arakaki SC
B2 – 1º Yuri Castro SC 11.26 2º Roni Ronaldo SC 9.03 3º Juliano Uzuelli SP 8.27
B3 – 1º Paulo Pinheiro SC 11.54 3º Rodrigo Wazlawick SC 10.26 2º Rodrigo Couto SC 10.83 4º Dickson Queiroz SC
B4 – 1º Alessandro Puga PR 14.83 2º Tomas Hermes SC 12.94 3º Derek Adriano SC 9.27 4º Thales Marx SC 6.77
B5 – 1º Bryan Westphalen SP 2º Guilherme Ramalho SC 2.00 4º Guilherme Amaral SC 4º Fellipe Ximenes SC
B6 – 1º Caue Wood SC 2º Alvaro Bacana MA 4º Marcio Leal SC
B7 – 1º Ricardo Wendhausen SC 9.40 2º Ramiro Rubim SC 8.53 3º Ronaldo Chicão PR 7.10
B8 – 1º Douglas Noronha SP 2º Bruno Silva SC
B9 – 1º João Jucoski SC 2º Fernando Paulino SC 4º Gustavo Schlickmann SC
B10- 1º Alan Fendrich SC 14.00 2º Marco Aurelio SP 9.07 3º Gabriel Neves SC 7.03
B11 -1º Marcos Correa SP 15.76 2º Andre Moi SC 12.26 3º Sidnei Orsi SC 5.77
B12 -1º Hizunome Bettero SP 16.00 2º Diego Michereff SC 10.17 3º Tyron Gonzalez SC 3.90
B13 -1º Willian Cardoso SC 9.43 2º Jefferson Duarte SC 7.10 3º Yuri Shoenau SC 5.64 4º Fernando Junior SC 5.03
B14 -1º Pedro Miguel SP 11.50 2º Robson Gobbato RS 8.23 3º Giovani Alves SC 7.50
B15 -1º Tamae Bettero SP 11.07 2º Fellipe Ximenes SC 8.07 3º Kaique Oliveira SC 7.70 4º Pedro David SC 5.97
B16 -1º Victor Valentim PR 10.80 2º Bruno Moraes SC 8.67 3º Marcio da Veiga PR 6.34 4º Ricardo Tavares SC 6.07

Round 2
B1 – 1º Luciano Brulher SP 11.10 2º Daniel Pedreira RS 10.77 3º Yuri Goncalves SC 7.60 4º Roni Ronaldo SC 6.67
B2 – 1º Pedro Norberto SC 12.27 2º Mariano Arreyes RJ 10.40 3º Yuri Castro SC 9.03 4º Ygor Arakaki SC 5.10
B3 – 1º Marco Polo SC 11.14 2º Tiago Bianchini SC 10.30 3º Tomas Hermes SC 9.40 4º Paulo Pinheiro SC 6.97
B4 – 1º Diego Rosa SC 18.20 2º Rodrigo Couto SC 10.93 3º Nathan Brandi SP 9.26 4º Alessandro Puga PR 7.47
B5 – 1º Neco Padaratz SC 11.87 2º Luan Carvalho SC 11.73 3º Bryan Westphalen SP 10.40 4º Alvaro Bacana MA 6.33
B6 – 1º Caue Wood SC 12.13 2º Ruda Carvalho BA 11.87 3º Guilherme Ramalho SC 9.47 4º Andre Goncalves SC 7.47
B7 – 1º Ricardo Wendhausen SC 13.10 2º Alan Jhones RN 10.36 3º Andre Zanini SC 8.73 4º Bruno Silva SC 5.43
B8 – 1º Alex Lima SC 15.50 2º Gilmar Silva SP 12.70 3º Ramiro Rubim SC 8.97 4º Douglas Noronha SP 6.20
B9 – 1º Jihad Khodr PR 12.57 2º Greg Cordeiro SC 9.20 3º João Jucoski SC 6.50 4º Marco Aurelio SP 3.93

Baterias que abrirão o sábado:
B10 – Jonas Tatuira SC x Ricardo Ferreira SP x Fernando Paulino SC x Alan Fendrich SC
B11 – Marco Giorgi SC x Antonio Eudes CE x Marcos Correa SP x Diego Michereff SC
B12 – Marcio Farney CE x Alandresson Martins SP x Andre Moi SC x Hizunome Bettero SP
B13 – Alon Campestrini SC x Robson Santos SP x Willian Cardoso SC x Robson Gobbato RS
B14 – Beto Mariano SC x Odirlei Coutinho SP x Jefferson Duarte SC x Pedro Miguel SP
B15 – Andre Luiz SC x Franklin Serpa BA x Tamae Bettero SP x Bruno Moraes SC
B16 – Guilherme Ferreira SC x Aurelio Santana SP x Fellipe Ximenes SC x Victor Valentim PR

Round 3 – Baterias já formadas:
B1 – Luciano Brulher SP x Pedro Norberto SC x Tiago Bianchini SC x Rodrigo Couto SC
B2 – Daniel Pedreira RS x Mariano Arreyes RJ x Marco Polo SC x Diego Rosa SC
B3 – Neco Padaratz SC x Caue Wood SC x Alan Jhones RN x Gilmar Silva SP
B4 – Luan Carvalho SP x Ruda Carvalho BA x Ricardo Wendhausen SC x Alex Lima SC
B5 – Jihad Khodr PR x 1ºB10 x 2ºB11 x 2ºB12
B6 – Greg Cordeiro SC x 2ºB10 x 1ºB11 x 1ºB12
B7 – 2ºB13 x 2ºB14 x 1ºB15 x 1ºB16
B8 – 1ºB13 x 1ºB14 x 2ºB15 x 2ºB16

Wilhelm Schurmann se divide entre as competições de windsurf e a nova aventura da família

28 de junho de 2013 0

Foto Divulgação/Arquivo

Decidido a embarcar no novo veleiro da família para dois anos de aventura por mares e oceanos do planeta, Wilhelm Schurmann prepara-se para conciliar a agenda de competições internacionais de windsurf com o extenso roteiro da Expedição Oriente.

Líder do ranking mundial de Formula Windsufing e único brasileiro a obter mais de 24 títulos nacionais em diferentes categorias(Wave, Slalom, Formula, Velocidade e Longa Distância), o atleta pode vir a reduzir o número de participações, mas ainda sim incluirá alguns campeonatos mundiais na programação da Família Schurmann.

Enquanto isso, ele se divide entre os treinos para algumas disputas mundiais e o planejamento da Expedição Oriente. Wilhelm participará do IFCA Junior, Youth & Masters Slalom World Championships Alacati, que acontece entre os dias 1º e 6 de julho, na Turquia; do Open Formula Windsurfing WORLD Championships Viganj, de 8 a 13 de julho, na Croácia; do Polish Formula European Cup Leba, de 19 a 21 de julho na Polônia, e do South American Championships (IFCA) Lobitos y Organos (Piura), entre os dias 31 de julho e 4 de agosto no Peru. Ele ainda deve disputar o Campeonato Brasileiro de Slalom, Formula e nas Ondas.
Encerradas essas provas, ele passa a se dedicar mais ao projeto da Família Schurmann que, em 24 de novembro deste ano, parte para dois anos de viagens seguindo a rota dos chineses.

- De acordo com polêmicas teorias, os chineses foram os primeiros a contornar o globo. Com base nessa tese, partiremos da América do Sul e, pela primeira vez, passaremos no continente Antártico. Em seguida, velejaremos pelo Oceano Pacifico, passando pela Polinésia, Nova Zelândia e Austrália. Então, subiremos para Papua-Nova Guiné e, em seguida, iremos – também pela primeira vez – para o Japão. Passaremos ainda pela China, Vietnã, Indonésia e África do Sul. De lá, retornaremos ao Brasil, onde devemos desembarcar em novembro de 2015 - resume Wilhelm.

E destaca:

- Nestes dois anos, dentro desta rota, marcarei presença em algumas competições. É por isso que meus equipamentos estarão a bordo de KAT, nosso novo veleiro, permitindo que eu utilize meu tempo livre para continuar treinando.

Wilhelm leva a bandeira brasileira para o circuito de wind. Foto Divulgação/Arquivo

A carreira do atleta de windsurf está intimamente vinculada à sua história como tripulante das expedições da Família Schurmann. Wilhelm começou a praticar o windsurf com 9 anos, participando de competições em vários países do mundo, justamente quando os Schurmann dedicavam-se à sua primeira grande aventura.

Passados 10 anos, os Schurmann ficaram conhecidos como a primeira família a completar a volta ao mundo a bordo de um veleiro. E, perto do final dessa jornada, Wilhelm venceu, aos 16 anos, seu primeiro evento: o campeonato nacional na Nova Zelândia, país considerado a meca do esporte da vela no mundo. De lá para cá, outros grandes desafios foram vencidos pela família e, paralelamente, pelo atleta Wilhelm, um dos maiores nomes do windsurf no Brasil.

A partir de agosto, Wilhelm diminui sua participação nas competições e intensifica os preparativos para a Expedição Oriente, novo projeto da Família Schurmann que envolve inovação, tecnologia e sustentabilidade. Ao seu lado e de seus pais Vilfredo e Heloísa, os irmãos Pierre e David (líder da tripulação de terra) seguirão por alguns trechos da aventura. A irmã caçula Kat estará simbolicamente presente ao inspirar o nome do novo veleiro. E, pela primeira vez, a tripulação ganha um representante da terceira geração: Emmanuel Schurmann. A  Expedição Oriente tem como patrocinadores a Estácio, a HDI Seguros e o Grupo Solví.

Com informações da Bansen & Associados Comunicação – Alexandre Moreno e Clean Barros

Robert Scheidt é destaque da Kieler Woche

28 de junho de 2013 0

Lenda da vela, o paulista Robert Scheidt voltou a chamar atenção da mídia durante sua volta as competições internacionais na classe Laser. Assim como aconteceu em Hyeres, na França, o brasileiro foi tema de um dos vídeos diários realizados durante a Semana de Vela de Kiel, a Kieler-Woche.
A competição foi encerrada na última terça-feira e Scheidt ficou com o vice-campeonato, atrás apenas do alemão Philipp Buhl, bicampeão do evento. O vídeo foi gravado após o segundo dia, quando o paulista liderava a primeira fase de regatas.

Marcelo Trekinho é atração do webisode Strange Brains, da Volcom

27 de junho de 2013 0

Galeria de imagens - Oakley Pro Bali

27 de junho de 2013 0

O campeão Joel Parkinson levanta a taça. Foto ASP/Kirstin

Foto ASP/Kirstin

Parko no tubo. Foto Will HS

Nat Young e o melhor backside da competição. Foto Will HS

Mick Fanning é o novo líder do ranking. Foto ASP/Kirstin

Josh Kerr obteve mais um bom resultado. Foto ASP/Kirstin

Slater entocado. Foto ASP/Kirstin

Julian Wilson voando alto. Foto ASP/Will HS

Taj Burrow parou diante de Parko. Foto ASP/Kirstin

Filipe Toledo também arriscou os aéreos. Foto ASP/Kirstin

Medina air lines. Foto ASP/Kirstin

Parko foi o surfista que melhor se adaptou as condições do último dia. Foto ASP/Will HS

Mineirinho saiu de Bali na sétima colocação do ranking. Foto ASP/Kirstin

Nat Young, o novato do ano, sexto no ranking mundial. Foto ASP/Will HS

Bourez também achou os tubos em Keramas. Foto ASP/Kirstin

Foto ASP/Will HS

Medina decolando. Foto ASP/Kirstin

Adriano de Souza finalizando a onda com um aéreo rodado. Foto ASP/Will HS

Willian Cardoso. Foto ASP/Kirstin

Medina cavando com força. Foto ASP/Will HS

Kelly acelerando. Foto ASP/Kirstin

Highlights - Dia final do Oakley Pro Bali

27 de junho de 2013 0