Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de setembro 2013

Velejadores brasileiros estão bem posicionados no ranking mundial ISAF

30 de setembro de 2013 0
Fernanda e Ana estão em segundo lugar. Foto Martinez Studio.

Fernanda e Ana estão em segundo lugar na 470. Foto Martinez Studio.

A Federação Internacional de Vela (Isaf) divulgou nesta segunda-feira, dia 30 de setembro, a atualização dos rankings das 10 classes olímpicas. O Brasil aparece na segunda colocação em três delas, com Fernanda Oliveira e Ana Barbachan (470), Martine Grael e Kahena Kunze (49er FX) e Ricardo “Bimba” Santos (RS:X). Os cinco velejadores fazem parte Equipe Brasileira de Vela, que é apoiada pela Confederação Brasileira de Vela (CBVela).

O catarinense Bruno Fontes manteve a nona posição na classe Laser, mas é o único entre os top 10 com apenas 5 resultados computados. Os demais têm seis, inclusive o líder, o australiano Tom Burton. Com apenas quatro resultados, entre eles o vice-campeonato europeu, o paulista Robert Scheidt é o número 65. Na Finn, Bruno Prada é o melhor brasileiro, na 26ª posição, mas Jorge Zarif, que venceu o Mundial de Finn, vem em 33º com apenas três resultados computados.

Brasil conquista cinco medalhas nos mundiais Júnior e Sênior da classe Snipe

30 de setembro de 2013 0
Bruno e Danta na liderança da regata. Foto Kyra Mirsky

Bruno e Danta na liderança da regata. Foto Kyra Mirsky

Dois dias depois do término dos Mundiais Junior e Sênior de Snipe, disputados no Iate Clube do Rio de Janeiro entre os dias 14 e 28 de novembro, o Brasil ainda tem muito o que comemorar. Foram cinco medalhas conquistadas, sendo dois ouros, uma prata e dois bronzes, em uma disputa que envolveu mais de 200 velejadores.

No primeiro evento, para atletas de até 21 anos, os niteroienses Lucas Mesquita e Douglas Gomm superaram as outras 26 duplas para subir no lugar mais alto do pódio. Os baianos Juliana Duque e Jonathan Lerke acabaram na terceira colocação, enquanto os japoneses Takuya Shimamoto e Keisuke Kushida ficaram em segundo. No total, sete duplas brasileiras ficaram entre os top 10.

Não tem como descrever a sensação da vitória. Foi um ano de trabalho duro, treinando todo final de semana a abrindo mão de muita coisa para poder treinar — disse Douglas.

Lucas e Douglas, campeões mundiais júnior. Foto Fred Hofmann

Lucas e Douglas, campeões mundiais júnior. Foto Fred Hofmann

Apesar de estarem há menos de um ano no Snipe, Lucas e Douglas vêm de um clube com muita tradição na classe. O Rio Yacht Club, também conhecido como Sailing, tem nada menos que cinco ouros em mundiais: os irmãos Axel e Erik Schmidt foram tricampeões em 1961, 1963 e 1965 e Torben Grael, seu sobrinho, foi bi em 1983 e 1987.

Mas a conquista mais importante destes últimos dias foi, com certeza, o bicampeonato dos cariocas Bruno Bethlem e Dante Bianchi. A dupla, que veleja junta há mais de dez anos, foi muito aplaudida por parentes e amigos quando cruzou a linha de chegada da última regata do Mundial Sênior, neste sábado.

Nós não tivemos esta torcida quando conquistamos o Mundial em San Diego em 2009. Foi uma sensação incrível — disse Bruno.

Juliana e Jhonatan. Foto Fred Hoffmann

Jhonatan e Juliana. Foto Fred Hoffmann

O evento reuniu nada menos que 80 duplas de 15 países e foi considerado o maior Mundial de todos os tempos. E para manter a tradição, mais uma vez os brasileiros dominaram a competição, com oito equipes entre as dez primeiras. Novamente os baianos mostraram que a flotilha do Yacht Clube da Bahia está forte na classe, conquistando o segundo lugar com Maru Urban e Foguinho. Alexandre Paradeda, campeão mundial em 2001, e Gabriel Kieling, ambos de Porto Alegre, completaram o pódio.

Com o final do Mundial, o Iate Clube do Rio de Janeiro se prepara agora para receber uma das mais tradicionais competições de vela oceânica do país: o 44º Circuito Rio. Serão três dias de regatas, a partir de 1º de novembro, com a participação dos principais velejadores do país.

Baby e Paradeda ficaram com a terceira colocação. Foto Kyra Myrski

Baby e Paradeda ficaram com a terceira colocação. Foto Kyra Myrski

Resultados do Mundial Sênior após 11 regatas e dois descartes:
1º Bruno Bethlem e Dante Bianchi, BRA, 47 pontos perdidos
2º Maru Urban e Foguinho, BRA, 63 pp
3º Alexandre Paradeda e Gabriel Kieling, BRA, 70 pp
4º Alexandre Tinoco e Matheus Gonçalves, BRA, 74pp
5º Luis Soubie e Diego Lipszyc, ARG, 81 pp
6º Rafael Gagliotti e Henrique Winsiewski, BRA, 81 pp
7º Mateus Tavares e Daniel de Seixas Claro, BRA, 83 pp
8º Juninho de Jesus e Binho, BRA, 90 pp
9º Raul Santaella e Antolin Oña, ESP, 93 pp
10º Henrique Haddad e Rodrigo Lins, BRA, 112 pp

Resultados do Mundial Junior após 9 regatas e dois descartes:
1º Lucas Mesquita e Douglas Gomm, BRA, 26 pontos perdidos
2º Takuya Shimamoto e Keisuke Kushida, JPN, 27 pp
3º Juliana Duque e Jonathan Lehrke, BRA, 30 pp
4º Bernardo Assis e Pedro Leão, BRA, 32 pp
5º Leonardo Lombardi e Victor Sabino, BRA, 39 pp
6º Nicholas Grael e João Pedro Moreira, BRA, 41 pp
7º Tiago Brito e Breno Abdulklech, BRA, 49 pp
8º João Bulhões e João Barreto, BRA, 50 pp
9º Brenda Quagliotti e Agustin Goiri, ARG, 55 pp
10º Yuri Reithler e Mateus Melo, BRA, 57 pp

Os Campeonatos Mundiais Jr e Sênior da classe Snipe têm a organização do ICRJ, SCIRA Brasil, CBVela e apoio da Olimpic Sails

Com informações de Marianna Peccicaco – Velassessoria

Escola de Vela Barra Limpa promove curso de iniciação à vela oceânica no Clube dos Jangadeiros

30 de setembro de 2013 0
Aulas acontecem a bordo do barco escola Barra Limpa. Foto Claudio Bergman

Aulas acontecem a bordo do barco escola Barra Limpa. Foto Claudio Bergman

A Escola de Vela Barra Limpa iniciará no próximo fim de semana o Curso de Iniciação à Vela Oceânica. Serão duas turmas, uma aos sábados e outra aos domingos, com aulas das 9h às 15h. Quem coordenará as atividades é o instrutor Eduardo Bojunga. Aberto a homens e mulheres, crianças e adultos, sócios e não sócios do Clube dos Jangadeiros, o curso abrange todos os tipos de alunos.

As aulas propiciam velejadas de maior autonomia (distância percorrida), além de o aluno poder conhecer o Guaíba um pouco mais e ter a oportunidade de aprender com mais pessoas a bordo — explica Bojunga, destacando que já teve alunos com idades entre 14 e 80 anos.

As turmas são formadas por até quatro pessoas, o que possibilita que amigos ou parentes aprendam juntos. A Escola de Vela Barra Limpa disponibilizará toda a estrutura necessária para um aprendizado seguro e muito divertido. Mais informações pelo e-mail escoladevela@jangadeiros.com.br ou pelo telefone (51) 3268-0080.

OPÇÃO 1 – SÁBADOS
Dias 5, 12, 19 e 26 de outubro, das 9h às 15h.

OPÇÃO 2 – DOMINGOS
Dias 6, 13, 20 e 27 de outubro, das 9h às 15h.

Com informações de Ivan Netto – Clube dos Jangadeiros

Melhores surfistas de Santos em 2013 serão definidos em etapa única patrocinada pela Raglan Surf Shop

30 de setembro de 2013 0
Herbert, Carla e Marcos apoiam o surfe de Santos. Foto

Herbert, Carla e Marcos apoiam o surfe de Santos. Foto

Os títulos santistas de surfe de 2013 serão definidos em uma etapa única. A Raglan Surf Shop patrocinará a disputa, que assim como nos outros anos, será realizada num só dia, no Quebra-Mar, com período de espera pelas melhores ondas. A prefeitura, cumprindo a sua função social e de incentivo ao esporte, também participa, e apoia o evento.

A “janela” para a realização da disputa será aberta no dia 13 de outubro e, a partir desta data, os atletas serão convocados assim que as previsões apresentarem condições para o surfe. As inscrições serão abertas na próxima sexta-feira (4), na Raglan Surf Shop. A grande novidade é a inclusão da categoria estreante, para surfistas com até 12 anos, o que reforça o objetivo da competição, de fomentar novos valores no surfe da cidade.

A Raglan, que está mostrando total sintonia com o surf, decidiu abraçar esta disputa e ficamos felizes em poder realizar a competição. O Reginaldo Ferreira Lima e a Carla Forti, proprietários da loja, estão investindo em eventos e atletas e isso é importante para o fortalecimento do surf e vem ao encontro ao que a Santos Surf busca — destaca o presidente da Associação Santos de Surf, Herbert Passos Neto.

Com o acréscimo da estreante, serão 10 categorias em ação no Raglan Santista de Surf 2013. Também estarão em disputa no Quebra-Mar as categorias Open, Longboard (pranchões), Stand Up Paddle (SUP), Master (acima de 35 anos), Grand Master (45 anos em diante), Júnior (até 18 anos), Mirim (no máximo 16 anos), Iniciante (14 anos para baixo) e Feminino (também limite de 16 anos).

Procuramos abranger todas as categorias, mas nossa preocupação principal é com o trabalho de Base — ressalta Herbert.

INCENTIVO

Para Carla Forti, da Raglan Surf Shop, o objetivo em patrocinar o evento é prestigiar os atletas da cidade e incentivar o desenvolvimento do surfe.

— “A Raglan entende que toda empresa voltada ao esporte deve ter uma responsabilidade socioesportiva e sente-se orgulhosa de apoiar atletas de destaque no Brasil e no Mundo e eventos que possam revelar novos valores — afirma Carla.

Além de patrocinar o Santista de Surfe, a Raglan tem parceria com o Circuito Vicentino e também com o novo Campeonato de Stand Up Paddle Tri FM.

Nossos atletas são o Mo Freitas, no Circuito Mundial de SUP, o Matheus Dutra e o Vinicius Parra, duas revelações, e também o Wallace Moris e o Augusto Martins — acrescenta a empresária.

O empresário Marcos Andrade, da Okumura Temakeria, é outro incentivador do campeonato neste ano.

A Associação faz um trabalho sério em prol do esporte, então a prefeitura de Santos e a Raglan estão de parabéns por apoiar esse trabalho. Esperamos que Santos volte, nos próximos anos, a ser uma potência no surf de competição, como foi em outras décadas — destaca.

INSCRIÇÕES

Serão abertas na sexta-feira (dia 4), na Raglan Surf Shop, na Rua Euclides da Cunha, 190, no bairro Pompéia, em Santos, de segunda a sábado, das 10h às 20h. Categorias júnior, open, master, gran master, SUP e longboard custam R$ 70, enquanto na estreante, iniciante, mirim e feminina o valor é R$ 50. Mais informações pelo e-mail contato@santossurf.com.br.

Neste ano, teremos uma etapa única. Um dos motivos de ser só uma etapa é para podermos nos dedicar desde agora ao projeto do circuito do ano que vem, quando retendemos ampliar o evento. As parcerias com a Raglan, uma loja que vive o surfe, e a prefeitura, foram fundamentais para a realização da competição — completa o presidente da Santos Surf, Herbert Passos Neto.

CAMPEÕES

No ano passado, com três etapas, o circuito contou com nove categorias e também foi realizado com período de espera pelas melhores ondas no Quebra-Mar. Matheus Dutra foi um dos destaques e faturou as categorias júnior e mirim. Outro grande nome foi Renato Wanderley, ganhado na SUP, com 100% de aproveitamento.
Allan Serrano levou na Open. Alexandre Alonso foi o melhor da Master, enquanto que Edson Vieira venceu a Grand Master. Nos pranchões, título para Alexandre Bellio. Já na iniciante e na feminina, os canecos ficaram com atletas da vizinha São Vicente, Geraldo Pereira e Júlia Santos, respectivamente.

Ranking final 2012
Open
1º Allan Serrano – 2.539 pontos 2º Luiz Diniz (Guarujá) – 2.531 3º Emerson Cortez – 1.853 4º Gabriel André (Guarujá) – 1.800

Júnior
1º Matheus Dutra – 2.556 2º Matheus Elias – 2.285 3º Vitor Chagas – 1.442 4º Francisco Paes – 1.240

Mirim
1º Matheus Dutra – 3.000 2º Ygor Chagas – 2.610 3º Lucas Marti – 1.916 4º Guilherme Farias – 1.872

Iniciante:
1ºGeraldo Pereira (São Vicente) – 3.000 2º Vinícius Parra – 2.520 pontos 3º Vitor Luiz – 2.268 4º Daniel Lins – 1.385

Master:
1º Alexandre Alonso – 2.610 2º Anderson Neguinho – 2.122 3º Rogerio Mello – 18.45 4º Marcos Matsubara – 1.843

Grand Master
1º Edson Vieira – 2.000 2º Anderson Neguinho – 1.620 3º Mauricio Félix – 900 3º Sergio Panela – 900

Feminino
1º Julia Santos (São Vicente) – 2.000 2º Marina Santochi – 1.710 3º Vitória Tebet (Guarujá) – 1000 4º Yara Stella (Guarujá) – 900

SUP
1º Renato Wanderley – 3.000 2º Wallace Moris (Guarujá) – 2.439 3º Rodrigo de Deus – 2.366 4º Celso Brito – 1.385

Longboard
1º Alexandre Bellio – 2.800 2º Mauricio Lobo – 2.629 3º Guito Batista (São Vicente) – 1.997 4º Jonas Wolthers – 1.620

Com informações da FMA Notícias – Fábio Maradei

Mayhem (Lost) percorre capitais do Brasil com a Tour Resins Works

30 de setembro de 2013 0

Divulgação

A Lost, marca de roupas e acessórios de surf, apresenta nesta terça-ferça, 1º de outubro, no Rio de Janeiro, a Tour Resins Works, exposição das pranchas de Matt Biolos, mais conhecido como Mayhem, idealizador da marca americana. O shaper, junto com os “lucky bastards” Paul Levefre e Tristan Mausse, são especialistas em laminação com resina colorida e acabamento polido em pranchas de surfe.

Surfistas da nova geração como os brasileiros Jessé Mendes e Alejo Muniz e os veteranos norte-americanos Christian Fletcher e Matt Archibald consideram as pranchas de Mayhem as melhores em desempenho e criatividade. Com inovação e inspiração na cultura punk e hardcore, os artistas promovem uma nova imagem para a arte de pranchas de surfe. Eles apresentarão suas obras no Rio de Janeiro, São Paulo, Florianópolis e Porto Alegre.

No Rio de Janeiro a festa acontece neste dia 1º, no Palaphita Gávea, a partir das 20h, com a presença de Mayhen e dos “lucky bastards”. No dia do evento será possível fazer pedidos especiais de pranchas que serão produzidas no Brasil.

Serviço
Tour Resins Works
Data: 1º de outubro
Horário: A partir das 20h
Local: Palaphita Gávea – Avenida Bartolomeu Mitre, 134 – Gávea – Rio de Janeiro.

Com informações da Agência Lema

Extreme 40's chegam a França para disputa da penúltima etapa da temporada 2013

30 de setembro de 2013 0

Contagem regressiva para Act 7 da Extreme Sailing Series - Nice

30 de setembro de 2013 0
Nice, na Cote D'Azour sedia a Extreme Sailing Series pelo terceiro ano consecutivo. Foto Divulgação.

Nice, na Cote D’Azour sedia a Extreme Sailing Series pelo terceiro ano consecutivo. Foto Divulgação.

A cidade de Nice, no Sul da França, já começou a fazer a contagem regressiva para receber os oito catamarãs da Extreme Sailing Series pelo terceiro consecutivo ano. De 3 a 6 de outubro a disputa na Baía dos Anjos vai ser testemunhada por milhares de espectadores na final da perna europeia e penúltima etapa do calendário de 2013.

Como acontece em todas as etapas, a equipe convidada é a da casa. O All4One será comandado por Jean-Christophe Mourniac, que já velejou em outras equipes da Extreme 40 (Zoulou e Alinghi). Além de Mourniac, a equipe tem o velejador olímpico da classe 49er Stéphane Christidis, que acaba de disputar o Mundial em Marselle, e o grinder do Artemis na America’s Cup, Julien Cressant, além de Arnaud Jarlegan e Romain Petit, que era parte da tripulação do Groupe Edmond de Rothschild 2012 .

A briga pelo título da temporada não poderia estar mais acirrada em 2013. Os rivais Alinghi e The Wave Muscat brigam desde o início do ano. Com apenas duas etapas restantes no calendário de 2013, as duas equipes devem permanecer brigando até o final, com incremento da persistente equipe SAOP Extreme Sailing e da dupla de campeões olímpicos da Red Bull Sailing Team, ambos um pouco abaixo dos dois primeiros.

Extreme 40 da Red Bull conta com dois campeões olímpicos. Foto Lloyd Images

Extreme 40 da Red Bull conta com dois campeões olímpicos. Foto Lloyd Images

Uma equipe que retorna renovada é a GAC Pindar, de Will Tyler. A equipe da novazelândia está confiante em obter sucesso após integrar a tripulação o skipper Brad Farrand. Os novatos da SpiritChina provaram o seu valor na primeira regata da etapa de Cardiff e Phil Robertson vai correr com o velejador chinês Llang Wu e o estreante francês do Groupama, Louis Viat. Já o Realteam terá de volta o veterano Pierre Pennec, pela segunda vez nesta temporada, no leme.

Pennec empurrou o Extreme 40 da Realteam até a liderança em Porto, quando garantiu o primeiro pódio da equipe, e ganhou a etapa de Nice, em 2012, com o Groupe Edmond de Rothschid. Com o experiente velejador de Extreme 40 de volta em seu quintal, a tripulação ganha confiança e quem sabe a equipe suíça poderá fazer um estrago na penúltima etapa do circuito, que será encerrado coma inédita etapa em Florianópolis, em novembro.

Programação (horário local – horário de Brasília menos 5 horas):
Quinta-feira – 3 de outubro
14h às 17h – Extreme 40 – regatas em em águas abertas

Sexta-feira – 4 de outubro
10h30 às 13h – GC32 e corridas SpeedDream
11h30min às 12h – Coletiva de imprensa oficial com os skippers no Clube de Extreme
14h às 17h – Extreme 40 Regata no Estádio
17h30min às 18h – Apresentação do barco do dia

Sábado – 5 de outubro
10h30min às 13h – GC32 e corridas SpeedDream
11h às 13h – NeilPryde Windsurf Racing Series
14h0 às 17h – Regatas de Extreme 40
17h às 17h30min – NeilPryde Windsurf Racing Series
17h30min às 18h – Apresentação do barco do dia

Domingo – 6 de outubro
10h30min às 13h – GC32 e corridas SpeedDream
11h às 13h – NeilPryde Windsurf Racing Series
14h às 17h – Regatas de Extreme 40
17h às 17h30min – NeilPryde Windsurf Racing Series
17h30min às 18h – Premiação

Martine Grael e Kahena Kunze conquistam a medalha de prata no Mundial de 49erFX em Marselle, na França

29 de setembro de 2013 0
Martine e Kahena conseguiram um ótimo resultado. Pierick Jeannoutot

Martine e Kahena conseguiram um ótimo resultado. Pierick Jeannoutot

A dupla brasileira formada por Martine Grael e Kahena Kunze garantiu um importante resultado com a segunda colocação no Mundial de Vela das classes 49er e 49erFX, encerrado neste domingo, em Marselle, na França. O título da 49erFX ficou com a dupla da Nova Zelândia, Alexandra Maloney e Molly Meech, que dominou toda a competição.

Mas a medalha de prata das brasileiras teve um gostinho de ouro porque Martine e Kahena nunca estiveram entre as três melhores durante a fase final, embora tenham conseguido se manter entre as top 10. Mas nas regatas do último dia, com pontuação dobrada, as brasileiras obtiveram um quarto, terceiro e segundo lugares. Assim, por apenas dois pontos, elas superaram a dupla francesa Steyaert/Bossard.

Foi ótimo. Hoje bem cedo a Kahena teve todos os seus pertences roubados no hotel. Ela estava muito, muito brava! Mas eu acho que isso ajudou. Nós vamos ir à polícia para denunciar o furto, mas primeiro nós vamos comemorar! — disse Martine, revelando o contratempo que a dupla teve que enfrentar em um país de primeiro mundo!

Na flotilha prata, Juliana Sanfft e Gabriela Nicolino terminaram em 24º e finalizaram a competição na 45ª posição.

Na 49er, o dominío dos Kiwis foi mais amplo. Peter Burling e Blair Tuke venceram a flotilha ouro, seguidos dos compatriotas Marcus Hansen e Josh Porebski, garantindo ouro e prata para a Nova Zelândia. Na flotilha da repescagem, André Fonseca e Mario Tinoco ficaram em 17º e terminaram a competição em 39º lugar. Marco Grael e Gabriel Borges velejaram pela flotilha prata na fase final e terminaram na 10ª colocaçã0.

 

Circuito Oakley Wqsurf Estadual de Surf Sub 14 define seus campeõesde 2013 nos dias 5 e 6 de outubro

29 de setembro de 2013 0
Vitor Ferreira é um dos destaques do circuito. Foto PedroMonteiro/WQSurf

Vitor Ferreira é um dos destaques do circuito. Foto PedroMonteiro/WQSurf

O Circuito Oakley Wqsurf Estadual de Surf Sub 14, que reúne a nova geração do surfe do Rio de Janeiro, se encontra nos dias 5 e 6 de outubro, para definir os campeões das categorias Iniciante, Infantil, Feminino Iniciante, Petit e Pré Petit. Este ano, com três etapas, o circuito não terá descarte de pontos e quem perdeu uma das duas etapas já realizadas está fora da briga pelo título. Por outro lado, quem esteve presente nas duas primeiras e manteve uma regularidade ainda sonha com o título estadual 2013.

A briga é mais intensa nas categorias Iniciante e na Petit, onde os três primeiros colocados têm a mesma pontuação. Os jovens competidores se enfrentam no Canto do Recreio, pico clássico do surfe carioca, local que concentra o maior número de surfistas na cidade. São esperados cerca de 80 atletas que buscarão colocar o nome na história da Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro.

Inscrições:

A inscrição para a terceira etapa do Circuito Oakley apresenta WQSurf Sub 14 2013 custa R$ 60 e pode ser feita até o dia 03 de outubro, ao meio dia, na sede regional da FESERJ, situada na Rua Senador Rui Carneiro, 8 – Praia da Macumba / Recreio dos Bandeirantes – das 9h às 13h. Atletas de fora do Rio, ou que preferirem, podem fazer depósito na conta da FESERJ (Itaú – ag. 8392 c.c. 28963-6), enviando fax com e enviar o comprovante do depósito, com o nome de bateria e categoria que está se inscrevendo, para o fax XX-21-2490-0754 ou por e-mail para valeria_feserj@outlook.com .Todos devem confirmar o recebimento!

Ranking estadual (após duas etapas):
Iniciantes
1° Daniel Templar 1800 pts
2° Danilo de Souza 1556 pts
2° Pedro Machado 1556 pts
4° Vitor Ferreira 1260 pts

Infantil
1° Daniel Templar 2000 pts
2° Valentino Belga 1710 pts
3° Gustavo Aigner 1466 pts
4° Bernardo Ribeiro 1385 pts

Petit:
1° Raphael Castro 1810 pts
2° Eduardo Vicente 1810 pts
3° Kauai Pinheiro 1800 pts
4° Bernardo Kimaid 1385 pts

Pré-Petit
1° Diego Templar 2000 pts
2° Ricardo Viana 1710 pts
3° Kyle Azevedo 1385 pts
4° Miguel Leal 1312 pts

Feminino
1° Valentina Bertrando 2000 pts
2° Luara Thompson 1710 pts
3° Julia Camargo 1466 pts
4° Carol Boneli 1458 pts

O Circuito Oakley apresenta WQSurf Sub 14 2013 tem o patrocínio da Oakley e WQSurf. O co-patrocínio é da Prefeitura do Rio de Janeiro, com apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro e da Revista Surfar. Apoio Martins Ferreira Imoveís. A realização é da Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro, com apoio nessa terceira etapa da Associação de Surf do Canto do Recreio.

Com informações de Pedro Monteiro

Bruno Santos e suas câmeras GoPro passeiam nos tubos da Indonésia

29 de setembro de 2013 0

Exímio tuberider e campeão da etapa de Teahupoo do WCT em 2008, o niteroiense Bruno Santos aproveitou sua passagem pela Indonésia – onde disputou a competição de tubos da Rip Curl – e gravou um vídeo com imagens das câmeras GoPro. Confira.

Bruno Santos_Indonésia from Guilherme Sodré on Vimeo.