Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de janeiro 2014

Episódio 7 - Prêmio Brasil Hawaii

31 de janeiro de 2014 0

Ep 7 Premio Brasil Hawaii from SurfarTV on Vimeo.

Jaws e Waimea são os destaques do sétimo episódio do Prêmio Brasil-Hawaii, com os brasileiros surfando as maiores ondas dos últimos tempos no Hawaii!

Após cancelamento de regatas na sexta-feira, Bruno Fontes disputa Medal Race neste sábado em Miami

31 de janeiro de 2014 0
Bruno Fontes segue na briga por medalha neste sábado. Foto Alp Alpgut

Bruno Fontes segue na briga por medalha neste sábado. Foto Alp Alpgut

Após a brisa que soprou em Biscayne Bay na última quinta-feira, a esperança era de bons ventos para essa sexta, penúltimo dia de competições da Copa do Mundo de Vela de Miami, mas foi justamente o inverso que aconteceu. Pela segunda vez na semana os velejadores precisaram aguardar em terra até o sinal de cancelamento das regatas. Desta forma, nada se alterou após as cinco regatas disputadas e Bruno Fontes (Unimed/Age do Brasil) avançou para a Medal Race em nono lugar, vivo na briga por medalha.

Foi uma pena não termos tido regatas hoje, pois a previsão era para três disputas e eu estava bem, com cinco resultados consistentes e que me davam condição de arriscar e tentar subir na classificação geral. Paciência, estamos sujeitos a isso, pois nosso esporte depende de condiçẽos naturais. Estou feliz por estar na Medal Race e agora vou tentar subir posições e quem sabe carimbar um pódio — ressalta Bruno.

Com apenas cinco regatas disputadas, os velejadores têm o direito de descartar o pior resultado. Agora, na Medal Race, apenas os 10 melhores dos 98 que iniciaram a competição, seguem na briga, sendo que a pontuação será dobrada e o resultado obrigatoriamente entra no somatório de todos os competidores.

Vamos para a regata final sabendo que tudo é possível. Meu primeiro objetivo é fazer um bom resultado e depois penso nas contas que preciso fazer. Quero ganhar a Medal Race para sair de Miami sabendo que fiz o meu melhor — finaliza Bruno.

A Medal Race acontece nesse sábado, com largada prevista para as 14h, horário de Brasília.

Classificação geral após cinco regatas (um descarte)
1 – Tonci Stipanovic (CRO) 2+(5)+1+1+2 = 6 pontos perdidos
2 – Tom Burton (AUS) 1+1+(26)+4+3 = 9 pontos perdidos
3 – Pavlos Kontides (CYP) (26)+1+4+7+1 = 13 pontos perdidos
4 – Nick Thompson (GBR) 2+6+6+1+(9) = 15 pontos perdidos
5 – Robert Scheidt (BRA) (10) +4+1+3+10 = 18 pontos perdidos
6 – Giovani Coccoluto (ITA) 5+10+3+(46)+2 = 20 pontos perdidos
7 – Charlie Buckingham (EUA) (46)+3+9+3+10 = 25 pontos perdidos
8 – Elliot Hanson (GBR) 7+(20)+8+8+4=27 pontos perdidos
9 – Bruno Fontes (BRA) (9)+5+7+7+8 = 27 pontos perdidos
10 – Filip Jurisic (CRO) (33)+6+5+12+5 = 28 pontos perdidos

O velejador Bruno Fontes tem os patrocínios da Unimed e AGE do Brasil e conta com o apoio do Governo do Estado do Paraná, Confederação Brasileira de Vela e do COB – Comitê Olímpico Brasileiro. Para mais informações sobre Bruno Fontes acesse o site do atleta www.brunofontes.com ou acesse a página oficial do atleta no Facebook.

Informações para imprensa – Danilo Caboclo – Assessoria de Imprensa SixComm

IV Semana de Vela de Santa Catarina começa neste sábado, em Jurerê

31 de janeiro de 2014 0
Foto Agnaldo Fogaça

Foto Agnaldo Fogaça

Considerada por muitos como a melhor raia de vela do Brasil, a Praia de Jurerê, em Florianópolis, recebe a partir deste sábado, 1º de fevereiro, cerca de 450 velejadores para as disputas da IV Semana de Vela de Santa Catarina. Principal evento náutico do estado, a competição, que acontece até o dia 11, sedia o Campeonato Brasileiro de Snipe e o Circuito Oceânico de Vela.

A Semana de Vela de Santa Catarina tornou-se um dos principais eventos da modaliadade no país desde que foi criado. Nós estamos muito entusiasmados para receber centenas de velejadores, não só do Brasil, mas de outros países. O Brasileiro de Snipe contará com a nata da modalidade aqui na raia de Jurerê e o Circuito Oceânico sempre rende ótimas disputas. Serão 11 dias de muita ação aqui em Florianópolis — revela Lucas Reis, gerente de eventos náuticos do Iate Clube de Santa Catarina – Veleiros da Ilha.

As disputas serão abertas pelas regatas do Brasileiro de Snipe. Com as largadas previstas para acontecer a partir das 12h – devido as melhores condições de vento – a competição terá início no dia 2 de fevereiro, domingo. Além dos brasileiros, argentinos e peruanos já confirmaram presença no evento.

Já o Circuito Oceânico acontece logo após o término das competições de Snipe, entre os dias 8 e 11, com as disputas do Campeonato Brasileiro da Classe BRA-RGS e Copa Brasil de Vela de Oceano 2014 nas classes BRA-RGS e ORC, respectivamente. Além desta duas Classes (BRA-RGS e ORC), participarão também das competições C30 e Bico de Proae alguns nomes de peso da vela brasileira marcam presença na etapa.

Por se tratarem de embarcações maiores, as classes oceânicas contam geralmente com apoio de atletas que competem em categorias individuais. No caso do evento catarinense, nomes com o velejador Bruno Fontes – que disputa até o domingo a Copa do Mundo de Vela de Miami – e do campeão brasileiro de Laser, Matheus Dellagnelo, são alguns dos competidores de ponta que marcam presença na etapa. Para mais informações sobre a Semana de Vela de Santa Catarina acesse o site www.icsc.com.br ou curta a fã page do Iate Clube de Santa Catarina: www.facebook.com/icscveleiros

A Semana de Vela de Santa Catarina é uma realização do Iate Clube de Santa Catarina – Veleiros da Ilha e conta com o apoio da Orsegups, Stella Artois, Casas Moreira, Gamper Náutica, DYF, Lusch Produções, Lifan Fratello,Taikô e Hotel Canasvieiras Internacional. A competição tem a chancela da Confederação Brasileira de Vela.

Danilo Caboclo – Assessoria de Imprensa Iate Clube de Santa Catarina

Zana Hickel e a retrospectiva do WCT 2013

31 de janeiro de 2014 0

O surfista catarinense André Zanini está de volta com sua paródia do catarinense Renato Hickel, tour manager do ASP World Tour. Neste novo vídeo, Zana Hickel manda uma retrospectiva estratosférica do WCT 2013. Acompanhem o retorno triunfal do grande e único Zana Hickel, que agora também no Facebook, Instagram e caralh* a quatro. Qui qué issssssssssssso!!!!! Muito bom!

http://facebook.com/zanahickel
http://instagram.com/zanahickel

Lay Day no Volcom Pipe Pro e melhores momentos do primeiro dia de competição

31 de janeiro de 2014 0
Foto Adriano de Souza

Foto Adriano de Souza

As previsões de confirmaram, o mar baixou e o segundo dia de disputas do Volcom Pipe Pro foi adiado nesta sexta-feira, em Oahu, no Havaí. O paulista Adriano de Souza aguarda a oportunidade de fazer sua estreia na competição, no Round dos 64, pela primeira vez como atleta HD.

A previsão para quando ocorrerá o segundo dia do evento talvez seja somente na segunda-feira, aonde eles iriam até a 13ª bateria do Round 64. Sábado eu diria que temos uma chance de ter campeonato (50% de chance). Como eu somente competirei no 16º heat do round 64, se não houver competição no sábado, estou achando que somente irei competir no último dia de evento, onde teríamos todas as baterias restantes no dia 06. Bom é isso pessoal, vou mantendo vocês informados e vamos torcer — disse.

Foto Adriano de Souza

Foto Adriano de Souza

Enquanto isso fique com os melhores momentos do primeiro dia de competição realizado nesta quinta-feira, dia 30 de janeiro.

Trio brasuca avança no primeiro dia do Volcom Pipe Pro

31 de janeiro de 2014 0
Jamie O'Brien segue na competição. Foto Bielmann

Jamie O’Brien segue na competição. Foto Bielmann

Após quatro dias de adiamentos, o Volcom Pipe Pro, evento cinco estrelas da ASP, teve início no Havaí, com a participação de vários brasileiros. Como Pipe não estava quebrando de jeito, os atletas foram obrigado a apostar nas ondas de Ehukai Beach para fazer a pontuação.

Dez das 16 baterias da primeira fase caíram na água e três brasucas garantiram classificação para o round dos 64: Bino Lopes, Sidney Guimarães. Já Heitor Alves e Ricardo dos Santos acabaram eliminados. Ian Gouveia ainda não estreiou, mas está escalado em uma das seis baterias restantes da primeira fase.

Depois é a vez dos cabeças de chave, na round dos 64.A previsão é de que a ondulação irá perder força nesta sexta-feira, mas haverá uma reação no sábado que poderá se manter até segunda-feira. A próxima chamada está marcada para as 15h30min (horário de Brasília) desta sexta-feira.

Barra de São João recebe a segunda etapa do Circuito Estadual de Bodyboarding do Rio de Janeiro

31 de janeiro de 2014 0

Barra_de_sao_joao_2014_poster_web

Pelo terceiro ano consecutivo, o Praião em Barra de São João, no município de Casemiro de Abreu, litoral norte fluminense, recebe uma etapa do Circuito Estadual de Bodyboarding no Rio de Janeiro, nos dias 15 e 16 de fevereiro. Após a edição de 2012, o esporte ganhou força na região e para a segunda etapa do estadual são esperados 120 atletas. Além disso, a etapa oferece a maior premiação do circuito, com R$10 mil distribuidos nas categorias profissionais.

- Nos últimos dois anos nós conseguimos dar início a um grande trabalho aqui em Casemiro de Abreu com o apoio da Prefeitura e das entidades locais e agora estamos colhendo os frutos disso tudo. A etapa promete ser um sucesso e estamos bem esperançosos de que seja uma das melhores do ano – revelou Flávio Brito, presidente da FEBBRJ.

Líder do ranking estadual após a vitória na primeira etapa, disputada em Grussaí, Ailton Neto aparece como um dos grandes favoritos no evento. O atleta do Farol de São Thomé vem de uma dobradinha, após vencer também a segunda etapa do Circuito UBCS.

Porém, a vida do bodyboarder de Campos promete ser bastante complicada. Como sempre, os capixabas prometem vir em peso para o evento carioca e uma tropa de elite formada por Lucas Nogueira e Helliton Loureiro, ambos top-24 do Circuito Mundial, e Israel Salas (atual bicampeão brasileiro) e Leonardo Costa (tricampeão nacional), são apenas alguns dos nomes de peso que estão confirmados no evento.

Entre as mulheres, Nicolle Calheiros é a cabeça de chave número um da etapa após o título em Grussaí. Na ocasião, a atleta do Posto 5 passou por Gabriela Gouvêa na final para assumir a dianteira do ranking.

Inscrições abertas:

Os atletas que ainda não fizeram suas inscrições têm até o dia 06 de fevereiro para gerar boleto e efetuar o depósito através do site www.inscricaon.com.
Além disso, na sexta-feira, 14, acontecerá uma seletiva local para as categorias Open Masculino e Sub-16, na qual serão destinadas oito vagas para os atletas da região.
- O esporte está crescendo e se desenvolvendo na região. Esperamos mais de 50 inscrições de atletas locais para a seletiva – ressalta Flávio.
A inscrição para a seletiva poderá ser feita na Secretaria de Turismo em Barra de São João através de 1kg de alimento não perecível.

Cronograma:
Sexta-feira, 14 de fevereiro – Seletiva local
Sábado, 15 de fevereiro – Primeiro dia do Estadual
Domingo, 16 de fevereiro – Finais do Estadual

A segunda etapa do Circuito Estadual de Bodyboarding do Rio de Janeiro conta com o patrocínio da Prefeitura Municipal de Casemiro de Abreu e tem o apoio da Genesis, BAC Bodyboard Shop, Agatao Tatto, Mochiato. O evento é uma realização da FEBBRJ com supervisão da CBRASB.

SixComm Comunicação – Assessoria de Imprensa FEBBRJ
Jornalista responsável: Danilo Caboclo

Volcom Pipe Pro começa em Pipeline após quatro dias de adiamentos

30 de janeiro de 2014 0
Foto ASP/Kirstin

Foto ASP/Kirstin

Depois de quatro dias de adiamento, o Volcom Pipe Pro, etapa 5 estrelas da ASP, teve início nesta quinta-feira com ondas quatro a seis pés em Pipeline, Oahu. Vários brasileiros estão na disputa, com destaque para o top Adriano de Souza que, ao lado de John John Florence e Kelly Slater, é uma das principais atrações da competição.

Bino Lopes, Sidney Guimarães, Heitor Alves, Thiago Camarão, Ricardo dos Santos e Ian Gouveia estão escalados nas baterias do Round dos 96. Jesse Mendes, David do Carmo, Jean da Silva e Adriano de Souza aguardam a definição de seus adversários no Round dos 64. Para assistir ao vivo acesse o link do site oficial do evento.

Bruno Fontes segue na zona de classificação para final da etapa da Copa do Mundo de Vela em Miami

30 de janeiro de 2014 0
Bruno Fontes segue velejando com consistência. Foto Alp Alpgut.

Bruno Fontes segue velejando com consistência. Foto Alp Alpgut.

Diferente dos três primeiros dias, a raia de Biscayne Bay recebeu uma leve brisa na manhã desta quinta-feira, 30, e em condições de 6 a 8 nós de vento (10-15km/h) foram realizadas duas regatas da classe Laser, com mais uma boa atuação do velejador Bruno Fontes (Unimed/Age do Brasil), somando um sétimo e um oitavo lugares na Copa do Mundo de Vela de Miami. Com isso, Bruno manteve-se entre os 10 primeiros que garantem vaga na Medal Race, agora com um descarte para cada atleta no somatório geral.

Pela primeira vez as regatas começaram no horário apesar do vento ainda estar fraco. No entanto, podemos dizer que foi o melhor dia em termos de condição. Estou entre os dez primeiros e com boas chances de brigar pela Medal. Meus dias têm sido bem constantes aqui e agora é descansar para entrar na fase final de classificação com foco total nas próximas três regatas — declarou Bruno.

O velejador fez menção ao quinto dia de regatas, que será disputado nesta sexta-feira, 31, em Miami. Após cinco velejos, foram definidos os atletas que seguem na flotilha ouro (ainda na disputa por título e medalha) e os que disputão a flotilha prata. Agora, cada competidor terá mais três disputas pela frente, para definir que serão os 10 finalistas da Medal Race. A vantagem de Bruno para os demais concorrentes está na consistência dos resultados. Em todas as cinco regatas, o velejador conseguiu ficar sempre entre os top-10.

Nesse tipo de competição é importante estar sempre entre os primeiros. Tem alguns caras que estão na minha frente, mas que já tem um resultado de 20, 30 e até 40. Isso quer dizer que eles não têm mais gordura para errar. É como eu sempre digo, com um descarte a margem para erro é nula e até o momento eu tenho conseguido tirar esse problema da frente. No entanto, o nível é muito alto e eu preciso estar consciente de que se a atenção não for a máxima pode ser ruim para mim — explica.

Nesta sexta-feira, 31, estão previstas as disputas de mais três regatas, ao contrário dos outros dias, que tiveram duas ou uma. No sábado, 1º, ocorre a Medal Race, que vale pontos dobrados na classificação geral e conta apenas com os 10 melhores velejadores do evento.

Classificação geral após cinco regatas (um descarte)
1º Tonci Stipanovic (CRO) 2+(5)+1+1+2 = 6 pontos perdidos
2º Tom Burton (AUS) 1+1+(26)+4+3 = 9 pontos perdidos
3º Pavlos Kontides (CYP) (26)+1+4+7+1 = 13 pontos perdidos
4º Nick Thompson (GBR) 2+6+6+1+(9) = 15 pontos perdidos
Robert Scheidt (BRA) (10) +4+1+3+10 = 18 pontos perdidos
6º Giovani Coccoluto (ITA) 5+10+3+(46)+2 = 20 pontos perdidos
7º Charlie Buckingham (EUA) (46)+3+9+3+10 = 25 pontos perdidos
8º Elliot Hanson (GBR) 7+(20)+8+8+4=27 pontos perdidos
Bruno Fontes (BRA) (9)+5+7+7+8 = 27 pontos perdidos
10º Filip Jurisic (CRO) (33)+6+5+12+5 = 28 pontos perdidos

O velejador Bruno Fontes tem os patrocínios da Unimed e AGE do Brasil e conta com o apoio do Governo do Estado do Paraná, Confederação Brasileira de Vela e do COB – Comitê Olímpico Brasileiro. Para mais informações sobre Bruno Fontes acesse o site do atleta www.brunofontes.com ou acompanhe a página oficial do atleta no Facebook: https://www.facebook.com/brunofontesoficial .

Turquia e Estados Unidos patrocinam barco para Volvo Ocean Race 2014/2015

30 de janeiro de 2014 0

VolvoOceanRace_volvo-ocean-65-boat-alvimedica-28-1-2014

O barco Alvimedica é o mais novo veleiro confirmado na edição da Volvo Ocean Race 2014-15. O barco, patrocinado por uma empresa de medicina turca e idealizado por dois norte-americanos, é o quinto confirmado na regata, que começa em outubro deste ano. No anúncio oficial, que ocorreu nesta quinta-feira (30), em Istambul, sede da companhia, os idealizadores definiram que o time terá atletas de até 30 anos apenas.

O novo barco da regata é nada mais nada menos que um sonho de dois jovens fanáticos pela vela oceânica: Mark Towill e Charlie Enright. Os norte-americanos, do Havaí e de Rhode Island, respectivamente, se conheceram num set de filmagens para um longa metragem da Disney e, desde então, dividiram o sonho de correr a Volvo Ocean Race.

Nas gravações do filme Morning Light, em 2007, os dois recorreram a veteranos de Volvo Ocean Race, como Mike Sanderson e Jerry Kirby para ter subsídios para o longa, que contou a história de uma travessia pelo Oceano Pacífico.

- Nós nos conhecemos durante a preparação do filme e o sonho começou a tomar forma. Os veteranos da regata montaram a base do projeto pra gente – disse Charlie Enright.

- Tudo isso nos serviu de motivação – acrescentou Mark Towill que, ao lado do parceiro Charlie Enright, montou a All-American Ocean Race, com sede em Rhode Island, uma das paradas da Volvo Ocean Race.

- Não foi fácil chegar até aqui, mesmo com a realização do filme da Disney. Tentamos viabilizar essa campanha por bastante tempo. Também tivemos muita ajuda de muitas pessoas que fizeram nosso sonho se tornar realidade.

Foto Amory Ross / Oakcliff All-Ame

Foto Amory Ross / Oakcliff All-Ame

O sonho, literalmente, começou a ganhar forma em 2011, quando o CEO da Volvo Ocean Race, Knut Frostad, convidou os jovens velejadores para assistir a largada da regata passada, em Alicante, na Espanha. Motivados, os dois deixaram compromissos e foram atrás dos patrocinadores, chegando num denominador comum, a Alvimedica.

O objetivo da empresa é dominar o mercado global de tecnologia médica e a Volvo Ocean Race é um dos caminhos. O próximo passo da equipe Alvimedica será testar os atletas no mar.

- Vamos recrutar velejadores jovens dos Estados Unidos inicialmente e depois abrir o leque para os estrangeiros, incluindo Turquia e Itália – disse Mark Towill, que será um dos tripulante do Alvimedia.

O comandante será Charlie Enright.

- Este é um dos projetos mais interessantes que vi desde que comecei na Volvo Ocean Race. O Team Alvimedica é tudo o que eu sonhava para a regata desde 2008, quando assumi o cargo. Foram os jovens que tomaram a iniciativa de liderar um projeto como esse – destacou Knut Frostad, CEO da VOR.

- Saudamos também um novo patrocinador vindo da Turquia. Tem havido um grande interesse do país na regata. A vela está crescendo por lá. A empresa é de tecnologia médica focada no coração. Acho que a Volvo Ocean Race é um dos mais difíceis desafios físicos e cardíacos do mundo. Será um estudo de causa interessante.

O presidente da Alvimedica, Dr. Cem Bozkurt, acrescentou:

- Como uma empresa jovem, nós temos ambição no mercado global. Temos os mesmos objetivos na vela também. A Volvo Ocean Race é um evento rápido e dinâmico, que utiliza a tecnologia mais recente, assim como Alvimedica. Estamos orgulhosos de ter a bandeira turca pela primeira vez na regata.

Charlie Enright. Foto Amory Ross / Oakcliff All-Ame

O comandante do barco será Charlie Enright. Foto Amory Ross / Oakcliff All-Ame

O CEO do Team Alvimedica será Bill Erkelens, um nome bem conhecido na vela dos Estados Unidos, participando de campanhas da America´s Cup. O Team Alvimedica vai se juntar ao Team SCA, Abu Dhabi Ocean Racing, Dongfeng Race Team e Team Brunel na regata 2014-15, que terá 38.379 milhas náuticas de distância ou 62.344 quilômetros.