Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de março 2014

Robert Scheidt é o melhor brasileiro na classe Laser na estreia do 45º Trofeo Princesa Sofia

31 de março de 2014 0
Robert Scheidt venceu uma das regatas. Foto Jesus Renedo

Robert Scheidt venceu uma das regatas. Foto Jesus Renedo

O paulista Robert Scheidt estreou com vitória no Trofeo SAR Princesa Sofía, nesta segunda-feira (31). Pela primeira vez disputando a competição na classe Laser,o maior atleta olímpico do Brasil venceu uma das três regatas do dia e foi o sexto colocado nas outras duas, em Palma de Mallorca. O resultado o coloca em 11º lugar na classificação geral, com 7 pontos perdidos, apenas quatro a mais do que o líder, o australiano Ashley Brunning.

Classe mais numerosa no 45º Trofeo Princesa Sofía, a Laser foi dividida em três flotilhas – amarela, azul e vermelha – cada uma com 48 barcos. Na flotilha azul, Scheidt teve entre seus principais adversários o australiano Tom Burton, vice-líder do ranking mundial da categoria, o inglês Nick Thompson, nº 5 do mundo, e o alemão Philipp Buhl. O vento fraco, não ultrapassou os 6 nós (10 km/h), exigiu perícia dos velejadores no primeiro dia de regatas.

Tive muita dificuldade com as largadas. Mas fico satisfeito por ter conseguido uma boa recuperação nas duas primeiras regatas, em que fiquei com o sexto lugar. Na terceira prova, velejei melhor desde o início, sempre entre os primeiros — resumiu Scheidt, dono de cinco medalhas olímpicas (2 ouros, 2 pratas e 1 bronze) e 14 títulos mundiais, entre Laser e Star.

Além de Scheidt, que conta com os patrocínios do Banco do Brasil, Rolex e Deloitte, além dos apoios da Audi, do COB e da CBVela, outros três brasileiros estão na disputa do Trofeo SAR Princesa Sofía: Matheus Dellagnelo é o 15º colocado, com 9 pontos perdidos; Bruno Fontes é o 18º, com 13; e Alex Veeren ocupa a 53ª posição, com 30.

A competição em Mallorca segue o formato dos eventos olímpicos, com dez regatas, divididas entre a fase classificatória e a fase final e, por fim, a medal race, valendo pontos dobrados, no sábado (5/4). Para a Laser, estão previstas outras duas regatas nesta terça-feira (1º/4), a partir das 13 h (9h de Brasília).

Classificação após três regatas e um descarte
1º Ashley Brunning (AUS) – 3 pontos perdidos ([16]+1+2)
2º Jeremy O’Connell (AUS) – 4 pp ([12]+1+3)
3º Elliot Hanson (GBR) – 4 pp ([15]+1+3)
4º Tonci Stipanovic (CRO) – 4 pp (1+3+[4])
5º Nicholas Heiner (NED) – 5 pp (4+[5]+1)
6º Daniel Mihelic (CRO) – 5 pp (1+[19]+4)
7º Philipp Buhl (ALE) – 5 pp (1+4+[9])
8º Emil Cedergardh (SWE) – 5 pp ([8]+3+2)
9º Giovanni Coccoluto (ITA) – 5 pp (2+3+[13])
10º Gustavo Lima (POR) – 6 pp (2+[21]+4)
11º Robert Scheidt (BRA) – 7 pp ([6]+6+1)

Por Local da Comunicação – Juliana Leite

Competição e festa na Taça Comodoro Manfred Flöricke - regata de Monotipos Ilha Chico Manoel

31 de março de 2014 0
Foto Ricardo Pedebos/VDS

Foto Ricardo Pedebos/VDS

A regata de monotipos Taça Comodoro Manfred Flöricke – Ilha Chico Manoel foi realizada no último fim de semana (29 e 30 de março) pelo Veleiros do Sul. Ela teve percurso de 12,5 milhas de distância e contou com a participação de 21 barcos em quatro classes. A perna de ida até a ilha Chico Manoel, subsede do clube, foi disputada no sábado com sol, calor e vento fraco de direção norte.

A largada ocorreu na segunda tentativa às 11h13min em frente ao Clube na baía do Cristal. Os familiares de Manfred Flöricke, incentivador desta regata que desde 2010, ano do seu falecimento, não era disputada, ajudaram no procedimento de largada e participaram também da prova. Os barcos seguiram rumo sul com vento de direção norte e cinco nós de intensidade. Mas no final do trajeto ainda caiu de intensidade dando trabalho para os velejadores.

O primeiro barco a cruzar a linha de chegada montada nas proximidades da ilha Chico Manoel foi da classe Soling, tripulado por Cícero Hartmann, Flávio Quevedo e André Renard às 14h07min40seg. Eles também foram os vencedores na perna de retorno no domingo, em condições de tempo diferente do dia anterior. A largada da ilha foi às 11h35min com tempo quente, mas céu encoberto, e vento de direção leste na intensidade de 6 nós. Mas durante a regata entrou um vento norte com força de 20 nós nas rajadas, o que levou a Comissão de Regata encurtar o percurso, praticamente a metade, por questões de segurança.

Foto Ricardo Pedebos/VDS

Foto Ricardo Pedebos/VDS

Na ilha Chico Manoel os competidores e associados se reuniram no Galpão da Ilha para confraternizarem num churrasco na noite de sábado. No encerramento da regata festiva houve uma premiação na sede do Clube. O comodoro Cícero Hartmann e o vice-comodoro esportivo Guilherme Roth falaram sobre suas experiências como vice-comodoros na gestão de Manfred Flöricke.

Eles lembraram o entusiasmo e dedicação de Manfred com todas as coisas relacionadas ao Veleiros do Sul e por isso a homenagem do seu nome a regata da ilha Chico Manoel. Além dos prêmios foi instituído o troféu Rotativo, no qual ficarão gravados os nomes dos campeões de cada edição. É uma taça que pertenceu a Manfred Flöricke pela conquista do Campeonato Brasileiro da classe Sharpie de 1964 doada pela viúva Walquiria Flöricke.

Os vencedores em cada classe:
Soling – Cícero Hartmann/ Flávio Quevedo/ André Renard (VDS)
Hobie Cat 16 – Pierre Horta Barbosa/Alexandre Capra (VDS)
Laser standard – Luiz Eduardo Sokolnik (VDS)
Laser radial – Henrique Dias (ICG)

Mais fotos e slideshow em : https://www.flickr.com/photos/veleirosdosul/sets/72157643217825105/

Fernanda Oliveira e Ana Barbachan terminam primeiro dia do 45º Trofeo Princesa Sofia na quinta colocação

31 de março de 2014 0
Foto Martinez Studio

Foto Martinez Studio

Campeãs da edição de 2013 do Trofeo SAR Princesa Sofia, as velejadoras gaúchas Fernanda Oliveira e Ana Barbachan obtiveram um 13º lugar na primeira regata do dia e um 3º, na segunda, encerrando o primeiro dia da edição 2014 na 5ª colocação na classe 470. Outros destaques brasileiros são as duplas Martine Grael e Kahena Kunze (2º lugar na classe 49er FX) e Samuel Albrecht e Geórgia Rodrigues (8º lugar na classe Nacra 17).

O evento é uma das cinco etapas da Copa do Mundo de Vela e reúne mais de mil velejadores, de cerca de 60 países. As provas são disputadas nas classes 470 (masculino e feminino), RS:X (masculino e feminino), 49er, 49er FX, Laser, Laser Radial, Finn, Nacra 17 e 2.4mR e vão até o próximo domingo, dia 6. O Brasil está sendo representado por 36 atletas, entre eles o multicampeão Robert Scheidt, que iniciou a disputa em 11º lugar.

Com informações de Ivan Netto – Clube dos Jangadeiros

Portuguesa Filipa Pontinha é a OFF Girl de março

31 de março de 2014 0
A portuguesinha chama o Rio de segunda casa. Então tá. Foto Divulgação/Canal OFF

A portuguesinha chama o Rio de segunda casa. Então tá. Foto Divulgação/Canal OFF

A partir desta segunda-feira, 31 de março, os internautas poderão conferir no site do Canal OFF  um ensaio exclusivo com Filipa Pontinha, a OFF Girl do mês de março. A portuguesa de 23 anos posou para o ensaio na praia de Grumari (RJ). Filipa mudou-se para o Rio depois de visitar a cidade, em 2011, e apaixonar-se pelos chinelos de borracha, água de coco e por um carioca. Falando gírias locais, ela conta que já se sente uma menina do Rio:

Uma das minhas distrações é jogar altinha na praia — diz, rindo.

Atualmente ela pratica tênis e surfe na cidade, porém a partir de julho poderá ser vista em Rajastão, na Índia, fazendo trabalhos voluntários.

Mas tenho certeza de que aqui será sempre a minha segunda casa — afirma.

Além das fotos, um perfil e um vídeo com o making of do ensaio também estarão disponíveis na seção OFF Girls, no site do Canal OFF. No site os internautas também podem acessar ensaios exclusivos com mulheres que fazem parte do Universo OFF, como as belas Carol Guarnieri, Sofie Mentens, Emile Biason, Claudinha Gonçalves, Julia Ericson, Michelle Schlanger e Michelle des Bouillons.

Bate-bola com Filipa Pontinha:
Pico Preferido: Super Tubos, Peniche (Portugal)
Na telinha: “70 e tal”, do OFF. Queria ter nascido nessa época
Boa forma: Só o contato com o mar, já me faz sentir em ótima forma.
Alimentação: Sou o monstrinho dos chocolates. Não fico um dia sequer sem comer chocolate ou doce. Mas, ao mesmo tempo, não como frituras e nem fast-food.
Um sonho: Ser mãe
Melhor cantada: Quer viajar comigo?
Homem bonito: Meu namorado
Dia a dia: Quando não estou trabalhando – como no momento – acordo e vou à praia. Se tiver onda, surfo. Caso não, mergulho e jogo altinha. Ah, e curto o namorado!
Dia OFF ideal: Altas ondas e um lugar paradisíaco. Só eu e o Mar.

Tom Curren é o destaque do 3º Madeirite Trópico

31 de março de 2014 0
Tom e seu estilo inconfundível. Foto Harleyson Almeida

Tom e seu estilo inconfundível. Foto Harleyson Almeida

Mais de duas mil pessoas prestigiaram o maior evento de resgate da história do surfe gaúcho. O 3º Madeirite Trópico movimentou o final de semana (29 e 30/03), na Praia da Guarita, em Torres. Muitos foram ver a lenda do esporte no mundo, o tricampeão mundial Tom Curren, mas a maioria estava lá para curtir um momento de revelação de novos talentos, de celebração da amizade e, principalmente, de homenagem ao surfe.

A beira da praia teve no mesmo final de semana o idolo maior do esporte, Tom Curren, os super vencedores Rodrigo Pedra Dornelles, Neco Padaratz, os jovens valores Gustavo Borges, Ricardo dos Santos e Vitor Bernardo, e ainda grandes sufistas do passado e hoje empresários de sucesso, como Andre Johannpeter e Dado Bier. Curren, sucinto, elogiou a organização.

O lugar é lindo e estou muito contente de fazer parte desta festa do esporte — disse.

Curren tomando um mate. Foto Harleyson Almeida

Curren tomando um mate. Foto Harleyson Almeida

Um dos organizadores do evento, Gustavo Schifino, se emociona ao falar da ação.

Esse é o maior encontro de gerações do surfe brasileiro e o resgate das raízes do esporte no país — comentou.

O evento teve como o patrono o primeiro surfista dos mares gaúchos, Jorge Gerdau, e homenageou o primeiro shaper do Brasil, Oscar Martins de Lima, a vencedora do Olimpikus 1984 e do OP Pro em 1985, Tanira Damasceno, o surfista histórico do Rio Grande do Sul, Alexandre Bayma Menezes, a prefeita de Torres, Nilvia Pereira, e o fundador da Federação Gaúcha de Surfe e skate, Marco Antonio Colares.

Confraternização total do surfe gaúcho.Foto Harleyson Almeida

Confraternização total do surfe gaúcho.Foto Harleyson Almeida

Gustavo Borges em ação. Foto Harleyson Almeida

Gustavo Borges em ação. Foto Harleyson Almeida

O Madeirite valoriza todos os surfistas, mas dá destaque especial para a categoria Anos 60. Essa é a única na qual não houve limite de vagas.

— Eles são nossas estrelas e é graças ao pioneirismo deles que hoje temos um evento como esse — disse Giovanni Mancuso, um dos organizadores do evento.

Nessa categoria estavam presentes, entre outros, o prefeito de Guaíba, Henrique Tavares, e o senhor Luiz Martins de Lima, irmão caçula do primeiro shaper da história do Brasil.

Guga Schifino e Tom Curren devidamente credenciado. Foto Harleyson Almeida

Guga Schifino e Tom Curren devidamente credenciado. Foto Harleyson Almeida

Confira os vencedores de cada categoria:

Taça Trópico: Rodrigo “Pedra” Dornelles
Anos 70: Paulo Sefton
Anos 80: Roberto “Caverna” Wolf
Pais e Filhos: Romulo Costa e Família
Sementes 12 anos: Caique Garcia
Sementes 9 anos: Maria Emanuele

Praia da Guarita recebeu grande público. Foto Harleyson Almeida

Praia da Guarita recebeu grande público. Foto Harleyson Almeida

Paulinho Sefton saiu de Imbituba para prestigiar o evento. Foto Harleyson Almeida.

Paulinho Sefton saiu de Imbituba para prestigiar o evento. Foto Harleyson Almeida.

Família Bins. Foto Harleyson Almeida

Família Bins. Foto Harleyson Almeida

Foto Harleyson Almeida

Foto Harleyson Almeida

Pedra, Guga, Neco e Giovanni Mancuso. Foto Harleyson Almeida

Pedra, Guga, Neco e Giovanni Mancuso. Foto Harleyson Almeida

Dado Bier. Foto Harleyson Almeida

Dado Bier. Foto Harleyson Almeida

Com informações de Alexandre Paz

Catarinenses começam bem no 45º Trofeo Princesa Sofia, em Palma de Mallorca

31 de março de 2014 0
Bruno Fontes. Foto Arquivo Pessoal.

Bruno Fontes. Foto Arquivo Pessoal.

Os velejadores do Iate Clube de Santa Catarina – Veleiros da Ilha começaram muito bem as disputas na Copa do Mundo de Vela, disputada nesta semana em Palma de Mallorca, na Espanha. O Estado conta com quatro representantes na competição e três deles foram muito bem nesta segunda-feira (31).

Na Laser Standard, Matheus Dellagnelo e Bruno Fontes tiveram bons resultados e aparecem entre os primeiros após três regatas. Já no Feminino, a jovem atleta Maria Carolina Boabaid mostrou todo seu talento e aparece na zona de classificação para a fase final após duas regatas, disputadas em condições de vento fraco.

O melhor catarinense neste primeiro dia foi Matheus. Campeão Brasileiro e vice-campeão Sul-americano, Dellagnelo abriu o dia com um 4º e um 5º lugares, descartando um 15º. Com os resultados, o velejador aparece em 15º na classificação geral dentre mais de 144 competidores.

- Primeiro dia foi bom apesar do vento fraco. Estava bem rápido e consegui velejar bem. Errei um pouco na terceira regata, mas no geral gostei – enfatizou Matheus.

Mais experiente da delegação, Bruno Fontes começou o dia com um 11º lugar, mas acertou sua melhor condição de velejo aos fracos ventos em Palma e conseguiu cravar um segundo lugar, subindo para 18º no geral. Os dois atletas estão na zona de classificação para a fase final da competição, aparecendo entre os 20 primeiros.

É importante ressaltar que neste começo a diferença entre os ponteiros da competição é muito pequena, então as chances dos dois atletas figurarem entre os líderes já nesta terça-feira é grande. Alex Veeren completou a equipe catarinense em Palma na Laser Standard fechando o primeiro dia na 53ª colocação no geral, após somar um 8º e 22º nas duas melhores performances do dia.

Maria Carolina Boabaid

Campeã Brasileira Sub-21, Maria Carolina Boabaid mostrou que está bem adaptada as condições de Palma e velejou como uma veterana ao lado das melhores competidoras do mundo. Acompanhada por seu treinador Bruno di Bernardi, também do Iate Clube de Santa Catarina, a jovem atleta fez um 8º e um 10º lugares nas duas regatas, terminando o primeiro dia na 20ª posição geral, entre as quase cem competidoras. Com os resultados, Maria Carolina aparece com ótimas chances de ingressar na fase final da competição. A previsão para essa terça-feira (01) é de uma possível melhora nas condições do vento em Palma de Mallorca.

Por Danilo Caboclo – Assessoria de Imprensa Iate Clube de Santa Catarina – Veleiros da Ilha

Jojó de Olivença é o supercampeão do Marands Brasileiro de Surf Master em Fernando de Noronha

30 de março de 2014 0
Os campeões no pódio. Foto Fabriciano Júnior

Os campeões no pódio. Foto Fabriciano Júnior

O baiano Jojó de Olivença foi o grande destaque do Marands Brasileiro de Surf Master que fechou a segunda edição do Noronha Surf Festival em Fernando de Noronha (PE). Ele foi o supercampeão do domingo de ondas de 3-4 pés na Cacimba do Padre, faturando o título das categorias Grand Master e Kahuna, além de vencer a bateria especial com a participação do ator Paulo Vilhena.

Na categoria Master, o pernambucano Pedro Lima manteve a invencibilidade no Circuito da Confederação Brasileira de Surf (CBS) e na Grand Kahuna, a vitória foi do bicampeão brasileiro da categoria, o catarinense Mickey Hoffman.

O domingo foi de chuva e céu carregado de nuvens em Fernando de Noronha, portanto de ondas pequenas, já que a Cacimba do Padre só funciona mesmo quando tem Sol. Diferente dos outros três dias de competições, no domingo o baiano Jojó de Olivença teve que mostrar a força do seu backside nas esquerdas do canto do Morro Dois Irmãos. Até então, ele só havia surfado as direitas do meio da praia, mas deu um show também nas esquerdas ao faturar dois títulos sem sair do mar.

Jojó de Olivença. Foto Fabriciano Júnior

Jojó de Olivença. Foto Fabriciano Júnior

A primeira final foi a da sua categoria, Kahuna, dos surfistas com 40 anos ou mais de idade. Ele começou bem com uma nota 7,0 e liderou toda a bateria contra o pernambucano Claudio Marroquim que ficou em segundo lugar, o catarinense Juninho Maciel em terceiro e o cearense Cardoso Junior em quarto.

A decisão da Grand Master aconteceu em seguida e Jojó nem saiu do mar, ficando lá no cantinho do Morro Dois Irmãos para também derrotar o paraibano Fabio Gouveia que defendia a liderança do ranking e terminou como vice-campeão, o noronhense Caia de Souza, que ficou em terceiro, e o catarinense Roni Ronaldo, em quarto.

Jojó ainda teve gás para disputar a bateria especial com a apresentação do ator global Paulo Vilhena. Desta vez, o baiano voltou a surfar as direitas do meio da praia da Cacimba do Padre com seu frontside de manobras fortes jogando água pra cima para superar de novo o paraibano Fabio Gouveia e o noronhense Caia de Souza, além do próprio Paulo Vilhena que surfou boas ondas e o anão Roberto Pino. Foi a consagração de Jojó de Olivença como o melhor surfista da semana em Fernando de Noronha.

- Por incrível que pareça eu nunca gostei daquela onda do canto, sempre olhava, mas nunca quis arriscar em surfar lá, só que hoje (domingo) não tive opção. Antes do campeonato começar, dei um mergulho ali com snorkel para conferir o fundo direitinho e foi a primeira vez que eu competi ali – contou Jojó de Olivença.

- Eu colei na pedra e na Kahuna deu tudo certo, fiquei praticamente sozinho surfando as esquerdas. Na Grand Master não, os caras foram todos pra lá, “craudeou” geral, mas fiquei duro que nem uma estátua lá, uns desistiram, eu permaneci e as ondas vieram de novo pra mim, então saio daqui muito feliz, muito feliz mesmo.

Caia Souza. Foto Fabriciano Júnior

Caia Souza. Foto Fabriciano Júnior

INVENCIBILIDADE MASTER

Além de Jojó de Olivença na categoria Kahuna, só o pernambucano Pedro Lima manteve a invencibilidade nas duas primeiras etapas do Circuito Master da CBS em 2014. Ele estava em último na bateria, mas pegou uma boa onda e saltou para o segundo lugar na disputa toda liderada por Fabricio Junior.

Só que o potiguar foi brigar por uma onda no minuto final e cometeu uma interferência, recebendo como penalidade computar uma nota com apenas metade da outra. Com isso, caiu para terceiro lugar e Pedro Lima festejou sua quarta vitória consecutiva na categoria Master, pois não perdeu nenhuma etapa que disputou desde o ano passado.

- Estou amarradão pela vitória, depois daquela interferência ali do Fabrício (Junior), porque eu já estava colado nele em segundo lugar – disse Pedro Lima.

Pedro Lima.Foto Fabriciano Júnior

Pedro Lima.Foto Fabriciano Júnior

- Eu estou muito feliz por fazer mais uma final e ganhar de novo para manter o primeiro lugar no ranking com duas vitórias. Agora estou praticamente dentro do time que vai disputar o Mundial Master da ISA e vou continuar treinando bastante para representar bem o Brasil lá. As ondas estavam muito difíceis hoje (domingo), mas consegui achar algumas que renderam algumas manobras para eu poder sair daqui com mais um troféu de campeão.

GRAND KAHUNA

Na categoria dos surfistas que já passaram dos 50 anos de idade, os dois principais concorrentes ao título brasileiro se enfrentaram nas semifinais. O vencedor da primeira etapa, Edu Elias, acabou sendo barrado pelo também potiguar Fernando Neguinho, que pegou uma onda no finalzinho da bateria para passar em primeiro lugar, com o catarinense Mickey Hoffman em segundo.

O atual bicampeão brasileiro da categoria, Mickey Hoffman, surfou as melhores ondas que entraram na última final do domingo para vingar a derrota para Fernando Neguinho, que ficou em segundo lugar, com o cearense Lucio Costa em terceiro e outro potiguar, Dedé Cabral, em quarto lugar.

- É a primeira vez que eu venho para Fernando de Noronha e é um prazer imenso poder ganhar essa etapa inédita aqui neste paraíso que é a Cacimba do Padre – disse Mickey Hoffman.

Mickey Hoffman. Foto Fabriciano Júnior

Mickey Hoffman. Foto Fabriciano Júnior

 

- Estou muito grato pelo apoio e essa energia que todos passam pra gente é que me faz continuar sempre buscando as vitórias. Eu agora volto a liderar o ranking e o objetivo mesmo é conseguir a vaga para o Mundial Master da ISA, além de tentar conquistar mais um título brasileiro para completar um tricampeonato consecutivo, que seria incrível para mim.

O Marands Noronha Surf Festival 2014 foi realizado pela Associação Nordestina de Surf (ANS) com homologação da Confederação Brasileira de Surf (CBS) e Federação Pernambucana de Surf (FEPESU) e apoio da Associação de Surf de Fernando de Noronha, Secretaria de Turismo do Governo do Estado de Pernambuco e Administração do Arquipélago de Fernando de Noronha.

Fabio Gouveia. Foto Fabriciano Júnior

Fabio Gouveia. Foto Fabriciano Júnior

Paulo Vilhena. Foto Fabriciano Júnior

Paulo Vilhena. Foto Fabriciano Júnior

RESULTADOS DO DOMINGO NO MARANDS BRASILEIRO MASTER DE SURF:

CATEGORIA MASTER – surfistas com 35 anos ou mais de idade:
Campeão: Pedro Lima (PE) – 1.000 pontos
Vice-campeão: Rogerio Dantas (CE) – 900
Terceiro lugar: Fabricio Junior (RN) – 810
Quarto lugar: Marcelo Alves (BA) – 729

SEMIFINAIS DA MASTER – 3º=5º lugar,656 pontos/4º=7º lugar,531 pontos):
1ª:1-Marcelo Alves(BA) 2-Fabricio Junior (RN) 3-Alvaro Bacana (MA) 4-Washington Martins (PE)
2ª:1-Rogerio Dantas (CE) 2-Pedro Lima (PE) 3-Saulo Carvalho (PB) 4-Junior Rocha (RN)

CATEGORIA GRAND MASTER – surfistas com 40 anos ou mais:
Campeão: Jojó de Olivença (BA) – 1.000 pontos
Vice-campeão: Fabio Gouveia (PB) – 900
Terceiro lugar: Caia de Souza (FN) – 810
Quarto lugar: Roni Ronaldo (SC) – 729

SEMIFINAIS DA GRAND MASTER – 3º=5º lugar,656 pontos/4º=7º lugar, 531 pontos):
1ª:1-Fabio Gouveia(PB) 2-Caia de Souza(FN) 3-Mauricio Bandeira(PE) 4-Marcelo Alves (BA)
2ª:1-Jojó de Olivença (BA) 2-Roni Ronaldo (SC) 3-Sergio Noronha (RJ) 4-Claudio Marroquim (PE)

CATEGORIA KAHUNA – surfistas com 45 anos ou mais:
Campeão: Jojó de Olivença (BA) – 1.000 pontos
Vice-campeão: Claudio Marroquim (PE) – 900
Terceiro lugar: Armando Maciel (SC) – 810
Quarto lugar: Cardoso Junior (CE) – 729

SEMIFINAIS DA KAHUNA (3º=5º lugar, 656 pontos/4º=7º lugar, 531 pontos):
1ª: 1-Armando Maciel (SC), 2-Jojó de Olivença (BA), 3-Ricardo Tatui (RJ)
2ª: 1-Cardoso Junior (CE), 2-Claudio Marroquim (PE), 3-Marcelo Vaz (MA)

CATEGORIA GRAND KAHUNA – surfistas com 50 anos ou mais:
Campeão: Mickey Hoffman (SC) – 1.000 pontos
Vice-campeão: Fernando Neguinho (RN) – 900
Terceiro lugar: Lucio Costa (BA) – 810
Quarto lugar: Dedé Cabral (RN) – 729

SEMIFINAIS DA GRAND KAHUNA (3º=5ºlugar, 656 pontos/4º=7ºlugar, 531 pontos):
1ª:1-Dedé Cabral (RN) 2-Lucio Costa (BA) 3-Guilherme Coutinho (FN) 4-Armando Diniz (RN)
2ª:1-Fernando Neguinho (RN) 2-Mickey Hoffman (SC) 3-Edu Elias (RN) 4-Odalto Castro (CE)

Com informações de João Carvalho
Assessoria de Imprensa do Marands Noronha Surf Festival

Líderes do ranking CBS avançam para o domingo decisivo do Marands Brasileiro Master de Surf

30 de março de 2014 0
Jojó. Foto Fabriciano Junior

Jojó. Foto Fabriciano Junior

Grandes ídolos do surfe brasileiro mostraram que ainda estão em ótima forma no primeiro dia do Marands Brasileiro de Surf Master em Fernando de Noronha. O baiano Jojó de Olivença fez os recordes do sábado de ondas de 3-4 pés na Cacimba do Padre, recebendo notas 9,00 e 8,35 nas direitas para totalizar 17,35 pontos de 20 possíveis.

Os outros vencedores da primeira etapa do Circuito Master da Confederação Brasileira de Surf (CBS) também passaram para as semifinais e vão continuar defendendo a liderança dos rankings no domingo, o paraibano Fábio Gouveia na Grand Master, o pernambucano Pedro Lima na Master e o potiguar Edu Elias na Grand Kahuna.

Os recordes de Jojó de Olivença foram conseguidos na maré cheia, quando as ondas ficaram bem melhores e mais constantes na Cacimba do Padre. Em duas direitas, o baiano mostrou toda a classe do seu frontside jogando muita água nas manobras para arrancar dos juízes as duas maiores notas do dia, 9,00 e 8,35. Foi quando ele conquistou vaga para as semifinais da Grand Master, categoria dos surfistas com 40 anos ou mais de idade que é liderada por Fábio Gouveia. Jojó também já havia garantido passagem na categoria Kahuna, onde está invicto desde o ano passado.

- Bom que o mar foi melhorando durante o dia e agora estava muito bom, com essa minha performance sendo como uma benção pra mim – disse o atleta de Cristo Jojó de Olivença.

- Veio onda pra mim pra direita, pra esquerda e eu estava muito bem sintonizado com o mar pra conseguir tirar estas notas e fazer os recordes do campeonato. Estou muito feliz por passar para duas semifinais (Grand Master e Kahuna), feliz por estar em Noronha e feliz por estar surfando bem aqui nestas ondas fantásticas da Cacimba do Padre. Só posso agradecer a Deus por tudo isso.

Jojó vai disputar a terceira bateria do domingo, após as semifinais da categoria Master, ue estão marcadas para começarem às 8h na Cacimba do Padre. O baiano vai defender a liderança e a invencibilidade na Kahuna, contra o niteroiense Ricardo Tatuí e o catarinense Juninho Maciel. Depois, ele volta ao mar duas baterias depois para a segunda semifinal da Grand Master, para enfrentar o carioca Sergio Noronha, o catarinense Roni Ronaldo e o pernambucano Claudio Marroquim.

GRAND MASTER

Caia Souza. Foto Fabriciano Junior

Caia Souza. Foto Fabriciano Junior

Na primeira disputa por duas vagas na final desta categoria dos surfistas com 45 anos, está um dos ícones do surfe de Fernando de Noronha, Caia de Souza, junto com Fábio Gouveia, o pernambucano Mauricio Bandeira e o baiano Marcelo Alves. Caia competiu com Jojó de Olivença duas vezes no sábado e ambos se classificaram para a fase seguinte da verdadeira maratona de 37 baterias disputadas num só dia na Cacimba do Padre.

- Eu já tinha competido com ele (Jojó de Olivença) antes, quando eu comecei a participar de campeonatos fora de Noronha e ele já estava parando de competir, então está sendo um prazer imenso porque fazia uns seis anos que não nos víamos – contou Caia de Souza.

- Só hoje (sábado) já disputei duas baterias com o Jojó. A outra ele virou em cima de mim no finalzinho e até falei que ia tirar o título de “Mr. Vala” do Wagner Pupo e passar pro Jojó, porque toda vez no final ele consegue achar aquela valinha salvadora pra vencer a bateria.

Diferente de Jojó de Olivença que está participando de duas categorias, Fábio Gouveia preferiu só competir na Grand Master.Fabinho ganhou as duas baterias que disputou e garantiu a classificação para as semifinais ao derrotar o catarinense Roni Ronaldo, o cearense Rogerio Dantas e o carioca Artur Gama. Fabinho falou um pouco sobre as condições do mar, com ondas pequenas em se tratando de Fernando de Noronha.

- O melhor mar rolou no primeiro dia do Pernambucano (quinta-feira) e todos vieram com a expectativa de surfar naquele tipo de onda, com tubos – disse Fábio Gouveia.

Fabinho Gouveia. Foto Fabriciano Junior

Fabinho Gouveia. Foto Fabriciano Junior

- Pena que o mar baixou, mas mesmo assim na maré cheia dá altas ondinhas, certamente melhores do que qualquer lugar do Brasil. De qualquer jeito, foi excelente a iniciativa de fazer uma etapa do Master aqui em Noronha. Muitos caras já vieram para cá, pegaram altos tubos, mas muitos nem conheciam Noronha, passaram a vida toda competindo e nunca tiveram oportunidade de vir pra cá, então estão fazendo isso agora e só isso já está valendo participar do evento.

CATEGORIA MASTER

O líder da principal categoria do Circuito Master da CBS, dos atletas com a idade mínima de 35 anos completados, Pedro Lima, quebrou a sua melhor prancha na sexta-feira e está competindo com uma emprestada por seu amigo, André Barros. Pedrinho estreou com vitória, mas depois passou para as semifinais em segundo lugar na bateria vencida pelo baiano Marcelo Alves.

A briga pela classificação foi contra dois pernambucanos, Ricardo Herick e Mauricio Bandeira, que acabaram eliminados da competição. Pedro Lima agora vai defender a liderança do ranking na segunda semifinal, que promete ser bastante disputada por contar com o atual campeão brasileiro Master, o paraibano Saulo Carvalho, o quinto colocado no ranking 2014, o potiguar Junior Rocha, além do cearense Rogerio Dantas.

Pedro Lima. Foto Fabriciano Junior

Pedro Lima. Foto Fabriciano Junior

Já a primeira batalha por duas vagas na grande final será entre o vice-líder Fabrício Junior, de Natal (RN), o baiano Marcelo Alves que divide a quinta posição no ranking com Junior Rocha, o pernambucano Washington Martins e o maranhense Alvaro Bacana.

GRAND KAHUNA

A briga também promete ser emocionante na categoria Grand Kahuna, dos surfistas que já passaram dos 50 anos de idade. O bicampeão brasileiro Mickey Hoffman foi o melhor entre eles no sábado, mas o atual líder do ranking que carimbou a faixa do catarinense para vencer a primeira etapa de 2014 em Ipojuca (PE), também avançou para o domingo. Só que o potiguar Edu Elias passou em segundo lugar no confronto vencido pelo cearense Lucio Costa. Com isso, os dois irão se enfrentar na disputa pelas duas últimas vagas na grande final com o cearense Odalto Castro e o potiguar Fernando Neguinho.

- Estou concentrado em dar um passo de cada vez, degrau por degrau, para alcançar a final, então hoje (sábado) foi dado o primeiro passo – disse Edu Elias.

Edu Elias. Foto Fabriciano Junior

Edu Elias. Foto Fabriciano Junior

- O Mickey (Hoffmann) tem vencido as etapas mais importantes, com maiores pontuações, mas eu tenho vencido um maior número de etapas. No ano passado, na última etapa em Salvador (BA) eu seria campeão brasileiro se ficasse no mínimo em terceiro e ele tinha que vencer, só que acabei ficando em quarto na final e ele foi o campeão. Neste ano, eu ganhei dele a primeira etapa e a vaga está em jogo, então vou correr atrás até o fim para ver se esse ano eu consigo superar ele.

O Marands Noronha Surf Festival 2014 é realizado pela Associação Nordestina de Surf (ANS) com homologação da Confederação Brasileira de Surf (CBS) e Federação Pernambucana de Surf (FEPESU) e apoio da Associação de Surf de Fernando de Noronha, Secretaria de Turismo do Governo do Estado de Pernambuco e Administração do Arquipélago de Fernando de Noronha.

PROGRAMAÇÃO DO DOMINGO NO MARANDS BRASILEIRO MASTER DE SURF:

8h: Semifinais da Master - 2 baterias de 20 minutos:
1ª: Fabricio Junior (RN), Marcelo Alves (BA), Alvaro Bacana (MA), Washington Martins (PE)
2ª: Pedro Lima (PE), Junior Rocha (RN), Saulo Carvalho (PB), Rogério Dantas (CE)

8h40: Semifinais da Kahuna – 2 baterias de 20 minutos:
1ª: Jojó de Olivença (BA), Armando Maciel (SC), Ricardo Tatuí (RJ)
2ª: Cardoso Junior (CE), Claudio Marroquim (PE), Marcelo Vaz (MA)

9h20: Semifinais da Grand Master – 2 baterias de 20 minutos:
1ª: Fabio Gouveia (PB), Mauricio Bandeira (PE), Marcelo Alves (BA), Caia de Souza (FN)
2ª: Jojó de Olivença (BA), Sergio Noronha (RJ), Roni Ronaldo (SC), Claudio Marroquim (PE)

10h: Semifinais da Grand Kahuna – 2 baterias de 20 minutos:
1ª: Dedé Cabral (RN), Lucio Costa (CE), Guilherme Coutinho (FN), Armando Diniz (RN)
2ª: Edu Elias (RN), Mickey Hoffmann (SC), Odalto Castro (CE), Fernando Neguinho (RN)

10h40: Final da Categoria Master – 35 anos ou mais de idade – 20 minutos
11h: Final da Grand Master – 40 anos ou mais de idade – 20 minutos
11h20: Final da Categoria Kahuna – 45 anos ou mais – 20 minutos
11h40: Final da Grand Kahuna – 50 anos ou mais – 20 minutos

Claudio Marroquim. Foto Fabriciano Junior

Claudio Marroquim. Foto Fabriciano Junior

RESULTADOS DO SÁBADO NA CACIMBA DO PADRE:

QUARTAS DE FINAL DA CATEGORIA MASTER – 35 anos ou mais de idade:
1ª:1-Alvaro Bacana (MA) 2-Rogerio Dantas (CE) 3-André Barros (PE) 4-Carlos Pitto (PE)
2ª:1-Junior Rocha (RN) 2-Fabricio Junior (RN) 3-Roni Ronaldo (SC) 4-Flavio Marão (MA)
3ª:1-Marcelo Alves (BA) 2-Pedro Lima (PE) 3-Ricardo Herick (PE) 4-Mauricio Bandeira (PE)
4º:1-Saulo Carvalho (PB) 2-Washington Martins (PE) 3-Jean Thomas (PE) 4-Alan Rangel (FN)

1ª FASE DA CATEGORIA MASTER (3º=17º lugar,185 pts/4º=25º lugar,80 pts):
1ª:1-Rogerio Dantas(CE) 2-Flavio Marão (MA) 3-Marcos Monteiro (RJ) 4-Eduardo Lobato (MA)
2ª:1-Junior Rocha (RN) 2-Alvaro Bacana (MA) 3-Jhonathan Filho (BA) 4-Fred Vilela (AL)
3ª:1-André Barros (PE) 2-Roni Ronaldo (SC) 3-Almeida Junior (RN) 4-João Vilela (RJ)
4ª:1-Fabricio Junior(RN) 2-Carlos Pitto (PE) 3-Anderson Sá (BA) 4-Nego Noronha (FN)
5ª:1-Pedro Lima (PE) 2-Jean Thomas (PE) 3-Wilson Nora (BA) 4-Inaldo Segundo (BA)
6ª:1-Saulo Carvalho (PB) 2-Ricardo Herick (PE) 3-Hector Correa (RJ) 4-Bruno Maia (RN)
7ª:1-Marcelo Alves(BA) 2-Alan Rangel(FN) 3-Dalmo Meirelles(BA) 4-Marciio Sarmento (BA)
8ª:1-Washington Martins(PE) 2-Mauricio Bandeira(PE)3-Paulo Germano(PB)4-Marcio Zanotti(ES)

QUARTAS DE FINAL DA GRAND MASTER – 40 anos ou mais de idade:
1ª:1-Caia de Souza (FN) 2-Claudio Marroquim (PE) 3-Anderson Sá (BA) 4-Dalmo Meireles (BA)
2ª:1-Jojó de Olivença (BA) 2-Mauricio Bandeira (PE) 3-Fred Vilela (AL) 4-Hector Correa (RJ)
3ª:1-Fabio Gouveia (PB) 2-Roni Ronaldo (SC) 3-Rogerio Dantas (CE) 4-Arthur Gama (RJ)
4ª:1-Sergio Noronha (RJ) 2-Marcelo Alves (BA) 3-Marcelo Vaz (MA) 4-Almeida Junior (RN)

1ª FASE DA GRAND MASTER (3º=17ºlugar,185 pts/4º=25ºlugar, 80 pts):
1ª:1-Anderson Sá (BA) 2-Fred Vilela (AL) 3-Alexandre Saquá (RJ) 4-Wilson Junior (RN)
2ª:1-Jojó de Olivença(BA) 2-Caia de Souza(FN) 3-Cardoso Junior(CE) 4-Marcio Zanotti(ES)
3ª:1-Dalmo Meireles (BA) 2-Hector Correa (RJ) 3-Ricardo Sergio (RN) w.o-Gustavo Roque(PE)
4ª:1-Mauricio Bandeira(PE) 2-Claudio Marroquim(PE) 3-Marcus Covovatti(BA) 4-Cardoso Junior (RN)
5ª:1-Fabio Gouveia (PB) 2-Marcelo Vaz (MA) 3-Eduardo Lobato (MA) w.o-Fernando Santos (PE)
6ª:1-Marcelo Alves (BA) 2-Roni Ronaldo (SC) 3-Gabriel Macedo (BA) 4-Glenio Carbon (RN)
7ª:1-Arthur Gama (RJ) 2-Almeida Junior (RN) 3-Inaldo Segundo (BA) 4-Roberto Flor (FN)
8ª:1-Sergio Noronha (RJ) 2-Rogerio Dantas (CE) 3-Marcio Sarmento (BA) 4-Anderson Andrade

2ª FASE DA CATEGORIA KAHUNA – 45 anos ou mais de idade:
1ª:1-Jojó de Olivença(BA) 2-Claudio Marroquim(PE) 3-Ricardo Papagaio(CE) 4-Raimundo Pena (CE)
2ª:1-Cardoso Junior (CE) 2-Juninho Maciel (SC) 3-Sergio Noronha (RJ) 4-Zadig Dantas (RN)
3ª:1-Ricardo Tatui (RJ) 2-Marcelo Vaz (MA) 3-Bricio Argolo (BA) 4-Glenio Carbon (RN)

1ª FASE DA CATEGORIA KAHUNA (3º=13º lugar,282 pts/4º=19º lugar, 150 pts):
1ª: 1-Jojó de Olivença(BA) 2-Zadig Dantas(RN) 3-Isidro Roberto Hol(RN) 4-Gustavo Jorge(RN)
2ª: 1-Cardoso Junior(CE) 2-Claudio Marroquim(PE) 3-Carlos Pereira(AL) 4-Ricardo Sergio(RN)
3ª: 1-Raimundo Pena (CE)2-Bricio Argolo (BA) 3-Jaguara Mendes (BA)4-Robertinho Xerife (FN)
4ª: 1-Marcelo Vaz (MA) 2-Ricardo Papagaio (CE) 3-Marcelo Bibita (CE) w.o-Luiz Americo (BA)
5ª: 1-Sergio Noronha (RJ), 2-Glenio Carbon (RN), 3-Roberto Flor (FN)
6ª: 1-Ricardo Tatui (RJ), 2-Armando Maciel (SC), 3-Gabriel Macedo (BA), 4-Xinho (FN)

1ª FASE DA GRAND KAHUNA – 50 anos ou mais de idade:
1ª:1-Dedé Cabral (RN) 2-Odalto Castro (CE) 3-Raimundo Pena (CE) 4-Adalvo Argolo (BA)
2ª:1-Mickey Hoffmann (SC) 2-Guilherme Coutinho (FN)3-Marco Leleu (RN) 4-Renato Larica (ES)
3ª:1-Lucio Costa (CE) 2-Edu Elias (RN) 3-Jaguara Mendes (BA) 4-Arnaldo Saintbrisson (RN)
4ª:1-Fernando Neguinho (RN) 2-Armando Diniz (RN) 3-Vladimir Lobo (CE) 4-Nazareno (RN)

João Carvalho
Assessoria de Imprensa do Marands Noronha Surf Festival

Roxy lança linha de calçados casuais para o inverno

29 de março de 2014 0
Ref.50.03.0002  Ahoy - preço sugerido R$ 219.

Ref.50.03.0002
Ahoy – preço sugerido R$ 219.

A Roxy preparou uma coleção de calçados para o inverno 2014 que promete deixar ainda mais bonito os looks para a estação mais fria do ano. Os modelos chegam às prateleiras das lojas Quiksilver em São Paulo, Porto Alegre e nas melhores lojas do segmento a partir de março. A linha apresenta três modelos: Lido, Ahoy Studs e o Renegade, para agradar diversos estilos.

Ref 50030002 Ahoy 2. Preço sugerido R$ 219

Ref 50030002 Ahoy 2. Preço sugerido R$ 219

O Lido é confeccionado em tecido, o que proporciona à peça conforto e um ar despojado. O Ahoy Studs tem aplicações de spikes e lavagem moderna. O Renegade é o mais diferente dos três – tênis de cano médio com uma tira de tecido acima do cadarço e aplicações de spikes. Destaque para as tendências da temporada como o jeans, o tie-dye e o verde militar, que complementam qualquer produção com estilo. Todos recebem o solado em TR emborrachado e palmilha interna composta de borracha EVA. A cartela de cores aposta em tons frios como preto, azul, cinza e verde militar.

Ref 50.03.0003. Renegade 1. Preço sugerido R$ 285.

Ref 50.03.0003. Renegade 1. Preço sugerido R$ 285.

A Roxy pensou em um inverno confortável e moderno para as amantes de esportes levando o melhor do lifestyle da marca para as suas peças. Para saber mais acesse: www.roxybrasil.com.br

Ref 50.03.0003 Renegade 2. Preço sugerido R$ 285.

Ref 50.03.0003 Renegade 2. Preço sugerido R$ 285.

Ref 50.03.0003. Renegade 3. Preço sugerido R$ 285.

Ref 50.03.0003. Renegade 3. Preço sugerido R$ 285.

Ref 50.03.0004. Lido 1 Preço sugerido R$ 195.

Ref 50.03.0004. Lido 1 Preço sugerido R$ 195.

Ref 50.03.0004. Lido 2. Preço sugerido R$ 195.

Ref 50.03.0004. Lido 2. Preço sugerido R$ 195.

Guapiranga Radical agita São Paulo com diversas atividades no dia 13 de abril

29 de março de 2014 0
Foto Divulgação/Trópico Comunicação

Foto Divulgação/Trópico Comunicação

O maior evento náutico da cidade de São Paulo está de volta para trazer 14 atividades esportivas gratuitas para o público. O Guarapiranga Radical está marcado para o dia 13 de abril e terá, além das competições com atletas profissionais, diversas clínicas com aulas, equipamentos e monitores para divertir os visitantes. Entre os esportes oferecidos estão: stand up paddle, wakesurf, frescoball, kaiak, rafting, slackline, futevôlei, simuladores de windsurf, surfe e  wakeboard.

O público poderá acompanhar os atletas profissionais no Desafio São Paulo de SUP e no Campeonato Brasileiro de Wakesurf. E também os campeonatos amadores de frescoball e futevôlei. Já entre os esportes participativos com aulas gratuitas, o público poderá escolher entre diversas opções:

Rafting – O Rafting é a prática de navegar utilizando botes infláveis. Normalmente é praticada em rios e corredeiras, mas devido ao grande número de praticantes paulistanos, foi adaptada para águas paradas.

Kaiak – Praticado em competições e lazer é dividido em diversas modalidades como velocidade, maratona, descida, entre outras.

Slackline – O Slackline é um esporte de equilíbrio sobre uma fita de nylon, estreita e flexível, praticado geralmente a uma altura de 30cm do chão com o objetivo de fazer acrobacias e manobras.

Frescoball – Um esporte tipicamente praiano jogado por dois jogadores ou mais. Os jogadores mantêm a bola no ar o maior tempo possível.

Stand Up Paddle (SUP) – É uma variação do surf que ainda está começando a se difundir no Brasil. É basicamente a prática do Surf com o uso de remos.

Futevôlei – É uma variação do vôlei de praia na qual só os membros inferiores, cabeça, ombros, peito e as costas (exceto braço e mãos) dos jogadores podem tocar a bola.

Simuladores - O público também vai se divertir com os simuladores de windsurf, surfe e wakeboard. São aparelhos que simulam e proporcionam a sensação e os movimentos dos esportes tradicionais.

O evento é uma realização da Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação da Prefeitura de São Paulo.

SERVIÇO
Data: 13 de abril de 2014
Horário: 9h às 17h
Local: Represa Guarapiranga
Endereço: Avenida Atlântica, 5048
Estacionamento: Sim
Alimentação: Sim
Capacidade: 3.500 pessoas

Com informações de Trópico Comunicação