Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Robert Scheidt mantém a liderança da classe Laser no 45º Trofeo SAR Princesa Sofia, em Palma de Mallorca

03 de abril de 2014 0
Foto Jesus Renedo

Foto Jesus Renedo

Em busca do primeiro título de Laser na etapa da Copa do Mundo de Vela, em Palma de Mallorca (ESP), Robert Scheidt velejou com regularidade em duas das três regatas desta quinta-feira (3) e manteve a liderança do Trofeo SAR Princesa Sofía, uma das mais tradicionais competições das classes olímpicas. Scheidt obteve terceiro, quarto e 24º lugares, entre os 60 velejadores que compõem a flotilha ouro.

Devido à falta de vento e o cancelamento das regatas da Laser na quarta-feira (4), a Comissão de Regatas decidiu aumentar para três as provas realizadas nesta quinta, mesmo número programado para esta sexta. Os dez melhores partirão para a regata decisiva, a ‘medal race’, no sábado, atribuindo pontuação dobrada aos finalistas.

Na terceira regata entraram ventos fortíssimos, por volta de 30 nós (55 km/h). Infelizmente virei duas vezes e perdi muitas posições. Foi uma pena porque as duas primeiras foram muito boas. Permaneci à frente da flotilha e mantive a consistência do começo ao fim, mas não adianta lamentar. Amanhã serão mais três regatas e é nisso que preciso pensar — considerou Scheidt, em busca de um título inédito na ilha espanhola. Levantou duas vezes o cobiçado Trofeo SAR Princesa Sofia, correndo na classe Star.

Largada da Laser. Foto Jesus Renedo

Largada da Laser. Foto Jesus Renedo

O prejuízo da terceira regata do dia por enquanto não interfere na classificação porque Scheidt passa a descartar o 24º lugar, mantendo a liderança com 31 pontos perdidos, oito a menos do que o australiano Tom Burton, que não aparecia no “Top 10″ e saltou para a vice-liderança com 39 pontos, apenas um à frente do alemão Philiipp Buhl, também com um ponto de vantagem sobre o quarto colocado, o holandês Nicholas Heiner.

As três regatas desta quinta-feira levaram à vitória o cipriota Pavlos Kontides (15º), o neozelandês Andy Maloney (10º) e o britânico Nick Thompson (6º), respectivamente. Diante do equilíbrio da classe no campeonato, Scheidt, principal medalhista olímpico brasileiro em todos os tempos, e Maloney são os dois únicos velejadores que obtiveram duas vitórias nas oito regatas já disputadas. O brasileiro conquistou cinco medalhas olímpicas (dois ouros, duas pratas e dois bronzes) e 14 títulos mundias entre as classes Laser e Star.

Além de Scheidt, que conta com os patrocínios do Banco do Brasil, Rolex e Deloitte, e com os apoios de Audi, COB e CBVela, outros três brasileiros estão na disputa do Trofeo SAR Princesa Sofía: Bruno Fontes é o 29º colocado, com 118 pontos perdidos, Matheus Dellagnelo é o 44º, com 154, e Alex Veeren ocupa a 82ª posição, com 110, porém competindo na flotilha prata. A competição reúne 144 velejadores de Laser, maior número de barcos entre todas as classes.

Classificação após oito regatas e um descarte
Robert Scheidt (BRA) – 31 pontos perdidos (6+6+1+10+1+3+4+ )
2ºTom Burton (AUS) – 39 pp (5+[17]+10+2+11+6+2+3)
3º Philipp Buhl (ALE) – 40 pp (1+4+9+9+[15]+5+7+5)
4º Nicholas Heiner (NED) – 41 pp (4+5+1+12+[15]+4+9+6)
5º Kacper Zieminski (POL) – 45 pp (14+6+1+6+5+9+[44]+4)
6º Nick Thompson (GBR) – 47 pp (20+2+16+2+3+[BDF]+3+1)
7º Jean Baptiste Bernaz (FRA) – 49 pp ([12]+6+11+7+5+8+5+7)
8º Tonci Stipanovic (CRO) – 52 pp (1+3+4+[UFD]+8+7+14+15)
9º Matthew Wearn (AUS) – 53 pp (7+9+9+6+4+2+16+[19])
10º Andy Maloney(NZL) – 56 pp ([15]+13+14+12+13+1+12)

Por Juliana Leite – Local da Comunicação

Envie seu Comentário