Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Após revisão de resultados, Robert Scheidt entra na Medal Race do 45º Trofeo Princesa Sofia

04 de abril de 2014 0
Schiedt teve um dia péssimo nesta sexta-feira. Foto Jesus Renedo.

Schiedt teve um dia péssimo nesta sexta-feira. Foto Jesus Renedo.

Em um dia surpreendente, o paulista Robert Scheidt chegou a encerrar sua participação no 45º Trofeo SAR Princesa Sofía, nesta sexta-feira (4), com o 13º lugar. Maior atleta olímpico brasileiro, o velejador liderava a competição, mas largou escapado em duas das três provas do último dia da fase final e ficou fora da zona de classificação para a Medal Race, que acontece neste sábado (5), e reúnde os 10 primeiros colocados.  Porém,  a Comissão de Protestos do Trofeo SAR Princesa Sofia acatou no final da noite desta sexta (4) a reparação do resultado da segunda regata do dia.

Robert Scheidt, que largara escapado por interpretação da Comissão de Regatas (CR) recuperou a 39ª colocação na prova, resultado que o leva ao nono lugar na classificação geral e lhe garante vaga na medal race deste sábado, encontro decisivo entre os dez melhores do campeonato.  Quem ficou de fora foi o inglês Nick Thompson, o 11º, enquanto o croata Tonci Stipanovic, atual campeão europeu, é o novo líder..

 Infelizmente foi um dia ruim para mim aqui em Palma de Mallorca. Fui agressivo demais nas largadas e escapei nas duas primeiras de hoje. Depois de um protesto consegui validar minha posição na segunda prova, devido a um erro cometido pela CR. Na terceira regata fui 13º e caí para nono na geral, sem chances de medalha, porém dentro da Medal Race — resignou-se o bicampeão olímpico.

É difícil sofrer esta reviravolta após liderar quase todo o campeonato, mas são coisas que podem acontecer e espero ficar mais forte com estes erros.

A sexta-feira amanheceu com rajadas muito fortes e chuva. No período da tarde, o vento passou a oscilar entre 8 e 15 nós de intensidade, muito rondado, provocando várias mudanças de posições na classificação geral. O dia foi do cipriota Pavlos Kontides, vice-campeão mundial, que venceu as três regatas e pulou para a quinta colocação. Patrocinado pelo Banco do Brasil, Rolex e Deloitte, com os apoios de Audi, COB e CBVela, Scheidt foi o melhor colocado entre os brasileiros. Bruno Fontes terminou em 16º, com 145 pontos perdidos, Matheus Dellagnelo foi o 38º, com 224, e Alex Veeren ficou em 96º, com 300.

Foto Jesus Renedo

Foto Jesus Renedo

O próximo desafio de Scheidt, que tem como principais objetivos na temporada o Evento-Teste para a Olimpíada, no Rio de Janeiro, em agosto, e o Mundial de Vela de Santander, em setembro, será a Semana Olímpica de Hyéres, na França, última etapa da Copa do Mundo de Vela, entre os dias 21 e 26 deste mês.

Classificação após 11 regatas e um descarte 
1. Tonci Stipanovic (CRO) – 67 pontos perdidos (1+3+4+[UFD]+8+7+14+15+10+3+2)
2.Jean Baptiste Bernaz (FRA) – 68 pp ([12]+6+11+7+5+8+5+7+8+7+4)
3.Tom Burton (AUS) – 73 pp (5+[17]+10+2+11+6+2+3+12+8+14)
4. Nicholas Heiner (NED) – 77 pp (4+5+1+12+15+4+9+6+14+[47]+7)
5. Pavlos Kontides (CYP) – 84 pp (20+2+15+2+25+1+[27]+16+1+1+1)
6. Andy Maloney(NZL) – 86 pp (15+13+14+12+13+1+12+5+10+[39])
7. Matthew Wearn (AUS) – 93 pp (7+9+9+6+4+2+16+19+9+[27]+12)
8. Ashley Brunning (AUS) – 97 pp ([16]+1+2+4+8+17+12+18+16+[33]+3)
9. Robert Scheidt (BRA) – 107 pp (6+6+1+10+1+3+4+24+[BFD]+39+13)
10. Sam Meech (NZL) – 122 pp (14+2+7+10+1+20+8+28+13+19+[37])
16º Bruno Fontes (BRA) – 145pp
38º Matheus Dellagnelo (BRA) – 224 pp
96º Alex Veeren (BRA) – 300 pp

Com informações da Local da Comunicação – Juliana Leite

Envie seu Comentário