Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Robert Scheidt encerra participação na Copa do Mundo de Vela, em Hyères, na quarta colocação

27 de abril de 2014 0
Foto Ivan Zedda/Isaf Sailing World Cup 2014

Foto Ivan Zedda/Isaf Sailing World Cup 2014

Robert Scheidt confirmou a quarta posição no Top 10 da Laser na última etapa da Copa do Mundo de Vela ISAF em Hyères, neste sábado (26). O maior atleta olímpico brasileiro foi o quarto velejador a cruzar a linha de chegada da Medal Race, deixando para trás alguns dos principais nomes da Laser. Um deles, o australiano Tom Burton, que ficou em quinto lugar na regata da medalha, mas foi o vencedor da competição.

A raia em Hyères amanheceu ensolarada e com ventos fortes, com média de 15 nós e rajadas que chegaram a 22 nós em alguns momentos. A briga pelo título estava entre o neozelandês Andy Maloney, até então líder da competição, e Tom Burton. Ambos tiveram uma largada difícil, situação que favoreceu Scheidt. O brasileiro fez um bom início, marcando o holandês Rutger van Schaardenburg e o croata Tonci Stipanovic, nº 1 do mundo na Laser, sem contudo conseguir superá-los. A vitória da regata acabou ficando com Schaardenburg.

- Tive alguns momentos complicados no campeonato, principalmente pelas largadas, que foram difíceis para a Laser. No geral, a competição foi de ventos fortes, que já exigem mais do físico dos velejadores da Laser, e consegui manter uma boa média, tanto nessa situação como no vento fraco, o que mostra que estou bem preparado fisicamente – ressaltou Scheidt,

- Também estou velejando bem no vento de popa. Agora é continuar treinando e acertar os detalhes, para chegar forte no Mundial.

O Mundial de Vela de Santander, em setembro, na Espanha, é o principal objetivo de Scheidt, junto com o Evento-Teste para os Jogos de 2016, em agosto, no Rio de Janeiro. Seguindo sua preparação para os dois principais torneios do ano, o brasileiro, patrocinado pelo Banco do Brasil, Rolex e Deloitte, com os apoios de Audi, COB e CBVela, retorna agora para a Itália, onde seguirá treinando até a próxima competição, a Semana Olímpica de Garda, que será disputada “no quintal de sua casa”, entre 5 e 11 de maio.

Classificação final, após 12 regatas e um descarte
1º Tom Burton (AUS) – 55 pontos perdidos ([6]+5+2+1+4+2+5+6+6+8+[63]+10)
2º Andy Maloney (NZL) – 56 pp ([8]+7+1+6+3+1+3+3+8+[20]+2+14)
3º Rutger van Schaardenburg (NED) – 60 pp (2+5+[6]+2+4+6+10+4+[37]+14+5+2)
4º Robert Scheidt (BRA) – 67 pp (1+9+7+4+1+[22]+4+8+2+[24]+1+8)
5º Nick Thompson (GBR) – 81 pp (9+8+10+9+2+[63]+17+2+3+5+10+6)
6º Jean Baptiste Bernaz (FRA) – 94 pp (1+1+9+16+[63]+5+8+7+26+4+6+12)
7º Tonci Stipanovic (CRO) – 99 pp (3+4+4+2+1+26+23+12+13+[39]+7+4)
8º Bruno Fontes (BRA) – 106 pp (3+6+10+8+5+7+[38]+1+18+15+17+16)
9º Sam Meech (NZL) – 113 pp (6+2+15+5+6+9+35+11+[52]+3+3+18)
10ºNicholas Heiner (NED) – 132 pp (23+11+12+6+10+11+12+17+1+9+[63]+20)

Envie seu Comentário