Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Billabong Rio Pro"

Canal OFF exibe segundo episódio do Billabong Pro Rio, etapa brasileira do WCT 2013

06 de julho de 2013 0

Foto Divulgação/Canal OFF

Nesta quarta-feira, 10 de julho, às 19h, o canal OFF exibe o segundo episódio da etapa brasileira do WCT, realizada no Rio de Janeiro, em maio deste ano. É uma ótima oportunidade para entender um pouco como funciona o circo do surfe competitivo.


Os juízes e os surfistas irão explicar os critérios para pontuação das ondas, as diferenças entre as manobras do esporte, o que é um aéreo, uma rasgada, e também como essas manobras podem causar lesões nos atletas. Assim como em todas as modalidades esportivas, o desempenho dos surfistas da elite mundial é resultado de uma boa preparação física.

Com informações de Lara Menezes – In Press Porter Novelli Assessoria de Comunicação

Jordy Smith vence Adriano de Souza na final do Billabong Rio Pro

19 de maio de 2013 1

A festa de Jordy. Foto ASP/Kirstin

O sul-africano Jordy Smith sagrou-se neste domingo campeão da etapa brasileira do ASP World Tour. Na final do Billabong Rio Pro, Jordy superou o brasileiro Adriano de Souza que, mesmo com o vice-campeonato, assumiu a liderança do ranking mundial repetindo o feito de 2011, quando se tornou o primeiro brasuca a ocupar o posto de número um da ASP. Na final, em ondas de meio metro, Smith usou os aéreos para bater Mineiro e dar o troco da derrota sofrida na semifinal do Rip Curl Pro Bells Beach, vencida pelo brasileiro. Gabriel Medina terminou na terceira colocação e Filipe Toledo, na quinta. Em breve atualizo o blog com informações e fotos do último dia.

Ranking mundial após três etapas:

1º Adriano De Souza 18500
2º Jordy Smith 18250
3º Mick Fanning 18200
4º Kelly Slater 16950
5º Taj Burrow 15700

Highlights Dia 3 Billabong Rio Pro

18 de maio de 2013 0

Billabong Rio Pro terá maratona de baterias neste sábado

17 de maio de 2013 0

Bourez batendo na junção nesta sexta-feira. Foto ASP/Smorigo

O sábado no Billabong Rio Pro promete ser longo. A direção técnica do evento pretende realizar um total de 20 baterias, das 7h às 17h, no Postinho da Barra da Tijuca. O grande astro do esporte, Kelly Slater, volta a se apresentar no Rio de Janeiro na sexta bateria do dia com o também norte-americano Patrick Gudauskas. E no duelo seguinte, o atual campeão mundial Joel Parkinson enfrenta o irlandês Glenn Hall.

Parko foi vice-campeão da etapa brasileira no ano passado, só perdendo a grande final para o havaiano John John Florence, que está contundido e não veio defender o título no Brasil. Quatro brasucas estarão na disputa: Adriano de Souza, Gabriel Medina, Miguel Pupo e Filipinho Toledo, mas apenas três poderão avançar diante do duelo verde-amarelo entre Mineirinho e Miguel Pupo. Serão disputadas três fases completas para definir os classificados às quartas de final que vão abrir o domingo decisivo do Billabong Rio Pro 2013 no Rio de Janeiro.

Foto ASP/Kirstin

Terceira fase (2º=13º lugar – US$ 9,5 mil e 1.750 pontos):

1ª: Taj Burrow (AUS) x Kolohe Andino (EUA)
2ª: Jeremy Flores (FRA) x Nat Young (EUA)
3ª: Adriano de Souza (BRA) x Miguel Pupo (BRA)
4ª: Gabriel Medina (BRA) x Travis Logie (AFR)
5ª: C. J. Hobgood (EUA) x Adrian Buchan (AUS)
6ª: Kelly Slater (EUA) x Patrick Gudauskas (EUA)
7ª: Joel Parkinson (AUS) x Glenn Hall (IRL)
8ª: Michel Bourez (TAH) x Bede Durbidge (AUS)
9ª: Julian Wilson (AUS) x Sebastian Zietz (HAV)
10ª: Josh Kerr (AUS) x Filipe Toledo (BRA)
11ª: Jordy Smith (AFR) x Kai Otton (AUS)
12ª: Mick Fanning (AUS) x Brett Simpson (EUA)

Jeremy Flores venceu Ricardinho e encara Nat Young. Foto ASP/Smorigo

Assessoria de Imprensa Billabong Rio Pro e ASP – João Carvalho – jcarvalho@aspworldtour.com

Após bate-volta, Ricardo dos Santos encara o Billabong Rio Pro

17 de maio de 2013 0

Ricardinho acabou eliminado nesta sexta-feira. Foto Paulo Barcellos

Depois de um bate-volta entre Rio de Janeiro e o Taiti, que durou quatro dias, Ricardo dos Santos voltou ao Rio de Janeiro para competir o Billabong Rio Pro, que recomeçou nesta sexta-feira sob chuva e vento forte. O surfista chegou no Rio na quinta-feira pela manhã e cumpriu o que prometeu antes de ir: voltou com uma bomba histórica na memória

— Essa foi de fato a primeira vez que fiz town in. Todos os outros surfistas já estavam lá e eu cheguei pra surfar e vir embora, não teria tanto tempo como eles. Nessas condições apostaria muito mais neles do que em mim, mas arriscar te dá oportunidades e eu agarrei a minha — afirma o surfista da Guarda do Embaú.

Em 2011, quando o Tahiti recebeu um swell também gigante, que ficou conhecido como Code Red, Ricardinho não pode aproveitar como queria, pois teria uma bateria contra o Kelly Slater quando o evento fosse recomeçado após a interrupção forçada ondulação gigante.

Foto Paulo Barcellos

Fiquei com receio de me matar antes desse confronto, que também seria uma grande oportunidade para mim — comenta Ricardinho, que tem uma relação especial com Teahupoo. O surfista da Guarda já não pode mais contar nos dedos de uma mão o número de temporadas na praia das ondas “dos crânios quebrados”

Até conhecer Teahupoo, eu era apenas um menino surfista. Agora sou um homem surfista. Ir lá tomar as vacas que tomei, pegar as ondas que peguei, me faz realmente pensar de outra forma — diz ele, que pretende se especializar cada vez mais nas ondas tubulares.

Já no Rio, Ricardinho encarou Jeremy Flores na quarta bateria da repescagem e perdeu para o francês em onda mexidas e bastante influenciadas pela chuva e o forte vento sul que soprou na Cidade Maravilhosa nesta sexta-feira. Integrante da equipe Billabong, Ricardinho afirma que esse ano ainda quer pegar tubos nas ondas de Fiji, Pipeline e Jaws, no Havaí.

Com informações de Bruna Lorenzete – Agência Cartaz

Joel Parkinson visita a Rocinha e ensina crianças a surfar em São Conrado

16 de maio de 2013 0

A galera toda reunida para a foto. Foto Paulo Barcellos

Joel Parkinson teve uma missão diferente na quarta-feira. O campeão mundial de surfe teve a missão de ensinar as crianças da Associação de Surf da Rocinha a pegar onda. Ao lado de Jack Freestone, bicampeão mundial do Pro Jr e wildcard do Billabong Rio Pro, e de Mark Occhilupo, campeão mundial em 1999), Parko chegou a praia de São Conrado antes das 8h da manhã.

Joel e Jack empurrando as crianças na onda. Foto Paulo Barcellos

Os três fizeram uma session sozinhos, para aquecer, enquanto as crianças faziam a limpeza da praia, num trabalho de conscientização ambiental. Em seguida, ídolos e alunos caíram no mar numa grande farra. Parko, Jack e Occy ensinaram algumas de suas táticas para a garotada que demonstrava muito carinho pelos surfistas profissionais.

- Foi muito divertido. Foi incrível! – disse Parko ao sair da água.

Jack Freestone assinando um poster. Foto Paulo Barcellos

Quando a aula acabou, por volta das 10h, todos subiram o morro da Rocinha. Lá, o time Billabong foi até uma das lajes da comunidade e apreciou a vista que os moradores do local têm. Enquanto Parko, Jack e Occy apreciavam a beleza do Rio de Janeiro sob um outro ângulo, a Associação de Surf da Rocinha preparava um churrasco em homenagem aos surfistas. Todos participaram juntos de um momento de confraternização, que incluiu doação de pranchas para o projeto e pôsteres autografados para os alunos.

Foto Paulo Barcellos

A ação foi acompanhada pelo staff nacional e internacional da marca, além de convidados e imprensa. Para mais informações: https://www.facebook.com/billabongbrasil

Com informações de Camila Dias – Agência Cartaz

Reinício do Billabong Rio Pro fica para sexta-feira

16 de maio de 2013 0

Foto Smorigo/ASP

A tentativa de realizar a repescagem do Billabong Rio Pro na quinta-feira acabou frustrada, pois as condições do mar continuaram as mesmas dos últimos dias no Rio de Janeiro. A quinta-feira amanheceu praticamente sem vento, com sol, céu azul e nada de ondas para a continuação da etapa brasileira do WCT, que tem prazo até domingo para ser encerrada na capital carioca.

Taj Burrow aproveitou a bike. Foto Smorigo/ASP

A comissão técnica se reuniu às 6h30min e logo anunciou uma nova chamada para as 7h da sexta-feira, completando-se assim uma semana de adiamentos no Postinho da Barra da Tijuca. A expectativa é de que o tempo só mude durante à tarde ou à noite, com a frente fria que já atingiu o sul do país e deve trazer um novo swell (ondulação) para o Rio de Janeiro.

Adrian Buchan. Foto Smorigo/ASP

Certeza mesmo é que o Billabong Rio Pro 2013 será finalizado nos últimos dias do seu prazo. Até agora só foi realizada a primeira fase na quinta-feira da semana passada. Esta rodada de apresentação dos melhores surfistas do mundo não é eliminatória. Os vencedores das 12 baterias avançaram direto para a terceira fase e os perdedores têm uma segunda chance de classificação na repescagem, que vem sendo adiada desde a última sexta-feira.

Adam Melling e Bede Durbidge procurando uma vala. Foto Smorigo/ASP

Entre os que escaparam de estar vivendo essa ansiedade da volta do evento, estão os ponteiros do ranking mundial que podem brigar pela liderança até em uma final do Billabong Rio Pro entre eles. É o caso do número 1, Kelly Slater, do vice Mick Fanning, do quarto colocado Adriano “Mineirinho” de Souza e do atual campeão mundial Joel Parkinson e o americano Nat Young, que estão empatados em quinto lugar na classificação geral das duas etapas que abriram o ASP World Tour 2013 na Austrália.

Glen Hall. Foto Smorigo/ASP

A exceção é o australiano Taj Burrow, que divide a vice-liderança do ranking com Fanning. Ele perdeu para o havaiano Sebastian Zietz em sua estreia na quinta-feira passada e vai disputar o primeiro duelo eliminatório da etapa brasileira do WCT com o campeão carioca Gustavo Fernandes. Outros seis brasileiros também perderam as suas primeiras baterias e vão ter que encarar o tudo ou nada da repescagem. São tantos que um duelo verde-amarelo acabou formado na 11ª das 12 baterias, entre dois tops da elite, o catarinense Alejo Muniz e o paulista Miguel Pupo, que estão hospedados juntos no Rio de Janeiro.

Assessoria de Imprensa Billabong Rio Pro e ASP – João Carvalho – jcarvalho@aspworldtour.com

Arena do Billabong Rio Pro será reaberta nesta quinta-feira, dia 16 de maio

15 de maio de 2013 0

Arena do Billabong Rio Pro na manhã desta quarta-feira. Foto Smorigo/ASP

A arena do Billabong Rio Pro no Postinho da Barra da Tijuca que está fechada desde domingo será reaberta nesta quinta-feira. No início da tarde da quarta-feira, a organização da etapa brasileira do WCT anunciou uma chamada às 6h30min para a repescagem da primeira fase, que vem sendo adiada desde sexta-feira da semana passada no Rio de Janeiro.

O mar já deu uma balançada hoje (quarta-feira), então resolvemos fazer a chamada para os atletas que vão disputar a repescagem _ contou Xandi Fontes, um dos organizadores do Billabong Rio Pro.

Não podemos confirmar se haverá ou não a competição ainda, mas não podemos perder nenhuma chance de aproveitar o tempo daqui pra frente. Vamos analisar as condições do mar para ver se vai ter onda para rolar as baterias, mas nosso objetivo é sempre o de colocar os melhores surfistas do mundo pra competir nas melhores ondas possíveis.

A expectativa é pela entrada de um novo swell (ondulação) na orla carioca, trazido pela frente fria que já atingiu o sul do país com uma massa de ar polar. O prazo do Billabong Rio Pro vai até domingo e até agora só foi realizada a primeira fase na quinta-feira da semana passada. A chamada desta quinta-feira é primeiramente para os surfistas que estrearam com derrotas, pois os vencedores passaram direto para a terceira fase e não precisam competir na repescagem.

O primeiro duelo eliminatório da etapa brasileira do WCT será disputado pelo australiano Taj Burrow, que divide a vice-liderança do ranking mundial com Mick Fanning, e o campeão carioca Gustavo Fernandes. Outros seis brasileiros também perderam na quinta-feira passada e as únicas vitórias verde-amarelas foram conquistadas pelos paulistas Adriano “Mineirinho” de Souza e Gabriel Medina, que fez os recordes do campeonato no primeiro dia. Agora, quem perder de novo termina em 25.o lugar e recebe 8 mil dólares pela participação no Billabong Rio Pro.

Com informações de Assessoria de Imprensa Billabong Rio Pro e ASP – João Carvalho – jcarvalho@aspworldtour.com

Billabong Rio Pro deve recomeçar apenas na sexta-feira, 17 de maio

15 de maio de 2013 0

Foto Smorigo/ASP

E o Billabong Rio Pro continua na espera de melhores condições. A quarta-feira amanheceu como mais um dia típico de verão na Cidade Maravilhosa, com sol, céu azul, calor e com o mar parecendo uma grande lagoa. A etapa brasileira do WCT tem prazo até domingo para ser encerrado na capital carioca e a expectativa é de que retorne nesta sexta-feira no Postinho da Barra da Tijuca.

As previsões indicam a entrada de um novo swell (ondulação) trazido pela frente fria que já atingiu o sul do país. A notícia é boa para o catarinense Ricardo dos Santos que viajou até o Taiti, para aproveitar a ondulação em Teahupoo, com ondas pesadíssimas. Escalado para a quarta bateria da repescagem, o surfista da Guarda do Embaú terá mais 24 horas para chegar a tempo.

Foto Smorigo/ASP

A rotina da reunião da comissão técnica às 7h30min se repete nesta quinta-feira na Barra da Tijuca, mas o mar não deve mudar e mais um “day off” deverá ser decretado logo no início do dia.

Com informações de João Carvalho – assessoria de imprensa do Billabong Rio Pro e da ASP World Tour

Tops aproveitam folga geral pelo quinto dia consecutivo no Billabong Rio Pro

14 de maio de 2013 0

O Pão de Açucar. Foto ASP/Kirstin

A terça-feira amanheceu ensolarada no Rio de Janeiro, com o mar parecendo uma grande lagoa tanto na arena principal no Postinho da Barra da Tijuca, como na alternativa instalada na Praia do Arpoador e o quinto dia consecutivo de folga geral para os competidores foi confirmado. Então, os tops aproveitam para passear pelos pontos turísticos da Cidade Maravilhosa.

Entre as muitas programações, a Billabong organizando para esta quarta-feira uma atividade na Favela da Rocinha. Uma van com os atletas, incluindo o atual campeão mundial Joel Parkinson, jornalistas e convidados, partiu da Barra da Tijuca às 8h para visitar a comunidade e alguns tops mundiais vão surfar com as crianças na Praia de São Conrado. Depois, todos sobem o morro para um almoço de confraternização com os moradores locais.

O prazo do Billabong Rio Pro vai até o próximo domingo e a expectativa agora é de que a competição retorne só na quinta ou na sexta-feira, já sendo certo que será encerrada no fim de semana no Postinho ou no Arpoador, ou seja, na praia que apresentar as melhores ondas. Na quinta-feira foi realizada a primeira fase e a repescagem vem sendo adiada desde sexta-feira, pois o mar só foi baixando a cada dia. A rotina da reunião da comissão técnica às 7h30 se repete nesta quarta-feira na Barra da Tijuca, mas o mar não deve mudar e mais um “day off” deverá ser decretado logo no início do dia.

Com informações de João Carvalho – Assessoria de Imprensa do Billabong Rio Pro e do ASP World Tour