Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "Caio Ibelli"

Filipe Toledo comanda o airshow no Mr Price Pro Ballito, na África do Sul

04 de julho de 2014 0
Airshow de Filipe Toledo. Foto Mr Price / Cestari

Airshow de Filipe Toledo. Foto Mr Price / Cestari

Se alguém ainda tinha dúvida de quem é o favorito pra vencer a etapa ASP Prime da África do Sul, ela acabou nesta sexta-feira. O paulista Filipe Toledo voltou a dar show e garantiu lugar no dia decisivo do Mr Price Pro Ballito, etapa ASP Prime, realizada na África do Sul. Além dele, o potiguar Jadson André corre por fora na briga pelos 6.500 pontos no ranking qualificatório da ASP para a elite do surfe mundial.

Assista aos melhores momentos do dia 5

Filipinho repetiu a atuação da última quarta-feira e voltou a fazer uma nota 10, desta vez diante do paulista Caio Ibelli. Logo na primeira onda, Filipe quebrou a sua prancha e teve que substituí-la. Apesar do problema, o equilíbrio predominou até Filipe conseguir a nota 10. O paulista voltou para o outside e surfou outra onda de forma excelente (nota 9) para colocar o amigo em combinação e garantir a passagem para as quartas de final.

- Eu não tenho palavras pra descrever o que estou sentindo. Eu quebrei a prancha e depois Deus me ajudou a surfar bem melhor com a prancha reserva. O Caio é um grande competidor, é triste vê-lo fora do evento, mas eu estou confiante e agora é focar no próximo round - disse Toledo, após a bateria.

Já o potiguar Jadson André superou o veterano aussie Tom Whitaker e agora enfrentará outro aussie, Adam Melling. Com o resultado na África do Sul, Jadson passou a fazer parte do G-10 do ranking qualificatório, já que ainda está fora da lista dos 22 do Samsung Galaxi World Championship Tour que se mantêm na elite no ano que vem.

As baixas brasucas do dia foram David do Carmo, que não competiu na sua bateria ainda pelo Round 4. Na véspera, o paulista sofreu um acidente, cortou a boca ao ser atingido pela prancha, e não teve condições de encarar o americano Michael February. Já pelo round 5, além de Caio Ibelli, o capixaba Krystian Kymerson acabou eliminado e finalizou o evento na nona colocação.

Quartas de final (2º=5º lugar, 3320Pts, $ 7,000)
H1- Tiago Pires POR x Filipe Toledo BRA
H2- Dillon Perillo EUA x Tim Reyes EUA
H3- Jadson André BRA x Adam Melling AUS
H4- Matt Wilkinson AUS x Jack Freestone AUS

Resultados da sexta-feira no Mr Price Pro Ballito:
Round 5 (2º=9º lugar, 2400Pts, $ 4,300)
H1- Tiago Pires POR 11.84 a 10.50 Davey Cathels AUS
H2- Filipe Toledo BRA 19.00 a 14.94 Caio Ibelli BRA
H3- Dillon Perillo EUA 14.17 a 12.67 Torrey Meister HAV
H4- Tim Reyes EUA 15.43 a 14.26 Krystian Kymerson BRA
H5- Jadson André BRA 13.17 a 8.17 Tom Whitaker AUS
H6- Adam Melling AUS 15.83 a 15.03 Jeremy Flores FRA
H7- Matt Wilkinson AUS 14.87 a Adrian Buchan AUS 12.17
H8- Jack Freestone AUS 15.60 a 15.10 Michael Dunphy EUA

Round 4 (2º=17º lugar, 1300Pts, $ 2,700)
H5- Tom Whitaker AUS 15.84 a 14.53 Marlon Lipke POR
H6- Adam Melling AUS 13.10 a 10.90 Damien Hobgood EUA
H7- Matt Wilkinson AUS 18.10 a 14.33 Jonathan Gonzalez CNY
H8- Michael Dunphy EUA a David do Carmo BRA *

* O brasileiro sofreu uma lesão na véspera e não teve condições de disputar a bateria.

Jadson André e Caio Ibelli garantem vagas nas oitavas de final do Mr Price Pro Ballito

03 de julho de 2014 0
Jadson conquistou mais uma vaga brasileiro nas oitavas. Foto Mr Price/Cestari

Jadson conquistou mais uma vaga brasileiro nas oitavas. Foto Mr Price/Cestari

O potiguar Jadson André e o paulista Caio Ibelli garantiram vagas nas oitavas de final do Mr Price Pro Ballito, evento ASP Prime realizado na África do Sul. Nesta quinta-feira foi completado o Round 4, onde Jadson André conquistou a vaga ao vencer sua bateria, e aberta o Round 5, quando Caio Ibelli superou o catarinense Tomas Hermes e garantiu a quarta vaga brasileira nas oitavas de final.

Outro brasileiro que deu adeus à competição foi o cearense Heitor Alves, barrado pelo português Tiago Pires na abertura do Round 5. Heitor e Tomas finalizaram o evento em 17º lugar e somaram 1.300 pontos no ranking. Já o paulista David do Carmo ainda tem uma chance para se juntar a Jadson, Caio, Filipinho e Krystian Kymerson nas oitavas quando a competição recomeçar nesta sexta-feira, em Willard Beach.

David sofreu um acidente quando pegava a sua segunda onda na bateria pelo Round 4, acabou atingido pela prancha na boca e teve que sair da água para ser atendido e encaminhado ao hospital, onde levou pontos externos e internos. Mas o surfista já está bem e espera estar em condições para duelar pela vaga nesta sexta-feira com o surfista das Ilhas Canárias Jonathan Gonzalez.

Além dos brasucas, os principais destaques do dia foram o aussie Jack Freestone, autor do maior placar com 16.84, na oitava bateria do Round 4, e a eliminação de outro australiano, Matt Banting, terceiro colocado no ranking do WQS.

Com a passagem para as oitavas de final, Jadson André entrou na lista dos 10 surfistas que o ASP Qualifying Series classifica para o Samsung Galaxy ASP World Championship Tour. Além dele, o francês Jeremy Flores também ingressou no G-10 ao vencer o segundo confronto da quinta-feira na África do Sul.

Ele e Jadson fazem parte da atual elite dos top-34, mas estão fora do grupo dos 22 primeiros colocados no WCT que são mantidos para o ano que vem, então já buscam garantir suas permanências pelo ranking de acesso do ASP World Tour. Os dois passaram a ocupar as vagas que eram do paulista Alex Ribeiro e do cearense Heitor Alves.

Resultados do dia no Mr Price Pro Ballito:
Round 3 (No Loser):
H5- 1 Jadson Andre BRA 11.26 2 Marlon Lipke POR 10.94 3 Damien Hobgood EUA 9.83
H6- 1 Jeremy Flores FRA 13.07 2 Adam Melling AUS 11,53 3 Tom Whitaker AUS 4.36 13.07
H7- 1 Adrian Buchan AUS 15.50 2 Jonathan Gonzalez CNY 11.83 3 David do Carmo BRA 9.17
H8- 1 Jack Freestone AUS 16.84 2 Michael Dunphy EUA 11.24 3 Matt Wilkinson AUS 10.60

Round 4 (2º=17º lugar, 1300Pts, $ 2,700)
H1- Tiago Pires POR 14.50 a 13.16 Heitor Alves BRA
H2- Caio Ibelli BRA 14.17 a 13.10 Tomas Hermes BRA
H3- Dillon Perillo EUA 16.00 a 15.00 Matt Banting AUS
H4- Tim Reyes EUA 11.43 a 10.56 Frederico Morais POR

Baterias que abrem o próximo dia de competição:
Round 4 (2º=17º lugar, 1300pts, $ 2,700)
H5- Marlon Lipke POR x Damien Hobgood EUA
H6 – Adam Melling AUS x Tom Whitaker AUS
H7 – Jonathan Gonzalez CNY x David do Carmo BRA
H8 – Michael Dunphy EUA x Matt Wilkinson AUS

Baterias já formadas de Round 5 (2º=9º lugar, 2400Pts, $ 4,300)
H1 – Davey Cathels AUS x Tiago Pires POR
H2- Filipe Toledo BRA x Caio Ibelli BRA
H3- Torrey Meister HAV x Dillon Perillo EUA
H4- Krystian Kymerson BRA x Tim Reys EUA

H5- Jadson André BRA x 1ºH5
H6- Jeremy Flores FRA x 1ºH6
H7- Adrian Buchan AUS x 1ºH7
H8- Jack Freestone AUS x 1ºH8

Krystian Kymerson voa alto no Mr Price Pro Ballito, etapa ASP Prime

02 de julho de 2014 0
A quarta-feira foi de Krystian Kymerson em Ballito. Foto Mr Price/Cestari

A quarta-feira foi de Krystian Kymerson em Ballito. Foto Mr Price/Cestari

Pelo terceiro dia consecutivo de competição, os surfistas brasileiros fizeram bonito nas ondas de Willard Beach, palco da etapa ASP Prime, o Mr Price Pro Ballito, na África do Sul. Desta vez o destaque ficou com a atuação do capixaba Krystian Kymerson. Com um surfe agressivo, ele fez o maior placar (17.73) e surfou a melhor onda, que chegou a levar um 10 dos cinco juízes, na última bateria do dia, antes da direção de prova colocar o evento em stand by.

Krystian garantiu a segunda vaga verde amarela direta no Round 5 com a vitória sobre dois americanos, Dillon Perillo e o veterano Tim Reyes. Com um 9,63 e 8.10 nas suas duas melhores ondas, o capixaba ficou à vontade na bateria e se deu ao luxo de descartar duas ondas na casa dos sete pontos.

Antes dele, Filipe Toledo já havia assegurado a vaga ao bater os brasucas Tomas Hermes e Heitor Alves. O catarinense iniciou a bateria colocando pressão com duas ondas na casa dos 6 pontos, mas Filipinho logo descolou suas duas melhores ondas – 8.17 e 7.17, enquanto Heitor só conseguiu entrar na disputa nos minutos finais com uma onda que valeu 6.93.

A competição foi paralisada com a maré cheia e mais dois brasileiros ainda buscam vaga direta para o Round 5: Jadson André e David do Carmo. O paulista, atual campeão brasileiro, entrou na água nesta quarta-feira no complemento das baterias do Round 2 e avançou em segundo lugar, atrás do australiano Jack Freestone.

Quem não teve a mesma sorte foi o baiano Marco Fernandez, que finalizou o evento em 25º lugar. Já Tomas, Heitor e Caio Ibelli, terceiro lugar na bateria de abertura do Round 3, ainda têm uma segunda chance no Round 4. O cearense vai encarar o português Tiago Pires, enquanto Tomas e Caio fazem um duelo verde amarelo.

Resultados do dia do Mr Price Pro Ballito

Round 2 (3º=25º lugar, 700Pts, $ 1,900/4º=37º lugar, 650Pts, $ 1,600)
Baterias de complemento:
H9-1 Jeremy Flores FRA 14.56 2 Damien Hobgood EUA 3 Marc Lacomare FRA 13.20 4 Ramzi Boukhiam MAR 12.30
H10-1 Adrian Buchan AUS 12.77 2 Michael Dunphy EUA 11.50 3 Marco Fernandez BRA 9.50 4 Hiroto Ohhara JAP 8.76
H11-1 Jonathan Gonzalez CNY 13.33 2 Matt Wilkinson AUS 12.30 3 Yadin Nicol AUS 12.14 4 M.Coleborn AUS 11.57
H12- 1 Jack Freestone AUS 17.10 2 David Carmo BRA 15.17 3 Ryan Callinan AUS 12.67 4 G.Zubizarreta ESP 11.14

Round 3 – No Loser (1º= Round 5/2º e 3º=Round 4)
H1- 1 Davey Cathels AUS 14.90 2 Tiago Pires POR 14.76 3 Caio Ibelli BRA 13.20
H2- 1 Filipe Toledo BRA 15.34 2 Tomas Hermes BRA 13.10 3 Heitor Alves BRA 9.83
H3- 1 Torrey Meister HAV 17.67 2 Matt Banting AUS 12.17 3 Frederico Morais POR 6.94
H4- 1 Krystian Kymerson BRA 17.73 2 Tim Reyes EUA 9.67 3 Dillon Perillo EUA 7.84

Baterias do Round 3 em stand by:
H5- Jadson Andre BRA x Marlon Lipke POR x Damien Hobgood EUA
H6 – Adam Melling AUS x Tom Whitaker AUS x Jeremy Flores FRA
H7- Adrian Buchan AUS x David do Carmo BRA x Jonathan Gonzalez CNY
H8- Jack Freestone AUS x Michael Dunphy EUA x Matt Wilkinson AUS

Baterias já formadas de Round 4 (2º=17 lugar, 1300Pts, $ 2,700)
H1- Tiago Pires POR x Heitor Alves BRA
H2- Tomas Hermes BRA x Caio Ibelli BRA
H3- Matt Banting AUS x Dillon Perillo EUA
H4- Tim Reyes EUA x Frederico Morais POR

Filipe Toledo arranca nota 10 e lidera esquadrão brasileiro em Ballito

01 de julho de 2014 0
Filipinho voando alto em Willard Beach. Foto ASP/Cestari

Filipinho voando alto em Willard Beach. Foto ASP/Cestari

O Mr Price Pro Ballito teve continuidade nesta terça-feira, em Willard Beach, e o destaque foi mais uma vez um brasileiro. O paulista Filipe Toledo arrancou a primeira nota 10 do evento e garantiu vaga na terceira fase do evento. Os brasileiros também forma o maior pelotão entre os já classificados para o Round 3. Nesta terça-feira, com ondas de até um metro de altura e boa formação, foram realizadas as baterias de complemento do Round 1 e oito baterias do Round 2.

No complemento do Round 1, David do Carmo, Marco Fernandez e Hizunome Bettero ainda buscavam a vaga. O baiano entrou na água primeiro e venceu sua bateria superando o ex-top do WCT Damien Hobgood e o top Brett Simpsom, além do havaiano Gavin Gillette. Já o paulista Hizunomê Bettero amargou a última posição em bateria que teve dobradinha aussie. No encerramento da primeira fase, David do Carmo sacramentou o ataque brasuca em Ballito.

Na abertura do Round 2, Caio Ibelli e Tomas Hermes mantiveram o ritmo da véspera. Caio, que havia passado a sua primeira bateria na temporada em um evento QS, conquistou agora a primeira vitória com Tomas Hermes em segundo. O paulista Alex Ribeiro também estava na disputa e ficou em quarto, atrás do basco Aritz Aramburu.

Em seguida veio o show de Filipinho, em uma bateria Brasil x Portugal. Com uma nota 10 e um 9.83, o top brasuca colocou os adversários em combinação e o português Tiago Pires garantiu o segundo lugar, a frente de Peterson Crisanto, que assim perde a chance de consolidar a posição entre o G-10 do WQS.

Com uma bela atuação, bem solto no pico, o cearense Heitor Alves garantiu outra vitória verde amarela, assim como o potiguar Jadson André. O capixaba Krystian Kymerson também avançou com o segundo lugar na bateria vencida pelo embalado australiano Matt Banting.

Nesta mesma bateria, uma das surpresas do dia, a eliminação do catarinense Alejo Muniz, que parecia encaixado na vala após a apresentação na véspera. Outra surpresa foi a eliminação de Wiggolly Dantas, vice-líder do ranking WQS, e do australiano Dion Atkinson, que também faz parte do G-10. Já os sul-africanos agora terão que escolher para quem torcer. Jordy Smith, Travis Logie, Slade Prestwich e David Van Zyl foram eliminados no Round 2.

O terceiro dia de competição será aberto pelas baterias complementares do round 2. David do Carmo e Marco Fernandez ainda tentam se juntar aos seis brasileiros já classificados para o Round 3.

Resultados da terça-feira no Mr Price Pro Ballito
Round 1 – Baterias de complemento:
H17-1 Jeremy Flores FRA 14.50 2 Hiroto Ohhara JAP 9.40 3 Nathan Hedge AUS 9.20 4 Brian Toth PRI 7.60
H18-1 Marc Lacomare FRA 14.87 2 Michael Dunphy EUA 13.70 3 Dion Atkinson AUS 12.03 4 Cooper Chapman EUA 10.86
H19-1 Marco Fernandez BRA 14.16 2 Damien Hobgood EUA 13.76 3 Bret Simpson EUA 13.20 4 Gavin Gilette HAV 13.07
H20-1 Adrian Buchan AUS 15.00 2 Ramzi Boukhiam MAR 8.64 3 Dylan Lightfoot AFS 8.30 4 Glen Hall IRL 7.10
H21-1Matt Wilkinson AUS 15.70 2 Jack Freestone AUS 14.14 3 Kiron Jabour HAV 14.00 4 Hodey Colazzo EUK 6.84
H22-1 Yadin Nicol AUS 19.10 2 Gony Zubizarreta EUK 16.40 3 Vicente Romero ESP 12.33 4 Mitch Crews AUS 9.43
H23-1 Ryan Callinan AUS 15.24 2 Mitch Coleborn AUS 14.37 3 C. Coffin EUA 13.87 4 Hizunome Bettero BRA 10.66
H24-1 David do Carmo BRA 13.27 2 Jonathan Gonzalez CYN 12.80 3 S.Prestwich AFS 12.00 4 CJ Hobgood EUA 10.53

Round 2(3º=25º lugar,700Pts e US$ 1.900/4º=37º lugar, 650Pts e U$ 1600)
H1- 1 Caio Ibelli BRA 16.33 2 Tomas Hermes BRA 15.27 3 Aritz Aranburu EUK 14.26 4 Alex Ribeiro BRA 9.60
H2- 1 Filipe Toledo BRA 19.83 2 Tiago Pires POR 15.23 3 Peterson Crisanto BRA 10.74 4 Nic Von Rupp POR 9.44
H3- 1 Heitor Alves BRA 16.67 2 Davey Cathels AUS 12.37 3 David V.Zyl AFS 11.23 4 Travis Logie AFS 10.50
H4- 1 Frederico Morais POR 12.33 2 D. Perillo EUA 10.66 3 Wiggolly Dantas BRA 10.16 4 T.Gudauskas EUA 7.94
H5- 1 Matt Banting AUS 13.63 2 Krystian Kymerson BRA 13.07 3 B.Stairmand NZL 12.30 4 Alejo Muniz BRA 10.33
H6- 1 Tim Reyes EUA 14.27 2 Torrey Meister HAV 13.943 Jordy Smith AFS 12.97 4 Thomas Woods AUS 12.43
H7 – 1 Jadson André BRA 12.76 2 Tom Whitaker AUS 12.24 3 Stu Kennedy AUS 12.10 4 Joan Duru FRA 11.87
H8 – 1 Adam Melling AUS 14.53 2 Marlon Lipke POR 13.20 Kai Otton AUS 13.13 4 Granger Larsen HAV 11.43

Baterias que abrem o próximo dia de competição:
Round 2
H9- Jeremy Flores FRA x Marc Lacomare FRA Damien Hobogood EUA x Ramzi Boukhiam MAR
H10- Adrian Buchan AUS x Marco Fernandez BRA x Michael Dunphy EUA x Hiroto Ohhara JAP
H11- Matt Wilkinson AUS x Yadin Nicol AUS x Mitch Coleborn AUS x Jonathan Gonzalez CYN
H12- David do Carmo BRA x Ryna Callinan AUS Gonzalo Zubizarreta EUK x Jack Freestone AUS

Round 3 – Baterias já formadas
H1- Caio Ibelli BRA Tiago Pires POR Davey Cathels AUS
H2- Filipe Toledo BRA Tomas Hermes BRA Heitor Alves BRA
H3- Frederico Morais POR Torrey Meister HAV Matt Banting AUS
H4- Tim Reyes EUA Dilon Perillo EUA Krystian Kymerson BRA
H5- Jadson André BRA Marlon Lipke POR + A Ser Definido
H6- Adam Melling AUS Tom Whitaker AUS + ASD
H7- ASD + ASD + ASD
H8- ASD + ASD + ASD

Caio Ibelli apresenta Color Outside the Lines

03 de maio de 2014 0

Caio Ibelli | Color Outside the Lines from CaioIbelli on Vimeo.

De folga das competições, o paulista Caio Ibelli aproveitou as ondulações que encostaram no litoral paulista (Maresias) durante o mês de abril, como mostra o vídeo produzido por Daniel Dias e editado pela pokervideos013.blogspot.com. A trilha sonora é The Agrarians, com Heads Held High.

Ítalo Ferreira fatura título da abertura do Maresia Paulista de Surf Profissional

13 de abril de 2014 0
Ítalo é mais um talento da nova geração brasileira. Foto Silvia Winik.

Ítalo é mais um talento da nova geração brasileira. Foto Silvia Winik.

Em uma final emocionante, definida no último minuto, o potiguar Ítalo Ferreira faturou a abertura do Maresia Paulista de Surf Profissional, neste domingo (13), na Praia de Pitangueiras, em Guarujá. Com o resultado, ele faturou R$ 8 mil de prêmio, de um total de R$ 30 mil na etapa, que reuniu 104 surfistas de 11 estados. A vitória foi valorizada pelo alto nível técnico, com o cearense bicampeão brasileiro, Messias Félix, em segundo lugar, o guarujaense campeão mundial pro júnior, Caio Ibelli, em terceiro, e o ubatubense, talento da nova geração, Arthur Aguiar, em quarto.

Ítalo ainda comemorou sua melhora no ranking brasileiro, encostando no atual líder Bino Lopes, da Bahia, que neste evento ficou em nono lugar. Agora, a diferença entre os dois é de apenas cinco pontos – 3.150 a 3.145.

 O meu foco é o WQS, mas vou conciliar as disputas aqui no Brasil com o Circuito Mundial. Não é nada mal ser campeão paulista e tem o brasileiro — acrescentou o surfista de 19 anos, campeão brasileiro e sul-americano pro-júnior em 2012.

Foto Silvia Winik

Messias Felix foi o vice-campeão. Foto Silvia Winik

Antes de chegar à final, Ítalo já tinha demonstrado que estava muito bem sintonizado com as ondas do pico do Canto do Maluf, garantindo a melhor atuação do evento nas quartas-de-final, com a maior nota, 9,5, e a maior somatória, 17,50 de 20 possíveis. Na final, demorou a “engrenar” e só encaixou as manobras nos minutos decisivos. Arthur Aguiar saiu na frente, mas logo depois Messias Félix assumiu a ponta. Depois foi a vez de Caio Ibelli ser o líder, com um 7 e um 7,5. Messias deu o troco com um aéreo, garantindo um 8,75 e depois aumentou com um 6,25. Nesse momento, Ítalo precisava de uma combinação de resultados para vencer, ou seja, mais de dez pontos.

Primeiro, ele tirou um oito, diminuindo a diferença para 7,01 e para deixar a bateria mais acirrada ainda. No último minuto, arrancou um 7,75 dos juízes, para virar o resultado. Caio Ibelli ainda tentou vencer “em casa”, mas não conseguiu. Ao ouvir o resultado, o surfista potiguar vibrou muito na areia e foi carregado por amigos até o palanque.

Foi muito legal essa vitória e estou muito feliz. Saí de combinação para a vitória e superando grandes nomes, como o Messias — disse o surfista de Baia Formosa, no litoral sul do Rio Grande do Norte.

Arthur Aguiar . Foto Silvia Winik

Arthur Aguiar . Foto Silvia Winik

Além da finalíssima, houve emoção em várias baterias, como as duas semifinais. Na segunda, uma disputa envolvendo Ítalo e o bicampeão paulista júnior, Marcos Corrêa, de São Vicente. Messias estava na frente, Ítalo se classificando em segundo e Marcos nos segundos finais tentou garantir a vaga à final, com um aéreo, mas caiu na base. O próprio Marcos Corrêa foi um dos destaques, tirando 9,25, a segunda melhor nota do final de semana. Outra atração do domingo foi a Overboard Expression Session, uma bateria sem regras, valendo a manobra mais radical. Na água, vários especialistas em aéreos. Hizunomê Bettero, principal nome do sábado e que tinha perdido na semifinal, garantiu o prêmio de R$ 1 mil, com um aéreo reverse.

Caio Ibelli. Foto Silvia Winik

Caio Ibelli. Foto Silvia Winik

PRÓXIMA

A sequência da disputa pelo título paulista terá a segunda etapa nos dias 16 e 17 de agosto, na Praia de Maresias, em São Sebastião. A grande final do Maresia Paulista será nos dias 18 e 19 de outubro, na Praia de Itamambuca, em Ubatuba.

Começamos muito bem, com um excelente nível técnico e disputas emocionantes. A expectativa é continuar assim até o final — vibrou o gerente regional da Maresia, Paulo Hutter.

O bicampeão brasileiro Messias Félix também elogiou o evento.

 Foi uma grande etapa. A Maresia está de parabéns. Esse é um dos únicos campeonatos que temos hoje no surf brasileiro e é tudo muito bem organizado.  Sem dúvida, o Circuito Paulista é muito bom e reúne o que há de melhor — elogiou.

No total, o Maresia Paulista de Surf Profissional distribuirá mais de R$ 100 mil nas três etapas, incluindo uma moto ao campeão paulista, oferecida pela Tent Beach. Já o campeão do Circuito, independente do estado de origem, leva uma passagem para o Havaí, enquanto o vice viaja o Peru, numa parceria com a Nias Tour.
Para o público foram realizados sorteios de duas pranchas Wave Star, do shaper Eduardo Reco, uma para quem estava na praia e outra pelas redes sociais da marca. Os resultados completos do evento estão disponível no link www.maresia.com.br/paulistapro2014/.

O Maresia Paulista de Surf Profissional 2014 tem o patrocínio da Maresia, em parceria com as redes de lojas Overboard e Tent Beach, a agência de viagens Nias Tour e a marca de pranchas Wave Star. A realização é da Federação Paulista de Surf, com apoios do Governo do Estado de São Paulo/Secretaria da Juventude Esporte e Lazer, prefeituras de Guarujá, São Sebastião e Ubatuba, associações de Surf de Guarujá, de Surf de São Sebastião e Ubatuba de Surf, com divulgação da revista Fluir e portal Waves.

Hizunome Bettero levou a Expression Session. Foto Silvia Winik

Hizunome Bettero levou a Expression Session. Foto Silvia Winik

RESULTADOS DA 1ª ETAPA
1º Ítalo Ferreira/RN – 1.000 pontos – R$ 8 mil
2º Messias Felix/CE – 860 pontos – R$ 5 mil
3º Caio Ibelli/Guarujá – 730 pontos – R$ 3,2 mil
4º Arthur Aguiar/Ubatuba – 670 pontos – R$ 2,6 mil
5º Luciano Brulher/Caraguatatuba – 610 pontos – R$ 1,6 mil
5º Marcos Corrêa/São Vicente – 610 – R$ 1,6 mil
7º Hizunomê Bettero/Ubatuba – 555 pontos – R$ 1,2 mil
7º Alex Ribeiro/Praia Grande – 555 pontos – R$ 1,2 mil
9º Alandresson Martins/RJ – 500 pontos – R$ 800
9º Ícaro Rodrigues/Guarujá – 500 pontos – R$ 800
9º Bino Lopes/BA – 500 pontos – R$ 800
9º Ricardo Ferreira/Praia Grande – 500 pontos – R$ 800
13º Alan Donato/PE – 450 pontos – R$ 600
13º Gustavo Fernandes/RJ – 450 pontos – R$ 600
13º Rudá Carvalho/BA – 450 pontos – R$ 600
13º Danilo Costa/RN (Guarujá) – 450 pontos – R$ 600

Overboard Expression Session – Hizunomê Bettero/Ubatuba – Aéreo Reverse – R$ 1 mil

Por Fábio Maradei – FMA Notícias

Sessões de surfe dos atletas Oakley na temporada havaiana 2013/2014

18 de março de 2014 0

Este foi outro inverno havaiano para entrar na história. E este é o mais recente vídeo produzido pela Oakley, que resume o espirito no sonho havaiano, de estar nos principal picos de surfe, quando o Havaí concentra todos os holofotes. Kai Barger, Koa Smith, Dustin Barca, Billy Stairmand, Caio Ibelli, Italo Ferreira, Tommy Whitaker, DK Walsh, Shaun Walsh, Keala Naihe, Makua Rothman, Adam Melling, Adriano de Souza, Sebastian Zietz, Bruce Irons, Conner Coffin, Julian Wilson, Kolohe Andino e Gabriel Medina são alguns dos surfistas da marca flagrados no Hawaii durante a temporada 2013/2014.

Tomas Hermes comanda dobradinha brasileira em Newscastle

18 de fevereiro de 2014 0
Parko passou ali. Foto ASP/Robertson

Parko passou ali. Foto ASP/Robertson

O segundo dia de competições do Burton Toyota Pro Surfest, em Newcastle, contou com a entrada dos cabeças de chave. O destaque brasileiro do dia no evento seis estrelas da ASP ficou para uma dobradinha entre o catarinense Tomas Hermes e o paulista David do Carmo na 15ª bateria das 18 que entraram na água pelo Round dos 96 masculino.

Terceiro colocado em Manly Beach, Tomas mostrou que está no ritmo e venceu a bateria com facilidade. David passou em segundo, superando o japonês Takumi Nakamura (quarto) e o australiano Mitchell James (terceiro). Os paulistas Jessé Mendes, Caio Ibelli e Thiago Camarão também venceram suas baterias e avançaram para a próxima fase.

O pernambucano radicado em Floripa Ian Gouveia passou em segundo, atrás do aussie Nicola Squiers, na bateria que eliminou o top paulista Filipe Toledo. O paulista Wiggolly Dantas e o paraibano Jano Belo foram as primeiras baixas brasucas que contou ainda com a eliminações dos capixabas Krystian Kymerson e Rafael Teixeira e dos cearenses Heitor Alves e Michael Rodrigues.

Peterson Crisanto, Willian Cardoso e Adriano de Souza ainda aguardam a oportunidade de disputarem as baterias pelo Round dos 96. O atual campeão do evento, o australiano Joel Parkinson, também fez sua estreia na bateria inaugural do round dos 96 e passou raspando, atrás do compatriota Brent Dorrington. Uma diferença de menos de um ponto separou Parko do terceiro colocado, também aussie Ty Watson.

O dia foi aberto com a primeira fase feminina, mas sem a presença brasileira. Jacqueline Silva não conseguiu entrar na competição por falta de seed (pontuação do ano passado). Bruna Schmitz estreia direto na segunda fase, e Silvana Lima, na última bateria da terceira fase, quando entram as cabeças de chave. A próxima chamada acontece as 15h30min, horário de Brasília. Para assistir ao vivo clique em http://www.surfest.com/live/.

Batalhão brasileiro avança para a terceira fase do Australian Open of Surfing

12 de fevereiro de 2014 0
Caio passou na bateria que eliminou Tiago Pires. Foto ASP/Robertson

Caio passou na bateria que eliminou Tiago Pires. Foto ASP/Robertson

Em mais um dia de ondas pequenas, o Hurley Australian Open of Sufing contou com o complemento do Round 2 masculino e feminino e do Pro Júnior, em Manly Beach. Doze brasileiros vão disputar a terceira fase do Hurley Australian Open, com um argentino completando a participação sul-americana na rodada dos 48 melhores do ASP 6-Star de Sydney. No feminino, Jacqueline Silva e Bruna Schimitz também avançaram, com destaque para a catarinense, recordista de pontos entre as meninas.

Outro destaque foi o atual vice-líder do ASP Qualifying Series Ranking, Wiggolly Dantas, que fez os recordes de nota e pontos na primeira dobradinha verde-amarela do dia, com Luel Felipe. A segunda foi com Alejo Muniz e David do Carmo, que passou em segundo, assim como Caio Ibelli na sua bateria. O paulista Adriano de Souza venceu a primeira bateria do dia, mostrando um surfe muito fluído.

- É muito bom vir do Havaí para Manly. Para ser um profissional você tem que saber surfar em todas as condições. No verão as ondas são menores que no inverno, mas é bom estar aqui na Austrália e se acostumar com as ondas menores após ficar três meses do Hawaii. Snapper (local da primeira etapa) está logo ali e eu estou disputando o Australian Open e Newscastle para ficar solto e pronto para a abertura do Mundial – disse.

Já o argentino Santiago Muniz, irmão de Alejo, ganhou a bateria que fechou a segunda fase masculina. Depois entrou o ASP 6-Star feminino e Jacqueline Silva foi a recordista de pontos entre as meninas, com Bruna Schmitz conquistando mais uma vitória brasileira para fechar o dia.

PARTICIPAÇÃO TRIPLA – Seis brasileiros já haviam se classificado na terça-feira, mesmo número dos que passaram na quarta-feira. Os 12 e o argentino ficaram divididos em oito das 12 baterias da terceira rodada da competição. Em três terão dois contra dois surfistas de outros países, enquanto na sétima bateria serão três brasileiros brigando por duas vagas para a rodada dos 24 melhores do ASP 6-Star de Sydney. Ou seja, certamente um acabará eliminado, por outro lado um já está garantido.

Dane Reynolds passou em segundo na sua bateria. Foto ASP/Robertson

Dane Reynolds passou em segundo na sua bateria. Foto ASP/Robertson

INVICTAS NO FEMININO – No igualmente primeiro ASP 6-Star feminino do ano as brasileiras estão invictas, com Jacqueline Silva ganhando sua segunda bateria no seu retorno às competições. Na quarta-feira, a catarinense foi a recordista do dia em Manly Beach entre as meninas, achando duas boas ondas para fazer 15,67 pontos com notas 8,67 e 7,00. A australiana Mikaela Greene passou em segundo lugar e a havaiana Brianna Cope foi eliminada junto com a japonesa Reika Noro. Antes, a paranaense Bruna Schmitz só precisou de 11,63 pontos para derrotar a portuguesa Carina Duarte, a norte-americana Nikki Viesins e a japonesa Asako Mizuno.

Agora, o que aconteceu na chave masculina se repete na feminina, com duas participações duplas de surfistas da América do Sul na rodada de estreia das 36 cabeças de chave na terceira fase. Bruna Schmitz foi completar a sétima bateria, da equatoriana Dominic Barona, a havaiana Alessa Quizon e a francesa Justine Dupont. E Jacqueline Silva foi para a nona, da peruana Anali Gomez, a havaiana Nage Melamed e da vice-campeã mundial de 2013, Tyler Wright. Só Silvana Lima ficou sozinha na quinta bateria, com a sul-africana Bianca Buuitendag do WCT, a australiana Bronte Macaulay e a japonesa Nao Omura.

Resultados de quarta-feira:

BATERIAS DOS SUL-AMERICANOS
Round of 96 –(3º=49ºlugar, $600,250 pts/4º=73º, $500, 160 pts):
H13:1 Adriano de Souza(BRA) 2 Kai Hing(AUS) 3 Dale Staples(AFR) 4 Steven Pierson(TAH)
H14:1 Wiggolly Dantas(BRA) 2 Luel Felipe(BRA) 3 Deivid Silva(BRA) 4 Mateia Hiquily(TAH)
H15:1 Billy Stairmand(NZL) 2 Mitch Coleborn(AUS) 3 Halley Batista(BRA) 4K.Kymerson (BRA)
H16:1-Alejo Muniz (BRA) 2-David do Carmo (BRA) 3-Ricardo Christie (NZL) 4-J.Forrest(AUS)
H19:1-Pat Gudauskas(EUA) 2 Joshua Moniz(HAV) 3-Jean da Silva (BRA) 4 Matt Banting(AUS)
H22:1-Hiroto Ohhara(JPN) 2 Caio Ibelli(BRA) 3-Ian Gentil (HAV), 4 Tiago Pires(POR)
H24:1-Santiago Muniz(ARG) 2Vasco Ribeiro(POR) 3-Mitchell Parkinson(AUS) 4 Kai Otton(AUS)

TERCEIRA FASE FEMININA – Round of 48 (3ª:25º lugar,$450,410 pts/4ª=37º($150,380 pts):
H5: Bianca Buitendag (AFR), Silvana Lima (BRA), Bronte Macaulay (AUS), Nao Omura (JPN)
H7: Alessa Quizon (HAV), Justine Dupont (FRA), Dominic Barona (EQU), Bruna Schmitz (BRA)
H9: Tyler Wright (AUS), Anali Gomez (PER), Nage Melamed (HAV), Jacqueline Silva (BRA)

SEGUNDA FASE – Round of 60 (3ª=49ºlugar, 250 pts/4ª=55ºlugar, 228 pts):
H4:1 Bruna Schmitz(BRA) 2 Carina Duarte(PRT) 3 Nikki Viesins(EUA) 4 Asako Mizuno (JAP)
H5:1 Jacqueline Silva(BRA) 2 Mikaela Greene(AUS) 3 Brianna Cope(HAV) 4 Reika Noro(JAP)

TERCEIRA FASE DO ASP 6-STAR HURLEY AUSTRALIAN OPEN – Round of 48:
H1-Julian Wilson (AUS) Joan Duru (FRA) Alex Ribeiro (BRA) Blake Thornton (AUS)
H2-Yadin Nicol (AUS) Peterson Crisanto (BRA) Stu Kennedy (AUS) Jake Sylvester (AUS)
H3-Jonathan Gonzalez (CNY) Jay Quinn (NZL) Evan Geiselman (EUA) Brent Dorrington (AUS)
H4-Jeremy Flores (FRA) Beyrick De Vries (AFR) Brian Toth (PRI)Michael Rodrigues (BRA)
H5-Heitor Alves (BRA) Gavin Gillette (HAV) Oney Anwar (IDN) Nathaniel Curran (EUA)
H6-Filipe Toledo (BRA) Tomas Hermes (BRA) Mason Ho (HAV) Michael Dunphy (EUA)
H7-Adriano Souza (BRA) Wiggolly Dantas (BRA) Mitchel Coleborn (AUS) David Carmo (BRA)
H8-Alejo Muniz (BRA) Billy Stairmand (NZL) Luel Felipe (BRA) Kai Hing (AUS)
H9-Fred Patacchia (HAV) Conner Coffin (EUA) Nicholas Squiers (AUS) Joshua Moniz (HAV)
H10: Bede Durbidge (AUS) Patrick Gudauskas (EUA) Nathan Hedge (AUS) Dane Reynolds (EUA)
H11: Mitch Crews (AUS) Vasco Ribeiro (PRT) Connor O´Leary (AUS) Hiroto Ohhara (JPN)
H12: Wade Carmichael (AUS) Caio Ibelli (BRA) Santiago Muniz (ARG) Hiroto Arai (JPN)

Com informações de João Carvalho – Assessoria de Imprensa da ASP South America

Ezekiel Lau vence em Sunset e Raoni Monteiro garante lugar na elite do surfe mundial em 2014

02 de dezembro de 2013 0
A festa do local havaiano. Foto ASP\Kirstin

A festa do local havaiano. Foto ASP\Kirstin

O havaiano Ezekiel Lau, 19 anos, conquistou o título do Vans World Cup of Surfing, segunda etapa da Tríplice Coroa Havaiana, encerrada no início da madrugada de segunda-feira (horário de Brasília). O local venceu na final o americano Damien Hobgood, o carioca Raoni Monteiro e o português Frederico Morais.

Apesar do terceiro lugar, Raoni conseguiu a classificação para a elite em 2014 com mais um grande resultado no Havaí, enquanto o catarinense Willian Cardoso ficou na porta do G-10 novamente e deverá ser alternate dos eventos do ASP World Tour pelo terceiro ano consecutivo em 2014.

Na final, o carioca radicado em Saquarema até deu mostras de que poderia ter sido o campeão. Sem pressáo por já estar garantido na elite, Raoni abriu a bateria com uma rasgada animal na primeira boa onda que abriu. Único goofy da final, Damien tentou responder com uma paulada de backside, enquanto Ezekiel e Frederico Morais, o Kikas, boiavam. Muito a vontade, Raoni chegou a abrir uma pequena vantagem com a sua segunda nota, um 4.50. Até que depois de passados 20 minutos, o local havaiano acordou.

Ezekiel Lau em um tubo na semifinal. Foto ASP\Kirstin

Ezekiel Lau em um tubo na semifinal. Foto ASP\Kirstin

Bem posicionado, Ezekiel achou uma boa direita e tentou até pegar um tubinho para entrar no jogo. Frederico também teve uma boa onda, e quem fizesse a segunda melhor onda ganharia a competição. Bem posicionado lá fora, Ezekiel não desperdiçou a chance quando a onda veio. Um pauladão na vertical selou a vitória do havaiano, que recebeu 8.67 pela onda de uma única manobra. Na mesma onda, Damien dropou para a esquerda e finalizou a onda com um floater para roubar a segunda posição de Raoni.

A comemoração começou ainda no canal com o caddie Kai Garcia. No pódio, Ezekiel soube que também passou a ocupar o primeiro lugar na Tríplice Coroa Havaiana, ao lado do tatiano Michel Bourez, que venceu o Reef Hawaiian Pro e parou nas oitavas em Sunset. Já o português Frederico Morais concorre ao prêmio da revelação (rookie) da Tríplice Coroa Havaiana.

Raoni brigou até o fim. Foto ASP\Cestari

Raoni brigou até o fim. Foto ASP\Cestari

Raoni e a rasgada que abriu a bateria final. Foto ASP/Cestari

Raoni e a rasgada que abriu a bateria final. Foto ASP/Cestari

Outros brasucas

Além de Raoni, vale destacar a atuação do catarinense Alejo Muniz, que venceu a bateria que eliminou o americano Kelly Slater. Alejo parou nas quartas de final, finalizando em 13 lugar. Wiggoly Dantas e Krystina Kymmerson terminaram em 17 lugar, e Caio Ibelli, em 25, e completaram a participação brasuca no dia decisivo em Sunset.

Alejo venceu Ezekiel e Slater na mesma bateria. Foto ASP/Kirstin

Alejo venceu Ezekiel e Slater na mesma bateria. Foto ASP/Kirstin

Wiggolly Dantas conseguiu um bom resultado. Foto ASP\Kirstin

Wiggolly Dantas conseguiu um bom resultado. Foto ASP\Kirstin

Vans World Cup Of Surfing
Final
1-Ezekiel Lau HAV 15.50 – 6500 pts,U$ 40 mil CAMPEÃO
2-Damien Hobgood EUA 14.30 2nd- 5200 pts,U$ 20 mil
3-Raoni Monteiro BRA 12.33 – 4450 pts,U$ 12 mil
4- Frederico Morais POR 7.16 – 4000 pts,U$ 10 mil

Semifinais (3=5 lugar, 3400 pts e U$7,5 mil/4=7 lugar, 3200 pts e U$6,5 mil)
H1-1 Raoni Monteiro BRA 15.60 2 Frederico Morais POR 14.44 3 John John Florence HAV 13.34 4 Adam Melling AUS 10.97
H2-1 Damien Hobgood EUA 16.77 2 Ezekiel Lau HAV 13.93 3 Taj Burrow AUS 12.36 4 Tim Reyes EUA 9.83

Quartas de final (3=9 lugar,2400 pts e U$5,250/4=13 lugar, 2200 pts e U$4,750)
H1-1 Frederico Morais POR 15.20 2 John John Florence HAV 13.76 3 Ian Gentil HAV 12.83 4 Carlos Munoz CRI 11.60
H2-1 Adam Melling AUS 14.662 Raoni Monteiro BRA 13.50 3 Sebastian Zietz HAW 6.60 4 Bede Durbidge AUS 4.47
H3-1 Damien Hobgood EUA 13.37 2 Tim Reyes EUA 11.94 3 Wade Carmichael AUS 11.674 Alejo Muniz BRA 11.10
H4-1 Taj Burrow AUS 16.70 2 Ezekiel Lau HAV 15.46 3 Olamana Eleogram HAV 14.57 4 Kiron Jabour HAV 10.10

Round dos 32 (3=17 lugar, 1300Pts, U$2,750/4=25 lugar, 1200Pts, U$2,250)
H1-1 Ian Gentil HAV 13.17 2 Adam Melling AUS 13.17 3 Jay Thompson AUS 11.37 4 Hank Gaskell HAW 10.40
H2-1 Carlos Munoz CRI 15.00 2 Sebastian Zietz HAV 14.70 3 Ian Walsh HAV 7.24 4 Makuakai Rothman HAV 7.23
H3-1 Raoni Monteiro BRA 15.73 2 Frederico Morais POR 9.62 3 Wiggolly Dantas BRA 9.60 4 Kalani Chapman HAV 6.30
H4-1 Bede Durbidge AUS 13.33 2 John John Florence HAV 10.93 3 Gavin Gillette HAV 10.20 4 Caio Ibelli BRA 9.67
H5-1 Alejo Muniz BRA 16.10 2 Ezekiel Lau HAV 10.47 3 Torrey Meister HAV 10.34 4 Kelly Slater EUA 7.80
H6-1 Wade Carmichael AUS 17.00 2 Kiron Jabour HAV 13.17 3 Krystian Kymerson BRA 7.40 4 Dane Reynolds EUA 6.75
H7-1 Taj Burrow AUS 15.26 2 Damien Hobgood EUA 12.74 3 Beyrick De Vries AFS 12.104 Ricardo Christie NZL 9.83
H8-1 Olamana Eleogram HAV 16.34 2 Tim Reyes EUA 12.64 3 Fredrick Patacchia HAV 12.16 4 Joel Centeio HAV 11.96

Os classificados pelo G-10 do ASP Mens World Ranking
12 Adam Melling (AUS)
16 Kolohe Andino (EUA)
20 Alejo Muniz (BRA)
21 Jadson André (BRA)
24 Mitch Crews (AUS)
26 Aritz Aranburu (EUK)
27 Raoni Monteiro (BRA)
28 Travis Logie (AFS)
30 Dion Atkinson (AUS)
32 Mitchel Coleborn (AUS)

Os brasileiros que ficaram fora:
33 Willian Cardoso
39 Miguel Pupo*
46 Tomas Hermes

* O paulista ainda pode somar mais pontos No Billabong Pipe Masters, na última etapa do circuito mundial para a elite. Os surfistas da elite podem somar dois resultados do ASP World Tour no ranking de acesso, desde que o resultado mínimo seja a nona colocação.