Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "Filipe Toledo"

Tim Reyes conquista título do Mr Price Pro Ballito, na África do Sul

06 de julho de 2014 0
Tim Reyes. Foto ASP/Cestari

Tim Reyes. Foto Mr Price/Cestari

As ondas subiram para 6-8 pés neste domingo para fechar o Mr. Price Pro Ballito em condições desafiadoras em Willard´s Beach. Os brasileiros Filipe Toledo, 19 anos, e Jadson André, 24, ficaram nas quartas de final que abriram o último dia e o norte-americano Tim Reyes, 31, faturou os 40 mil dólares da vitória no ASP Prime da África do Sul.

Na final, Reyes derrotou o australiano Matt Wilkinson, 25, por 15,44 a 14,70 pontos. Com o título na segunda etapa de 6.500 pontos do ano, Reyes saltou da 131ª para a quinta posição no ASP Qualifying Series. O vice-campeão também entrou na lista dos 10 surfistas indicados pelo ranking de acesso para a elite dos top-34 do Samsung Galaxy ASP World Championship Tour com os 5.200 pontos, subindo do 108º para o 11º lugar na classificação geral das 11 etapas completadas em KwaZulu-Natal, na África do Sul.

Depois do day-off no sábado de ondas pequenas, o mar mudou bastante no último dia e Filipe Toledo não conseguiu repetir os aéreos que lhe renderam as duas únicas notas 10 do Mr. Price Pro Ballito esse ano. No domingo, os tubos arrancaram as maiores notas dos juízes e as condições estavam difíceis para os dois competidores do primeiro duelo do dia.

Matt Wilkinson. Foto ASP/Cestari

Matt Wilkinson. Foto Mr Price/Cestari

O português Tiago Pires teve mais sorte na escolha das ondas para derrotar por 13,00 a 11,60 pontos o recordista absoluto do campeonato, Filipe Toledo. Tiago depois perdeu para o campeão Tim Reyes na semifinal, mas também deu um grande salto no ranking com os 4.225 pontos computados, saindo da 109ª para a 15ª posição no ranking do ASP QS.

O potiguar Jadson André entrou na terceira bateria do dia e surfou bem contra o australiano Adam Melling. Com 14,74 pontos totalizados, poderia ter vencido todas as outras três baterias das quartas de final, menos a dele, pois seu oponente fez maior o placar do dia – 16,17 – para tirar o último brasileiro da disputa do título na África do Sul.

Mesmo assim, Jadson já havia cumprido sua meta, que era entrar no G-10 do ASP Qualifying Series. No momento, ele está fora do grupo dos 22 primeiros colocados no WCT que são mantidos na elite para o ano que vem e agora vai garantindo sua permanência pelo ranking de acesso do ASP World Tour.

Tiago Pires eliminou Filipe Toledo. Foto ASP/Cestari

Tiago Pires eliminou Filipe Toledo. Foto Mr Price/Cestari

É a mesma situação de Matt Wilkinson, que passou por dois australianos no domingo para conquistar o seu melhor resultado na temporada 2014. A primeira vítima foi Jack Freestone, e a segunda, Adam Melling, quando surfou um tubaço nota 9,9.

Na grande final, Wilkinson também fez a melhor onda da bateria, que valeu nota 9,2. No entanto, na soma das duas notas computadas, o veterano Tim Reyes, que já foi top do WCT e depois se tornou um big-rider especialista em ondas grandes, superou o australiano com o 7,17 e 8,27 recebidos em suas duas melhores apresentações.
Esta é definitivamente a maior vitória que já tive na minha vida — vibrou o norte-americano Tim Reyes.

Eu sabia que o Matt (Wilkinson) ia receber uma nota alta naquela onda que ele surfou. Mas, eu tive um sonho a poucos dias que eu estava na final e teria que ter paciência que a onda viria para mim. Foi assim em quase todas as baterias que disputei aqui e aconteceu de novo, quando eu consegui aquela nota 8,25 no final que me garantiu a vitória.

O curioso é que Tim Reyes ficou sem surfar por 10 semanas por causa de uma contusão no ombro e só voltou a pegar ondas duas semanas antes do Mr. Price Pro Ballito. Com o salto que deu do 131º para o quinto lugar no ranking do ASP Qualifying Series, ele agora passa a ter chances reais de se requalificar para o WCT.

É muito cedo ainda e só quero manter a concentração em uma etapa de cada vez, bateria por bateria, para depois ver o que vai acontecer — disse Reyes.

Filipe Toledo foi o destaque brasileiro em Ballito. Foto ASP/Cestari

Filipe Toledo foi o destaque brasileiro em Ballito. Foto ASP/Cestari

O australiano Matt Wilkinson foi o destaque do domingo de grandes ondas em Willard´s Beach e ganhou novo ânimo com o vice-campeonato na África do Sul, pois não vinha conseguindo bons resultados nas etapas do Samsung Galaxy ASP World Championship Tour esse ano. Ele agora passou a ocupar a penúltima posição no G-10 do ASP Qualifying Series, que está indicando até o 12º colocado, Patrick Gudauskas, dos Estados Unidos.

Isto porque o líder Adriano de Souza e o também brasileiro Filipe Toledo, fazem parte dos top-22 que são mantidos no WCT e dispensam a classificação pelo ranking de acesso.

BRASIL NO G-10

Ainda assim, o Brasil é maioria na lista do G-10 atualizada após o resultado do ASP Prime da África do Sul, com três surfistas – o paulista Wiggolly Dantas em terceiro lugar, o catarinense Tomas Hermes em sétimo e o potiguar Jadson André em oitavo. As outras vagas estão sendo ocupadas pelos australianos Matt Banting em segundo no ranking e Matt Wilkinson em 11º, o neozelandês Billy Stairmand em quarto, os norte-americanos Tim Reyes em quinto e Patrick Gudauskas em 12º, o havaiano Keanu Asing em sexto e o único representante da Ilha Guadalupe no Circuito Mundial da ASP, Charles Martin, que ocupa a nona posição.

A próxima etapa importante na batalha pelas vagas no G-10 do ASP Qualifying Series será nos Estados Unidos, que vai promover o terceiro ASP Prime de 6.500 pontos do ano, o tradicional Vans US Open of Surfing em Huntington Beach, na Califórnia, que no ano passado foi vencido pelo catarinense Alejo Muniz. Antes desta prova que começa em 26 de julho e vai até 3 de agosto, tem uma etapa do ASP 4-Star de 1.000 pontos nesta semana no México, de 8 a 12 de julho em Acapulco, além de uma do ASP 3-Star de 750 pontos nos dias 14 a 21 de julho no Japão.

Tomas Hermes manteve o sétimo lugar no ASP Qualifying Series. Foto ASP/Cestari

OUTRAS NOTÍCIAS

Para ver os textos dos outros dias do Mr. Price Pro Ballito iniciado na segunda-feira, destacando a participação dos surfistas sul-americanos na África do Sul, além de todos os resultados das baterias do dia a dia da competição, clique em NOTÍCIAS na barra superior da página da ASP South America - www.aspsouthamerica.com

Resultados finais do Mr.Price Pro Ballito 2014
Final (1º=6.500 pontos,$ 40 mil/2º 5.200 pts/$ 20 mil)
H1- Tim Reyes EUA 15.44 a 14.70 Matt Wilkinson AUS

Semifinais (2º=3º lugar, 4225Pts, $ 11,000)
H1- Tim Reyes EUA 11.50 a 11.26 Tiago Pires POR H2- Matt Wilkinson AUS 15.57 a 10.56 Adam Melling AUS

Quartas de final (2º=5º lugar, 3320Pts, $ 7,000)
H1- Tiago Pires POR 13.00 a 11.60 Filipe Toledo BRA H2- Tim Reys EUA 11.43 a 9.16 Dillon Perillo EUA H3- Adam Melling AUS 16.17 a 14.74 Jadson André BRA
H4- Matt Wilkinson 13.20 a 10.90 Jack Freestone AUS

G-10 DO RANKING DO ASP QUALIFYING SERIES – 11 etapas:
1º: Adriano de Souza (BRA) – 10.789 pontos
2º: Matt Banting (AUS) – 9.760
3º: Wiggolly Dantas (BRA) – 9.705
4º: Billy Stairmand (NZL) – 8.030
5º: Tim Reyes (EUA) – 7.110
6º: Keanu Asing (HAV) – 7.036
7º: Tomas Hermes (BRA) - 6.878
8º: Jadson André (BRA) - 6.640
9º: Charles Martin (GLP) – 6.416
10º: Filipe Toledo (BRA) - 6.380
11º: Matt Wilkinson (AUS) – 6.080
12º: Patrick Gudauskas (EUA) – 5.590
Próximos sul-americanos até 100:
16º: Heitor Alves (BRA) – 4.958 pontos
18º: Alex Ribeiro (BRA) – 4.750
19º: Peterson Crisanto (BRA) – 4.720
26º: Krystian Kymerson (BRA) – 4.075
29º: Caio Ibelli (BRA) – 3.970
32º: Jessé Mendes (BRA) – 3.581
35º: David do Carmo (BRA) – 3.505
48º: Raoni Monteiro (BRA) – 2.400
51º: Marco Fernandez (BRA) – 2.363
52º: Italo Ferreira (BRA) – 2.357
60º: Santiago Muniz (ARG) – 2.145
62º: Hizunomê Bettero (BRA) – 2.102
66º: Willian Cardoso (BRA) – 2.045
71º: Ian Gouveia (BRA) – 1.855
74º: Thiago Camarão (BRA) – 1.780
76º: Messias Felix (BRA) – 1.773
77º: Alejo Muniz (BRA) – 1.760
78º: Michael Rodrigues (BRA) – 1.726
92º: Jean da Silva (BRA) – 1.526
92º: Bino Lopes (BRA) – 1.526
100º: Halley Batista (BRA) – 1.328
101º: Lucas Silveira (BRA) – 1.261
102º: Leandro Usuña (ARG) – 1.238

Texto de João Carvalho – Assessoria de Imprensa da ASP South America

Texto de João Carvalho – Assessoria de Imprensa da ASP South America

Filipe Toledo comanda o airshow no Mr Price Pro Ballito, na África do Sul

04 de julho de 2014 0
Airshow de Filipe Toledo. Foto Mr Price / Cestari

Airshow de Filipe Toledo. Foto Mr Price / Cestari

Se alguém ainda tinha dúvida de quem é o favorito pra vencer a etapa ASP Prime da África do Sul, ela acabou nesta sexta-feira. O paulista Filipe Toledo voltou a dar show e garantiu lugar no dia decisivo do Mr Price Pro Ballito, etapa ASP Prime, realizada na África do Sul. Além dele, o potiguar Jadson André corre por fora na briga pelos 6.500 pontos no ranking qualificatório da ASP para a elite do surfe mundial.

Assista aos melhores momentos do dia 5

Filipinho repetiu a atuação da última quarta-feira e voltou a fazer uma nota 10, desta vez diante do paulista Caio Ibelli. Logo na primeira onda, Filipe quebrou a sua prancha e teve que substituí-la. Apesar do problema, o equilíbrio predominou até Filipe conseguir a nota 10. O paulista voltou para o outside e surfou outra onda de forma excelente (nota 9) para colocar o amigo em combinação e garantir a passagem para as quartas de final.

- Eu não tenho palavras pra descrever o que estou sentindo. Eu quebrei a prancha e depois Deus me ajudou a surfar bem melhor com a prancha reserva. O Caio é um grande competidor, é triste vê-lo fora do evento, mas eu estou confiante e agora é focar no próximo round - disse Toledo, após a bateria.

Já o potiguar Jadson André superou o veterano aussie Tom Whitaker e agora enfrentará outro aussie, Adam Melling. Com o resultado na África do Sul, Jadson passou a fazer parte do G-10 do ranking qualificatório, já que ainda está fora da lista dos 22 do Samsung Galaxi World Championship Tour que se mantêm na elite no ano que vem.

As baixas brasucas do dia foram David do Carmo, que não competiu na sua bateria ainda pelo Round 4. Na véspera, o paulista sofreu um acidente, cortou a boca ao ser atingido pela prancha, e não teve condições de encarar o americano Michael February. Já pelo round 5, além de Caio Ibelli, o capixaba Krystian Kymerson acabou eliminado e finalizou o evento na nona colocação.

Quartas de final (2º=5º lugar, 3320Pts, $ 7,000)
H1- Tiago Pires POR x Filipe Toledo BRA
H2- Dillon Perillo EUA x Tim Reyes EUA
H3- Jadson André BRA x Adam Melling AUS
H4- Matt Wilkinson AUS x Jack Freestone AUS

Resultados da sexta-feira no Mr Price Pro Ballito:
Round 5 (2º=9º lugar, 2400Pts, $ 4,300)
H1- Tiago Pires POR 11.84 a 10.50 Davey Cathels AUS
H2- Filipe Toledo BRA 19.00 a 14.94 Caio Ibelli BRA
H3- Dillon Perillo EUA 14.17 a 12.67 Torrey Meister HAV
H4- Tim Reyes EUA 15.43 a 14.26 Krystian Kymerson BRA
H5- Jadson André BRA 13.17 a 8.17 Tom Whitaker AUS
H6- Adam Melling AUS 15.83 a 15.03 Jeremy Flores FRA
H7- Matt Wilkinson AUS 14.87 a Adrian Buchan AUS 12.17
H8- Jack Freestone AUS 15.60 a 15.10 Michael Dunphy EUA

Round 4 (2º=17º lugar, 1300Pts, $ 2,700)
H5- Tom Whitaker AUS 15.84 a 14.53 Marlon Lipke POR
H6- Adam Melling AUS 13.10 a 10.90 Damien Hobgood EUA
H7- Matt Wilkinson AUS 18.10 a 14.33 Jonathan Gonzalez CNY
H8- Michael Dunphy EUA a David do Carmo BRA *

* O brasileiro sofreu uma lesão na véspera e não teve condições de disputar a bateria.

Tops brasucas no Rio

02 de julho de 2014 0

Surfing Rio from miguel pupo on Vimeo.

A passagem dos tops pelo Rio de Janeiro durante o Billabong Rio Pro continua rendendo. Antes de viajar para a África do Sul, o top Miguel Pupo postou da rede o vídeo Surfing Rio, editado por ele e Luis Bachmann, que registrou os melhores momentos dos brasileiros dentro da água.

Confira Alejo Muniz, Filipe Toledo, Gabriel Medina e Miguel Pupo em ação com trilha sonora de Emicida e participação de Rael da Rima em “Num é só ver”. A Arte é de Fabio Mozart.

Krystian Kymerson voa alto no Mr Price Pro Ballito, etapa ASP Prime

02 de julho de 2014 0
A quarta-feira foi de Krystian Kymerson em Ballito. Foto Mr Price/Cestari

A quarta-feira foi de Krystian Kymerson em Ballito. Foto Mr Price/Cestari

Pelo terceiro dia consecutivo de competição, os surfistas brasileiros fizeram bonito nas ondas de Willard Beach, palco da etapa ASP Prime, o Mr Price Pro Ballito, na África do Sul. Desta vez o destaque ficou com a atuação do capixaba Krystian Kymerson. Com um surfe agressivo, ele fez o maior placar (17.73) e surfou a melhor onda, que chegou a levar um 10 dos cinco juízes, na última bateria do dia, antes da direção de prova colocar o evento em stand by.

Krystian garantiu a segunda vaga verde amarela direta no Round 5 com a vitória sobre dois americanos, Dillon Perillo e o veterano Tim Reyes. Com um 9,63 e 8.10 nas suas duas melhores ondas, o capixaba ficou à vontade na bateria e se deu ao luxo de descartar duas ondas na casa dos sete pontos.

Antes dele, Filipe Toledo já havia assegurado a vaga ao bater os brasucas Tomas Hermes e Heitor Alves. O catarinense iniciou a bateria colocando pressão com duas ondas na casa dos 6 pontos, mas Filipinho logo descolou suas duas melhores ondas – 8.17 e 7.17, enquanto Heitor só conseguiu entrar na disputa nos minutos finais com uma onda que valeu 6.93.

A competição foi paralisada com a maré cheia e mais dois brasileiros ainda buscam vaga direta para o Round 5: Jadson André e David do Carmo. O paulista, atual campeão brasileiro, entrou na água nesta quarta-feira no complemento das baterias do Round 2 e avançou em segundo lugar, atrás do australiano Jack Freestone.

Quem não teve a mesma sorte foi o baiano Marco Fernandez, que finalizou o evento em 25º lugar. Já Tomas, Heitor e Caio Ibelli, terceiro lugar na bateria de abertura do Round 3, ainda têm uma segunda chance no Round 4. O cearense vai encarar o português Tiago Pires, enquanto Tomas e Caio fazem um duelo verde amarelo.

Resultados do dia do Mr Price Pro Ballito

Round 2 (3º=25º lugar, 700Pts, $ 1,900/4º=37º lugar, 650Pts, $ 1,600)
Baterias de complemento:
H9-1 Jeremy Flores FRA 14.56 2 Damien Hobgood EUA 3 Marc Lacomare FRA 13.20 4 Ramzi Boukhiam MAR 12.30
H10-1 Adrian Buchan AUS 12.77 2 Michael Dunphy EUA 11.50 3 Marco Fernandez BRA 9.50 4 Hiroto Ohhara JAP 8.76
H11-1 Jonathan Gonzalez CNY 13.33 2 Matt Wilkinson AUS 12.30 3 Yadin Nicol AUS 12.14 4 M.Coleborn AUS 11.57
H12- 1 Jack Freestone AUS 17.10 2 David Carmo BRA 15.17 3 Ryan Callinan AUS 12.67 4 G.Zubizarreta ESP 11.14

Round 3 – No Loser (1º= Round 5/2º e 3º=Round 4)
H1- 1 Davey Cathels AUS 14.90 2 Tiago Pires POR 14.76 3 Caio Ibelli BRA 13.20
H2- 1 Filipe Toledo BRA 15.34 2 Tomas Hermes BRA 13.10 3 Heitor Alves BRA 9.83
H3- 1 Torrey Meister HAV 17.67 2 Matt Banting AUS 12.17 3 Frederico Morais POR 6.94
H4- 1 Krystian Kymerson BRA 17.73 2 Tim Reyes EUA 9.67 3 Dillon Perillo EUA 7.84

Baterias do Round 3 em stand by:
H5- Jadson Andre BRA x Marlon Lipke POR x Damien Hobgood EUA
H6 – Adam Melling AUS x Tom Whitaker AUS x Jeremy Flores FRA
H7- Adrian Buchan AUS x David do Carmo BRA x Jonathan Gonzalez CNY
H8- Jack Freestone AUS x Michael Dunphy EUA x Matt Wilkinson AUS

Baterias já formadas de Round 4 (2º=17 lugar, 1300Pts, $ 2,700)
H1- Tiago Pires POR x Heitor Alves BRA
H2- Tomas Hermes BRA x Caio Ibelli BRA
H3- Matt Banting AUS x Dillon Perillo EUA
H4- Tim Reyes EUA x Frederico Morais POR

Filipe Toledo arranca nota 10 e lidera esquadrão brasileiro em Ballito

01 de julho de 2014 0
Filipinho voando alto em Willard Beach. Foto ASP/Cestari

Filipinho voando alto em Willard Beach. Foto ASP/Cestari

O Mr Price Pro Ballito teve continuidade nesta terça-feira, em Willard Beach, e o destaque foi mais uma vez um brasileiro. O paulista Filipe Toledo arrancou a primeira nota 10 do evento e garantiu vaga na terceira fase do evento. Os brasileiros também forma o maior pelotão entre os já classificados para o Round 3. Nesta terça-feira, com ondas de até um metro de altura e boa formação, foram realizadas as baterias de complemento do Round 1 e oito baterias do Round 2.

No complemento do Round 1, David do Carmo, Marco Fernandez e Hizunome Bettero ainda buscavam a vaga. O baiano entrou na água primeiro e venceu sua bateria superando o ex-top do WCT Damien Hobgood e o top Brett Simpsom, além do havaiano Gavin Gillette. Já o paulista Hizunomê Bettero amargou a última posição em bateria que teve dobradinha aussie. No encerramento da primeira fase, David do Carmo sacramentou o ataque brasuca em Ballito.

Na abertura do Round 2, Caio Ibelli e Tomas Hermes mantiveram o ritmo da véspera. Caio, que havia passado a sua primeira bateria na temporada em um evento QS, conquistou agora a primeira vitória com Tomas Hermes em segundo. O paulista Alex Ribeiro também estava na disputa e ficou em quarto, atrás do basco Aritz Aramburu.

Em seguida veio o show de Filipinho, em uma bateria Brasil x Portugal. Com uma nota 10 e um 9.83, o top brasuca colocou os adversários em combinação e o português Tiago Pires garantiu o segundo lugar, a frente de Peterson Crisanto, que assim perde a chance de consolidar a posição entre o G-10 do WQS.

Com uma bela atuação, bem solto no pico, o cearense Heitor Alves garantiu outra vitória verde amarela, assim como o potiguar Jadson André. O capixaba Krystian Kymerson também avançou com o segundo lugar na bateria vencida pelo embalado australiano Matt Banting.

Nesta mesma bateria, uma das surpresas do dia, a eliminação do catarinense Alejo Muniz, que parecia encaixado na vala após a apresentação na véspera. Outra surpresa foi a eliminação de Wiggolly Dantas, vice-líder do ranking WQS, e do australiano Dion Atkinson, que também faz parte do G-10. Já os sul-africanos agora terão que escolher para quem torcer. Jordy Smith, Travis Logie, Slade Prestwich e David Van Zyl foram eliminados no Round 2.

O terceiro dia de competição será aberto pelas baterias complementares do round 2. David do Carmo e Marco Fernandez ainda tentam se juntar aos seis brasileiros já classificados para o Round 3.

Resultados da terça-feira no Mr Price Pro Ballito
Round 1 – Baterias de complemento:
H17-1 Jeremy Flores FRA 14.50 2 Hiroto Ohhara JAP 9.40 3 Nathan Hedge AUS 9.20 4 Brian Toth PRI 7.60
H18-1 Marc Lacomare FRA 14.87 2 Michael Dunphy EUA 13.70 3 Dion Atkinson AUS 12.03 4 Cooper Chapman EUA 10.86
H19-1 Marco Fernandez BRA 14.16 2 Damien Hobgood EUA 13.76 3 Bret Simpson EUA 13.20 4 Gavin Gilette HAV 13.07
H20-1 Adrian Buchan AUS 15.00 2 Ramzi Boukhiam MAR 8.64 3 Dylan Lightfoot AFS 8.30 4 Glen Hall IRL 7.10
H21-1Matt Wilkinson AUS 15.70 2 Jack Freestone AUS 14.14 3 Kiron Jabour HAV 14.00 4 Hodey Colazzo EUK 6.84
H22-1 Yadin Nicol AUS 19.10 2 Gony Zubizarreta EUK 16.40 3 Vicente Romero ESP 12.33 4 Mitch Crews AUS 9.43
H23-1 Ryan Callinan AUS 15.24 2 Mitch Coleborn AUS 14.37 3 C. Coffin EUA 13.87 4 Hizunome Bettero BRA 10.66
H24-1 David do Carmo BRA 13.27 2 Jonathan Gonzalez CYN 12.80 3 S.Prestwich AFS 12.00 4 CJ Hobgood EUA 10.53

Round 2(3º=25º lugar,700Pts e US$ 1.900/4º=37º lugar, 650Pts e U$ 1600)
H1- 1 Caio Ibelli BRA 16.33 2 Tomas Hermes BRA 15.27 3 Aritz Aranburu EUK 14.26 4 Alex Ribeiro BRA 9.60
H2- 1 Filipe Toledo BRA 19.83 2 Tiago Pires POR 15.23 3 Peterson Crisanto BRA 10.74 4 Nic Von Rupp POR 9.44
H3- 1 Heitor Alves BRA 16.67 2 Davey Cathels AUS 12.37 3 David V.Zyl AFS 11.23 4 Travis Logie AFS 10.50
H4- 1 Frederico Morais POR 12.33 2 D. Perillo EUA 10.66 3 Wiggolly Dantas BRA 10.16 4 T.Gudauskas EUA 7.94
H5- 1 Matt Banting AUS 13.63 2 Krystian Kymerson BRA 13.07 3 B.Stairmand NZL 12.30 4 Alejo Muniz BRA 10.33
H6- 1 Tim Reyes EUA 14.27 2 Torrey Meister HAV 13.943 Jordy Smith AFS 12.97 4 Thomas Woods AUS 12.43
H7 – 1 Jadson André BRA 12.76 2 Tom Whitaker AUS 12.24 3 Stu Kennedy AUS 12.10 4 Joan Duru FRA 11.87
H8 – 1 Adam Melling AUS 14.53 2 Marlon Lipke POR 13.20 Kai Otton AUS 13.13 4 Granger Larsen HAV 11.43

Baterias que abrem o próximo dia de competição:
Round 2
H9- Jeremy Flores FRA x Marc Lacomare FRA Damien Hobogood EUA x Ramzi Boukhiam MAR
H10- Adrian Buchan AUS x Marco Fernandez BRA x Michael Dunphy EUA x Hiroto Ohhara JAP
H11- Matt Wilkinson AUS x Yadin Nicol AUS x Mitch Coleborn AUS x Jonathan Gonzalez CYN
H12- David do Carmo BRA x Ryna Callinan AUS Gonzalo Zubizarreta EUK x Jack Freestone AUS

Round 3 – Baterias já formadas
H1- Caio Ibelli BRA Tiago Pires POR Davey Cathels AUS
H2- Filipe Toledo BRA Tomas Hermes BRA Heitor Alves BRA
H3- Frederico Morais POR Torrey Meister HAV Matt Banting AUS
H4- Tim Reyes EUA Dilon Perillo EUA Krystian Kymerson BRA
H5- Jadson André BRA Marlon Lipke POR + A Ser Definido
H6- Adam Melling AUS Tom Whitaker AUS + ASD
H7- ASD + ASD + ASD
H8- ASD + ASD + ASD

Brasileiros conhecem seus adversários no Mr Price Pro Ballito, evento Prime na África do Sul

29 de junho de 2014 0
Filipe Toledo está na primeira bateria do evento. Foto ASP/Cestari

Filipe Toledo está na primeira bateria do evento. Foto ASP/Cestari

A janela do Mr Price Pro Ballito será aberta nesta segunda-feira, na África do Sul, colocando em jogo importantes pontos para a qualificação para elite do surfe mundial. Evento com status Prime, que oferece 6.500 pontos ao campeão, o Mr Price Pro contará com a presença de diversos tops da elite, mas com o desfalque do brasileiro Adriano de Souza, o Mineirinho.

Líder do ranking WQS, Mineirinho teve que abrir mão do evento após sofrer uma lesão enquanto surfava na Indonésia, mas deverá estar recuperado a tempo de disputar o J-Bay Open, sexta etapa do Samsung World Championship Tour 2014. Se o evento começar nesta segunda-feira, o paulista Filipe Toledo, um dos tops presentes, faz a estreia ao lado de Caio Ibelli logo na primeira bateria do round dos 96. Confira a chave de bateria abaixo:

Mr Price Pro Ballito – ASP Prime
Round dos 96:
H1- Filipe Toledo BRA Caio Ibelli BRA Ricardo Christie NZL Michal February AFS
H2- Tomas Hermes BRA Charly Martin GLP Nic Von Rupp POR Messias Félix BRA
H3- Aritz Aramburu ESP Carlos Munoz CRI Dale Staples AFS Santiago Muniz ARG
H4- Bernardo Lopes BRA Peterson Crisanto BRA Alex Ribeiro BRA Steven Pierson TAH
H5- Freddy Patacchia HAV Tanner Gudauskas EUA Heitor Alves BRA Thiago Camarão BRA
H6- Travis Logie AFS Wade Carmichael AUS Dillon Perillo EUA Vincent Duvignac FRA
H7- Wiggolly Dantas BRA Kenau Asing HAV Evan Geiselman EUA Davey Cathels AUS
H8- Sebastian Zietz HAV Maxime Huscento FRA Frederico Morais POR David Van Zyl AFS
H9- Kolohe Andino EUA Billy Stairmand NZL Tim Reyes EUA Cory Arrambide EUA
H10- Alejo Muniz BRA Beyrick de Vries AFS Perth Standlick AUS Thomas Woods AUS
H11- Matt Banting AUS Willian Cardoso BRA Garrett Parkes AUS Torrey Meister HAV
H12- Jordy Smith AFS Krystian Kymerson BRA Mason Ho HAV
H13- Kai Otton AUS Stuart Kennedy AUS Jesse Mendes BRA
H14- Patrick Gudauskas EUA Granger Larsen HAV Tom Whitaker AUS Jean da Silva BRA
H15- Jadson André BRA Dusty Payne HAV Chris Ward EUA Marlon Lipke POR
H16- Adam Melling AUS Jay Thompson AUS Joan Duru FRA Gabriel Villaran PER
H17- Jeremy Flores FRA Nathan Hedge AUS Brian Toth PRI Hiroto Ohhara JAP
H18- Dion Atkinson AUS Marc Lacomare FRA Cooper Chapman AUS Michael Dunphy EUA
H19- Brett Simpson EUA Damien Hobgood EUA Marco Fernandez BRA Gavin Gillette HAV
H20- Adrian Buchan AUS Glen Hall IRL Ramzi Boukhiam MAR Dylan Lightfoot AFS
H21- Matt Willkinson AUS Kiron Jabour HAV Hodei Colazzo ESP Jack Freestone AUS
H22- Mitch Crews AUS Yadin Nicol AUS Gonzalo Zubizarreta ESP Vicente Romero ESP
H23- Mitch Coleborn AUS Conner Coffin EUA Ryan Callinan AUS Hizunome Bettero BRA
H24- C.J. Hobgood EUA Jonathan Gonzalez CNY David do Carmo BRA Slade Prestwich AFS

Filipe Toledo se diverte na Wave Garden

22 de junho de 2014 0

WaveGarden from Deriva on Vimeo.

Mais uma produção do coletivo Deriva.mag com o top Filipe Toledo na Wave Garden, na Espanha.

Gabriel Medina e Filipe Toledo dividem a GoPro em Fiji

16 de junho de 2014 0

Os brasileiros Gabriel Medina e Filipe Toledo se revezaram com uma GoPro durante uma sessão de freesurfe em Fiji. O clipe concorre ao prêmio GoPro of The World, em um concurso em parceria da GoPro com o site Surfline, que vai de maio até o final de setembro.

Back to 90's com Filipe Toledo

11 de junho de 2014 0

Back to 90′s com Filipe Toledo from Deriva on Vimeo.

O vídeo Back to 90′s protagonizado pelo paulista Filipe Toledo faz parte do arsenal de vídeos do site Deriva.mag.

Filipe Toledo, Gabriel Medina e Adriano de Souza continuam na briga pelo título do Fiji Pro

04 de junho de 2014 0
Filipinho segue firme. Foto ASP/Kirstin

Filipinho segue firme. Foto ASP/Kirstin

Dos sete brasileiros, apenas três continuam na disputa do título do quinto desafio na corrida do título mundial da temporada 2014, na etapa das Ilhas Fiji do Samsung Galaxy ASP World Championship Tour. Gabriel Medina e Adriano de Souza estrearam com vitórias e nem competiram na quarta-feira, enquanto Filipe Toledo disputou duas baterias e já está na rodada das duas chances de classificação para as quartas de final do Fiji Pro.

O paulista ganhou o duelo verde-amarelo com o potiguar Jadson André na repescagem e depois despachou o sul-africano Jordy Smith na terceira fase, com a quarta-feira de boas ondas de 3-5 pés em Cloudbreak. O dia foi encerrado com vitória de Kelly Slater sobre o australiano Mitch Coleborn.

Este foi o primeiro dia cheio de competição nas ilhas Fiji esse ano. Foram realizadas 18 baterias (12 da repescagem e 6 da terceira fase). Assim como Filipe Toledo, Alejo Muniz também competiu duas vezes na quarta-feira. O catarinense venceu a outra bateria 100% brasileira da repescagem contra Miguel Pupo, mas foi barrado pelo defensor do título mundial, Mick Fanning, no duelo que abriu a terceira e última rodada de 12 baterias do Fiji Pro. O australiano já havia tirado outro brasileiro do campeonato, Wiggolly Dantas, na repescagem.

Alejo Muniz. Foto ASP/Robertson

Alejo Muniz. Foto ASP/Robertson

Na quarta fase, os 12 classificados voltam a ser divididos em baterias de três competidores como na rodada inicial. Agora, a vitória vale vaga nas quartas de final para os vencedores, mas os perdedores têm uma segunda chance de classificação na segunda e última repescagem do campeonato. Com os resultados da metade da terceira fase que fechou a quarta-feira, duas baterias já estão definidas. A primeira será entre Mick Fanning, o americano Nat Young e o taitiano Michel Bourez, campeão do Billabong Rio Pro no Rio de Janeiro.

BATERIAS VERDE-AMARELAS

Na segunda, Filipe Toledo encara o líder do ranking, Kelly Slater, além do australiano Owen Wright. Filipinho ganhou dois duelos muito difíceis para colocar seu nome entre os 12 finalistas do Fiji Pro. Na repescagem contra Jadson André, venceu de virada com a nota 6,23 da sua última onda. Com ela, superou o potiguar por uma pequena diferença no placar de 12,90 a 12,50 pontos. Depois, Filipe repetiu a dose contra Jordy Smith na terceira fase, confirmando a vitória com a nota 8,27 igualmente da sua última onda para derrotar o sul-africano por 13,70 a 12,43.

Na outra bateria verde-amarela da repescagem, o catarinense Alejo Muniz também aproveitou a última chance que teve para avançar para a terceira fase com nota 6,77. O paulista Miguel Pupo surfou a melhor onda do confronto que valeu 8,33, mas na soma das duas computadas foi Alejo quem levou a melhor. Ele tinha um 6,33 do início da bateria e totalizou 13,10 pontos, contra 12,93 de Miguel Pupo, que acabou somando um 4,60 no resultado final.

Kelly Slater. Foto ASP/Kirstin

Kelly Slater lidera o ranking. Foto ASP/Kirstin

CARRASCO DOS BRASILEIROS

O catarinense depois não achou boas ondas na abertura da repescagem, ao contrário de Mick Fanning, que pegou as melhores que entraram na bateria para vencer fácil por 15,07 a 8,44 pontos. O australiano foi o carrasco dos brasileiros na quarta-feira. Antes de derrotar Alejo Muniz, o tricampeão mundial já havia eliminado o paulista Wiggolly Dantas na segunda bateria do dia da repescagem, mas por um placar mais apertado de 12,43 a 11,60 pontos. Fanning tenta melhorar sua posição no ranking, pois chegou em Fiji em oitavo lugar.

Na disputa pelo título mundial deste ano, Gabriel Medina largou na frente liderando o Samsung Galaxy ASP World Tour 2014 nas três provas da “perna australiana”. Mas, Kelly Slater assumiu a ponta do ranking com o terceiro lugar nas semifinais do Billabong Rio Pro no Brasil. Medina já foi finalista nas Ilhas Fiji em 2012 contra Kelly Slater, que venceu as três últimas edições do desafio nos tubos de Cloudbreak e Restaurants, na ilha de Tavarua. Medina estreou com vitória na terça-feira e vai enfrentar o havaiano Fredrick Patacchia na nona bateria da terceira fase, a terceira a entrar no mar no próximo dia de competição.

LIDERANÇA DO RANKING

Adriano de Souza disputa o confronto seguinte com o australiano Adrian Buchan. Mineirinho venceu a primeira bateria do Fiji Pro esse ano e ocupa a sexta posição no ranking, uma abaixo de Gabriel Medina que fecha o seleto grupo dos top-5 do WCT. Os 11 primeiros colocados começaram o campeonato com chances matemáticas de brigar pela liderança. Mas a vitória de Kelly Slater na primeira fase já tirou dois e na quarta-feira derrubou mais dois concorrentes quando ganhou a última bateria do dia em Cloudbreak.

Mick Fanning. Foto ASP/Robertson

Mick Fanning. Foto ASP/Robertson

Restaram sete candidatos para sair de Fiji em primeiro lugar no ranking: o líder Kelly Slater e Michel Bourez do Taiti, os australianos Mick Fanning, Joel Parkinson e Taj Burrow, e os brasileiros Gabriel Medina e Adriano de Souza. A batalha pelo título mundial está acirrada e a ponta do ranking pode até ser decidida numa final entre os quatro primeiros colocados, Slater, Burrow, Parkinson e Bourez. Para Medina a chance mínima é ser semifinalista, enquanto Mineirinho só supera os 27.400 pontos já garantidos por Slater se chegar a final. Isso se Kelly Slater não vencer mais nenhuma bateria na ilha de Tavarua.

QUARTA FASE – Vitória=Quartas de Final / 2º e 3º=Repescagem:
1ª: Mick Fanning (AUS), Nat Young (EUA), Michel Bourez (TAH)
2ª: Kelly Slater (EUA), Filipe Toledo (BRA), Owen Wright (AUS)

TERCEIRA FASE – Derrota=13º lugar com 1.750 pontos e US$ 9.500 de prêmio:
1ª: Mick Fanning (AUS) 15.07 x 8.44 Alejo Muniz (BRA)
2ª: Nat Young (EUA) 16.33 x 13.34 Kai Otton (AUS)
3ª: Michel Bourez (TAH) 18.70 x 10.57 Jeremy Flores (FRA)
4ª: Filipe Toledo (BRA) 13.70 x 12.43 Jordy Smith (AFR)
5ª: Owen Wright (AUS) 16.16 x 15.93 Bede Durbidge (AUS)
6ª: Kelly Slater (EUA) 16.33 x 9.43 Mitch Coleborn (AUS)
Ficaram para abrir a quinta-feira:
7ª: Joel Parkinson (AUS) x Glenn Hall (IRL)
8ª: John John Florence (HAV) x Sebastian Zietz (HAV)
9ª: Gabriel Medina (BRA) x Fredrick Patacchia (HAV)
10ª: Adriano de Souza (BRA) x Adrian Buchan (AUS)
11ª: Julian Wilson (AUS) x Kolohe Andino (EUA)
12ª: Taj Burrow (AUS) x Tiago Pires (PRT)

Adriano de Souza. Foto ASP/Kirstin

Adriano de Souza. Foto ASP/Kirstin

SEGUNDA FASE – REPESCAGEM – Vitória=Terceira Fase / Derrota=25º lugar com 500 pontos e US$ 8.000:
1ª: Taj Burrow (AUS) 13.00 x 4.43 Isei Tokovou (FJI)
2ª: Mick Fanning (AUS) 12.43 x 11.60 Wiggolly Dantas (BRA)
3ª: Glenn Hall (IRL) 11.76 x 9.97 Josh Kerr (AUS)
4ª: Nat Young (EUA) 14.67 x 11.17 Brett Simpson (EUA)
5ª: Tiago Pires (PRT) 13.87 x 7.40 C. J. Hobgood (EUA)
6ª: Bede Durbidge (AUS) 14.37 x 14.20 Dion Atkinson (AUS)
7ª: Alejo Muniz (BRA) 13.10 x 12.93 Miguel Pupo (BRA)
8ª: Kolohe Andino (EUA) 12.70 x 10.83 Aritz Aranburu (ESP)
9ª: Kai Otton (AUS) 14.10 x 11.10 Matt Wilkinson (AUS)
10ª: Filipe Toledo (BRA) 12.90 x 12.50 Jadson André (BRA)
11ª: Adrian Buchan (AUS) 14.10 x 11.96 Travis Logie (AFR)
12ª: Jeremy Flores (FRA) 14.53 x 9.70 Mitch Crews (AUS)

Com informações de João Carvalho – Assessoria de Imprensa da ASP South America