Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "John John Florence"

O outro lado de John John Florence

10 de junho de 2014 0

The Other John, John. from Desillusion Magazine on Vimeo.

O fotógrafo francês e diretor Sebastien Zanella, da Desillusion Magazine, foram atrás do havaiano John John Florence e registraram esse vídeo que revela a paixão pela fotografia do jovem surfista.

Galeria de imagens do Rip Curl Pro Bells Beach 2014

23 de abril de 2014 0
Mick levanta o sino. Foto ASP/Kirstin

Mick levanta o sino. Foto ASP/Kirstin

Foto ASP/Kirstin

Foto ASP/Kirstin

Foto ASP/Kirstin

Foto ASP/Kirstin

John John Florence voando lá atrás. Foto ASP/Cestari

John John Florence voando lá atrás. Foto ASP/Cestari

Parko. Foto ASP/Cestari

Parko. Foto ASP/Cestari

Medina. Foto ASP/Cestari

Medina. Foto ASP/Cestari

Mick. Foto ASP/Cestari

Mick. Foto ASP/Cestari

KS. Foto ASP/Cestari

KS. Foto ASP/Cestari

Jordy Smith. Foto ASP/Cestari

Jordy Smith. Foto ASP/Cestari

Artiz Aramburu. Foto ASP/Cestari

Artiz Aramburu. Foto ASP/Cestari

Taj. Foto ASP/Kirstin

Taj. Foto ASP/Kirstin

Medina air. Foto ASP/Kirstin

Medina air. Foto ASP/Kirstin

Mick Fanning toca o sino do Rip Curl Pro Bells Beach e Gabriel Medina mantém liderança do ranking

23 de abril de 2014 0
Mick tocou o sino pela segunda vez na carreira. Foto ASP/Cestari

Mick tocou o sino pela segunda vez na carreira. Foto ASP/Cestari

O australiano Mick Fanning, atual campeão do mundo, faturou o título do Rip Curl Pro Bells Beach, etapa mais tradicional do Samsung Galaxi ASP World Championship Tour, encerrada na madrugada desta quarta-feira (horário de Brasília). Na final, disputada nas ondas de Winkipop, Fanning venceu o compatriota Taj Burrow, responsável pela eliminação de Adriano de Souza, o melhor brasuca no evento, com o quinto lugar.

Com a vitória, Mick levou 10 mil pontos e subiu do 11º lugar para a terceira colocação no ranking mundial que ainda tem Gabriel Medina como líder. O paulista terminou a competição na nona colocação após ser derrotado por Adriano de Souza em uma bateria acirrada pelas quartas de final que abriu a competição masculina.

Carissa levou a melhor entre as meninas. Foto ASP/Cestari

Carissa levou a melhor entre as meninas. Foto ASP/Cestari

O dia também teve o encerramento do evento feminino, com mais uma vitória da havaiana Carissa Moore, que derrotou a australiana Tyler Wright na final que foi disputada das ondas de Bells Beach. Com o título, Moore ampliou a vantagem sobre as adversárias na briga pelo título da temporada. As australianas Sally Fitzgibbons e Stephaniel Gilmore pararam nas semifinais.

Além da vitória de Fanning, o dia foi marcado pela polêmica onda de Jordy Smith no confronto pelas quartas de final contra Julian Wilson. O sul-africano mandou duas manobras seguidas, levou 10 de três dos cinco juízes e, ao levar 9.93, acabou derrotado por um diferença 0.6 décimos para Wilson, que teve 9,1 como melhor onda na bateria.

Julian eliminou Jordy Smith na bateria polêmica do dia. Foto ASP/Cestari

Julian eliminou Jordy Smith na bateria polêmica do dia. Foto ASP/Cestari

John John eliminou Slater e caiu na semifinal. Foto ASP/Kirstin

John John eliminou Slater e caiu na semifinal. Foto ASP/Kirstin

O havaiano John John Florence também chamou atenção ao se recuperar na temporada. Ele foi o responsável pela eliminação do americano Kelly Slater com uma onda no final da bateria pelas quartas de final. Da mesma forma, nos segundos finais, Mick Fanning conseguiu superar Owen Wright pelas quartas de final. A maré já começava a encher em Bells, engordando as poucas ondas que apareciam e por isso o comissário da ASP Kieren Perrow decidiu transferir as semifinais para o pico alternativo de Winkipop.

Slater não estava a vontade em Bells. Foto ASP/Cestari

Slater não estava a vontade em Bells. Foto ASP/Cestari

Taj Burrow está na 17ª temporada na elite do surfe mundial. Foto ASP/Cestari

Taj Burrow está na 17ª temporada na elite do surfe mundial. Foto ASP/Cestari

Adriano queria tentar o bicampeonato mas foi barrado por Taj Burrow. Foto ASP/Cestari

Adriano queria tentar o bicampeonato mas foi barrado por Taj Burrow. Foto ASP/Cestari

Aliás, foram as séries demoradas que acabaram por atrapalhar o paulista Adriano de Souza na bateria contra Taj Burrow. Usando uma Al Merick que veio especialmente da Califórnia, Mineirinho pegou uma boa onda no início, mas viu Taj responder em seguida com uma maior variação nas manobras em uma onda maior da série.

Sem a prioridade, o brasileiro tentou atacar as intermediárias, mas as ondas não tinham tanto potencial. Com isso, acabou vendo o tempo se esgotar a espera da série que veio logo após o soar da sirene de término da bateria. Chateado com a eliminação, Mineirinho atribuiu a derrota a escolha errada das ondas e disse que iria permanecer em Bells para treinar já que ainda faltam duas semanas para a etapa brasileira no Rio de Janeiro.

Joel Parkinson caiu nas quartas para Julian Wilson. Foto ASP/Kirstin

Joel Parkinson caiu nas quartas para Julian Wilson. Foto ASP/Kirstin

Rip Curl Pro Bells Beach – Masculino

Final (1º=10 mil pts/2º= 8.500 pontos)
Mick Fanning (AUS) 16.83 a 13.46 Taj Burrow (AUS)

Semifinais (2º=3º lugar, 6.500 pontos)
SF1: Taj Burrow (AUS) 14.43 a 13.43 John John Florence (HAV)
SF2: Mick Fanning (AUS) 18.20 a 17.36 Julian Wilson (AUS)

Quartas de final (2º lugar= 5º lugar, 5.200 pontos):
QF1: Taj Burrow (AUS) 15.50 a 13.16 Adriano de Souza (BRA)
QF2: John John Florence (HAW) 13.13 a 11.10 Kelly Slater (EUA)
QF3: Julian Wilson (AUS) 17.53 a 15.34 Joel Parkinson (AUS)
QF4: Mick Fanning (AUS) 13.16 a 11.37 Owen Wright (AUS)

Medina terminou o evento em Bells na nona colocação. Foto ASP/Kirstin

Medina terminou o evento em Bells na nona colocação. Foto ASP/Kirstin

Ranking após três etapas:
GABRIEL MEDINA BRA 19,200
2º JOEL PARKINSON AUS 18,400
3º MICK FANNING AUS 16,950
4º KELLY SLATER EUA 16,900
5º TAJ BURROW AUS 16,250
ADRIANO DE SOUZA BRA 15,700
7º JOSH KERR AUS 13,750
8º MICHEL BOUREZ PYF 12,250
9º NAT YOUNG EUA 10,950
MIGUEL PUPO BRA 10,950
11º JULIAN WILSON AUS 10,000
12º JORDY SMITH AFS 9,700
13º JOHN JOHN FLORENCE HAW 8,750
13º BEDE DURBIDGE AUS 8,750
Os outros brasileiros
19º FILIPE TOLEDO BRA 6,250
21º JADSON ANDRE BRA 4,000
33º ALEJO MUNIZ BRA 1,500
33º RAONI MONTEIRO BRA 1,500

A nota 10 do havaiano John John Florence no Round 4 do Rip Curl Pro Bells Beach

22 de abril de 2014 0

O havaiano John John Florence tirou a primeira nota 10 do Rip Curl Pro Bells Beach com esse aéreo na bateria que tinha Gabriel Medina e Kelly Slater pelo Round 4.

John John Florence no inverno havaiano 2013/2014

10 de fevereiro de 2014 0

Filmado e editado por Dune Newhouse, um clipe com ondas de John John no inverno havaiano.

Early winter clips with John John from Dune Newhouse on Vimeo.

Trio brasileiro avança no segundo dia do Volcom Pipe Pro

04 de fevereiro de 2014 0
Evan Geiselman. Foto Bielmann

Evan Geiselman. Foto Bielmann

O Volcom Pipe Pro, evento 5 estrelas da ASP, reiniciou nesta segunda-feira com ondas de até quatro metros de altura em Pipeline, algumas surpresas e a classificação de três brasileiros para a quarta fase da competição.

Wiggolly Dantas, David do Carmo e Krystian Kymerson foram os brasucas que se deram bem, enquanto Bino Lopes, Jessé Mendes, Sidney Guimarães, Lucas Silveira, Thiago Camarão e Jean da Silva acabaram eliminados. Ian Gouveia passou a sua bateria pendente da segunda fase e ainda luta por uma vaga na quarta fase, assim como Adriano de Souza, que aguarda para fazer sua estreia no evento.

O americano Evan Geiselman roubou a cena ao eliminar o atual campeão John John Florence, com a maior pontuação do dia. Com 9,63 e 8,9, Geiselman marcou 18.53 para vencer a bateria que classificou em segundo lugar o americano Conner Coffin, dono de uma nota 9.4 na sua melhor onda. O americano Kelly Slater também avançou para a quarta fase em segundo lugar na bateria vencida pelo veterano Chris Ward. Uma nova chamada será feita nesta terça-feira, a partir das 15h30min (horário de Brasília), para o último dia de competição.

Volcom Pipe Pro começa em Pipeline após quatro dias de adiamentos

30 de janeiro de 2014 0
Foto ASP/Kirstin

Foto ASP/Kirstin

Depois de quatro dias de adiamento, o Volcom Pipe Pro, etapa 5 estrelas da ASP, teve início nesta quinta-feira com ondas quatro a seis pés em Pipeline, Oahu. Vários brasileiros estão na disputa, com destaque para o top Adriano de Souza que, ao lado de John John Florence e Kelly Slater, é uma das principais atrações da competição.

Bino Lopes, Sidney Guimarães, Heitor Alves, Thiago Camarão, Ricardo dos Santos e Ian Gouveia estão escalados nas baterias do Round dos 96. Jesse Mendes, David do Carmo, Jean da Silva e Adriano de Souza aguardam a definição de seus adversários no Round dos 64. Para assistir ao vivo acesse o link do site oficial do evento.

Volcom Pipe Pro abre janela a partir de domingo, 26 de janeiro

23 de janeiro de 2014 0

A janela de espera pelas melhores ondas do Volcom Pipe Pro, etapa 5 estrelas do World Qualifying Series da ASP (Association of Surfing Professionals), abre a partir deste domingo, dia 26, e vai até 7 de fevereiro na ilha de Oahu, Hawaii. O brasileiro Adriano de Souza é um dos tops inscritos, ao lado do americano Kelly Slater e do havaiano John John Florence, vencedor das duas últimas edições do evento. Ao todo, 112 surfistas irão encarar os tubos de Pipeline brigando por pontos no circuito e também por um prêmio no total de US$ 130 mil.

Pipeline lá de cima

04 de janeiro de 2014 0

Pipeline Winter 2013 from Eric Sterman on Vimeo.

O filmmaker Eric Sterman nos brinda com as imagens do vídeo Pipeline Winter usando a nova tecnologia dos drones em Pipeline. Para conferir mais vídeos acesse ao Instagram dele: instagram.com/ericsterman .

Enjoy - John John Florence na Europa

01 de janeiro de 2014 0

Enjoy from John John Florence on Vimeo.

O ano mal começou e o havaiano John John Florence já postou “Enjoy”, um documentário curto com suas viagens pela Europa, com a participação também de Ivan Florence.

Direção de Blake Vincent Kueny & John John Florence. Imagens de Blake Vincent Kueny e Erik Knutson, e edição de Blake Vincent Kueny.
Agradecimentos especiais para RED Digital Cinema and Wedge & Lever. Trilha sonora: De Temps En Temps – Josephine Baker; Transaction – Pesteg Dreg, SS-Say, Martin Hall; e Whatever Happened to the Million Head Collide? – Pond