Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "Matheus Dellagnelo"

Bruno Fontes é vice-campeão do North American Laser Championship

16 de junho de 2014 0
Bruno travou um belo duelo com o americano. Foto Chuck Clay.

Bruno travou um belo duelo com o americano. Foto Chuck Clay.

Neste domingo (15) aconteceram as disputas finais do North American Laser Championship, etapa do circuito mundial de vela disputada em Long Beach, na Califórnia (EUA) e o velejador Bruno Fontes (Unimed/CBVela/Marinha do Brasil/Governo do Paraná/AGE do Brasil) conquistou a medalha de prata, atrás apenas do americano Charles Buckingham.

- Estou muito contente com tudo que aconteceu essa semana. A gente sempre quer ganhar, mas uma medalha de prata em uma competição de alto nível de circuito mundial sempre é um grande feito. Velejei bem a semana toda e a disputa com o Charles (Buckingham) foi muito boa. Agora sigo aqui na Califórnia por mais oito dias para uma série de treinamentos visando as próximas competições – afirma Bruno, que tem pela frente o Evento Teste – no Rio em Agosto – e depois o Mundial em Santander, na Espanha, no mês de setembro.

Bruno e Charles Buckingham. Foto Arquivo Pessoal/Bruno Fontes

Bruno e Charles Buckingham. Foto Arquivo Pessoal/Bruno Fontes

A competição em Long Beach reuniu alguns dos melhores competidores de Laser na raia do Alamitos Bay Yacht Club em quatro dias de boas condições. Até sábado, o ventou soprou forte, mas no domingo perdeu um pouco a intensidade, sendo disputadas apenas duas das três regatas previstas para o dia de encerramento.

Com pequena diferença para o líder, Bruno travou um lindo duelo com Charles Buckingham, ficando apenas quatro pontos atrás do americano na classificação geral.

- A competição foi excelente. Fiquei muito feliz por tudo que consegui realizar aqui. A organização foi excelente e este pódio veio em ótima hora. Tentei tirar a margem que tinha de diferença para o americano e dei meu máximo aqui para conquistar o melhor resultado – encerra Bruno.

Bruno, Felipe e Matheus. Foto Divulgação.

Bruno, Felipe e Matheus. Foto Divulgação.

Outro catarinense presente no evento, Matheus Dellagnelo mostrou grande performance nas condições de vento forte, ficando muito próximo da medalha, com apenas quatro pontos de desvantagem para o americano Chris Bernard (3º colocado).

Com o resultado, Bruno deve manter-se entre os top-4 do ranking mundial, ganhando pontos importantes no ranking. Já Matheus, com a quarta posição, deve ganhar algumas colocações, pois somou pontos importantes na somatória geral. É importante ressaltar que a viagem do atleta Matheus Dellagnelo foi proporcionada pelo Iate Clube de Santa Catarina através do projeto de lei de incentivo do Ministério do Esporte. Os dois velejadores viajaram acompanhados também do técnico do Iate Clube Santa Catarina Felipe Linhares.

Classificação final:
1º Charles Buckingham (EUA) – 22pp
2º Bruno Fontes (BRA) – 26pp
3º Chris Bernard (EUA) – 41pp
4º Matheus Dellagnelo (BRA) – 45pp
5º Cy Thompson (ISV) – 51pp
6º Andrew Lewis (TRI) – 54pp
7º Stefano Peschiara (PER) – 60pp
8º Erik Bowers (EUA) – 61p
9º Tom Ramshaw (CAN) – 69pp
10º Frederick Vranizan (EUA) – 95pp

Mais informações sobre Bruno Fontes acesse o site do atleta www.brunofontes.com
ou a página oficial do atleta no Facebook: https://www.facebook.com/brunofontesoficial

Danilo Caboclo – Assessoria de Imprensa Bruno Fontes

Catarinenses brilham na Copa do Mundo de Vela, em Hyères, na França

23 de abril de 2014 0
Tina Boabaid lidera a flotilha prata na Laser Radial. Foto Divulgação

Tina Boabaid lidera a flotilha prata na Laser Radial. Foto Divulgação

O terceiro dia de competições da Copa do Mundo de Vela na França reservou momentos especiais para os velejadores do Iate Clube de Santa Catarina na raia de Hyères. A jovem atleta Maria Cristina Boabaid obteve um quinto e um sexto lugares nas duas regatas do dia, para liderar a flotilha prata. Já Bruno Fontes aparece em oitavo lugar na classificação geral e está bem próximo da briga por medalhas na Medal Race.

Após ficar muito perto de garantir sua vaga na fase final da competição, Maria Cristina Boabaid ficou a apenas uma posição da flotilha ouro e nesta quarta-feira competiu na prata. Com dois grandes resultados, a catarinense, campeã brasileira Sub-21, mostrou muito talento nas condições de vento forte na raia francesa. Com média de intensidade variando entre 12-17 nós (aproximadamente 30km/h), a catarinense lidera a flotilha prata com 88 pontos perdidos, e aparece na 41ª primeira posição geral.

Laser

Foto FFVoile/SWC

Foto FFVoile/SWC

Atleta mais experiente do grupo do Iate Clube de Santa Catarina, Bruno Fontes teve mais um grande dia e com a sétima posição conquistada na melhor regata manteve o oitavo posto na classificação geral, aproximando-se ainda mais da Medal Race, que define o campeão do evento francês no próximo sábado. Além de Bruno, Matheus Dellagnelo também está na fase final, ocupando o 51º lugar na classificação geral. Alex Veeren completa o time catarinense no 115 º lugar. A Copa do Mundo de Vela da França tem sequencia nesta quinta-feira com a previsão de mais duas regatas.

Com informações de Danilo Caboclo – Assessoria de Imprensa Iate Clube de Santa Catarina

Bruno Fontes mantém a terceira colocação do ranking mundial ISAF na classe Laser

09 de abril de 2014 0
Bruno é o melhor brasileiro na classe Laser. Foto Alex Saldanha

Bruno é o melhor brasileiro na classe Laser. Foto Alex Saldanha

O velejador catarinense Bruno Fontes segue na terceira posição do ranking mundial ISAF da classe Laser, após a 16ª colocação no 45º Trofeo SAR Princesa Sofia, encerrado no último sábado.  O croata Tonci Stipanovic  também manteve a liderança, mas agora é perseguido pelo australiano Tom Burton, vencedor do evento na Espanha. O grego Pavlos Kontides é o quarto colocado, seguido do inglês Nick Thompson. O paulista Robert Scheidt é o sétimo colocado, e o catarinense Matheus Dellagnelo, o 35º.

A classe Laser é uma das mais competitivas do mundo e permanecer por tanto tempo entre os melhores é algo que me faz pensar que estou no caminho certo. O principal objetivo neste momento é manter a boa preparação que venho fazendo para as competições e voltar todas as atenções para a última etapa da Copa do Mundo — revela Bruno.

Já na próxima semana, Bruno embarca para Hyères, na França, para as disputas do último evento da temporada 2013/2014 da Copa do Mundo de Vela. A competição acontece entre os dias 19 e 26 de abril, com a expectativa de reunir os melhores velejadores do mundo na raia francesa, assim como ocorreu em Palma de Mallorca, na última semana.

O evento francês será mais um grande teste na temporada. Assim como em Palma, a flotilha na França deve contar mais de uma centena de velejadores e a meta para esse evento é competir de igual para igual com os melhores do mundo e buscar essa medalha que está batendo na trave — resumiu Bruno.

O velejador Bruno Fontes tem os patrocínios da Unimed, CBVela, Marinha do Brasil, Governo do Estado do Paraná e AGE do Brasil e conta com o apoio do do COB – Comitê Olímpico Brasileiro. Para mais informações sobre Bruno Fontes acesse o site  www.brunofontes.com ou a página oficial do atleta no Facebook.

Com informações de Danilo Caboclo – Assessoria de Imprensa Bruno Fontes

Catarinenses encaram condições difíceis em Palma de Mallorca

03 de abril de 2014 0
Bruno teve um dia difícil e ocupa a 29ª colocação. Foto Alex Saldanha.

Bruno teve um dia difícil e ocupa a 29ª colocação. Foto Alex Saldanha.

Após uma longa espera o vento finalmente apareceu e veio com muita força nesta quinta-feira (03) em Palma de Mallorca (ESP). As regatas do quarto dia de disputas do 45º Trofeo S.A.R. Princesa Sofia aconteceram em condições extremas com ventos de até 55km/h o que dificultou muito a vida dos atletas do Iate Clube de Santa Catarina – Veleiros da Ilha na etapa da Copa do Mundo de Vela.

Até o momento, Maria Cristina Boabaid é a melhor catarinense nas disputas ocupando a 19ª posição na classificação geral da classe Laser Radial. Tina tem agora nesta sexta-feira a chance de classificar-se para a Medal Race, que apontará os grandes campeões no sábado (06), mas para isso precisa ficar entre as 10 melhores na classificação final.

Além de Tina, Bruno Fontes e Matheus Dellagnelo tiveram um dia complicado em Palma. Bruno aparece na 29ª colocação após oito regatas disputadas e Matheus ocupa o 44º posto na classificação. Alex Veeren, que disputa a flotilha prata neste momento é o 82º no geral. As disputas prosseguem nessa sexta-feira com mais duas ou três regatas, encerrando a fase final e apontando os dez melhores de cada classe que disputarão a Medal Race no sábado.

Com informações de Danilo Caboclo – Assessoria de Imprensa Iate Clube de Santa Catarina – Veleiros da Ilha

Sem vento, finais das classes Laser e Laser Radial do 45º Trofeo Princesa Sofia são adiadas em Palma de Mallorca

02 de abril de 2014 0
Maria Cristina tem chances de beliscar a Medal Race. Foto Fred Hoffman

Maria Cristina tem chances de beliscar a Medal Race. Foto Fred Hoffman/Arquivo

A falta de ventos tem sido uma constante em Palma de Mallorca, local das disputas do 45º Trofeo S.A.R. Princesa Sofia, válido como etapa da Copa do Mundo de Vela. Após dois dias de competições em condições desfavoráveis, nesta quarta-feira (02), nem uma leve brisa soprou na cidade de espanhola e a comissão de regatas cancelou as regatas de Laser Standart e Laser Radial.

Com isso, o início da fase final foi adiado para quinta-feira (03) com a presença de três atletas do Iate Clube de Santa Catarina – Veleiros da Ilha: Maria Cristina Boabaid (Laser Radial) e Bruno Fontes e Matheus Dellagnelo (Laser Standard).

Maria Cristina é a catarinense que aparece melhor posicionada na briga por uma das 10 vagas na Medal Race. A jovem atleta ocupa a 13ª posição após o quarto lugar obtido na última regata disputada em Palma. Já Matheus e Bruno ocupam posições intermediárias, mas ambos vem com resultados expressivos em algumas regatas, o que pode fazer a diferença na hora de disputar uma posição na regata decisiva. Para essa quinta-feira, estão previstas as disputas de duas até três regatas, caso o vento acerte e ofereça condições favoráveis para os velejadores.

Com informações de Danilo Caboclo – Assessoria de Imprensa Iate Clube de Santa Catarina – Veleiros da Ilha

Robert Scheidt vai para a fase final do 45º Trofeo Princesa Sofia na liderança da classe Laser

01 de abril de 2014 0
Robert Scheidt assumiu a liderança. Foto Jesus Renedo

Robert Scheidt assumiu a liderança. Foto Jesus Renedo

O segundo dia de disputas do 45º Trofeo SAR Princesa Sofía começou com atraso para quase todas as classes, devido aos ventos fracos na baía de Palma de Mallorca. Após um início desgastante, com largada apenas às 16h (12h em Brasília) para a flotilha azul, Robert Scheidt superou o 10º lugar na primeira regata e venceu a segunda, para assumir a liderança da Laser, com 14 pontos perdidos. Logo atrás, com a mesma pontuação, está o sueco Emil Cedergardh.

Seguindo na flotilha azul, Scheidt enfrentou, nesta terça-feira, último dia da fase classificatória, adversários como o inglês Nick Thompson, quinto do ranking mundial da Laser, o australiano Matthew Wearn, nº 6 do mundo, e o sueco Emil Cedergardh, atual vice-líder da competição em Palma de Mallorca.

Foi um dia muito cansativo e longo. Voltamos para a terra só às 19h30min (15h30min de Brasília). O vento esteve entre 7 e 12 nós, muito rondado, por isso os resultados foram de altos e baixos para todos os velejadores — observou Scheidt, dono de 5 medalhas olímpicas (2 ouros, 2 pratas e 1 bronze) e 14 títulos mundiais, entre Laser e Star.

Amanhã começa a fase final, o que vai tornar a disputa ainda mais acirrada, entre os melhores do mundo na Laser. A previsão é de vento um pouco mais forte, e isso deve ajudar. Mas é preciso continuar chegando entre os dez primeiros em todas as regatas para entrar com boa pontuação na MedalRrace.

Classe mais numerosa no 45º Trofeo Princesa Sofía, a Laser foi dividida em três flotilhas – amarela, azul e vermelha – cada uma com 48 barcos. A partir desta quarta-feira (2), início da fase final, os barcos serão reagrupados em flotilha ouro, que segue na luta pelo pódio, e flotilha prata. Para a Laser, estão previstas mais seis regatas, duas por dia, a partir das 13 horas (9 hs de Brasília). No sábado (5), os dez primeiros colocados disputam a medal race, valendo pontos dobrados.

Além de Scheidt, que conta com os patrocínios do Banco do Brasil, Rolex e Deloitte, além dos apoios da Audi, do COB e da CBVela, outros três brasileiros estão na disputa do Trofeo SAR Princesa Sofía: Bruno Fontes é o 28º colocado, com 42 pontos perdidos; Matheus Dellagnelo é o 30º, com 44; e Alex Veeren ocupa a 76ª posição, com 85.

Classificação após cinco regatas e um descarte
Robert Scheidt (BRA) – 14 pontos perdidos (6+6+1+[10]+1)
2º Emil Cedergardh (SUE) – 14 pp (8+3+2+1+[16])
3º Ashley Brunning (AUS) – 15 pp ([16]+1+2+4+8)
4º Tonci Stipanovic (CRO) – 16 pp (1+3+4+[UFD]+8)
5º Kacper Zieminski (POL) – 18 pp ([14]+6+1+6+5)
6º Thomas Saunders (NZL) – 18 pp (7+[11]+6+3+2)
7º Giovanni Coccoluto (ITA) – 19 pp (2+3+[13]+4+10)
8º Sam Meech (NZL) – 20 pp ([14]+2+7+10+1)
9º Nicholas Heiner (HOL) – 22 pp (4+5+1+12+[15])
10º Philipp Buhl (ALE) – 23 pp (1+4+9+9+[15])

Por Juliana Leite – Local da Comunicação

Catarinenses começam bem no 45º Trofeo Princesa Sofia, em Palma de Mallorca

31 de março de 2014 0
Bruno Fontes. Foto Arquivo Pessoal.

Bruno Fontes. Foto Arquivo Pessoal.

Os velejadores do Iate Clube de Santa Catarina – Veleiros da Ilha começaram muito bem as disputas na Copa do Mundo de Vela, disputada nesta semana em Palma de Mallorca, na Espanha. O Estado conta com quatro representantes na competição e três deles foram muito bem nesta segunda-feira (31).

Na Laser Standard, Matheus Dellagnelo e Bruno Fontes tiveram bons resultados e aparecem entre os primeiros após três regatas. Já no Feminino, a jovem atleta Maria Carolina Boabaid mostrou todo seu talento e aparece na zona de classificação para a fase final após duas regatas, disputadas em condições de vento fraco.

O melhor catarinense neste primeiro dia foi Matheus. Campeão Brasileiro e vice-campeão Sul-americano, Dellagnelo abriu o dia com um 4º e um 5º lugares, descartando um 15º. Com os resultados, o velejador aparece em 15º na classificação geral dentre mais de 144 competidores.

- Primeiro dia foi bom apesar do vento fraco. Estava bem rápido e consegui velejar bem. Errei um pouco na terceira regata, mas no geral gostei – enfatizou Matheus.

Mais experiente da delegação, Bruno Fontes começou o dia com um 11º lugar, mas acertou sua melhor condição de velejo aos fracos ventos em Palma e conseguiu cravar um segundo lugar, subindo para 18º no geral. Os dois atletas estão na zona de classificação para a fase final da competição, aparecendo entre os 20 primeiros.

É importante ressaltar que neste começo a diferença entre os ponteiros da competição é muito pequena, então as chances dos dois atletas figurarem entre os líderes já nesta terça-feira é grande. Alex Veeren completou a equipe catarinense em Palma na Laser Standard fechando o primeiro dia na 53ª colocação no geral, após somar um 8º e 22º nas duas melhores performances do dia.

Maria Carolina Boabaid

Campeã Brasileira Sub-21, Maria Carolina Boabaid mostrou que está bem adaptada as condições de Palma e velejou como uma veterana ao lado das melhores competidoras do mundo. Acompanhada por seu treinador Bruno di Bernardi, também do Iate Clube de Santa Catarina, a jovem atleta fez um 8º e um 10º lugares nas duas regatas, terminando o primeiro dia na 20ª posição geral, entre as quase cem competidoras. Com os resultados, Maria Carolina aparece com ótimas chances de ingressar na fase final da competição. A previsão para essa terça-feira (01) é de uma possível melhora nas condições do vento em Palma de Mallorca.

Por Danilo Caboclo – Assessoria de Imprensa Iate Clube de Santa Catarina – Veleiros da Ilha

Vela brasileira encerra participação nos Jogos Sul-Americanos com dois ouros, uma prata e dois bronzes

17 de março de 2014 0
Equipe do J/24 ficou com o ouro. Foto Bernardita Grez

Equipe do J/24 ficou com o ouro. Foto Bernardita Grez

O último dia de regatas dos Jogos Sul-Americanos foi de festa para os velejadores brasileiros. O vento mais uma vez não apareceu e, por isso, as regatas foram canceladas. Com isso foram mantidos os resultados deste domingo, com dois ouros, uma prata e dois bronzes.

Na classe Snipe, os gaúchos Alexandre Paradeda e Gabriel Kieling tiveram uma semana perfeita e nem precisariam velejar hoje. Os dois, que são os atuais campeões brasileiros, conquistaram o ouro e estavam na torcida pelos colegas de equipe.

A gente chegou bem preparado, principalmente depois do Brasileiro, que foi disputado em fevereiro, então não tivemos muita dificuldade. A ideia hoje era aproveitar o dia para torcer para os outros velejadores, mas como não teve regata, vamos aproveitar o resto do dia para comemorar muito — disse o proeiro Gabriel.

Na J/24, a equipe comandada por Samuel Albrecht também conquistou o ouro. Eles estavam com apenas três pontos de vantagem sobre os segundos colocados e ficaram surpresos com o resultado.

Tínhamos como objetivo subir no pódio, mas não estávamos esperando ganhar o ouro. Sabíamos do nosso potencial por conta da vitória no Brasileiro, mas ainda assim ficamos surpresos. Nossa equipe está de parabéns! Queria agradecer também todo o apoio que tivemos da equipe brasileira durante esta semana. Não nos faltou nada e nossa única preocupação era entrar na água e dar o nosso melhor — disse Samuel.

Matheus ficou com a prata. Foto Bernardita Grez

Matheus ficou com a prata. Foto Bernardita Grez

Estiveram ao lado dele ainda Geórgia Rodrigues, Alex Saldanha e Frederico Sidou. Na Laser Standard, o catarinense Matheus Dellagnelo também já estava com a medalha de prata na mão.

Já estava com a medalha garantida, não tinha como mudar. Fiquei feliz com o resultado da semana — disse ele.

Na Laser Radial, a niteroiense Fernanda Decnop saiu com o bronze, mas com gostinho de quero mais.

Ontem em especial, larguei muito mal e acabei capotando no primeiro popa, aí perdi a chance de brigar pelo ouro. Mas esta foi uma semana de muito aprendizado e de conhecimento das adversárias que estarão nas Olimpíadas. Agora é focar os treinos nos pontos que foram ruins aqui no Chile, principalmente no controle do barco em condições extremas — disse ela, que deve intensificar os treinos em Búzios, onde venta bastante e tem muita onda.

João e Maria Hackrott e John Benett. Foto Bernardita Grez

João e Maria Hackerott e John Bennet. Foto Bernardita Grez

Na Lightining, o time comandado por João Hackerott ficou feliz com o bronze, mas queria mais.

Foi ruim não ter regata, pois queríamos tentar a prata, mas ainda assim estamos felizes com o resultado — disse Maria Hackerott, irmã de João e proeira da equipe. John Bennet completa o time.

Os velejadores brasileiros estão nos Jogos Sul-Americanos com o apoio do COB. A CBvela tem patrocínio do Bradesco.

Resultado final dos Jogos Sul-Americanos:

Snipe:
1º Alexandre Paradeda/Gabriel Kieling BRA
2º Luis Soubie ARG
3º Augusto Amato ARG

J24:
1º Samuel Albrecht BRA
2º Francisco van Armaete ARG
3º Vernon Robert CHI

Laser Standard:
1º Julio Alsogaray ARG
2º Matheus Delagnelo BRA
3º Matias del Solar CHI

Laser Radial:
1ª Cecilia Carranza ARG
2ª Lucia Falasca ARG
3ª Fernanda Demetrio BRA

Lightning:
1º Alberto Gonzalez CHI
2º Felipe Robles CHI
3º Joao Hackerott BRA

Sunfish:
1º Francisco Renna ARG
2º Jonathan Martinetti ECU
3º Alexander Zimmermann PER

Velejador catarinense Matheus Dellagnelo conquista prata na classe Laser nos Jogos Sul-Americanos

17 de março de 2014 0
Matheus ficou com a prata em Viña del Mar. Foto Sail Station.

Matheus ficou com a prata em Viña del Mar. Foto Sail Station.

O velejador Matheus Dellagnelo, do Iate Clube de Santa Catarina, conquistou nesta segunda-feira (17) a medalha de prata nos Jogos Sul-Americanos, disputados em Viña del Mar, no Chile. A medalha foi conquistada pelo brasileiro após uma campanha consistente durante os seis dias de regatas. Nos cinco primeiros dias, Matheus velejou de forma técnica e soube conduzir o Laser em diversos tipos de condição de vento. A semana começou com ventos fracos e muito frio, mas aos poucos a intensidade foi aumentando.

- O vento aumentou bastante nos últimos dias com as condições chegando a mais de 25 nós nas últimas regatas (aproximadamente 45km/h) – revela Matheus, que descartou um quinto lugar e teve com pior resultado na sequencia um terceiro.

Mantendo-se sempre entre os líderes em todas as regatas, Matheus chegou nesta segunda-feira com a medalha praticamente assegurada e encerrou a competição com a prata. O título ficou com o agentino Julio Alsogaray.

Ano consistente

A temporada 2014 tem sido marcante para o atleta do Iate Clube de Santa Catarina. No começo do ano, Matheus conquistou o vice-campeonato da Copa Brasil de Vela, ficando atrás apenas do bicampeão olímpico Robert Scheidt. Na semana seguinte, o catarinense conquistou o título do Campeonato Brasileiro, em Pernambuco.

Com o título conquistado no Nordeste, o catarinense garantiu a vaga para compor a equipe brasileira que viajou para os Jogos Sul-Americanos. Campeão Pan-Americano de Sunfish, Matheus provou que está muito bem no Laser. Agora, o catarinense concentra suas atenções nas etapas da Copa da Mundo de Vela. Os próximos compromissos do velejador do Iate Clube de Santa Catarina acontecem em Mallorca (ESP) e Hyéres (França), nos meses de março e abril.

Com informações de Danilo Caboclo – Assessoria de Imprensa Iate Clube de Santa Catarina – Veleiros da Ilha

Vela brasileira chega ao último dia dos Jogos Sul-Americano com três medalhas garantidas

17 de março de 2014 0
Paradeda e Gabriel garantiram o ouro. Foto Bernardita Grez

Paradeda e Gabriel garantiram o ouro. Foto Bernardita Grez

O Brasil chega ao último dia de regatas dos Jogos Sul-Americanos com três medalhas garantidas e na briga por mais uma. Na classe Snipe, Alexandre Paradeda e Gabriel Kieling ainda têm mais duas regatas pela frente e só precisam administrar a grande vantagem que têm sobre os segundos colocados.

Na Laser Standard, Matheus Dellagnelo teve mais um dia bom e garantiu a prata, só precisando completar a única regata prevista para esta segunda. Na J/24, a equipe comandada por Samuel Albrecht também já garantiu a prata, mas ainda pode conquistar o ouro na última regata da série. Na Lightining, a equipe comandada por João Hackerott está em terceiro, a três pontos do segundo colocado, tendo ainda mais duas regatas para o fim da competição.

O domingo em Viña del Mar foi marcado por vento muito forte, que passou dos 25 nós (45 km/h) e causou o cancelamento da segunda regata das classes Snipe e Lightining, que será disputada nesta segunda. As classes Laser Standard e Radial, Sunfish e J/24 tiveram duas regatas e, por isso, os velejadores terão apenas mais uma regata para completar a série.

Mateus tenta garantir a prata nesta segunda-feira. Foto Bernardita Grez

Matheus tenta garantir a prata nesta segunda-feira. Foto Bernardita Grez

Com a medalha de prata garantida em sua segunda participação na competição, o catarinense Matheus Dellagnelo volta para casa feliz e motivado para seguir em campanha para o Rio 2016.

- Hoje ventou muito, na primeira regata tivemos 18 nós (quase 33 km/h) e na segunda passou de 25. Tirei um terceiro e um segundo lugares e fiquei bastante contente com o meu desempenho.

O título da classe ficou com o experiente argentino Julio Alsogaray.

Também com a medalha de prata já garantida, Samuel Albrecht, Geórgia Rodrigues, Alex Saldanha e Frederico Sidou conseguiram administrar a vantagem sobre os argentinos comandados por Francisco Van Avermaete e reassumiram a liderança, com apenas três pontos de vantagem.

- Tivemos duas excelentes regatas hoje, com vento constante na casa dos 25 nós. Nas largadas conseguimos botar boa pressão nos argentinos e com isso forçamos eles a irem para linha um pouco cedo e conseguimos ter um pouco mais de tranquilidade para fazermos a nossa largada. Diferente de ontem, conseguimos aproveitar melhor as oportunidades. Com boa velocidade e manobras os resultados melhoraram e conquistamos um primeiro e um segundo lugares. A prata já temos garantida agora é brigar pelo ouro! – disse Samuel.

Os paulistas da classe Lightining, comandados por João Hackerott fizeram a regata quase perfeita, só perdendo o primeiro lugar na linha de chegada para os chilenos comandados por Tito Gonzales, atual campeão mundial.

- Amanhã nós vamos para cima do Felipe Robles, que está em segundo. Temos duas regatas para tentar recuperar os três pontos que eles têm de vantagem sobrem nós – diz Maria Hackerott, a proeira da equipe.

Os velejadores brasileiros estão nos Jogos Sul-Americanos com o apoio do COB. A CBvela tem patrocínio do Bradesco.

Por Mariana Peccicacco – PecciCom