Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "Ricardo dos Santos"

Ricardo dos Santos e Bruno Santos disputam o Rip Curl Cup Padang Padang, na Indonésia

04 de julho de 2014 0
Bruno Santos. Foto Cinthia Paranhos.

Bruno Santos. Foto Cinthia Paranhos.

O catarinense Ricardo dos Santos e o carioca Bruno Santos são os dois representantes brasileiros no Rip Curl Cup Padang Padang, principal campeonato de tubos do mundo chega à sua 11ª edição e tem sua janela aberta a partir de sábado (5), com a tradicional cerimônia de abertura, com a daça Kecak.

A dupla terá pela frente alguns dos melhores tuberiders do mundo, como Jamie O’Brien, Chis Ward, Kekoa Bacalso, Taylor Knox e Tom Curren. Neste ano, uma das novidades é a presença da surfista havaiana Bethany Hamilton, conhecida por sua história de superação, depois de ter seu braço devorado por um tubarão. Desta vez, o evento terá 24 e não mais 32 competidores, sendo 12 convidados internacionais e 12 destaques locais, como Rizal Tanjung e Bol Adi Putra, bicampeão em 2004 e 2005.

Os atletas entrarão no mar em baterias homem x homem, garantindo mais emoção às disputas nos poderosos “canudos”. A competição será realizada num único dia, que apresentar as condições perfeitas. Assim como no ano passado, a Rip Curl garantirá aos fãs de surf a transmissão ao vivo pela internet, no www.live.ripcurl.com, e também pode ser acompanhado em smartphones, com o Rip Curl Live Events App.

Cerimônia de abertura do Rip Curl Cup Padang Padang. Foto Mick Curley

Cerimônia de abertura do Rip Curl Cup Padang Padang. Foto Mick Curley

Vencedor da etapa do WCT nos tubos de Teahupoo, no Taiti, Bruninho já tem experiência na competição balinesa e sabe muito bem como enfrenta-la.

Esse é o quarto ano que eu sou convidado. No ano que tiveram as melhores ondas, fiz uma primeira bateria incrível, com umas cinco notas acima dos nove pontos, mas acabei perdendo na segunda fase, em uma bateria contra três dos maiores locais. Entre eles o Rizal e o Made — conta.

Mas só o surfe que eu fiz na primeira bateria já valeu. Meia hora em um Padang clássico, com só quatro surfistas na água. Foi incrível. Esse ano eu estou com muita vontade de vencer. Conheço bem a onda, já competi algmas vezes ali e é das ondas que mais gosto e a única que ainda não tive um bom resultado. Então, estou bem focado e torcendo para rolar no começo da janela, para ter tempo de competir também a triagem do WCT no Taiti — afirma.

A revelação australiana Jacob Wilcox é um dos nomes do evento, Foto Mick Curley

A revelação australiana Jacob Wilcox é um dos nomes do evento, Foto Mick Curley

Como o slogan do evento destaca: “It’s on when it’s on”. Agora é esperar para conferir o show de surfe nos poderosos tubos da praia de Padang Padang.

Assista ao teaser do evento

Meda Semadhi é um dos locais. Foto Mick Curley

Meda Semadhi é um dos locais. Foto Mick Curley

Koki é outro surfista local convidado. Foto Mick Curley

Koki é outro surfista local convidado. Foto Mick Curley

Padang Padang. Foto Jason Reposar

Padang Padang. Foto Jason Reposar

Bruno Santos sabe o caminho. Foto Tim Jones.

Bruno Santos sabe o caminho. Foto Tim Jones.

Foto Nate Lawrence

Foto Nate Lawrence

Tom Curren é o destaque do 3º Madeirite Trópico

31 de março de 2014 0
Tom e seu estilo inconfundível. Foto Harleyson Almeida

Tom e seu estilo inconfundível. Foto Harleyson Almeida

Mais de duas mil pessoas prestigiaram o maior evento de resgate da história do surfe gaúcho. O 3º Madeirite Trópico movimentou o final de semana (29 e 30/03), na Praia da Guarita, em Torres. Muitos foram ver a lenda do esporte no mundo, o tricampeão mundial Tom Curren, mas a maioria estava lá para curtir um momento de revelação de novos talentos, de celebração da amizade e, principalmente, de homenagem ao surfe.

A beira da praia teve no mesmo final de semana o idolo maior do esporte, Tom Curren, os super vencedores Rodrigo Pedra Dornelles, Neco Padaratz, os jovens valores Gustavo Borges, Ricardo dos Santos e Vitor Bernardo, e ainda grandes sufistas do passado e hoje empresários de sucesso, como Andre Johannpeter e Dado Bier. Curren, sucinto, elogiou a organização.

O lugar é lindo e estou muito contente de fazer parte desta festa do esporte — disse.

Curren tomando um mate. Foto Harleyson Almeida

Curren tomando um mate. Foto Harleyson Almeida

Um dos organizadores do evento, Gustavo Schifino, se emociona ao falar da ação.

Esse é o maior encontro de gerações do surfe brasileiro e o resgate das raízes do esporte no país — comentou.

O evento teve como o patrono o primeiro surfista dos mares gaúchos, Jorge Gerdau, e homenageou o primeiro shaper do Brasil, Oscar Martins de Lima, a vencedora do Olimpikus 1984 e do OP Pro em 1985, Tanira Damasceno, o surfista histórico do Rio Grande do Sul, Alexandre Bayma Menezes, a prefeita de Torres, Nilvia Pereira, e o fundador da Federação Gaúcha de Surfe e skate, Marco Antonio Colares.

Confraternização total do surfe gaúcho.Foto Harleyson Almeida

Confraternização total do surfe gaúcho.Foto Harleyson Almeida

Gustavo Borges em ação. Foto Harleyson Almeida

Gustavo Borges em ação. Foto Harleyson Almeida

O Madeirite valoriza todos os surfistas, mas dá destaque especial para a categoria Anos 60. Essa é a única na qual não houve limite de vagas.

— Eles são nossas estrelas e é graças ao pioneirismo deles que hoje temos um evento como esse — disse Giovanni Mancuso, um dos organizadores do evento.

Nessa categoria estavam presentes, entre outros, o prefeito de Guaíba, Henrique Tavares, e o senhor Luiz Martins de Lima, irmão caçula do primeiro shaper da história do Brasil.

Guga Schifino e Tom Curren devidamente credenciado. Foto Harleyson Almeida

Guga Schifino e Tom Curren devidamente credenciado. Foto Harleyson Almeida

Confira os vencedores de cada categoria:

Taça Trópico: Rodrigo “Pedra” Dornelles
Anos 70: Paulo Sefton
Anos 80: Roberto “Caverna” Wolf
Pais e Filhos: Romulo Costa e Família
Sementes 12 anos: Caique Garcia
Sementes 9 anos: Maria Emanuele

Praia da Guarita recebeu grande público. Foto Harleyson Almeida

Praia da Guarita recebeu grande público. Foto Harleyson Almeida

Paulinho Sefton saiu de Imbituba para prestigiar o evento. Foto Harleyson Almeida.

Paulinho Sefton saiu de Imbituba para prestigiar o evento. Foto Harleyson Almeida.

Família Bins. Foto Harleyson Almeida

Família Bins. Foto Harleyson Almeida

Foto Harleyson Almeida

Foto Harleyson Almeida

Pedra, Guga, Neco e Giovanni Mancuso. Foto Harleyson Almeida

Pedra, Guga, Neco e Giovanni Mancuso. Foto Harleyson Almeida

Dado Bier. Foto Harleyson Almeida

Dado Bier. Foto Harleyson Almeida

Com informações de Alexandre Paz

Baianos são destaque na abertura do De Lucca AST Pro/Am, etapa inaugural do circuito brasileiro de surfe, em Torres

13 de março de 2014 0
Pericles Dimitri avançou na primeira fase. Foto Harleyson Almeida

Pericles Dimitri avançou na primeira fase. Foto Harleyson Almeida

O De Lucca AST Pro/Am de Surf 2014, começou nesta quinta-feira com a realização das 16 baterias da primeira fase e oito da segunda fase da categoria profissional na Prainha, em Torres. O evento reúne alguns dos melhores surfistas profissionais do país que buscam R$ 20 mil e 1.000 pontos no ranking da Associação Brasileira dos Surfistas Profissionais (Abrasp). Já para os amadores a premiação é avaliada em R$ 25 mil em kits e produtos das marcas envolvidas na iniciativa.

Neste primeiro dia de competição, com ondas de meio metro, destaque para as vitórias dos tops brasileiros baianos Franklin Serpa, Bruno Gallini e Rudá Carvalho, que venceram suas baterias com os maiores somatórios (13 ou mais pontos). Campeão da primeira etapa do circuito amador, o gaúcho Josias Pedrinha não passou pela estreia na última bateria da primeira fase, atrás dos também gaúchos Iuri Silva e Peterson Marchese.

Ricardinho avançou duas baterias no primeiro dia. Foto Harleyson Almeida

Ricardinho avançou duas baterias no primeiro dia. Foto Harleyson Almeida

Quem também deu adeus à competição foi o catarinense Neco Padaratz, em terceiro lugar na sua bateria de estreia, atrás do gaúcho Daison Pereira e do catarinense Ricardo dos Santos. Além de Daison, Gustavo Bertotto é outro gaúcho já classificado para a terceira fase. Nesta sexta-feira a competição recomeça às 9h. Para acompanhar ao vivo acesse o link do site Surfpro.

A apresentação é da Dado Bier, com o patrocínio da Fundergs e Governo do Estado, Prefeitura Municipal de Torres, Index Krown e Construtora Monte Bello. O apoio ficou por conta da Billabong, Free Surf, South to south, Da Hui, Sea Life, Barth, Be Happy, WebSul Telecom, Two Dogs, Pré-requisito, Banana Wax, Cia Wax, Shaper Fins, FCS, Teccel, Restaurante Cantinho do Pescador, ULBRA Torres, Hotel Bauer e Borá-Borá. A realização é da Associação dos Surfistas de Torres (AST), com a supervisão da Federação Gaúcha de Surf (FGSurf) e Associação Brasileira de Surf Profissional (Abrasp).

Marcelo Trekinho passou pela estreia na Prainha. Foto Harleyson Almeida

Marcelo Trekinho passou pela estreia na Prainha. Foto Harleyson Almeida

De Lucca AST Pro/Am
Round #1 Profissional (3º=65º, 160pts/4º=81º, 128pts)
B1 – 1º Willian Oliveira PR 13.00 2º Bruno Carneiro RS 9.50 3º Stefano Calaj SC 5.25
B2 – 1º Pericles Dimitri PR 12.05 2º Ricardo dos Santos SC 10.25 3º Luiz Escopelli RS 7.05 4º João Marcos PR 6.70
B3 – 1º Alan Saulo PB 12.75 2º Carlos Reynaud SC 6.50 3º Raul Junior RS 3.50
B4 – 1º Beto Mariano SC 12.25 2º Thales Marx SC 8.80 3º Gustavo Borges RS 5.90
B5 – 1º Ricardo Kjellim RS 9.10 2º Ygor Arakaki SC 8.60 3º Ipojuca Chaves RS 6.25
B6 – 1º Andre Moi SC 10.25 2º Rodrigo Wazlawick SC 6.60 3º Mauricio Arpini RS 6.40
B7 – 1º Alex Lima SC 10.75 2º Amilton Alves SC 8.80 3º Julio Terres SC 7.55
B8 – 1º Odarci Nonato SP 12.25 2º Vinicius Fornari RS 9.00 3º Jeferson Comaru RS 6.55
B9 – 1º Daniel Pinto RS 7.85 2º Luy Arman RS 6.35 3º Pedro Mendes SC 5.15
B10- 1º Rafael Teixeira ES 11.50 2º Wyll Jacobi SC 7.25 3º Junior Vargas RS 5.20
B11- 1º Gustavo Schlickmann SC 10.90 2º Alon Campestrini SC 9.60 3º Kaian Bernardo RS 7.10
B12 – 1º Bruno Moraes SC 9.60 2º Carlos Santos SC 7.10 3º Giovani da Silva RS 5.10
B13 – 1º Felipe Kita Martins RS 10.40 2º Carlos Henrique SC 8.60 3º Yan Daberkow SC 7.00
B14 – 1º Tiago Braga RS 11.25 2º Andre Luiz SC 9.40 3º Robson Pinheiro RS 8.50 4º Bruno Lopes RS 7.95
B15 – 1º Marcelo Trekinho RJ 11.75 2º Alan Marcos SC 8.80 3º Pedro David SC 6.50
B16 – 1º Iuri Silva RS 9.70 2º Peterson Marchese RS 9.50 3º Josias Pedrinha RS 8.65

Tiago Braga. Foto Harleyson Almeida

Tiago Braga. Foto Harleyson Almeida

Round 2 (3º=33º, 320pts/4º=49º, 240pts)
B1 – 1º Daison Pereira RS 10.80 2º Ricardo dos Santos SC 10.55 3º Neco Padaratz SC 10.25 4º Willian Oliveira PR 8.25
B2 – 1º Ruda Carvalho BA 13.00 2º Pericles Dimitri PR 11.15 3º Diego Rosa SC 8.25 4º Bruno Carneiro RS 7.50
B3 – 1º Gustavo Bertotto RS 9.50 2º Alan Saulo PB 8.65 3º Leandro Cruz SP 6.00 4º Thales Marx SC 5.10
B4 – 1º Luan Carvalho SP 11.50 2º Beto Mariano SC 8.45 3º Emerson Peres RS 7.50 4º Carlos Reynaud SC 5.40
B5 – 1º Gabriel Farias PE 14.50 2º Rodrigo Wazlawick SC 8.05 3º Renan Borba RS 7.00 4º Ricardo Kjellim RS 6.25
B6 – 1º Franklin Serpa BA 13.80 2º Marco Fernandez BA 12.70 3º Andre Moi SC 9.65 4º Ygor Arakaki SC 7.50
B7 – 1º Bruno Galini BA 13.65 2º Pablo Paulino CE 9.25 3º Vinicius Fornari RS 8.90 4º Alex Lima SC 8.75
B8 – 1º Italo Ferreira RN 12.40 2º Lyssandro Leandro ES 10.50 3º Odarci Nonato SP 8.45 4º Amilton Alves SC 7.70

Odacir Nonato. Foto Harleyson Almeida

Odacir Nonato acabou eliminado na segunda fase. Foto Harleyson Almeida

Andre Mói. Foto Harleyson Almeida

Catarinense Andre Mói também parou na terceira fase. Foto Harleyson Almeida

Alan Saulo avançou também. Foto Harleyson Almeida.

Alan Saulo avançou também. Foto Harleyson Almeida.

Alex Lima foi eliminado na estreia. Foto Harleyson Almeida

Alex Lima foi eliminado na segunda fase. Foto Harleyson Almeida

Alon Campestrini achou uma rampinha para voar. Foto Harleyson Almeida

Alon Campestrini achou uma rampinha para voar. Foto Harleyson Almeida

 

Com informações de Gabriel de Mello – Assessoria de Comunicação da Federação Gaúcha de Surf e AST

Ricardo dos Santos treina no quintal de casa, a Guarda do Embaú

12 de março de 2014 0

bread n’ mayo from DonaJorda on Vimeo.

Entre idas e vindas para o Havaí, o surfista profissional Ricardo dos Santos treinou no quintal da sua casa, nas famosas esquerdas da Guarda do Embaú, Santa Catarina. Imagens e edição são de Bruno Zanin.

Ricardo dos Santos é capa da edição de fevereiro da Revista Surfar

07 de fevereiro de 2014 0
Ricardinho em P-Pass. Foto Henrique Pinguim. Reprodução Capa Revista Surfar

Ricardinho em P-Pass. Foto Henrique Pinguim. Reprodução Capa Revista Surfar

Comandada pelo ex-surfista profissional José Roberto Anibal, a Revista Surfar chega às bancas neste mês de fevereiro confrontando as ondas do Havaí com as direitas de P-Pass, nas Ilhas Carolinas, no Oceano Pacífico. A comparação se fez necessária já que muitos big riders aproveitaram a estada no arquipélago havaiano para uma trip para a direitas tubulares localizada no conjunto de ilhas chamado de Micronésia.

O catarinense Ricardo dos Santos e o carioca radicado em Floripa Lucas Silveira fizeram a viagem e não se arrependeram, aparecendo inclusive em vídeos gringos.  De lambuja, Ricardinho estampou a capa da edição da revista, que também promove o prêmio Brasil-Hawaii com o que de melhor rolou na temporada havaiana. A foto é de Henrique Pinguim. O surfista da Guarda do Embaú comemorou mais uma capa :

- É com muita felicidade que divulgo a capa de fevereiro da @revista_surfar. Foi uma trip brutal onde safamos ondas de verdade durante 3 dias em P-Pass. Muito obrigado galera da revista pela honra de ser capa novamente. Essa capa simboliza o meu reencontro com os grandes feitos. Yewww 

Parabéns Ricardinho! Mais uma!

Episódio 5 - Prêmio Oakley Brasil Hawaii de Surf

21 de janeiro de 2014 0

Ep 5 Premio Brasil Hawaii from SurfarTV on Vimeo.

Chegou o quinto episódio do Prêmio Oakley Brasil Hawaii, oferecido pela revista Surfar em parceria com o Canal Woohoo. Neste episódio, tudo que rolou em janeiro, com participação dos surfistas Felipe Cesarano, Carlos Burle, Ricardo dos Santos, Diego Santos, Diego Silva, Lucas Silveira, Yago Dora, Adriano de Souza, Victor Bernardo, entre outros.

Assista ao episódio 4
Assista ao episódio 3

Ricardo dos Santos e Felipe Gordo Cesarano encaram as direitas tubulares de P-Pass

20 de janeiro de 2014 0

Straight Forward: P-Pass from What Youth on Vimeo.

O catarinense Ricardo dos Santos e o carioca Felipe Gordo Cesarano não pensaram duas vezes e se mandaram para P-Pass, no meio do Pacífico, quando uma boa ondulação foi prevista para atingir o arquipélago da Micronésia. O pico ficou cheio de tuberiders que também estavam no Hawaii e deram uma fugida do crowd para pegar direitas perfeitas. Alex Gray, Dave Wassel, Koa Smith, Alex Smith e Luke Davis dividiram as ondas com os brasucas no vídeo Straight Forward, com imagens de Mike Nulty e edição de Troy Eckert. A trilha sonora é “La Isla Bonita”, com Jonathan Wilson.

Gabriel Medina garante o show na abertura do Billabong Pipeline Masters 2013

09 de dezembro de 2013 0
Medina abrindo os braços para a galera. Foto ASP/Kirstin

Medina abrindo os braços para a galera. Foto ASP/Kirstin

Com um sólido swel de seis a oito pés, o Billabong Pipe Masters teve início neste domingo, no Havaí. Diante do vento fraco e das boas condições oferecidas pela ondulação de norte que encostou em Banzai Pipeline, a direção de prova optou pelo formato de duas baterias na água e conseguiu realizar as duas primeiras rodadas da competição.

Sete dos oito brasileiros caíram na água, com destaque para Gabriel Medina, que pegou dois tubos incríveis e no melhor deles recebeu 9,67, com o outro valendo nota 8,00. Depois, o fenômeno saiu de outro tubo profundo e mandou um aéreo alley-oop full-rotation sem as mãos na prancha muito alto que arrancou nota 9,00 dos juízes

- Acho que tive um pouco de sorte – minimizou o fenômeno Gabriel Medina.

- Eu consegui três tubos realmente muito bons e ainda fiz aquele aéreo no final, então foi uma boa bateria e fico feliz por isso. Eu fiquei vendo os caras sempre conseguindo grandes ondas no Backdoor, mas acabei encontrando essas esquerdas em Pipeline muito boas para vencer. Foi legal competir contra o Bruce (Irons), que eu sempre assisti surfar e para mim foi como um sonho se tornando realidade – disse Medina.

O irmão do tricampeão mundial Andy Irons havia superado o carioca Raoni Monteiro, uma das baixas brasileiras do dia, logo na primeira fase.

Alejo tirou a terceira melhor nota do dia. Foto ASP/Cestari

Alejo tirou a terceira melhor nota do dia. Foto ASP/Cestari

O primeiro brasuca a cair na água foi o catarinense Alejo Muniz, que mostrou um go for it com direito a um tubo em backdoor que levou 9.33 dos juízes na estreia diante do havaiano Marcus Hickman. Já na segunda fase, Alejo viu o amigo Miguel Pupo abrir a bateria com um bom tubo e ficar bem perto da qualificação para o WCT em 2014. Outro catarinense, Ricardo dos Santos, convidado do evento, não conseguiu achar os tubos e foi batido pelo americano Tanner Gudauskas.

Já o potiguar Jadson André também avançou no primeiro round, mas caiu diante do australiano Bede Durbidge na segunda fase. Outra baixa prematura veio com Filipe Toledo, que cometeu interferência nos minutos iniciais da bateria e foi eliminado pelo havaiano Kaimana Jaquias. Foi a segunda vitória do havaiano no evento que, na primeira fase, viu seu adversário, o australiano Kieren Perrow, sair da água mais cedo após deslocar o ombro.

Outro destaque do dia foi a atuação do havaiano Sebastian Ziets, atual campeão da Tríplice Coroa Havaiana,que marcou o primeiro 10 da competição para superar o australiano Ryan Callinan.

Jadson André encarando backdoor. Foto ASP/Cestari

Jadson André encarando backdoor. Foto ASP/Cestari

Agora, na terceira fase, entram os cabeças de chave e Adriano de Souza fará sua estreia justamente contra Sebastian Zietz, que entra na briga da Tríplice Coroa como representante local após a eliminação de Ezekiel Lau. Miguel Pupo tem que superar o australiano Josh Kerr, enquanto Medina vai fazer um duelo com Jonh John Florence. Na disputa pelo título mundial, Slater encara o embalado aussie Mitch Crews, e Fanning tem pela frente a tradição e o ímpeto de Kaimana Jaquias
Resultados do dia – Billabong Pipe Masters 2013
Round 1 (2º=37º lugar, 500 pts/U$8 mil)
H1 – Patrick GudauskasUSA 13.66 a 12.83 Ezekiel Lau HAV
H2 – Damien Hobgood USA 11.27 a 6.66 Joel Centeio HAV
H3 – Alejo Muniz BRA 16.00 a 11.67 Marcus Hickman HAV
H4 – Kaimana Jaquias HAV 16.16 a 12.84 Kieren Perrow AUS
H5 – Yadin Nicol AUS 14.83 a 11.44 Kahea Hart HAV
H6 – Bruce Irons HAV 9.24 a 7.00 Raoni Monteiro BRA
H7 – Dusty Payne HAV 13.73 a 12.84 Reef McIntosh HAV
H8 – Jadson Andre BRA 9.30 a 8.17 Olamana Eleogram HAV
H9 – Mitch Crews AUS 9.40 a 7.73 Shane Dorian HAV
H10- Granger Larsen HAV 13.50 a 7.66 Kalani Chapman HAV
H11- Tanner Gudauskas USA 12.17 a 5.67 Ricardo Dos Santos BRA
H12- Ryan Callinan AUS 17.76 a 9.77 Dane Reynolds USA

Round 2 (2º=25 lugar, 500Pts, U$8 mil)
H1- Kaiamana Jaquias HAV 15.67 a 11.30 Filipe Toledo BRA
H2- Gabriel Medina BRA 18.67 a 11.87 Bruce Irons HAV
H3- Sebastian Zietz HAV 17.83 a 6.06 Ryan Callinan AUS
H4- Jeremy Flores FRA 17.20 a 13.43 Tanner Gudauskas USA
H5- Fredrick Patacchia HAV 13.16 a 6.30 Granger Larsen HAV
H6- Mitch Crews AUS 14.50 a 10.66 Matt Wilkinson AUS
H7- Bede Durbidge AUS 14.17 a 9.04 Jadson Andre BRA
H8- Dusty Payne HAV 9.00 a 7.24 Brett Simpson USA
H9- Yadin Nicol 7.34 a 4.40 Travis Logie AFS
H10- Miguel Pupo BRA 9.70 a 4.27 Alejo Muniz BRA
H11- Adam Melling AUS 14.56 a 4.07 Damien Hobgood EUA
H12- Patrick Gudauskas 10.44 a 8.93 Kolohe Andino EUA

Baterias formadas do Round 3
H1- Taj Burrow (AUS) x Yadin Nicol (AUS)
H2- C.J. Hobgood (EUA) x Fred Patacchia (HAV)
H3- Julian Wilson (AUS) x Patrick Gudauskas (EUA)
H4- Nat Young (EUA) x Bede Durbidge (AUS)
H5- John John Florence (HAV x Gabriel Medina (BRA)
H6- Mick Fanning (AUS) x Kaimana Jacquias (HAV)
H7- Josh Kerr (AUS) x Miguel Pupo (BRA)
H8- Adriano de Souza (BRA) x Sebastian Zietz (HAV)
H9- Kelly Slater (EUA) x Mitch Crews (AUS)
H10- Kai Otton (AUS) x Adam Melling (AUS)
H11- Michel Bourez (TAH) x Jeremy Flores (FRA)
H12- Joel Parkinson (AUS) x Dusty Payne (HAV)

Como foram definidos os convidados do Billabong Pipeline Masters 2013

06 de dezembro de 2013 0
Jadson André é a novidade brasuca em Pipe. Foto Daniel Smorigo

Jadson André é a novidade brasuca em Pipe. Foto Daniel Smorigo

Saiu a chave de baterias do Billabong Pipeline Masters 2013 e por ser realizado no Havaí, e formar a Tríplice Coroa Havaiana, o campeonato é realizado em um formato diferente dos demais da ASP World Tour 2013. Existe um acordo entre a ASP e os havaianos para permitir que os locais participem do evento como convidados já que o templo sagrado do esporte estará sendo “cedido” por quatro dias para realização do evento.

Ainda havia a expectativa sobre a presença do catarinense Willian Cardoso, que ficou na porta de entrada da elite com a eliminação prematura na Vans World Cup of Surfing, mas o surfista de Balneário Camboriú não conseguiu a vaga e não terá mais uma chance de pontuar para subir no ranking.

Atual terceiro alternate da ASP, substituto para de lesões ou ausências de surfistas da elite, Willian não entrou no evento mesmo com os cinco desfalques porque a entidade só garante duas vagas de substituto por evento e elas foram ocupadas pelos dois primeiros alternates, o americano Pat Gudauskas e o australiano Yadin Nicol. Na 33ª colocação do ranking, o catarinense terá que torcer para permanecer na atual condição de 1º alternate para 2014.

Jadson é a novidade

A surpresa foi a entrada do potiguar Jadson André, já garantido na elite em 2014. O potiguar levou o cartão verde pela melhor colocação no ranking da divisão de acesso, ao lado do australiano Mitch Crews, outra novidade na elite em 2014. Já o catarinense Ricardo dos Santos recebeu um dos convites do evento patrocinado pela Billabong.

Ricardinho foi convidado pelo evento. Foto ASP/Kirstin

Ricardinho foi convidado pelo evento. Foto ASP/Kirstin

A lista ainda é formada pelo oito melhores classificados no Volcom Pipe Pro, evento 4 estrelas da ASP realizado em Pipe, em março de 2013; pelo melhor havaiano no ranking; e por mais um concorrente ao título da Tríplice Coroa Havaiana, o americano Tanner Gudauskas, que vem logo atrás de Ezekiel Lau e Michel Bourez na briga pelo título de prestígio no surfe mundial. O havaiano Shane Dorian e o americano Dane Reynolds levaram outros dois wildcards. Confira abaixo quem está fora e quem está dentro, segundo o site Surfline.

Surfistas da elite que estão fora do Billabong Pipeline Masters:
Jordy Smith (AFS)
Adrian Buchan (AUS)
Tiago Pires (POT)
Glenn Hall (IRL)
Owen Wright (AUS

Wildcards
Shane Dorian (HAV)
Dane Reynolds (EUA)

Alternates da ASP que estão substituindo surfistas lesionados:
Pat Gudauskas (EUA)
Yadin Nicol – (AUS)

Alternates do Billabong Pipeline Masters que estão substituindo surfistas lesionados:
Ricardo Dos Santos (BRA)
Kalani Chapman (BRA)
Ryan Callinan (AUS)

Qualificados pelo WQS
Jadson Andre (BRA)
Mitch Crews (AUS)

Melhor havaiano no ASP World Ranking
Granger Larson

Concorrente a Tríplice Coroa Havaiana
Tanner Gudauskas (EUA)

Qualificados pelo Volcom Pipe Pro (realizado em Março de 2013)
Ola Eleogram (HAV)
Reef Mcintosh (HAV)
Bruce Irons (HAV)
Kahea Hart (HAV)
Kaimana Jacquias (HAV)
Marcus Hickman (HAV)
Joel Centeio (HAV)
Ezekiel Lau (HAV)

Catarinense Ricardo dos Santos vai disputar o Billabong Pipeline Masters 2013

03 de dezembro de 2013 0
Ricardinho, na edição 2012 do evento mais prestigiado do surfe mundial. Foto ASP/Kirstin

Ricardinho, na edição 2012 do evento mais prestigiado do surfe mundial. Foto ASP/Kirstin

O catarinense Ricardo dos Santos, especialista em tubos, é um dos convidados para a disputa do Billabong Pipe Master, terceira etapa da Tríplice Coroa Havaiana e última etapa do ASP World Tour, que tem prazo para começar a partir do próximo dia 8 de dezembro, em Banzai Pipeline.

A notícia veio através das redes sociais e foi anunciada pelo próprio surfista da Guarda do Embaú, que é patrocinado pela Billabong, e deve ter recebido a confirmação do manager da marca. No último ano, esse convite saiu de forma consensual em uma reunião dos CEOs das marca na Austrália, América do Sul, Europa e Estados Unidos.

POST ATUALIZADO: O sul-africano Jordy Smith não se recuperou de uma lesão no dedão do pé e está fora. Owen Wright e Glenn Hall são outras duas baixas confirmadas, e Pat Gudauskas e Yadin Nicol, primeiro e segundo alternate, estão confirmados, assim como o havaiano Ezekiel Lau, que ganhou o wildcard também para continuar na briga pela Tríplice Coroa Havaiana. O australiano Kai Otton ainda é duvida. Resta saber se Willian terá mais uma chance mesmo.

Agora fica a pergunta: será que Ricardinho será um pedra no sapato de Kelly Slater novamente (como fez em Teahupoo, em 2012), ou será que, desta vez, vai encarar Mick Fanning. Como convidado, Ricardinho deverá encarar logo na primeira fase algum dos dois concorrentes ao título.

Vale lembrar que, na temporada havaiana passada, Ricardo surfou aquela que foi considerado a onda do inverno (The Wave of the Winter) e ganhou elogios do próprio Slater como um dos melhores na mítica onda havaiana. Boa sorte Ricardinho!