Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "Silvana Lima"

Silvana Lima é eliminada do Los Cabos Open of Surf

20 de junho de 2014 0
Dimity Stoyle foi o destaque do dia em Zippers. Foto ASP/Shadley

Dimity Stoyle foi o destaque do dia em Zippers. Foto ASP/Shadley

A sexta-feira do Los Cabos Open of Surf foi dedicada exclusivamente para as mulheres e a definição das semifinalistas do evento seis estrelas, válido pelo ASP Qualifying Series, em ondas de dois a quatro pés, em Zippers, no México. Líder do ranking de acesso, a cearense Silvana Lima acabou eliminada nas quartas de final pela havaiana Coco Ho, uma das quatro semifinalistas. As australianas Dimity Stole e Laura Enever e a havaiana Brianna Cope completam a lista de candidatas ao título.

Assista ao vídeo com os melhores momentos desta sexta-feira

A australiana Dimity Stoyle, 22 anos e rookie do WCT em 2013, foi o maior destaque ao vencer a bateria de maior pontuação nesta sexta-feira, contra a havaiana Alessa Quizon, 20 anos, que estava embalada por vitórias em duas baterias anteriormente, inclusive com uma nota 10. Mas Stoyle quase repetiu o feito da havaiana e com uma nota 9.87 conseguiu a vitória por 18.87 a 18.80.

Essa bateria contra Alessa (Quizon) foi incrível — definiu Stoyle.

Única semifinalista não integrante da elite do surfe feminino mundial, a havaiana Brianna Cope, 19 anos, foi a surpresa ao superar a número 7 do mundo, a americana Lakey Peterson, 19 anos.

Acho que para as semifinais vou tentar me divertir para não ficar nervosa — comentou.

Neste sábado a competição masculina deve reiniciar com a presença de sete brasileiros em busca do título da etapa masculina seis estrelas da ASP. O evento tem prazo para ser realizado até domingo. Para assistir acesse ao site www.aspworldtour.com .

Silvana parou nas quartas de final. Foto ASP/Shadley

Silvana parou nas quartas de final. Foto ASP/Shadley

Resultados do dia no Los Cabos Open of Surf
Round 3:
H1: Alessa Quizon (HAv) 14.10, Coco Ho (HAV) 13.77, Ornella Pellizzari (ARG) 9.50, Asaya Brusa (MEX) 5.94
H2: Silvana Lima (BRA) 15.90, Nage Melamed (HAV) 13.44, Leticia Canales Bilbao (EUK) 9.60, Phillipa Anderson (AUS) 12.27
H3: Dimity Stoyle (AUS) 16.16, Nikki Van Dijk (AUS) 14.87, Felicity Palmateer (AUS) 13.60, Chelsea Tuach (BRB) 12.37
H4: Lakey Peterson (EUA) 16.23, Brianna Cope (HAV) 13.53, Sarah Mason (NZL) 11.77, Tatiana Weston-Webb (HAV) 11.07
H5: Pauline Ado (FRA) 15.77, Paige Hareb (NZL) 15.70, Ellie-Jean Coffey (HAV) 11.94
H6: Mahina Maeda (HAV) 16.07, Laura Enever (AUS) 14.20, Sage Erickson (EUA) 12.87, Alize Arnaud (FRA) 11.44

Round 4:
H1: Alessa Quizon (HAV) 18.77, Silvana Lima (BRA) 16.63, Nikki Van Dijk (AUS) 13.80
H2: Coco Ho (HAV) 14.83, Dimity Stoyle (AUS) 13.76, Nage Melemed (HAV) 10.83
H3: Lakey Peterson (EUA) 15.93, Laura Enever (AUS) 13.70, Pauline Ado (FRA) 13.03
H4: Paige Hareb (NZL) 12.77, Brianna Cope (HAV) 12.17, Mahina Maeda (HAV) 10.10

Quartas de final:
QF1: Dimity Stoyle (AUS) 18.87 a 18.80 Alessa Quizon (HAV)
QF2: Coco Ho (HAV) 14.43 a 13.33 Silvana Lima (BRA)
QF3: Brianna Cope (HAV) 12.63 a 11.57 Lakey Peterson (EUA)
QF4: Laura Enever (AUS) 14.93 a 11.84 Paige Hareb (NZL)

Silvana Lima começa bem no Los Cabos Open of Surf, no México

19 de junho de 2014 0
Silvana Lima confirmou favoritismo. Foto ASP/Shadley

Silvana Lima confirmou favoritismo. Foto ASP/Shadley

O quarto dia consecutivo de competição no Los Cabos Open of Surf, etapa seis estrelas da ASP,  foi dedicado para as meninas que encararam ondas de dois a quatro pés em Zippers, no México. O dia foi dominado pelas cabeças de chave, incluindo a cearense Silvana Lima, atual líder do ASP Qualifying Series, o ranking de acesso à elite do surfe mundial. A brasileira mostrou muita paciência e foi premiada com uma onda da série nos instantes finais da sua bateria.

Está um pouco inconsistente, mas as quando ondas vêm são boas, você só tem que ter certeza de não cair. O vento é muito forte, mas o novo sistema de prioridade, realmente ajuda na bateria — disse Silvana.

A cearense está motivada para retornar à elite do surfe mundial com boas campanhas em 2014.

Este ano tem sido muito melhor para mim do que no ano passado, quando lesionei meu joelho. Este ano eu me sinto 100% mentalmente e fisicamente, com boas pranchas. Estou indo para a água surfar agora e não pensar em mais nada — completou.

Já Carol Fernandes acabou eliminada ao finalizar na quarta colocação a oitava bateria vencida pela americana Lakey Peterson.  Outro destaque do dia foi a australiana Philippa Anderson (AUS), 21, que comandou sua bateria pelo Round 2 e garantiu as pontuações mais altas do dia, como 9,43, para totalizar 18.10 no somatório das duas melhores ondas surfadas. Atual número 30 do ranking de acesso, Anderson quer se recuperar em Zippers.

O objetivo final é se qualificar (para o WCT feminino), mas há um monte de boas meninas, então você tem que trabalhar duro para isso — disse ela.

O Los Cabos Open of Surf pode ser acompanhado ao vivo pelo www.aspworldtour.com.

Acesse o vídeo com os melhores momentos de quinta-feira em Zippers

Resultados de quinta-feira no Los Cabos Open of  Surf:
Round 2:
H1: 1º Coco Ho (HAV) 14.87 2º Nage Melemed (HAW) 14.40 3º Ella Williams (NZL) 10,90 4º Freya Prumm (AUS) 6.90
H2: 1º Alessa Quizon (HAV) 16.76 2º Leticia Canales Bilbao (EUK) 12.10 3º Justine Dupont (FRA) 9.83 4º Stephanie Individual (AUS) 9,73
H3: 1º Silvana Lima (BRA) 11.06 2º Ayasa Brusa (MEX) 8.86, Chandler Parr (EUA) 7,17 4º Alana Blanchard (HAV) 3.73
H4: 1º Phillipa Anderson (AUS) 18.10 2º Ornella Pellizari (ARG) 12,67, Anali Gomez (PER) 10.60 4º Codie Klein (AUS) 5,93
H5: 1º Dimity Stoyle (AUS) 16,33 2º Brianna Cope (HAV) 14.94, Maud Le Car (FRA) 13,33 4º Bronte Macaulay (AUS) 11.56
H6: 1º Chelsea tuach (BRB) 12,97 2º Sarah Mason (NZL) 12,67, Keely Andrew (AUS) 10.77 4º Johanne Defay (FRA) 4.37
H7: 1º Tatiana Weston-Webb (HAV) 12.63 2º Nikki Van Dijk (AUS) 12.16 3º Dominic Barona (ECU) 10.00 4º Holly-Sue Coffey (AUS) 7,40
H8: 1º Lakey Peterson (EUA) 2º Felicity Palmateer (AUS) 10.50 3º Sarah Baum (AFS) 9.24 4º Carol Fernandes (BRA) 6,90
H9: 1º Ellie-Jean Coffey (AUS) 13.13 2º Mahina Maeda (HAV) 12.67, Leila Hurst (HAV) 9.30, Skye Burgess (AUS) 10.30
H10: 1º Paige Hareb (NZL) 11.24 2º Sage Erickson (EUA) 11.17, Dax McGill (HAV) 8.54, Anastasia Ashley (EUA) 5,77
H11: 1º Alize Arnaud (FRA) 15.80 2º Pauline Ado (FRA) 14.50 3º Quincy Davis (EUA) 10.80, 4º Bailey Nagy (HAV) 11.17
H12: 1º Laura Enever (AUS) 14.80 2º Georgia Fish (AUS) 12.67 3º Brittani Nicholl (AUS) 8.10 4º Reiko Noro (JAP) 7,47

Los Cabos Open of Surf começa nesta segunda-feira em Zippers, no México

15 de junho de 2014 0
Heitor Alves foi o melhor brasileiro em 2013 com a quinta colocação. Foto ASP/Divulgação

Heitor Alves foi o melhor brasileiro em 2013 com a quinta colocação. Foto ASP/Divulgação

O Los Cabos Open of Surf, evento seis estrelas do World Qualifying Series tem início nesta segunda-feira, em Zippers, no México. A competição conta com a participação de 28 brasileiros, entre eles, Wiggolly Dantas, vencedor da última etapa Prime em Saquarema (RJ) e vice-líder do ranking de acesso à elite, com 8,630 pontos.

Além dele, Tomas Hermes, Thiago Camarão, Jessé Mendes, Caio Ibelli, Willian Cardoso, Peterson Crisanto, Krystin Kymerson, David do Carmo e Marco Fernandez são alguns dos brasucas no evento. Todos eles encabeçam a segunda fase da competição. Ian Gouveia e mais 16 brasileiros estreiam na primeira.

Entre as mulheres, a líder do ranking do ASP Women’s Qualification Series com 6.132 pontos, a cearense Silvana Lima, e a jovem revelação de Saquarema (RJ), Carol Fernandes, também lutam pelo título na bancada de Zippers.

O vencedor do ano passado do evento masculino foi o americano Dillon Perillo. A janela do evento se estende até 22 de junho. A primeira chamada acontece nesta segunda-feira, às 10h (Horário de Brasília).

Silvana Lima vence etapa na Nova Zelândia e assume liderança do ASP Womens Qualifying Series 2014

04 de maio de 2014 0
Foto ASP/Robertson

Foto ASP/Robertson

A cearense Silvana Lima venceu a etapa do ASP 6-Star da Nova Zelândia e assumiu a liderança no ranking do WQS em sua busca para retornar ao grupo de elite do Samsung Galaxy ASP Women´s Championship Tour. A vitória foi garantida com a nota 8 que a brasileira conseguiu quando restavam três minutos para o término da final disputada no domingo contra a australiana Laura Enever em Fitzroy Beach.

O título no Port Taranaki Pro NZ Home Loans Surf Festival valeu um prêmio de 8 mil dólares e 3.500 pontos para a cearense, que subiu da sexta para a primeira posição no ranking do ASP Women´s Qualifying Series 2014.

Com isso, o Brasil agora lidera três dos quatro rankings mundiais da ASP. Gabriel Medina está na frente da corrida pelo título do Samsung Galaxy ASP World Championship Tour desde a sua vitória na etapa que abriu a temporada 2014 na Gold Coast. Também na Austrália, Adriano de Souza venceu a etapa do ASP 6-Star de Sydney para assumir a dianteira no ASP Qualifying Series, mesmo ranking que Silvana Lima passou a ser a número 1 com a vitória na Nova Zelândia. Só no WCT feminino que a havaiana Carissa Moore ocupa o primeiro lugar, mas não tem nenhuma brasileira entre as top-17 deste ano.

Silvana Lima. Foto ASP/Robertson

Silvana Lima. Foto ASP/Robertson

- Eu não fazia uma final há três anos por causa da minha lesão no joelho e é muito bom estar de volta ao pódio – disse Silvana Lima.

- Este foi um grande resultado para mim. Eu não gosto do frio, mas amo a Nova Zelândia. Estou muito feliz e quero realmente agradecer a todos neste evento e aos que torceram por mim. Estou ficando mais perto de voltar ao WCT, mas preciso continuar em forma e focada nos campeonatos para me manter entre as seis que sobem pelo WQS.

Silvana Lima agora vem mais animada ainda para competir no Billabong apresenta Rio Women´s Pro, pois foi convidada para participar da etapa brasileira do Samsung Galaxy ASP Women´s Championship Tour 2014 que começa nesta quarta-feira no Postinho da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. A vice-campeã Laura Enever também vem da Nova Zelândia direto para o Brasil por ser uma das integrantes da elite atual, assim como outras cinco surfistas que competiram em Taranaki.

Foto ASP/Robertson

Foto ASP/Robertson

No último dia, a cearense ganhou dois duelos com ex-top-17 do WCT como ela no caminho até a decisão do título. Sua melhor apresentação foi na primeira bateria do domingo, quando recebeu uma nota 9,27 na rodada de confrontos formados por três competidoras. Silvana e a norte-americana Sage Erickson barraram a sensação do surfe da Nova Zelândia, a atual campeã mundial Pro Junior da ASP, Ella Williams. Depois, a cearense despachou a francesa Alize Arnaud nas quartas de final e a própria Sage Erickson nas semifinais.

PRÓXIMAS ETAPAS

Esta foi a sétima das 13 etapas do ASP Women´s Qualifying Series 2014 e a penúltima está programada para o Brasil, o ASP 4-Star Mahalo Surf Eco Festival na Praia da Tiririca, em Itacaré, no litoral sul da Bahia. Antes dela, acontecem mais quatro provas com nível máximo 6 estrelas que praticamente vão definir as seis classificadas para o WCT feminino do ano que vem. A próxima é nos dias 16 a 22 de junho em San Jose del Cabo no Mexico, depois tem três no mês de agosto, sendo uma nos Estados Unidos nos dias 8 a 10, uma na França de 20 a 24 e uma na Espanha de 26 a 31 de agosto.

Laura Enever. Foto ASP/Robertson

Laura Enever. Foto ASP/Robertson

FINAL DO ASP 6-STAR PORT TARANAKI PRO NZ HOME LOANS SURF FESTIVAL:
Campeã: Silvana Lima (BRA) por 15,17 pontos (8+7,17) – US$ 8 mil e 3.500 pontos no WQS
Vice-campeã: Laura Enever (AUS) com 13,43 pontos (7,33+6,10) – US$ 4 mil e 2.640 pontos

SEMIFINAIS – 3º lugar – US$ 1.900 e 2.080 pontos:
1ª: Silvana Lima (BRA) 16.87 x 11.50 Sage Erickson (EUA)
2ª: Laura Enever (AUS) 17.26 x 8.93 Tatiana Weston-Webb (HAV)

QUARTAS DE FINAL – 5º lugar – US$ 1.100 e 1.560 pontos:
1ª: Silvana Lima (BRA) 16.20 x 14.73 Alize Arnaud (FRA)
2ª: Sage Erickson (EUA) 17.17 x 13.04 Keely Andrew (AUS)
3ª: Laura Enever (AUS) 17.46 x 14.00 Justine Dupont (FRA)
4ª: Tatiana Weston-Webb (HAV) 14.33 x 14.00 Leila Hurst (HAV)

SEXTA FASE – Round of 12 – 3ª=9º lugar – US$ 900 e 920 pontos:
1ª:1-Silvana Lima (BRA)14.60 2-Sage Erickson (EUA)12.33 3-Ella Williams (NZL)=8.40
2ª:1-Keely Andrew (AUS)13.90 2-Alize Arnaud (FRA)11.53 3-Nage Melamed (HAV)=9.76
3ª:1-Justine Dupont (FRA)13.00 2-Leila Hurst (HAV)11.34 3-Chelsea Tuach (BRB)=9.23
4ª:1-Tatiana Weston-Webb (HAV)15.27 2-Laura Enever (AUS)14.23 3-Pauline Ado (FRA)=12.36

RANKING DO ASP WOMEN´S QUALIFYING SERIES 2014 – 7 etapas:
1ª: Silvana Lima (BRA) – 6.132 pontos
2ª: Malia Manuel (HAV) – 5.580
3ª: Alessa Quizon (HAV) – 5.280
4ª: Laura Enever (AUS) – 4.850
5ª: Sage Erickson (EUA) – 4.540
6ª: Nage Melamed (HAV) – 4.040
7ª: Maud Le Car (FRA) – 3.859
8ª: Leila Hurst (HAV) – 3.530
9ª: Carissa Moore (HAV) – 3.500
10ª: Tatiana Weston-Webb (HAV) – 3.273
Próximas sul-americanas:
25ª: Anali Gomez (PER) – 1.703 pontos
32ª: Dominic Barona (EQU) – 1.345
33ª: Jacqueline Silva (BRA) – 1.323
45ª: Sofia Mulanovich (PER) – 1.000
66ª: Bruna Schmitz (BRA) – 630
78ª: Nathalie Martins (BRA) – 422

João Carvalho – Assessoria de Imprensa da ASP South America

Meninas estão escaladas para o Billabong apresenta Rio Women's Pro

03 de maio de 2014 0
Carissa defende a liderança no Rio. Foto ASP/Smorigo

Carissa defende a liderança no Rio. Foto ASP/Smorigo

O Rio de Janeiro será a capital mundial do surfe a partir da próxima semana, com todas as estrelas do esporte confirmadas na etapa brasileira do Samsung Galaxy ASP World Championship Tour. Entre as meninas, a havaiana Carissa Moore ganhou duas das três etapas da “perna australiana” e vai defender a dianteira na corrida pelo título mundial no Billabong apresenta Rio Women´s Pro, que será realizado na mesma data do Billabong Rio Pro, entre os dias 7 e 18 de maio nas ondas do Postinho da Barra da Tijuca.

Durante esse prazo, a comissão técnica formada pelo diretor de prova, o chefe dos juízes e o representante dos atletas, se reúne entre 6h e 7h da manhã todos os dias para analisar as condições do mar e definir qual categoria será disputada, ou se a competição será adiada para aguardar por melhores ondas. As primeiras meninas a se apresentar no Rio de Janeiro serão a sul-africana Bianca Buitendag e as havaianas Malia Manuel e Alessa Quizon. Vice-campeã na final australiana contra Tyler Wright no ano passado na Barra da Tijuca, Sally Fitzgibbons estreia na segunda bateria com sua compatriota, Nikki Van Dijk, e outra havaiana, Coco Ho.

Stephanie é sempre candidato ao título. Foto ASP/Kirstin

Stephanie é sempre candidato ao título. Foto ASP/Kirstin

Na disputa seguinte, a bicampeã mundial Carissa Moore entra na água para defender a liderança do ranking do Samsung Galaxy ASP Women´s Championship Tour 2014 pela primeira vez no Rio de Janeiro. Além da francesa Pauline Ado, a outra adversária da havaiana é a única participante do Brasil no Billabong apresenta Rio Women´s Pro, Silvana Lima. A cearense fez parte da elite mundial até o ano passado, mas foi convidada pelos organizadores da etapa brasileira para completar o grupo das dezoito participantes da competição feminina.

A rodada de apresentação das melhores surfistas do mundo prossegue com Tyler Wright iniciando a defesa do título de campeã nas ondas da Barra da Tijuca contra a também australiana Laura Enever e a havaiana Alana Blanchard. Wright foi finalista nas duas últimas provas da “perna australiana”, mas em ambas acabou derrotada pela havaiana Carissa Moore. Com os dois vice-campeonatos, ela subiu para o terceiro lugar no ranking, logo abaixo da pentacampeã mundial Stephanie Gilmore.

Para mais informações: www.aspworldtour.com / www.billabong.com.br

Tyler Wright vem na cola de Carissa. Foto ASP/Smorigo

Tyler Wright vem na cola de Carissa. Foto ASP/Smorigo

BILLABONG APRESENTA RIO WOMEN´S PRO
Round 1 (1ª=Round 3 / 2ª e 3ª=repescagem):
1ª: Bianca Buitendag (AFR), Malia Manuel (HAV), Alessa Quizon (HAV)
2ª: Sally Fitzgibbons (AUS), Coco Ho (HAV), Nikki Van Dijk (AUS)
3ª: Carissa Moore (HAV), Pauline Ado (FRA), Silvana Lima (BRA)
4ª: Tyler Wright (AUS), Laura Enever (AUS), Alana Blanchard (HAV)
5ª: Stephanie Gilmore (AUS), Dimity Stoyle (AUS), Johanne Defay (FRA)
6ª: Courtney Conlogue (EUA), Lakey Peterson (EUA), Paige Hareb (NZL)

RANKING DO SAMSUNG GALAXY ASP WOMEN´S TOUR 2014 – 3 etapas:
1ª: Carissa Moore (HAV) – 26.500 pontos
2ª: Stephanie Gilmore (AUS) – 23.000
3ª: Tyler Wright (AUS) – 21.200
4ª: Sally Fitzgibbons (AUS) – 18.200
5ª: Bianca Buitendag (AFR) – 16.500
6ª: Malia Manuel (HAV) – 15.600
7ª: Courtney Conlogue (EUA) – 13.700
8ª: Lakey Peterson (EUA) – 13.450
9ª: Dimity Stoyle (AUS) – 11.800
10ª: Coco Ho (HAV) – 10.250
10ª: Laura Enever (AUS) – 10.250
12ª: Paige Hareb (NZL) – 8.350
13ª: Pauline Ado (FRA) – 6.800
13ª: Alessa Quizon (HAV) – 6.800
13ª: Nikki Van Dijk (AUS) – 6.800
13ª: Johanne Defay (FRA) – 6.800
17ª: Alana Blanchard (HAV) – 5.250

Com informações de João Carvalho – Assessoria de Imprensa do Billabong Rio Pro

Billabong apresenta Rio Women's Pro

30 de abril de 2014 0
Carissa vem aí. Foto ASP/Smorigo

Carissa vem aí. Foto ASP/Smorigo

A Billabong apresenta o Rio Women’s PRO, a quarta etapa do circuito mundial feminino de surfe, que acontecerá no Rio de Janeiro, entre os dias 7 e 18 de maio desse ano, paralelamente a etapa masculina. Pelo quarto ano seguido, as beldades do surf feminino chegam à Cidade Maravilhosa para disputar a corrida rumo ao titulo mundial.

Desembarcam no Rio de Janeiro nomes como: Carissa Moore, a havaiana campeã mundial em 2013 e atual líder do ranking, Stephanie Gilmore, a australiana que ocupa o 2° lugar no circuito, e Tyler Wright, a também australiana e vencedora da etapa brasileira no último ano. Além delas, as três integrantes da equipe Billabong Womens também estão se preparando para a disputa carioca: Alessa Quizon (havaiana que conquistou sua vaga na elite mundial do surfe e disputa seu primeiro circuito entre as profissionais), Courtney Conlogue (americana conhecida por seu surfe técnico e por sua disciplina dentro e fora d’água) e Laura Enever (a australiana de estilo irreverente e sua prancha vermelha).

Courtney Conlogue. Foto ASP/Kirstin

Courtney Conlogue. Foto ASP/Kirstin

Como em todas as etapas, a organização do evento convida um atleta para fazer parte da competição, e no Brasil o nome escolhido foi o da cearense Silvana Lima, que ganha uma nova chance de mostrar seu potencial e seu carisma na elite do surfe feminino. Assim como para os homens, a estrutura feminina do Rio Women’s PRO contará com duas sedes para a realização das baterias, sendo as duas na Barra da Tijuca, sempre dependendo das ondas e das condições climáticas.

Silvana Lima foi convidada. Foto ASP/Smorigo

Silvana Lima foi convidada. Foto ASP/Smorigo

Para mais informações: www.aspworldtour.com / www.billabong.com.br

Contagem regressiva para o Billabong Rio Pro 2014

25 de abril de 2014 0
Medina defende a liderança no ranking. Foto ASP/Kirstin

Medina defende a liderança no ranking. Foto ASP/Kirstin

O Rio de Janeiro recebe, entre os dias 7 e 18 de maio, a quarta etapa do Samsung Galaxy ASP World Championship Tour 2014, e traz para o Brasil os melhores surfistas do mundo que participam da corrida pelo titulo mundial. Patrocinado pela Billabong, e apresentado pela Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro e pela Riotur, o Billabong Rio Pro será novamente instalado na Barra da Tijuca, praia que abrigará os dois palcos do evento (que esse ano se concentra somente na Zona Oeste da cidade).

O Billabong Rio Pro é a única etapa do circuito mundial de surf que acontece na América Latina e é um prazer saber que o Rio de Janeiro é a cidade escolhida para receber a elite mundial do surf ao lado da Billabong. Somos uma empresa que investe no surf, promovendo eventos e patrocinando atletas e o Brasil é uma plataforma importante para nós, por isso não poderíamos ficar de fora de um evento tão grandioso e que conquista a todos. Prova disso é o aumento da torcida, que na praia ou nas redes sociais, se multiplica a cada ano — afirma Alessandra Berlinck, General Manager do Grupo GSM no Brasil.

Parko. Foto ASP/Dunbar

Parko. Foto ASP/Dunbar

Pela quarta vez o Billabong Rio Pro traz ao país as principais estrelas do esporte. Entre elas os internacionais Joel Parkinson, Kelly Slater, Mick Fanning, Taj Burrow e Jordy Smith (ganhador da etapa em 2013 e que vai defender o título no Rio de Janeiro novamente). Já entre os brasileiros que irão marcar presença nas ondas das praias cariocas, e farão a torcida vibrar ainda mais durante as baterias, estão: Adriano de Souza, Alejo Muniz, Filipe Toledo, Gabriel Medina (atual 1° colocado do ranking), Jadson André, Miguel Pupo e Raoni Monteiro.

Também integra o time brasileiro o paranaense Peterson Crisanto, surfista patrocinado pela marca que recebeu o convite para reforçar a equipe do Brasil na etapa.

Estou muito feliz por ter conseguido a vaga pro Billabong Rio Pro estava realmente ansioso para que isso acontecesse. É sempre uma honra competir nesse evento tão importante e poder contar com toda a torcida brasileira vibrando na beira da praia. Só tenho a agradecer a todos os responsáveis e principalmente à Billabong Brasil pela confiança. Estou em uma ótima fase e espero representar o meu país e os meus patrocinadores da melhor forma possível — afirma o surfista.

Mick Fanning. Foto ASP/Kirstin

Mick Fanning. Foto ASP/Kirstin

Além dele também foram convidados o paulista David do Carmo, atual campeão brasileiro, e a cearense Silvana Lima, que vai representar o país na disputa entre as mulheres. Como sempre, a expectativa da organização para o Billabong Rio Pro para este ano é de praia lotada para assistir a única passagem dos melhores surfistas do mundo pelo Brasil e por toda a América do Sul. Melhor ainda é que o acesso é livre, sem cobrança de ingressos para o público, que só precisa escolher o melhor lugar na areia para torcer pelos seus surfistas favoritos. Para mais informações: www.aspworldtour.com / www.billabong.com.br

CAMPEÕES DAS ETAPAS VÁLIDAS PELO TÍTULO MUNDIAL NO BRASIL:
2013: Jordy Smith (AFS) no Billabong Rio Pro na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
2012: John John Florence (HAV) no Billabong Rio Pro na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
2011: Adriano de Souza (BRA) no Billabong Rio Pro na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
2010: Jadson André (BRA) no Billabong Pro Santa Catarina na Praia da Vila, Imbituba (SC)
2009: Kelly Slater (EUA) na Praia da Vila, Imbituba (SC)
2008: Bede Durbidge (AUS) na Praia da Vila, Imbituba (SC)
2007: Mick Fanning (AUS) na Praia da Vila, Imbituba (SC)
2006: Mick Fanning (AUS) na Praia da Vila, Imbituba (SC)
2005: Damien Hobgood (EUA) na Praia da Vila, Imbituba (SC)
2004: Taj Burrow (AUS) móvel em Santa Catarina e finais na Praia da Vila, Imbituba (SC)
2003: Kelly Slater (EUA) móvel em Santa Catarina e finais na Praia da Vila, Imbituba (SC)
2002: Taj Burrow (AUS) na Praia de Itaúna, Saquarema (RJ)
2001: Trent Munro (AUS) móvel no Rio de Janeiro e finais na Praia do Arpoador (RJ)
2000: Kalani Robb (HAV) na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
1999: Taj Burrow (AUS) na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
1998: Peterson Rosa (BRA) na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
1997: Kelly Slater (EUA) na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
1996: Taylor Knox (EUA) na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
1995: Barton Lynch (AUS) na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
1994: Shane Powell (AUS) na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
1993: Dave Macaulay (AUS) na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
1992: Damien Hardman (AUS) na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
1991: Nicky Wood (AUS) na Praia das Pitangueiras, Guarujá (SP)
1991: Teco Padaratz (BRA) na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
1990: Fábio Gouveia (BRA) na Praia das Pitangueiras, Guarujá (SP)
1990: Brad Gerlach (EUA) na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
1989: Glen Winton (AUS) na Praia da Joaquina, Florianópolis (SC)
1989: Dave Macaulay (AUS) na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
1988: Tom Carroll (AUS) na Praia da Joaquina, Florianópolis (SC)
1988: Damien Hardman (AUS) na Praia de Itamambuca, Ubatuba (SP)
1988: Dave Macaulay (AUS) na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
1987: Tom Carroll (AUS) na Praia da Joaquina, Florianópolis (SC)
1986: Dave Macaulay (AUS) na Praia da Joaquina, Florianópolis (SC)
1982: Terry Richardson (AUS) na Praia do Arpoador, Rio de Janeiro (RJ)
1981: Cheyne Horan (AUS) na Praia do Arpoador, Rio de Janeiro (RJ)
1980: Joey Buran (EUA) na Praia do Arpoador, Rio de Janeiro (RJ)
1978: Cheyne Horan (AUS) na Praia do Arpoador, Rio de Janeiro (RJ)
1977: Daniel Friedman (BRA) na Praia do Arpoador, Rio de Janeiro (RJ)
1976: Pepê Lopes (BRA) na Praia do Arpoador, Rio de Janeiro (RJ)

Chaves definidas para o Billabong Rio Pro

24 de abril de 2014 1
Medina vai defender a liderança no Rio após três etapas. Foto ASP/Daniel Smorigo

Medina vai defender a liderança no Rio após três etapas. Foto ASP/Daniel Smorigo

As chaves de baterias provisórias para o Billabong Rio Pro, quarta etapa do Samsung Galaxi ASP World Championship Tour 2014, já foram anunciadas, com a presença dos wildcards David do Carmo e Peterson Crisanto no masculino e de Silvana Lima, no feminino.

O paulista Adriano de Souza, atual número 6 do ranking, abre o evento, encarando os aussies Bede Durbidge e Dion Atkinson. Gabriel Medina é o segundo brasuca a cair na água, diante do português Tiago Pires e do havaiano Sebastian Zietz. Raoni Monteiro tenta sua primeira vitória em 2014 em seguida, diante dos australianos Taj Burrow e Adrian Buchan.

O paranaense Peterson Crisanto ganha mais uma chance na elite e encara logo de início o americano Kelly Slater e o francês Jeremy Flores. Já David do Carmo terá pela frente os australianos Mick Fanning e Mitch Crews.
Filipe Toledo está escalado na oitava bateria contra o sul-africano Jordy Smith e o basco Aritz Aramburu.

O potiguar Jadson André terá pela frente o americano Nat Young e o australiano Kai Otton. Na nona bateria, dois brasileiros: Miguel Pupo e Alejo Muniz. Eles terão pela frente o australiano Julian Wilson. Mas resta saber se Alejo realmente terá condições de voltar.

Já no feminino, Silvana volta a disputar uma competição entre as melhores do mundo, mas terá que enfrentar a havaiana Carissa Moore, embalada pelo título em Bells Beach, e a francesa Pauline Ado.

Billabong Rio Pro:
Round 1:
H1: Adriano de Souza (BRA), Bede Durbidge (AUS), Dion Atkinson (AUS)
H2: Gabriel Medina (BRA), Sebastian Zietz (HAV), Tiago Pires (POR)
H3: Taj Burrow (AUS), Adrian Buchan (AUS), Raoni Monteiro (BRA)
H4: Joel Parkinson (AUS), Adam Melling (AUS), Brett Simpson (EUA)
H5: Kelly Slater (EUA), Jeremy Flores (FRA), Peterson Crisanto (BRA)
H6: Mick Fanning (AUS), Mitch Crews (AUS), David do Carmo (BRA)
H7: Josh Kerr (AUS), Fred Patacchia (HAV), Travis Logie (AFS)
H8: Jordy Smith (AFS), Filipe Toledo (BRA), Aritz Aranburu (ESP)
H9: Julian Wilson (AUS), Miguel Pupo (BRA), Alejo Muniz (BRA)
H10: Nat Young (EUA), Kai Otton (AUS), Jadson Andre (BRA)
H11: Michel Bourez (PYF), Owen Wright (AUS), Matt Wilkinson (AUS)
H12: John John Florence (HAV), CJ Hobgood (EUA), Kolohe Andino (EUA)

Rio Women’s Pro
Round 1:
H1: Bianca Bitendag (AFS), Malia Manuel (HAW), Alessa Quizon (HAV)
H2: Sally Fitzgibbons (AUS), Coco Ho (HAV), Nikki van Dijk (AUS)
H3: Carissa Moore (HAV), Pauline Ado (FRA), Silvana Lima (BRA)
H4: Tyler Wright (AUS), Laura Enever (AUS), Alana Blanchard (HAV)
H5: Stephanie Gilmore (AUS), Dimity Stoyle (AUS), Johanne Defay (FRA)
H6: Courtney Conlogue (EUA), Lakey Peterson (EUA), Paige Hareb (NZL)

Jacqueline Silva e Silvana Lima seguem na briga pelo título do ASP 4 Star Rip Curl Girls Pro no Peru

23 de março de 2014 0
Silvana Lima dando seu show para voltar ao WCT. Foto Maga Villalobos

Silvana Lima dando seu show para voltar ao WCT. Foto Maga Villalobos

As principais estrelas do Rip Curl Girls Pro Qualifying Series confirmaram o favoritismo e estrearam com vitórias no sábado de boas ondas de 2-3 pés em San Bartolo, Lima, no Peru. As peruanas Sofia Mulanovich e Anali Gomez, finalistas desta etapa da ASP South America no ano passado em Punta Rocas, foram duas delas. A brasileira Silvana Lima venceu o primeiro confronto do dia e já entrou na lista das seis surfistas que o WQS indica para a elite do WCT feminino.

E a francesa Maud Le Car subiu do quinto para o quarto lugar no ranking com sua estreia vitoriosa na bateria que fechou a lista das dezesseis classificadas de sete países que vão disputar vagas para as quartas de final a partir das 8 horas do domingo em San Bartolo. O Brasil é maioria com cinco surfistas entre as concorrentes ao prêmio de 7 mil dólares e os 1.000 pontos do título no ASP 4-Star do Peru.

- Entrei na primeira bateria do dia, o que é sempre complicado, e as ondas estavam demorando bastante para entrar. Mas, consegui fazer uma boa nota de 7 pontos que me garantiu na terceira fase -, disse Silvana Lima, que já ganhou três posições no ranking e amanhece o domingo em quinto lugar no ASP Qualifying Series.

- Espero ganhar este evento para somar 1.000 pontos no ranking. Eu vou competir em todas as etapas do WQS esse ano porque quero voltar ao WCT. O nível aqui está bem alto, com surfistas de vários países, mas vou dar o meu melhor para conseguir meu objetivo.

Jacque Silva segue na briga. Foto Maga Villalobos/Entertaiment

Jacque Silva segue na briga. Foto Maga Villalobos/Entertaiment

No fim do dia, Silvana Lima ainda festejou a conquista da Cyzone Expression Session com um aéreo para ganhar 500 dólares pela melhor manobra na bateria. Na primeira do dia, a peruana Melanie Giunta estreou como cabeça de chave junto com ela e ganhou a briga pela segunda vaga para a terceira fase da bicampeã brasileira Suelen Naraísa e da espanhola Lucia Martino. Na segunda bateria, outra dobradinha sul-americana da equatoriana Dominic Barona com a brasileira Jacqueline Silva, que despachou as japonesas Reika Noro e Nao Omura. Depois só teve mais uma bateria e a competição foi paralisada por causa da maré cheia que diminuiu a frequência das séries e deixaram as ondas muito gordas em San Bartolo.

DEFENSORA DO TÍTULO – O intervalo durou até às 14 horas, quando foi realizada uma eliminatória da Cyzone Expression Session, antes da peruana Anali Gomez entrar no mar para fazer a sua primeira defesa do título do ASP 4-Star Rip Curl Girls Pro. Foi uma bateria fraca de ondas e Anali confirmou a vitória por 10,50 pontos com a nota 6,50 da sua melhor apresentação. A japonesa Miho Ihara passou em segundo, superando a norte-americana Nikki Viesins por 7,80 a 6,55, com a peruana Brissa Malaga ficando em último com apenas 4,70 pontos nas duas notas computadas.

Maud de Car. Foto Maga Villalobos/Entertaiment

Maud de Car. Foto Maga Villalobos/Entertaiment

AÉREOS E RECORDES – As meninas mostraram no sábado que os aéreos já fazem parte das competições femininas também. Foi voando que Silvana Lima ganhou a Expression Session e a brasileira Nathalie Martins também usou os aéreos para vencer sua bateria mesmo penalizada com uma interferência, somando uma nota com apenas metade da outra. Na disputa seguinte, a norte-americana Demi Boelsterli não voou, mas bateu todos os recordes do ASP 4-Star Rip Curl Girls Pro Qualifying Series. Ela aumentou a maior nota da brasileira Jacqueline Silva no primeiro dia de 8,65 para 8,75 e o placar de 15,65 para 16,50 pontos.

- Estou muito feliz por ter feito os recordes do dia e por ter passado para a próxima fase – vibrou Demi Boelsterli.

- Essa é a primeira vez que eu venho ao Peru e as ondas estão um pouco difíceis, mas têm boa formação e se você pegar as boas, elas abrem uma parede limpa que dá pra fazer boas manobras. Gostei das ondas aqui de San Bartolo, são fortes e a praia é muito bonita. Agora já passei minha primeira bateria, que tinha uma expectativa maior, então espero surfar boas ondas amanhã (domingo) também para conseguir um bom resultado aqui.

Sofia Mulanovich. Foto Maga Villalobos/Entertaiment

Sofia Mulanovich. Foto Maga Villalobos/Entertaiment

CAMPEÃ MUNDIAL – A peruana Sofia Mulanovich, campeã mundial do WCT em 2004, é uma das mais experientes entre as participantes do ASP 4-Star Rip Curl Girls Pro, mas confessou ter ficado nervosa em sua estreia no sábado em San Bartolo. Mas, ela começou bem a bateria e dominou todo o confronto contra suas jovens oponentes. A disputa pela segunda vaga foi grande e na última onda a norte-americana Shelby Detmers saiu do último para o segundo lugar, eliminando a australiana Freya Prum que estava passando e a peruana Vania Torres.

- Entrei no mar um pouco nervosa por estar tanto tempo sem competir”, confessou Sofia Mulanovich. “Creio que me apressei para pegar logo as ondas, porque a pressão para pegar a primeira série é que me deixa mais nervosa, além de também estar competindo em casa. O nível das competidoras está muito alto e fico feliz em ver jovens peruanas como a Miluska Tello e a Melanie Giunta participando de eventos como esse que elevam o seu surfe. Tomara que continuem avançando para fazerem mais um pódio peruano.

SETE PAÍSES NA BRIGA – Surfistas de sete países se classificaram para o domingo. As brasileiras são maioria com cinco entre as dezesseis que passaram pela segunda fase no sábado, contra quatro do Peru, duas da Austrália, duas dos Estados Unidos, uma do Equador, uma do Japão e uma da França. Junto com as brasileiras, a única francesa é forte candidata para impedir a reedição do pódio peruano do ano passado no Rip Curl Girls Pro em Punta Rocas, com Anali Gomez derrotando a campeã mundial Sofia Mulanovich na grande final. Maud Le Car chegou ao Peru em quinto no ranking, somando um terceiro lugar no ASP 6-Star de Sydney, na Austrália, já ganhando uma posição com a vitória na última bateria do sábado em San Bartolo.

- Eu achei que o mar tinha uma boa condição antes de entrar, mas está difícil de achar as ondas lá dentro -, disse Maud Le Car, depois de vencer o último confronto do sábado, pois a comissão técnica decidiu deixar a terceira fase para o domingo.

Anali Gomez. Foto Maga Villalobos/Entertaiment

Anali Gomez. Foto Maga Villalobos/Entertaiment

O Rip Curl Girls Pro Qualifying Series apresentado pela Powerade está sendo transmitido ao vivo pela internet pelo www.ripcurlgirlspro.com. O link também pode ser acessado pelo www.aspsouthamerica.com e acompanhem mais notícias dos eventos da ASP pelas redes sociais da ASP South America – www.facebook.com/aspsouthamerica e www.twitter.com/aspsouthameric1

ASP 4-STAR RIP CURL GIRLS PRO QUALIFYING SERIES:
TERCEIRA FASE (1ªe 2ª=Quartas de Final/3ª=9ª lugar, US$ 900,316 pts/4ª=13º, $800,277pts):
1ª:Silvana Lima (BRA), Miluska Tello (PER), Dominic Barona (EQU) Miho Ihara (JPN)
2ª:Brittani Nicholl(AUS) Melanie Giunta (PER) Anali Gomez (PER) Jacqueline Silva (BRA)
3ª:Nathalie Martins(BRA)Shelby Detmers (EUA) Demi Boelsterli (EUA) Juliana Meneghel (BRA)
4ª:Sofia Mulanovich (PER) Georgia Fish (AUS) Maud Le Car (FRA) Carol Fernandes (BRA)

SEGUNDA FASE (3ª=17ºlugar,$700,237 pts/4ª=25º lugar,193 pts):
1ª:1-Silvana Lima (BRA) 2-Melanie Giunta (PER) 3-Suelen Naraisa (BRA)4-Lucia Martino (ESP)
2ª:1-Dominic Barona (EQU) 2-Jacqueline Silva (BRA) 3-Reika Noro(JPN) 4-Nao Omura (JPN)
3ª:1-Brittani Nicholl(AUS) 2-Miluska Tello(PER)3-Chelsea Tuach(BRB) 4-Jess Kwiecinski(EUA)
4ª:1-Anali Gomez (PER)2-Miho Ihara (JPN)3-Nikki Viesins (EUA)4-Brissa Malaga (PER)
5ª:1-Nathalie Martins(BRA)2-Georgia Fish (AUS) 3-F.Zoetmulder(AFS) 4-Carolina Thun(PER)
6ª:1-Demi Boelsterli (EUA)2 Carol Fernandes (BRA)3-Jessica Anderson (CHL) 4-Q.Davis (EUA)
7ª:1-Sofia Mulanovich (PER)2-Shelby Detmers (EUA) 3-Freya Prumm (AUS) 4-Vania Torres (PER)
8ª:1-Maud Le Car(FRA) 2 Juliana Meneghel(BRA) 3-Leticia Bilbao(ESP) 4-Momoko Miyasaka(JAP)

João Carvalho – Assessoria de Imprensa da ASP South America – jcarvalho@aspworldtour.com
Reportagens de Andrea Carrera – Imprensa do Rip Curl Girls Pro

Rip Curl Girls Pro Qualifying Series confirmado para os dias 20 a 23 de março, no Peru

08 de março de 2014 0

216953_385850_poster_rc

O Peru volta a ser palco de um grande evento internacional da Association of Surfing Professionals, com o Rip Curl Girls Pro Qualifying Series apresentado pela Powerade nos dias 20 a 23 de março no balneário de San Bartolo, em Lima. O evento é exclusivo para as meninas ee vale como quarta etapa do ASP Womens Qualifying Series 2014, ranking que classifica seis surfistas para a elite mundial do WCT.

No total 40 surfistas de 13 países já confirmaram participação no Rip Curl Girls Pro, em San Bartolo. A maioria das inscritas antecipadamente pelo sistema online da ASP South America é dos Estados Unidos, com oito competidoras. Depois vem o Brasil com sete, Peru com cinco, Japão com quatro, Austrália e Havaí com três atletas cada, França, Espanha e Chile com duas, além da África do Sul, Equador, Porto Rico e Barbados, que terão uma representante defendendo seus países no Peru.

No ano passado, o Rip Curl Girls Pro estreou no calendário mundial da ASP nas ondas de Punta Rocas, em Punta Negra, mais ao sul de San Bartolo, sendo encerrado com uma final peruana vencida por Anali Gomez. A vitória sobre a campeã mundial de 2004, Sofia Mulanovich, valeu o título sul-americano profissional da ASP South America para ela. Mas este ano, além desta etapa no Peru, está prevista mais uma no Brasil, o Mahalo Surf Eco Festival, em outubro, na Bahia, que deverá decidir o título sul-americano feminino de 2014.

PERNA AUSTRALIANA

Anali Gomez. Foto Gonzalo Noriega

Anali Gomez. Foto Gonzalo Noriega

Anali Gomez foi uma das cinco surfistas da América do Sul que estiveram na Austrália para participar das etapas do ASP 6-Star que abriram a corrida pelas seis vagas para o Samsung Galaxy ASP Womens World Tour de 2015. A melhor colocação da peruana na “perna australiana” foi o 19º lugar conquistado em Sydney e ela ocupa a 25ª posição no ranking. Também em Sydney a brasileira Silvana Lima foi até as quartas de final e em Newcastle perdeu uma fase antes, ficando em 13º lugar.

Com os dois resultados, Silvana está na porta de entrada do G-6 do ASP Qualifying Series, dividindo a última posição na lista das indicadas para o WCT com Laura Enever. Como a australiana não vai competir no ASP 4-Star Rip Curl Girls Pro do Peru, ela pode entrar na zona de classificação quando estrear nas ondas de San Bartolo. A principal concorrente da brasileira na briga por vagas no G-6 é a australiana Georgia Fish, que está uma posição abaixo da cearense no ranking, em 11º lugar.

Aliás, das seis surfistas que fazem parte deste grupo no momento, apenas a francesa Maud Le Car, quinta colocada no ranking, vem defender sua vaga na capital peruana. Além de Silvana e Anali, as outras três sul-americanas que competiram na Austrália foram a equatoriana Dominic Barona que ocupa a 29ª posição e as brasileiras Bruna Schmitz, em 47º, e Jacqueline Silva, que está em 74º lugar por ter participado apenas da prova de Sydney, pois não conseguiu vaga para competir no ASP 6-Star de Newcastle.

Elas também podem melhorar suas colocações no ASP Womens Qualifying Series se conseguirem bons resultados no Rip Curl Girls Pro. No entanto, a concorrência será forte e a promessa é de grandes apresentações das meninas que vêm mostrando um nível técnico impressionante. Algumas já completam até aéreos nas baterias, além de fazerem as mesmas manobras modernas com pressão e velocidade e surfarem bem os tubos também como os homens.

Sofia Mulanovich. Foto Gonzalo Noriega

Sofia Mulanovich. Foto Gonzalo Noriega

FAVORITAS AO TÍTULO

Entre as principais candidatas ao título do Rip Curl Girls Pro em San Bartolo, estão as peruanas Anali Gomez e Sofia Mulanovich, as brasileiras Silvana Lima e Jacqueline Silva, a francesa Maud Le Car, a havaiana vice-campeã mundial Pro Junior da ASP, Tatiana Weston-Webb, e a equatoriana Dominic Barona, que já conquistou o título sul-americano da ASP South America nas mesmas ondas de San Bartolo.

Entre as inscritas, chama atenção o número de quatro japonesas que vêm lá do outro lado do mundo para competir no Peru. As mais bem colocadas no ranking do ASP Womens Qualifying Series são Nao Omura em 45º lugar e Miho Ihara em 49º, com Reika Noro em 58º e Momoko Miyasaka em 62º completando o time do Japão em San Bartolo. Outro destaque é a quantidade de oito norte-americanas formando o maior pelotão entre as que já confirmaram participação. As mais bem ranqueadas são Quincy Davis, que divide a 29ª posição com a equatoriana Dominic Barona e Frankie Harrer em 34º lugar.

O Rip Curl Girls Pro apresentado pela Powerade será transmitido ao vivo pela internet pelo www.ripcurlgirlspro.com. O link também poderá ser acessado pelo www.aspsouthamerica.com e acompanhem mais notícias dos eventos da ASP pelas redes sociais da ASP South America – www.facebook.com/aspsouthamerica e www.twitter.com/aspsouthameric1

Silvana Lima durante o Hurley Australian Open. Foto Will- HS

Silvana Lima durante o Hurley Australian Open. Foto Will- HS

Com informações João Carvalho – Assessoria de Imprensa da ASP South America