Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Willian Cardoso"

Oakley Pro14 começa com altas ondas em Balneário Gaivota

21 de março de 2014 0
Lucas Silveira pegou mar lisinho e se deu bem. Foto Basílio Ruy

Lucas Silveira pegou mar lisinho e se deu bem. Foto Basílio Ruy

A etapa de abertura do Oakley Pro14 reuniu grandes feras do surfe brasileiro nesta sexta-feira de altas ondas em Balneário Gaivota, Extremo Sul do Estado. Pela manhã as ondas ficaram na faixa de um metro com séries maiores, perfeitas, mas durante o dia, com a chegada do vento sul, as condições mudaram, deixando as ondas mexidas, com formação irregular e dificultando um pouco para os atletas na escolha das melhores ondas.

Um dos destaques deste primeiro dia de competições do Oakley Pro14 foi o potiguar Ítalo Ferreira, que marcou os melhores resultados até o momento, com 9,00 pontos na maior nota, e 14,65 pontos no seu melhor somatório das suas duas melhores ondas da oitava bateria do primeiro round.

Estou bem feliz, comecei com o pé direito! O evento começou com altas ondas pela manhã, mas na parte da tarde as condições ficaram um pouco difíceis. Fiz uma boa bateria, mas as séries estavam demorando um pouco e peguei poucas ondas, mas o suficiente para garantir minha classificação. Eu estava nervoso por ser minha primeira bateria na competição, sempre me sinto assim, mas agora eu já estou confiante para as próximas, é só manter o ritmo e seguir em frente — declarou o potiguar Ítalo Ferreira, um dos talentos da nova geração do surfe brasileiro.

Tomas Hermes. Foto Basílio Ruy

Tomas Hermes. Foto Basílio Ruy

Outro representante da nova geração que fez bonito no primeiro round foi o carioca Lucas Silveira, que marcou o segundo melhor resultado da competição até este momento. Lucas marcou 14,40 pontos no seu melhor somatório e 7,65 pontos na sua melhor onda, na segunda bateria do dia. No segundo round o Carioca manteve o foco e venceu a segunda bateria avançando para o terceiro round.

Tive a sorte de pegar o mar bem lisinho ainda, com altas ondas. Minha bateria foi a segunda do dia e consegui achar duas boas ondas, manobrando bem, o que me garantiu boas notas e a classificação. Na segunda bateria também achei boas ondas e consegui vencer. Agora é continuar assim focado — declarou o carioca Lucas Silveira.

O segundo round começou pegando fogo, e numa das baterias mais disputadas do dia, entre catarinenses e pernambucanos, a vitória foi do atual bicampeão catarinense profissional Tomas Hermes, com Willian Cardoso na segunda colocação. A dupla despachou os pernambucanos Paulo Moura e Cesar Aguiar. Tomas e Willian são grandes amigos e também grandes adversários. Os dois já se enfrentam em baterias desde a infância, nos circuitos amadores da Fecasurf, e hoje correm atrás de uma vaga na elite do surfe mundial.

Willian Cardoso. Foto Basílio Ruy

Willian Cardoso. Foto Basílio Ruy

Este ano a Fecasurf, mais uma vez, está engajada por uma causa muito importante e vital. A Federação Catarinense de Surf participa do “Projeto Empresa Solidária”, que prioriza a participação de empresas e instituições no processo de conscientização e educação para a doação de sangue. A entidade já reuniu grandes personalidades e destaques do surfe catarinense no Hemosc de Florianópolis, para um gesto simples e nobre que salva muitas vidas. Aqueles que têm surfe nas veias também estão convidados a participar. O que doamos é pouco, mas significa muito pra quem recebe este grandioso gesto de amor.

Neste sábado as competições começam às 8h, pela quinta bateria do segundo round do Oakley Pro14, e quem entra na água logo cedo são os atletas Alex Lima, Odirlei Coutinho, Luel Felipe e Gustavo Ramos, todos brigando pela classificação para o próximo round. O evento está sendo transmitido ao vivo para os internautas pelo http://www.surfpro.com.br/2014/fecasurf/pro01/indexpro.htm, e também através das redes sociais da Fecasurf você pode acompanhar tudo que acontece nesta etapa de abertura do Oakley Pro14.

Foto Basílio Ruy

Foto Basílio Ruy

O Oakley Pro14 é apresentado pelo Governo do Estado de Santa Catarina através do Fundesporte e Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, tem o patrocínio da Feesporte, Skull Surf Boards, Prefeitura Municipal de Balneário Gaivota, Fundação Municipal de Esportes, Hemosc, o apoio, Pousada Maresia, Hotel e Restaurante Monte Carlo, Mattric, a Divulgação do Site Waves e Jornal Drop, e a realização da Fecasurf, Abrasp e Associação Gaivota de Surf.

Com informações de Norton Ewaldt – Fecasurf

Terceiro e último episódio de El Salvador - Deriva Mag

12 de março de 2014 0

Terceiro e último episódio da / S é r i e s EL SALVADOR. from Deriva on Vimeo.

Este é o terceiro e último episódio da Série El Salvador, com os catarinenses Tomas Hermes, Alex Chacon, Willian Cardoso. Mais vídeos no site Deriva Mag.

Adriano de Souza comanda o esquadrão brasileiro em Newcastle

19 de fevereiro de 2014 0
Mineiro começou com tudo em Newcastle. Foto Will Hayden-Smith/ASP Australasia

Mineiro começou com tudo em Newcastle. Foto Will Hayden-Smith/ASP Australasia

O mar amanheceu mais baixo nesta quinta-feira na Austrália e o dia de competição começou com as meninas, no Hunter Porter Womens Classics, etapa seis estrelas do WQS. Logo mais recomeça o Burton Toyota Pro, com a participação de vários brasileiros como Adriano de Souza e Willian Cardoso, que garantiram lugar entre os 48 melhores do evento na quarta-feira, nas baterias de complemento do Round dos 96.

Aliás, Mineirinho bateu o recorde de pontos na última bateria, em sua primeira defesa da liderança no ranking do ASP Qualifying Series conquistada em Sydney no domingo. Na sua estreia no Burton Toyota Pro, só Adriano superou os 16,90 pontos do australiano Jack Freestone, com notas 9,10 e 7,80, no segundo dos 18 confrontos da terça-feira em Newcastle.

A melhor onda de Mineirinho valeu nota 9,00, mas ele somou uma 8,57 para totalizar 17,57 pontos. Antes de Adriano de Souza, o catarinense Willian Cardoso já havia estreado com vitória na terceira bateria da quarta-feira em uma disputa acirrada com o sul-africano David Van Zyl.A única baixa da terça-feira o paranaense Peterson Crisanto, barrado pelo francês Maxime Huscenot e pelo australiano Davey Cathels. Para assistir ao vivo, acesse http://www.surfest.com/live/

Última chance para Willian Cardoso e Miguel Pupo

03 de dezembro de 2013 0
Wilian está na porta de entrada. Foto ASP/Kirstin

Wilian está na porta de entrada. Foto ASP/Kirstin

Agora só falta o Billabong Pipe Masters para fechar a temporada 2013. O evento mais aguardado do ano acontece de 8 a 20 de dezembro e, além de definir o campeão da temporada (Mick Fanning ou Kelly Slater), pode alterar o G-10 do ASP World Ranking.

Os australianos Dion Atkinson e Mitchel Coleborn têm suas vagas ameaçadas por quatro surfistas que vão pontuar no último desafio da Tríplice Coroa Havaiana: os brasileiros Miguel Pupo e Willian Cardoso, o americano Damien Hobgood e o havaiano Dusty Payne.

Neste ano, os top-34 podem computar até dois resultados do WCT entre os seis do ASP World Ranking. Além disso, somente para quem ganhar no mínimo duas baterias nas etapas do Dream Tour da ASP nas melhores ondas do mundo.

Pupo precisa de um ótimo resultado em Pipe. Foto ASP/Kirstin

Pupo precisa de um ótimo resultado em Pipe. Foto ASP/Kirstin

As novas regras foram estabelecidas para equilibrar o peso dos resultados com as etapas do ASP World Prime e do ASP World Star. Até o ano passado eles levavam vantagem somando até os 500 pontos do último lugar no WCT e os 1.750 pontos de quem vencesse uma bateria, na primeira fase ou na repescagem. Agora, só a partir de 4.000 pontos, para quem passar da terceira rodada das competições.  Na comparação, no ASP Prime de Sunset Beach, o português Frederico Morais teve que disputar seis baterias para conseguir os mesmos 4.000 pontos na grande final da Vans World Cup of Surfing.

G-32 DO ASP WORLD RANKING PARA OS TOP-34 DO WCT – 38 etapas – 9 do WCT, 8 Prime e 21 do ASP Star:

1: Julian Wilson (AUS) – 28.405 pontos e Top-06 do WCT 2013
2: Adriano de Souza (BRA) – 26.720 e Top-12 do WCT
3: Jordy Smith (AFR) – 25.720 – Top-04
4: Michel Bourez (TAH) – 25.420 – Top-11
5: Josh Kerr (AUS) – 25.165 – Top-08
6: Kelly Slater (EUA) – 22.500 – Top-02
7: Gabriel Medina (BRA) – 22.225 – Top-16
8: Adrian Buchan (AUS) – 22.075 – Top-15
9: Nat Young (EUA) – 21.920 – Top-09
10: Joel Parkinson (AUS) – 21.880 – Top-03
11: Mick Fanning (AUS) – 21.416 – líder do WCT
12: Adam Melling (AUS) – 21.020 e 1º do G-10
13: Taj Burrow (AUS) – 20.280 e Top-05
14: Jeremy Flores (FRA) – 19.775 – Top-18
15: Kolohe Andino (EUA) – 19.525 e 2º do G-10
16: C. J. Hobgood (EUA) – 19.420 – Top-10
17: Filipe Toledo (BRA) – 19.320 – Top-14
18: Fredrick Patacchia (HAV) – 19.080 – Top-19
19: Sebastian Zietz (HAV) – 18.900 – Top-17
20: Alejo Muniz (BRA) – 18.360 e 3º do G-10
21: Jadson André (BRA) – 18.320 e 4º do G-10
22: John John Florence (HAV) – 17.800 – Top-13
23: Kai Otton (AUS) – 17.640 – Top-07
24: Mitch Crews (AUS) – 16.730 e 5º do G-10
25: Bede Durbidge (AUS) – 15.325 – Top-21
26: Aritz Aranburu (ESP) – 14.780 e 6º do G-10
27: Raoni Monteiro (BRA) – 14.675 e 7º do G-10
28: Travis Logie (AFR) – 14.150 e 8º do G-10
29: Matt Wilkinson (AUS) – 13.650 – Top-20
30: Dion Atkinson (AUS) – 13.500 e 9º do G-10
31: Brett Simpson (EUA) – 13.100 – Top-22
32: Mitchel Coleborn (AUS) – 12.250 e 10º do G-10

Sul-americanos até 100º lugar:
33: Willian Cardoso (BRA) – 11.760 pontos
39: Miguel Pupo (BRA) – 10.300
46: Tomas Hermes (BRA) – 9.010
51: Caio Ibelli (BRA) – 8.110
53: Peterson Crisanto (BRA) – 7.925
55: Krystian Kymerson (BRA) – 7.706
57: Wiggolly Dantas (BRA) -7.540
63: Jessé Mendes (BRA) – 6.498
64: David do Carmo (BRA) – 6.458
77: Marco Fernandez (BRA) – 4.836
80: Jean da Silva (BRA) – 4.623
85: Messias Felix (BRA) – 4.220
88: Heitor Alves (BRA) – 4.100
95: Hizunomê Bettero (BRA) – 3.800
99: Alex Ribeiro (BRA) – 3.678
100: Gabriel Villarán (PER) – 3.612
102: Santiago Muniz (ARG) – 3.429
103: Simão Romão (BRA) – 3.404

Com informações de João Carvalho – Assessoria de Imprensa da ASP South America

Cinco brasucas seguem na briga pelo título em Sunset Beach

01 de dezembro de 2013 0
Raoni está perto de garantir seu lugar na elite mais uma vez. Foto ASP/Cestari,

Raoni está perto de garantir seu lugar na elite mais uma vez. Foto ASP/Cestari,

No terceiro dia de competição do Vans World Cup of Surfing, as ondas de Sunset Beach deram uma diminuída – até 8 pés – em relação ao dia anterior, os cabeças de chave caíram na água e muita coisa aconteceu. Cinco brasucas seguem na briga pelo título da segunda etapa da Tríplice Coroa Havaiana: Raoni Monteiro, Caio Ibelli, Alejo Muniz, Krystian Kymerson e Wiggolly Dantas. Dos cinco, quatro ainda têm chance de figurar na elite no ano que vem e Raoni é aquele que mais está próximo disto.

Raoni e Caio fizeram uma dobradinha na bateria que eliminou Adriano de Souza dacompetição. O carioca só precisa passar mais uma bateria para figurar no G-10. Já Wiggolly, Krystian e Caio precisam vencer o evento para ter a certeza de que terão um lugar entre os melhores do mundo, enquanto Alejo já está confirmado.

Wiggolly levou uma das maiores notas do dia ( 9.00) com essa onda surfada. Foto ASP/Cestari

Wiggolly levou uma das maiores notas do dia ( 9.00) com essa onda surfada. Foto ASP/Cestari

O sábado ainda teve as eliminações marcantes de Willian Cardoso e Gabriel Medina. Quarto colocado em uma bateria 100% brasileira – Kiron Jabour corre pelo Havaí, mas é filho de João Maurício Jabour- , o catarinense mais uma vez ficará dependendo de outros resultados. Desta vez o surfista de Balneário Camboriú terá que torcer pela derrota de outros 15 concorrentes (inclusive Raoni) para alcançar o tão sonhado bilhete de entrada na elite, já que ocupa o último posto do G-10 no momento.

Já o paulista recém coroado campeão mundial júnior acabou eliminado por uma pequena diferença de pontos. Desta vez o aéreo não salvou Medina, que se enroscou com Damien Hobgood em uma onda e viu os juízes valorizarem mais a maior onda da bateria, surfada pelo americano Tim Reyes logo no início do confronto. Jadson André, Heitor Alves, Filipe Toledo, Miguel Pupo e Peterson Crisanto completaram as baixas do dia.

Willian Cardoso em ação na sexta-feira. Foto ASP/Kirstin.

Willian Cardoso em ação na sexta-feira. Foto ASP/Kirstin.

O sábado também teve algumas surpresas com a derrota de Mick Fanning logo na estreia e a nota 9.87 de Kelly Slater, que descolou um tubo em uma esquerda(!) de Sunset para pular do terceiro para o primeiro lugar na bateria e tirar o cearense Heitor Alves da zona de classificação, atrás de Dane Reynolds.

Agora, com a definição dos 32 melhores surfistas em Sunset, a direção de prova terá que escolher um dia para finalizar o evento e é possível que isto açonteça neste domingo, a partir das 16h (horário de Brasília), pois a boa ondulação que teve seu auge na sexta-feira não deverá resistir muito mais tempo. Fiquem ligados que o campeão do evento poderá sair neste domingo!

Round dos 64 (3=33 luar, 700 pts, U$1,5 mil/4=49 lugar, 650Pts, U$1 mil)
H1- 1 Jay Thompson AUS 12.37 2 Ian Walsh HAV 11.84 3 Josh KerrAUS 10.17 4 Granger Larsen HAV 5.67
H2- 1 Adam Melling AUS 11.30 2 Makuakai Rothman HAV 10.543 Jeremy Flores FRA 10.07 4 Hodei Collazo EUK 7.26
H3- 1 Sebastian Zietz HAV 16.77 2 Ian Gentil HAV 14.27 3 Kolohe Andino EUA 12.10 4 Ryan Callinan AUS 9.75
H4- 1 Carlos Munoz CRI 13.17 2 Hank Gaskell HAV 12.733 Nat Young EUA 11.16 4 Mitch Crews AUS 3.24
H5- 1 Raoni Monteiro BRA 15.00 2 Caio Ibelli BRA 14.03 3 Adriano De Souza BRA 13.14 4 Joshua Moniz HAV 12.63
H6- 1 Frederico Morais POR 14.73 2 John John Florence HAV 14.673 Mitchel Coleborn AUS 11.10 4 Kieren Perrow AUS 9.06
H7- 1 Bede Durbidge AUS 15.60 2 Wiggolly Dantas BRA 15.50 3 Brian Toth PRI 11.334 Brett Simpson EUA 9.20
H8- 1 Gavin Gillette HAV 11.40 2 Kalani Chapman HAV 9.50 3 Mick Fanning AUS 7.74 4 Kaimana Jaquias HAV 4.00
H9- 1 Kelly Slater EUA 17.37 2 Dane Reynolds EUA 14.00 3 Heitor Alves BRA 11.64 4 Joan Duru FRA 7.50
H10-1 Torrey Meister HAV 10.54 2 Krystian Kymerson BRA 9.90 3 Matt Wilkinson AUS 9.80 4 Travis Logie AFS 7.83
H11-1 Wade Carmichael AUS 14.73 2 Ezekiel Lau HAV 14.003 Michel Bourez TAH 8.57 4 Dusty Payne HAV 4.17
H12- 1 Kiron Jabour HAV 13.56 2 Alejo Muniz BRA 12.40 3 Filipe Toledo BRA 12.16 4 Willian Cardoso BRA 11.60
H13- 1 Beyrick De Vries AFS 14.00 2 Olamana Eleogram HAV 13.46  3 CJ Hobgood EUA 13.07 4 Jadson Andre BRA 7.10
H14- 3 Gabriel Medina BRA 14.67 1 Damien Hobgood EUA 15.20 2 Tim Reyes EUA 14.67 4 Peterson Crisanto BRA 12.50
H15- 1 Fredrick Patacchia HAV 16.46 2 Ricardo Christie NZL 14.70 3 Miguel Pupo BRA 14.40 4 Tanner Gudauskas EUA 14.04
H16- 1 Joel Centeio HAV 16.37 2 Taj Burrow AUS 16.20 3 Nathan Yeomans EUA 11.77 4 Mason Ho HAV 11.00

Willian Cardoso avança em Sunset Beach e segue na briga para entrar na elite do surfe mundial

29 de novembro de 2013 0
Caio Ibelli conquistou a primeira vitória brasuca. Foto ASP/Cestari

Caio Ibelli conquistou a primeira vitória brasuca. Foto ASP/Cestari

Como já é tradição, depois do feriado do Thanksgiving Day, sempre dá altas ondas no Havaí e a sexta-feira amanheceu com séries gigantes de 10-12 pés em Sunset Beach para rolar a segunda fase da Vans World Cup of Surfing. Depois da eliminação do paulista Jessé Mendes logo na segunda bateria, o paulista Caio Ibelli conquistou a primeira vitória brasileira nas ondas de Sunset Beach.

O cearense Heitor Alves e o capixaba Krystian Kymerson fizeram dobradinha na nona bateria e Wiggolly Dantas também avançou para a rodada dos cabeças de chave da Vans World Cup of Surfing com o segundo lugar na oitava bateria. Mas o melhor resultado brasuca do dia foi a classificação do catarinense Willian Cardoso que passou em segundo na bateria vencida pelo havaiano Ezekiel Lau e segue na luta para continuar no G-10 para o WCT 2014. Para completar, o australiano Dion Atkinson, que ocupa o oitavo lugar no G-10, foi eliminado, assim como o francês Marc Lacomare (principal ameaça para Willian) e o americano Conner Coffin, que também estavam na porta do G-10.

Wiggolly Dantas segue na briga. Foto ASP/Cestari

Wiggolly Dantas segue na briga. Foto ASP/Cestari

Já o paranaense Peterson Crisanto conseguiu a classificação na melhor bateria do dia. Com 9.70 na sua melhor onda, Petersinho passou em segundo lugar e só não venceu a bateria porque o sul-africano Beyrick de Vries surfou um tubão e fez a primeira nota 10 do evento. Além de Jessé Mendes, as baixas brasucas foram o baiano Marco Fernandez e o paulista Thiago Camarão. A competição prossegue com as baterias de complemento do Round dos 96 e a participação dos brasucas Ian Gouveia, Tomas Hermes e David do Carmo (os três acabaram eliminados). Para conferir e assistir ao vivo acesse http://www.aspworldtour.com.br/

Vans World Cup Of Surfing
Round dos 96 (3º=65 lugar, 400Pts, U$750/4º=81º lugar, 370Pts, U$500)

H1- 1 Ian Walsh HAV 14.17 2 Hodei Collazo EUK 11.27 3 Charles Martin GLP 9.83 4 Conner Coffin EUA 9.70
H2- 1 Makuakai Rothman HAV 13.53 2 Jay Thompson AUS 13.16 3 Jesse Mendes BRA 11.06 4 Makai McNamara HAV 9.53
H3- 1 Ryan Callinan AUS 14.33 2 Hank Gaskell HAV 10.76 3 Pancho Sullivan HAV 10.60 4 Dion Atkinson AUS 9.43
H4- 1 Carlos Munoz CRI 15.50 2 Ian Gentil HAV 14.23 3 Kalani David HAV 10.97 4 Stu Kennedy AUS 9.23
H5- 1 Caio Ibelli BRA 14.90 2 Frederico Morais POR 14.00 3 Yadin Nicol AUS 8.90 4 Ramzi Boukhiam MAR 3.17
H6- 1 Mitchel Coleborn AUS 13.07 2 Joshua Moniz HAV 10.70 3 Marco Fernandez BRA 10.57 4 Seth Moniz HAV 6.56
H7- 1 Brian Toth PRI 12.87 2 Kaimana Jaquias HAV 12.40 3 Patrick Gudauskas EUA 12.27 4 Cooper Chapman AUS 6.36
H8- 1 Gavin Gillette HAV 15.16 2 Wiggolly Dantas BRA 15.07 3 Chris Ward EUA 10.06 4 Matt Banting AUS 8.86
H9- 1 Heitor Alves BRA 12.77 2 Krystian Kymerson BRA 11.00 3 Dale Staples AFS 10.63 4 Maxime Huscenot FRA 9.00
H10- 1 Torrey Meister HAV 15.33 2 Joan Duru FRA 15.24 3 Alex Smith HAW 12.60 4 Marc Lacomare FRA 12.37
H11- 1 Ezekiel Lau HAV 14.00 2 Willian Cardoso BRA 12.27 3 Keanu Asing HAV 9.50 4 Thiago Camarão BRA 6.53
H12- 1 Kiron Jabour HAV 18.33 2 Wade Carmichael 14.97 3 Davey Cathels AUS 13.33 4 Marcus Hickman HAV 8.16
H13- 1 Beyrick De Vries AFS 17.50 2 Peterson Crisanto BRA 17.03 3 Tom Whitaker AUS 13.43 4 Koa Smith HAV 12.53
H14- 1 Tom Whitaker AUS 15.10 3 Steven Pierson TAH 10.76 2 Olamana Eleogram HAV 14.26 4 Kevin Sullivan HAV 2.17

Seth Moniz fazendo jus ao sobrenome. Foto ASP/Cestari

Seth Moniz foi eliminado, mas fez jus ao sobrenome. Foto ASP/Cestari

Jay Thompson. Foto ASP/Kirstin

Jay Thompson eliminou Jessé Mendes. Foto ASP/Kirstin

Reef Hawaiian Pro abre a Tríplice Coroa Havaiana 2013 a partir desta terça-feira em Haleiwa

11 de novembro de 2013 0
Willian Cardoso busca pontos importantes para entrar para a elite em 2014. Foto ASP/Kirstin

Willian Cardoso busca pontos importantes para entrar para a elite em 2014. Foto ASP/Kirstin

Nesta terça-feira começa o prazo para realização do Reef Hawaiian Pro, evento que abre a Tríplice Coroa Havaiana (Vans Triple Crown of Surfing) e distribui uma premiação de US$ 250 mil. A competição é o penúltimo ASP Prime da temporada e pode ser decisiva para alguns atletas que busca a qualificação para a elite em 2014, como é o caso do catarinense Willian Cardoso, que mais uma vez dependerá do seu desempenho nas ondas do Havaí para garantir um lugar entre os Top 34 que disputarão o ASP World Tour no próximo ano.

Vale lembrar que no Havaí as baterias são disputadas por quatro competidores, com a presença dos locais, o que torna ainda mais difícil o caminho dos principais atletas do circuito até a final. As previsões da Surfline indicam uma forte ondulação de Norte nos primeiros dias do prazo, com ondas de oito a 10 pés, quando deverão rolar as fases iniciais do evento, segundo o diretor técnico do evento, Marty Thomas. Logo na primeira fase, sete brasucas caem na água: Bernardo Miranda, Jean da Silva, Hizunomê Bettero, Messias Felix, Heitor Alves, Marco Fernandez e Krystian Kymerson, além dos catarinenses Vicente Romero, que corre pela Espanha, e Santiago Muniz, que disputa o circuito pela Argentina, e Ian Gentil, que compete pelo Havaí.

Peterson Crisanto é outro brasuca que bate na porta da elite em 2014. Foto ASP/Cestari

Peterson Crisanto é outro brasuca que bate na porta da elite em 2014. Foto ASP/Cestari

 

Os tops que participam do evento entram direito na terceira fase e aguardam os adversários que serão definidos nas baterias da segunda fase. Entre os brasucas da elite, estão confirmadas as presença de Adriano de Souza, Alejo Muniz, Filipe Toledo, Raoni Monteiro e Miguel Pupo. Vencedor do HIC Pro, evento quatro estrelas disputado em Sunset e encerrado no domingo, o havaiano Maison Ho, 25 anos, ganhou o wildcard para a Tríplice Coroa Havaiana e também já entra direto na terceira fase. Para mais informações sobre o evento e a Tríplice Coroa Havaian acesse: http://www.vanstriplecrownofsurfing.com/ .

Reef Hawaiian Pro 2013
Round dos 128 (3º=97º lugar, 113Pts/4º=113º lugar, 74Pts)
H1- Thomas Woods AUS x Vicente Romero ESP x Kaoliopuuwai Kahokul HAV x Kahea Hart HAV
H2 – Carlos Munoz CRI x Bernardo Miranda BRA x Gony Zubizarreta ESP x Marcus Hickman HAV
H3 – Tim Reyes EUA x Santiago Muniz ARG x Dylan Goodale HAV x Marcus Hickman HAV
H4 – Ezekiel Lau HAV x Gabriel Villaran PER x Tanner Hendrickson HAV x Bruce Irons HAV
H5 – Billy Stairmand NZL x Frederico Morais POR x Sunny Garcia HAV x Kevin Sullivan HAV
H6 – Hodei Collazo EUK x Jack Freestone AUS x Gavin Gillette HAV x Gregg Nakamura HAV
H7 – Jean Da Silva BRA x Hizunome Bettero BRA x Yadin Nicol AUS x Koa Smith HAV
H8 – Perth Standlick AUS x Chris Ward EUA x Kai Barger HAV x Eala Stewart HAV
H9 - Messias Felix BRA x Heitor Alves BRA x Joel Centeio HAV x Evan Valiere HAV
H10- Marco Fernandez BRA x Michael Dunphy EUA x Kaito Ohashi JAP x Isaiah Moniz HAV
H11- Ryan Callinan AUS x Cory Arrambide EUA x Olamana Eleogram HAV x Ian Walsh HAV
H12- Nathan Yeomans EUA x Ricardo Christie NZL x Kylen Yamakawa HAV x Kalani David HAV
H13- Cooper Chapman AUS x Steven Pierson TAH x Ian Gentil HAV x Liam McNamara HAV
H14 – Garrett Parkes AUS x Davey Cathels AUS x Kaimana Jaquias HAV x Makai McNamara HAV
H15 – Krystian Kymerson BRA x Torrey Meister HAV x Gabe Kling EUA x Makuakai Rothman HAV
H16 – Evan Geiselman EUA x Nic Von Rupp POR x Alex Smith HAV x Joshua Moniz HAV

Alejo Muniz estreia direto na terceira fase do evento em Haleiwa. Foto ASP/Cestari

Alejo Muniz estreia direto na terceira fase do evento em Haleiwa. Foto ASP/Cestari

Round dos 96 (3º= 65º lugar, 400Pts, U$750/4º=81º lugar, 370Pts, U$500)
H1 – Patrick Gudauskas EUA x Brian Toth PRI + 2 atletas
H2 – Tanner Gudauskas EUA x Nathan Hedge AUS + 2
H3 – Willian Cardoso BRA x Pancho Sullivan HAV + 2
H4 – Ramzi Boukhiam MAR x Kiron Jabour HAV + 2
H5 – Stu KennedyAUS x Matt Banting AUS + 2
H6 – Marc Lacomare FRA x Dale Staples AFS + 2
H7 – Conner Coffin EUA x Keanu Asing HAV + 2
H8 – Maxime Huscenot FRA x Charles Martin GLP + 2
H9 – Beyrick De Vries AFS x David do Carmo BRA + 2
H10- Dion AtkinsonAUS x Dillon Perillo EUA + 2
H11- Mitchel Coleborn AUS x Tom Whitaker AUS + 2
H12- Peterson Crisanto BRA x Wiggolly Dantas BRA + 2
H13- Caio Ibelli BRA x Wade Carmichael AUS + 2
H14- Jadson Andre BRA + Billy Kemper HAV + 2
H15- Jay Thompson AUS x Jesse Mendes BRA + 2
H16- Tomas Hermes BRA x Joan Duru FRA + 2

Round dos 64 (2º= 33º lugar, 700Pts, U$1,500/4º=49º lugar, 650Pts, U$1,000)
H1 – Nat Young EUA x Granger Larsen HAV + 2
H2 – Frederick Patacchia HAV x Kolohe Andino EUA + 2
H3 – Jeremy Flores FRA x Damien Hobgood EUA + 2
H4 – CJ Hobgood EUA x Aritz Aranburu EUK + 2
H5 – John John Florence HAV x Raoni Monteiro BRA + 2
H6 – Filipe Toledo BRA x Glenn Hall IRL + 2
H7 – Brett Simpson EUA x Travis Logie AFS + 2
H8 – Mick Fanning AUS x Dane Reynolds EUA + 2
H9 – Kai Otton AUS x Luke Davis EUA + 2
H10- Bede Durbidge AUS x Miguel Pupo BRA + 2
H11- Adriano De Souza BRA x Dusty Payne HAV + 2
H12- Adrian Buchan AUS x Kieren Perrow AUS + 2
H13- Michel Bourez TAH x Mitch Crews AUS + 2
H14- Sebastian Zietz HAV x Alejo Muniz BRA + 2
H15- Matt Wilkinson AUS x Adam Melling AUS + 2
H16- Josh Kerr AUS x Mason Ho HAV + 2

Seis brasileiros estão se classificando provisoriamente para a elite do surfe mundial em 2014

09 de setembro de 2013 0
Terceiro alternate este ano, Willian pode ser uma das novidades em 2014. Foto Masurel/ASP

Terceiro alternate este ano, Willian pode ser uma das novidades em 2014. Foto Masurel/ASP

A vitória do catarinense Tomas Hermes no SATA Airlines Azores Pro foi a segunda seguida de um brasileiro de Santa Catarina no ASP World Prime. Antes de Portugal, Alejo Muniz venceu um dos eventos mais tradicionais do Circuito Mundial, o US Open of Surfing na Califórnia.

Restam três etapas do ASP Prime para fechar o ranking de acesso para o WCT 2014. A próxima é ainda em Portugal, o Cascais Pro de 21 a 27 de outubro na Praia de Carcavelos. E as duas últimas são as que abrem a Tríplice Coroa Havaiana, o Reef Hawaiian Pro nos dias 12 a 23 de novembro no Alli Beach Park de Haleiwa e a Vans World Cup do dia 24 a 6 de dezembro em Sunset Beach.

No momento, seis brasileiros estão se classificando para o WCT do ano que vem. Os paulistas Adriano de Souza, 26 anos, Filipe Toledo, 18, e Gabriel Medina, 19, entre os 22 primeiros do ranking principal que são mantidos na divisão de elite do ASP World Tour. O catarinense Alejo Muniz, 23, está garantindo sua permanência pelo ASP World Ranking, com o potiguar Jadson André, 23, e outro catarinense, Willian Cardoso, 27, também fazendo parte do G-10 como duas novidades do Brasil para 2014, nas vagas do paulista Miguel Pupo, 21, e Raoni Monteiro, 31, que não aparecem em nenhuma das duas listas classificatórias depois da etapa do ASP Prime em Portugal.

G-10 DO ASP WORLD RANKING PARA OS TOP-34 DO WCT – 28 etapas – 6 do WCT, 5 Prime e 17 do ASP Star:
1º: Jordy Smith (AFR) – 25.720 pontos e Top-4 do WCT 2013
2º: Julian Wilson (AUS) – 25.605 e Top-11 do WCT
3º: Adriano de Souza (BRA) – 23.163 – Top-8
4º: Adrian Buchan (AUS) – 22.075 – Top-10
5º: Joel Parkinson (AUS) – 21.880 – Top-3
6º: Josh Kerr (AUS) – 21.315 – Top-7
7º: Kelly Slater (EUA) – 21.300 – líder do WCT
8º: Kolohe Andino (EUA) – 19.525 e 1º do G-10
9º: Nat Young (EUA) – 18.906 – Top-6 do WCT
10º: Michel Bourez (TAH) – 17.820 – Top-12
11º: Filipe Toledo (BRA) – 17.470 – Top-17
12º: C. J. Hobgood (EUA) – 16.997 – Top-9
13º: Alejo Muniz (BRA) – 16.210 e 2º do G-10
14º: Sebastian Zietz (HAV) – 15.034 – Top-16
15º: Mick Fanning (AUS) – 14.816 – Top-2
16º: Mitch Crews (AUS) – 14.330 e 3º do G-10
17º: John John Florence (HAV) – 13.700 – Top-14
18º: Kai Otton (AUS) – 12.840 – Top-13
19º: Fredrick Patacchia (HAV) – 12.380 – Top-19
20º: Aritz Aranburu (ESP) – 12.230 e 4º do G-10
21º: Taj Burrow (AUS) – 12.080 e Top-5
22º: Adam Melling (AUS) – 12.030 e 5º do G-10
23º: Jadson André (BRA) – 11.470 e 6º do G-10
24º: Gabriel Medina (BRA) – 11.125 – Top-18
25º: Mitchel Coleborn (AUS) – 11.060 e 7º do G-10
26º: Jeremy Flores (FRA) – 11.050 – Top-15
27º: Marc Lacomare (FRA) – 10.945 e 8º do G-10
28º: Willian Cardoso (BRA) – 10.835 e 9º do G-10
29º: Bede Durbidge (AUS) – 10.391 – Top-20
30º: Dion Atkinson (AUS) – 10.200 e 10º do G-10
Sul-americanos até 100º lugar:
31º: Raoni Monteiro (BRA) – 9.575 pontos
34º: Tomas Hermes (BRA) – 8.540
39º: Peterson Crisanto (BRA) – 7.675
46º: Wiggolly Dantas (BRA) – 6.415
47º: David do Carmo (BRA) – 6.180
56º: Jessé Mendes (BRA) – 5.308
58º: Miguel Pupo (BRA) – 5.210
68º: Krystian Kymerson (BRA) – 4.437
70º: Marco Fernandez (BRA) – 4.405
77º: Jean da Silva (BRA) – 3.990
84º: Hizunomê Bettero (BRA) – 3.716
85º: Alex Ribeiro (BRA) – 3.678
87º: Messias Felix (BRA) – 3.630
88º: Heitor Alves (BRA) – 3.578
91º: Gabriel Villarán (PER) – 3.420
92º: Santiago Muniz (ARG) – 3.409
93º: Simão Romão (BRA) – 3.404
101º: Bernardo Pigmeu (BRA) – 3.100

Com informações de João Carvalho – ASP South America

Catarinenses Tomas Hermes e Alejo Muniz lutam pelo título do SATA Airlines Azores Pro neste sábado

06 de setembro de 2013 0
Alejo está se garantindo na elite em 2014 pelo ranking unificado. Foto Masurel/ASP

Alejo está se garantindo na elite em 2014 pelo ranking unificado. Foto Masurel/ASP

A sexta-feira do ASP Prime SATA Airlines Azores Pro foi de definição dos surfistas classificados para as quartas de final e último dia do evento, com a realização das baterias do Round dos 24 e dos 16 em ondas de quatro e cinco pés. Um dos destaques do dia foi o catarinense Tomas Hermes, que já garantiu o seu melhor resultado do ano com a classificação para as quartas de final, com uma vitória apertada sobre o top brasileiro Miguel Pupo.

Estou me sentindo muito bem e feliz por passar para a próxima fase. O Miguel é um grande cara e foi uma bateria forte. Estou confiante, eu não sei porque na primeira rodada de todos os eventos até agora, então estou amarradão de estar aqui — declarou.

O americano C.J Hobgood achou uma boa esquerda e mandou três rasgadas na seção crítica da onda para obter nota 8.77 e assumir a liderança de sua bateria. Sem muitas oportunidades no line up, Hobgood jogou com a paciência e tentou manter o adversário longe das melhores ondas.

Estou amarradão. Eu sabia que Ryan (Callynan) podia conseguir um 9 com um aéreo, então meu trabalho foi até o final da bateria e senti que não poderia lhe dar mais oportunidades e esperar pela prioridade. Estou amarradão de me garantir nas quartas e voltar aqui para mais algumas baterias — disse Hobgood.

Willian acabou eliminado por Alejo. Foto Masurel/ASP

Willian acabou eliminado por Alejo. Foto Masurel/ASP

Outro catarinense, Alejo Muniz, que se machucou na quinta-feira após mandar um aéreo, surfou sem maiores problemas com uma proteção no joelho. Dono de um estilo admirado também pelos gringos, Alejo obteve high scores e eliminou seu amigo e conterrâneo Willian Cardoso.

É sempre ruim surfar contra um amigo e eu sabia que ele precisava desse resultado também. Mas eu acho que foi a minha bateria de qualificação (para a elite), então eu dei tudo, mesmo com a dor no meu joelho. Eu vou voltar para casa e relaxar e ver como me sinto amanhã . Eu sabia que hoje, porque as ondas estão maiores, seria mais fácil, porque você pode simplesmente deixar a prancha levar e não precisa forçar para dar as rasgadas quando o mar está pequeno — explicou.

Além de Tomas Hermes e Alejo Muniz, o Brasil está na briga pelo título com os paulistas Filipe Toledo e Wiggolly Dantas. A próxima chamada está marcada para as 9h da manhã (horário local), com possível término da competição neste sábado. Para assistir ao vivo basta clicar www.aspeurope.com/azores.

SATA Airlines Azores Pro
Quartas de Final:
H1: Alejo Muniz (BRA) vs Kolohe Andino (EUA)
H2: C.J Hobgood (EUA) vs Adam Melling (AUS)
H3: Filipe Toledo (BRA) vs Tomas Hermes (BRA)
H4: Wiggolly Dantas (BRA) vs Mitch Crews (AUS)

Resultados da sexta-feira:
Round dos 16:
H1: Alejo Muniz (BRA) 15.20 a 12.37 Willian Cardoso (BRA)
H2: Kolohe Andino (USA) 14.27 a 13.56 Cooper Chapman (EUA)
H3: C.J Hobgood (USA) 15.60 a 12.60 Ryan Callinan (AUS)
H4: Adam Melling (AUS) 14.50 a 10.77 Marco Fernandez (BRA)
H5: Filipe Toledo (BRA) 15.50 a 10.44 Joan Duru (FRA)
H6: Tomas Hermes (BRA) 12.97 a 12.93 Miguel Pupo (BRA)
H7: Wiggolly Dantas (BRA) 11.27 a 10.50 Conner Coffin (EUA)
H8: Mitch Crews (AUS) 15.33 a 9.70 Nathan Hedge (AUS)

Round dos 24:
H1: Willian Cardoso (BRA) 13.77 a 13.33 Brett Simpson (EUA)
H2: Kolohe Andino (EUA) 14.46 a 9.67 Hizunome Bettero (BRA)
H3: C.J Hobgood (EUA) 12.07 a 11.44 Peterson Crisanto (BRA)
H4: Marco Fernandez (BRA) 15.33 a 10.04 Brian Toth (PRI)
H5: Joan Duru (FRA) 12.00 a 10.50 Keanu Asing (HAV)
H6: Miguel Pupo (BRA) 15.93 a 12.17. Maxime Huscenot (FRA)
H7: Conner Coffin (EUA) 15.90 a 12.23 Jay Thompson (AUS)
H8: Mitch Crews (AUS) 12.50 a 11.50 Ezekiel Lau (HAV)

Willian Cardoso em Our Kind, vídeo da Rusty Surfboards

22 de agosto de 2013 0