Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Internacional com espaço para cena local

17 de novembro de 2012 0

Quantificar dados não é o suficiente para dimensionar a importância do Dream Valley. A relação de DJs participantes impacta pela relevância. Até então, nenhum festival no Brasil havia reunido em uma só edição artistas no topo da escala do pop mundial, como o francês David Guetta e o norte-americano Steve Aoki – respectivamente o quarto e o quinto mais bem pagos segundo a revista Forbes. Some-se a eles o holandês Armin van Buuren, listado como o n 1 do mundo pela revista britânica DJ Mag, publicação especializada em música eletrônica.

A própria DJ Mag enviou a Penha uma correspondente, que somou-se aos mais de 100 veículos de comunicação credenciados para a cobertura. Da Alemanha, veio uma equipe de tevê.

À repórter inglesa Claire Hughes, especialista em cenas de países, interessa o “brazilian line up”, como o paulista Gui Boratto:

_ Procuro ver como se desenvolve uma cena local. Aqui me chamou a atenção a quantidade de brasileiros se apresentando no Dream Valley. Em outros festivais, há pouca abertura para os DJs locais.

A repórter Claire Hughes, da revista inglesa DJ Mag, no primeiro dia do Dream Valley

Foto: Ricardo Beppler / Dream Valley Festival
Texto: Marcos Espíndola

Envie seu Comentário