Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Jurerê Jazz Festival 2014: Programação completa

07 de abril de 2014 9

O Jurerê Jazz acabou de tirar do forno a programação batuta da edição deste ano que os leitores poderão conferir logo abaixo. O festival vai de 24 de abril a 4 de maio, entre shows gratuitos e pagos, distribuídos em pelo menos nove espaços da Capital e reunindo 16 atrações, entre bambas brasileiros e internacionais, como o jazzista israelense Ivishai Cohen (destaque da noite de abertura, no Teatro Pedro Ivo), Brass Groove Brasil (dia 30/4, na Escadaria da Catedral Metropolitana), Trio Corrente (30/4, Jurerê Open Shopping), Lenine e Camerata Florianópolis (1º de maio, Teatro Ademir Rosa) e a banda Hurtmold (2/5, Célula Showcase).

“24 DE ABRIL A 04 DE MAIO _ 2014
FLORIANÓPOLIS/SC/BRASIL

PROGRAMAÇÃO

24 de abril
21h – Avishai Cohen Trio (Israel)
Teatro Pedro Ivo
Ingressos: www.blueticket.com

25 de abril
20h _ Conversan Duo (BR)
Positano Bar no Hotel Il Campanario, Av. Dos Búzios, 1760, Jurerê Internacional

26 de abril
17h _ Andrew Scott Potter (EUA)
Jurerê Open Shopping, Av. Das Raias, 400, Jurerê Internacional
Gratuito

20h30min_ Luiz Gustavo Zago (BR)
Auditório Jurerê Classic, Rua dos Lambari-Guaçu, 437, Jurerê Internacional
Informações e ingressos: (48) 3282 2203

27 de abril
20h _ Felipe Coelho + Trio Espiral (BR/Chile e Colômbia)
Café Saint Germain, Lagoa da Conceição
Gratuito

28 de abril
20h _ Marcelo Troncoso (Chile)
Workshop: “Música improvisada, jogo criativo, o ritmo e o som”
Escola de Música Rafael Bastos, Rua Dom Jaime Câmara, 202, Centro
Gratuito

29 de abril
20h _ Master Class Edu Ribeiro (BR/Trio Corrente)
Escola de Música Rafael Bastos

30 de abril
International Jazz Day

13h _ Leandro Fortes (BR)
Terminal Integrado do Centro de Florianópolis/TICEN
Gratuito

18h _ Brass Groove Brasil (BR)
Escadaria da Catedral Metropolitana de Florianópolis, Praça XV, Centro
Gratuito

20h _ Christian Brenner Quartet (França/Bélgica/BR)

21h _ Trio Corrente (BR)

Jurerê Open Shopping, Jurerê
Gratuito

1º de maio
21h _ Camerata Florianópolis + Lenine (BR)
Teatro Ademir Rosa
Gratuito

2 de maio
20h _ Cordas & Cuerdas (BR/Uruguai)
Positano Bar no Hotel Il Campanario, Jurerê

23h _ Skotes (BR)
01h _ Hurtmold (BR)
Célula Show Case, João Paulo
Ingressos: www.blueticket.com

3 de maio
17h _ Rivo Trio (BR)
Jurerê Open Shopping
Gratuito

4 de maio
20h _ Stéphane Mercier Acoustic Standards (Bélgica)
Auditório Jurerê Classic, Jurerê
Gratuito”

Comentários (9)

  • rogério cardozo diz: 7 de abril de 2014

    A Brass Groove Brasil tem jeito de banda de NEW ORLEANS muito boa,
    a música é o NO STRESS de todo mundo.

    http://www.operarock.info/

  • Abel Silva diz: 7 de abril de 2014

    Marquinhos, meu “sagrado”, muito bom. Obrigado pelo apoio!

  • Glaucia gondin diz: 8 de abril de 2014

    Christian Brenner trouxe o amigo sacofonista Stephane Mercier da Bélgica , com o apoio de Jurerê Jazz e aliança francesa . Tocam em quinteto no dia 30 com os músicos Casaio Moura , Arnou de Melo e Mauro Borghezan . No dia 4 de maio Christian ( piano-França), Dtephane(sax-Belgica) e Arnou( baixo acustico-Brasil) se apresentam no Jurere Classic.os sites dos artistas estão disponíveis com vídeos e discografia .

  • virginia vianna diz: 14 de abril de 2014

    O show do Leninne será gratuito e aberto ao publico geral no teatro? vai ter lista ou data para retirada do ingresso?
    Porque não teremos a Cris Dellanno este ano? Ela vai fazer muita falta!!!!!

  • andrew scott potter diz: 15 de abril de 2014

    26 abril, 17 horas jurere open shopping

    vou levar jazz muinto forte, vou tocar “seven steps to heaven” up tempo bop , “sunny moon for two” e sambao forte, ritmos brasileiros como sato, coco, samba de roda, vassi , e outras, e clave cubano embaixo um standard de jazz

    vou tocar musicas de meu novo cd , “bluues for mr andrew scott potter” , e, ritmos de meu novo dvd , “8 afro bahian rhythms interpreted on drum set”

  • Avishai Cohen abre o Jurerê Jazz em noite colossal | Marcos Espindola diz: 25 de abril de 2014

    [...] Em 2008, por ocasião do TIM Festival, assisti à performance arrebatadora do saxofonista Sonny Rollins, um dos colossos da história do jazz, um dos últimos contemporâneos vivos da era de ouro de John Coltrane e Miles Davis. E ali eu pude perceber o poder supremo do jazz sobre uma plateia entorpecida por três horas e que lotou o Memorial da América Latina. A história se repetiu para mim e experimentada pelo público na abertura do festival Jurerê Jazz, na noite de quinta-feira, com o contrabaixista israelense Avishai Cohen. Entre o veterano Rollins e o “jovem” Avishai há uma diferença de tempo de quatro décadas de jazz, barreira essa que é demolida pela relevância com a qual os dois monstros empregam ao nobre gênero. O concerto de Avishai Cohen em Florianópolis foi a síntese da sublimação. A primeira e mais aguardada noite da programação do Jurerê Jazz recebeu um público que, embora não tenha lotado o Pedro Ivo, se avolumou (ou agigantou-se) em sensibilidade e entrega. E foi devidamente atendida por uma performance inebriante de 90 minutos, onde o que se ouvia na sequência eram exultações do tipo “experiência de transe”, “transcendência” e “arrebatamento”. Avishai é um fato consumado da atual geração, mas também um colosso do jazz. O que ele produz no palco é um sincretismo mágico de estilos, compondo uma ácida e urgente junção pop entre o latino, o erudito e a sua herança do médio-oriente. Ele é um performer admirável, que comanda do contrabaixo uma catarse particular que contamina a plateia. Aliás, imagino quão interessante não é a história do instrumento que lhe é tão caro, um baixo alemão de mais de cem anos. Das mãos pelas quais passou até chegar ao seu estágio atual, nada menos que merecido se não pelas mãos de uma dos maiores do seu tempo. Na escuderia de Avishai, duas figuras também brilhantes: o pianista Nitai Hershkovits e o baterista Ofri Nehemya _ este um jovem prodígio de 19 anos. Avishai se coloca ao centro e sob os olhares dos parceiros e estrategicamente à frente das caixas de som, uma retaguarda propulsora de sentidos. Do repertório, ele brindou motes já consagrados da sua discografia, como Dreaming, Seven Seas e Remembering e novas composições do recente álbum Almah. De tudo o que eu ouvi, experiência é o termo que melhor se aplica. Mas uma experiência sublime, como a que eu vi com Sonny Rollins há seis anos e que Avishai perpetua magistralmente hoje, mantendo aberta a trilha por onde agora ele é um dos colossos  a continuar essa jornada do jazz. O Jurerê Jazz prossegue até o dia 4 de maio (confira a programação completa aqui). [...]

  • Bruna diz: 28 de abril de 2014

    Fui pegar o ingresso pra quinta-feira no CIC e foi uma falta de respeito! Só liberaram 300 ingressos pro público e, é claro, em 1 hora de fila os 300 se esgotaram. Uma pena a vagabundagem estar contida até num evento que deveria ser gratuito. Com certeza estamos pagando por um evento que será particular para políticos, família de políticos e amigos. Triste mesmo, mas é a sociedade em que vivemos!

  • A sexta será daquelas: Hurtmold + Skrotes no Jurerê Jazz e Céu na Praia Mole | Marcos Espindola diz: 30 de abril de 2014

    [...] Fire, no Praia Mole Eco Village. Ou à Célula Showcase, no Bairro João Paulo, a escala do dia do festival Jurerê Jazz, que vai insuflar os sentidos com o arrojo de duas grandes bandas do cenário instrumental [...]

  • Ivan Ecco diz: 2 de maio de 2014

    Fomos ao show no cic e gostamos muito. Parabéns, musica de qualidade! Excelente idéia, Florianópolis precisa disso.

Envie seu Comentário