Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Popload Festival anuncia Metronomy, Tame Impala, Beirut e The Lumineers

02 de junho de 2014 0

popload

Olha aí a fina programação do Popload Festival, que ocorrerá em novembro (dias 28 e 29) em São Paulo: Tame Impala, Beirut, Metronomy, The Lumineers, Pond e Boogarins. Bora correr para garantir uma promoção de passagens, porque este será um final de semana dos melhores para curtir a Paulicéia. Os shows se concentrarão no Audio Club, na Barra Funda. Será que ninguém se propõe em garantir uma perna para uma destas bandas vir a Santa Catarina?

O Popload é uma realização do site/blog do jornalista e consciência musical Lucio Ribeiro.  O serviço completo está aqui. Abaixo, vai uma breve sinopse dos convidados.

* THE LUMINEERS _ Enorme banda indie-folk americana. Chegou a espantoso número 2 na “Billboard” no ano passado com o álbum de estreia. Dessa onda folk que assola a música independente desde a explosão do Mumford & Sons, o Lumineers é talvez a mais bem conceituada. Disco de platina nos EUA e disco de ouro no Reino Unido e Austrália.

* BEIRUT _ É o “The XX deste ano”. Cultuadíssima banda independente americana com forte pé no folk, na world music, algo eletrônico e com pegada oriental. É liderada pelo especialíssimo Zack Condon. Não lança um disco novo desde 2011 e o planeta indie sonha com um álbum neste ano ainda. Ninguém se surpreenderia se Condon soltasse um novo Beirut a qualquer momento. Fechar uma banda como o Beirut é um orgulho para a Popload, porque o grupo é famoso por escolher a dedo os festivais que toca. Agora em junho eles participam de um evento no Brooklyn, em Nova York. Depois têm um show em festival de Toronto, Canadá, em julho. Daí tocam em Manchester, no Líbano (!!), no Porto (Portugal) e no Popload Festival.

* TAME IMPALA _ Uma das bandas novas mais importantes do rock contemporâneo, o psicodélico grupo australiano vem ao Brasil pela terceira vez, já. As outras duas, desnecessário dizer, foram pelo Popload Gig, nosso “outro” festival, menor. O Tame Impala é um dos grupos que mais tocam em festivais importantes do mundo, desde que lançaram o primeiro disco, em 2010. Liderado pelo pequeno gênio Kevin Parker, eles acabaram de fazer dois shows gigantes em parque de Londres, abrindo para o Arctic Monkeys, com plateia de 45 mil pessoas.

* METRONOMY _ Nos últimos anos, a banda inglesa passou do eletrônico instrumental ao indie-pop dançante, com vocais, conquistando as pistas. Lançou quatro discos, sendo “The English Riviera” (2011) o mais popular até hoje. O delicioso “Love Letters”, álbum lançado em março deste ano, tem recebido críticas excelentes e deve aparecer em todas as (futuras) listas de melhores de 2014. O diretor cult Michel Gondry dirigiu o primeiro vídeo desse novo trabalho, para a música título do CD. No mês passado, o Metronomy fez duas noites esgotadas em Nova York e tem em seu rico currículo uma apresentação histórica no Popload Gig #6, lá em 2011…

* POND _ A banda divide com o Tame Impala não só a cidade natal (Perth, Austrália) e o estilo musical, mas também, alguns de seus integrantes. Incluindo o vocalista Nick Allbrook, que deixou a banda maior e mais famosa no ano passado para se dedicar exclusivamente a este projeto. Mais “alternativo”, o Pond funciona quase que como um “coletivo”, com amigos músicos que se juntam para jam sessions psicodélicas e se agregam ao grupo a cada álbum. E a produção é acelerada: desde 2009 já lançaram cinco discos! “Man, It Feels Like Space Again” (o nome diz tudo), sexto disco do grupo, deve sair no segundo semestre. Foi um dos shows mais elogiados entre as dezenas de atrações do recente Primavera Sound, em Barcelona.

* BOOGARINS _ Vem de Goiânia a boa surpresa psicodélica Boogarins, banda com vocais em português que representam uma certa atualização dos Mutantes para os dias de hoje. Surgidos no ano passado e já com uma enorme turnê americana e europeia no currículo, o Boogarins fechou contrato com o selo indie americano Other Music Recording para lançar no exterior o disco de estreia do grupo, “As Plantas Que Curam”.

Envie seu Comentário