Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Bricotagem e o Sexo

21 de maio de 2011 2

7 PERGUNTAS PARA A SEXÓLOGA LÚCIA PESCA

Bricotagem – Pesquisas recentes de uma marca de preservativo revelam que o Brasil tem um dos maiores índices de satisfação sexual do mundo: 80% dos brasileiros são felizes na cama. Por que?
Lúcia Pesca –
Sentir-se bem na cama tem a ver com estilo de vida tanto na vertical quanto na horizontal. Somos um país tropical com muitas praias e pouca roupa deixando o erotismo a flor da pele. Os brasileiros têm características que auxiliam para aumentar o carisma sexual como o bom humor, a ginga de bom dançarino, sensualidade da beleza e cor do povo. Tudo facilita a aproximação e a sedução. Daí a se soltar, fantasiar e dizer ao outro o que mais gosta na cama é um estalar de dedos.

Bricotagem – Que tipo de pudores um casal não deve ter para uma relação sexual saudável?
Lúcia -
É difícil haver pudores na cama em casais que tem intimidade ou onde os dois se curtem sexualmente. Os pudores têm espaço quando as pessoas estão no início de uma relação ou quando existem conflitos nesta área neles. Do contrário o que vale é a demonstração verdadeira do prazer na hora do sexo. Quando se tem tesão, participa e sente prazer em ver o prazer do outro, os pudores desaparecem. Daí não importam quilos a mais ou celulites. Ainda há muita gente que não se solta sexualmente por preconceito com o sexo, como: não fazer ou receber sexo oral, só transar de sutiã, de luz apagada ou pouca luz, não transar fora do quarto, não em posições de quatro, etc.

Bricotagem – Existe um perfil para a mulher atrapalhada sexualmente?
Lúcia -
Por incrível que pareça é a mulher atual. Em todas as idades. Elas estão indo com muita sede ao pote e se lambuzando, ou seja, atrapalhadas estão seduzindo os homens de tal maneira que os afastam por medo de não saberem como lidar com elas. A maneira como elas tomam atitudes mais ousadas, desde os gestos e sinais, os deixam inseguros. Eles relatam que preferiam insinuações à atitude muito direta delas. Outra característica é a iniciativa exagerada, com roupas e diálogos sexys aparentando uma experiência e liberalidade sexual que podem fazer os homens se “encolherem” sexualmente. Portanto, nem a passiva tampouco a voraz. Que tal só a mulher? Mostrando o que quer e gosta na cama com jeitinho para não traumatizá-los.

Bricotagem – Existe no ar uma maior liberdade para a troca de casais? Aumentou recentemente ou as pessoas hoje não se intimidam tanto em falar?
Lúcia -
Sim, a internet estimulou este processo porque é muito rápido viver parte desta história no mundo virtual. O que antes, fazia parte só das fantasias masculinas passou a participar do jogo erótico e verbal durante a transa de alguns casais. Internet para cá, fantasia a dois para lá, o que é verbal passa para o real, e a experiência de colocar um terceiro na relação acontece. Quando o casal tem intimidade e “confia no seu taco” e essa experiência é bem combinada a dois, isso só vem para reforçar a relação.

Bricotagem – Que sugestões você daria para colocar com criatividade a necessária pimentinha nas relações?

Lúcia – Tentar pensar com a cabeça do outro, trocar de papéis. Imaginar o que e/ou como o outro gostaria de ter prazer, por exemplo. Mulheres gostam de ser levadas para dançar e ali começar o erotismo. Já os homens são mais objetivos e as carícias genitais serão sempre uma boa pedida, principalmente quando há muito elas não acontecem – no meio da na madrugada, por exemplo. Aprender a ter prazer com o que você está provocando no outro é a melhor lição para acordar a libido. Longe do sexo, à medida que começar a pensar no que e em como criar situações novas para se aproximar sexualmente de seu parceiro seu corpo já ficará “feliz” e excitado e irá lentamente diminuindo o rol de queixas, reclamações e acomodação da rotina do velho relacionamento.

Bricotagem – Você acha que homens sentem mais necessidades físicas e sexuais e traem mais que as mulheres por isso? Ou isso é coisa do passado e a traição anda cada vez mais parelha?
Lúcia –
Os homens sexualmente sempre foram mais focados em sexo por vários fatores bio-psico e cultural diferente das mulheres e isso facilitavam sua busca por mais parceiras. Acontece que a infidelidade foi uma das alternativas da mulher na busca de prazer. Hoje mulheres estão traindo quase tanto quanto os homens. Antes a mulher buscava outro para ter alguém com quem conversar e ter atenção, hoje ela busca mais por sexo.

Bricotagem – As perguntas sobre sexo anal aumentaram nos consultórios dos ginecologistas? Pode acarretar em algum problema de saúde futuro?
Lúcia -
Sim aumentaram, assim como várias experiências sexuais estão sendo mais liberadas nos últimos anos e o sexo anal era provavelmente o primeiro da lista dos proibidos a ser liberado. Hoje em dia tenho coluna em três jornais e dois sites e recebo centenas de perguntas, em média 15% é sobre sexo anal. A questão mais freqüente é se faz mal e se o sexo anal pode afrouxar o ânus e trouxer incontinência fecal. É raríssimo porque o ânus tem dois esfíncteres musculares para impedir que isso aconteça. A dor no sexo anal não atrapalha o prazer. A tensão pode diminuir com manobras dos dedos com lubrificantes à base de água, por respiração relaxante ou por masturbação simultânea. A pessoa tem que estar muito excitada antes da proposta do sexo anal. A camisinha é a melhor prevenção contra as doenças sexualmente transmissíveis e o mais importante recurso na prevenção. No sexo anal, seu uso é obrigatório, já que a mucosa anal absorve facilmente vírus e bactérias. Nunca após a penetração anal deve existir penetração vaginal. Como toda experiência sexual a vontade de ter prazer deve preceder qualquer atividade evitando desconforto, aumentando a excitação e levando a satisfação a dois.

Comentários (2)

  • Jose Aataliba diz: 23 de maio de 2011

    è isso aí
    estou entre os 80%
    kakakakakakakakaka
    beijos
    tio biba

  • José Ataliba diz: 24 de maio de 2011

    Vamo Mari!
    Vamo Mari !!
    Quero mais, quero mais e quero mais
    ta tribom minha sobrinha linda
    toca dai Mari…!!!!!
    beijos

Envie seu Comentário