Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Meu currículo

15 de junho de 2008 20

Uma leitora de Goiânia pediu que eu deixasse aqui meu perfil, quer saber para quais jornais escrevo, assim como também há leitores que não sabem exatamente quantos livros publiquei. Blog é pra isso, não é?  Então vamos lá. Nasci em Porto Alegre e me formei em Comunicação Social. Trabalhei muitos anos como publicitária, até que iniciei carreira literária. Como poeta, lancei os seguintes livros: Strip-Tease (1985), Meia-Noite e Um Quarto (1987), Persona Non Grata (1991), De Cara Lavada (1995), Poesia Reunida (1999) e Cartas Extraviadas e Outros Poemas (2001). Destes, só os últimos dois seguem sendo comercializados. Todos foram editados pela L&PM, com exceção do primeiro, o Strip-Tease. (www.lpm.com.br). 

Em 1995 lancei meu primeiro livro de crônicas pela editora Artes e Ofícios, chama-se Geração Bivolt e é uma raridade até aqui em casa, acho que devo ter apenas um exemplar escondido em alguma prateleira. Totalmente fora de catálogo.  

Em 1996 lancei o guia Santiago do Chile, Crônicas e Dicas de Viagem, que relata minha experiência de oito meses vivendo na capital chilena. Já foi atualizado várias vezes e deve sair nova atualização ainda neste inverno. É da Artes & Ofícios também.

Meu segundo livro de crônicas foi o Topless, de 1997, que ganhou o Prêmio Açorianos de Literatura, e depois dele vieram Trem-Bala (1999), Non-Stop (2001), Montanha-Russa (2003, também ganhou o Prêmio Açorianos e ficou em segundo lugar no Prêmio Jabuti) e o Coisas da Vida (2005). Todos L&PM.

Tenho um livro infantil chamado Esquisita como Eu, lançado pela Editora Projeto e com ilustrações da Laura Castilhos. Um dia vou escrever de novo para crianças.    

Na ficção, o primeiro foi o Divã, lançado pela editora Objetiva, do Rio. Pra minha surpresa, estourou. Vendeu muito, virou peça de teatro com a Lilia Cabral no papel principal e em breve estará no cinema: já foi filmado, agora está em fase de montagem e sonorização. Lilia fará o papel de novo, e se cercou bem, olha só o casting masculino: José Mayer, Reynaldo Gianechini, Cauã Reymond… A direção é do José Alvarenga, o mesmo que dirigiu “Os Normais”. 

Depois veio Selma e Sinatra, um livro em que exercitei a criação de diálogos, gostei muito de escrevê-lo, mas não teve grande repercussão.

E, por fim, Tudo Que Eu Queria Te Dizer, o livro de cartas fictícias que lancei no final do ano passado e que está indo superbem, com ótima aceitação. Acaba de ser lançado na Itália. O Divã também fez carreira internacional, foi lançado na França, Suiça, Portugal, Itália e Espanha.

É isso. São 18 livros até aqui. Em agosto estarei lançando outra coletânea de crônicas. Enquanto isso, sigo escrevendo todas as quartas e todos os domingos no jornal Zero Hora, de Porto Alegre, e também aos domingos no Jornal de Santa Catarina e no Globo. E faço colaborações eventuais para revistas, assim como assino uma coluna bimestral na Estilo Zaffari, publicada aqui no sul, mas com distribuição em São Paulo também.

Nas horas vagas, gravo entrevistas, respondo e-mails, participo de Feiras e Bienais, visito escolas no interior e, acredite, sobra tempo pro lazer! Até porque não separo uma coisa da outra, gosto tanto do meu trabalho que me sinto permanentemente em férias. É uma questão de estado de espírito.

Beijo!

 

  

Postado por Martha Medeiros

Comentários (20)

  • andreia diz: 16 de junho de 2008

    Olá Martha, sou tua fã desde muitos anos que já nem lembro quando começou.. Leio sempre que posso suas crônicas e seu blog, e gostaria de agradecer pelos tantos questionamentos que nos ajudam em diferentes momentos da vida! O último livro ajudou-me muitoooo no ano passado! Gracias e beijos no seu coração!

    Andreia

  • ricardo ribeiro diz: 15 de junho de 2008

    q otimo ! mesmo acompanhando toda tua carreira, como fã-leitor, bem legal vc nos contar isso tudo. pelo post realizei q tenho raridades na minha biblioteca, os livros nao mais comercializados. mas nao vendo. abraços.

  • LIS AIRÊ FOGOLARI diz: 15 de junho de 2008

    Marta, eu li Divã e adorei. Sou gaúcha, atualmente fazendo mestrado em Floripa. Adoro ler sua coluna no Zero Hora. E li o Divã, realmente fantástico. Inclusive foi artigo de presente para várias amigas. Desde a estréia do seu blog, não perco um post.
    Um quebra costelas do tamanho do Rio Grande…
    Lis

  • Nayana Schmeider diz: 16 de junho de 2008

    Ai mulher… como assim Gianecchini no Divã? aff…
    Livro novo? Agosto? é, um dos meus presentes de aniversário vai chegar com um mês de atraso… mas tá, por ti eu espero!
    Agora… nunca imaginei dizer isso, mas tu me deprimiste profundamente! Esses livros todos fora de catálogo… dá um desespero desmedido! Eu toda feliz com os 10 livros teus que já tenho, aí me cai esse balde de água fria – ainda faltam 8… ai que dor! Mas enfim, a gente espera, cata, agarra quando acha e segue…

    Beijo!

  • Juliana diz: 15 de junho de 2008

    Martha,como leitora assidua de suas obras,aguardo ansiosa pelo lançamento no cinema do “Divã”,esse livro envolvente que mostra a dificil etapa do fim de um relacionamento de anos.
    Bjos e otimo inicio de semana querida…

  • claudia saraiva diz: 17 de junho de 2008

    que venha o filme no Divã…gosto tanto do livro que até meu blog tem esse nome…bjs!

    ps: adoro o que escreve….mexe comigo.

  • Luci Verônica diz: 17 de junho de 2008

    Oi Martha! Lí, entre tantos outros, o Divâ, esse foi especial, pois estava encerrando um ciclo de minha vida pra então entrar em outro, totalmente reformulado… Pois é assim que estou me sentindo, reformulada e cheia de ideais, e você com certeza tem participação! Te admiro muito!Beijos e sucesso sempre!!!

  • Nathália Hecz Couto diz: 15 de junho de 2008

    Oi, Martha!
    Bah! E falta livro teu pra eu ler! Já li bastante, mas falta. Queria tanto ler Geração Bivolt… Vai que eu ache um por aí…
    Livro em agosto? Ótimo! Se tiver sessão de autógrafos, seja onde for, eu vou!
    Tua vida é impolgante! Adrenalina pura!
    Beijos

  • Anny diz: 16 de junho de 2008

    Olá Martha:
    Que bom saber que tenho todos os seus livros de crônicas. Ficam faltando os de poesia e o próximo a ser lançado.
    Beijos e boa semana.

  • Marília Almeida diz: 16 de junho de 2008

    Oi Martha, muito obrigada por atender meu pedido por um perfil da autora! hehe Te descobri no programa da Ana Maria Braga reclamando a sua autoria dos textos que circulam pela internet com a assinatura do Arnaldo Jabor e etc. Já tenho três livros seus e pretendo aumentar a coleção. Parabéns pelo talento!

  • Gabriela de Paula diz: 15 de junho de 2008

    hoje, eu estava comentando com minha mãe, como a martha medeiros é maravilhosa, ela consegue por emoção nas suas cronicas, minha mãe casualmente pergunto, e os livros dela, e eu falei sei que ela lançou um ano passado, mas tu sabe nomes de livros não é comigo, mas eu quero mãe. e agora resolvi dar uma olhadinha no blog, e martha esta falando dos seus livros. agora ja sei os nomes, hehe. Poderei ler todos. Martha continue assim, deslumbrante. Sou sua fã assumida. ;*

  • Fernanda Coutinho diz: 23 de junho de 2008

    Nossa quanta notícia boa!!! Filme novo, livro novo… aiai… além disso descobri esse blog! Adoro!!!! Mal descobri os livros de Martha e já devorei alguns… me sensibilizou tanto que até produzi algumas imagens… para quem quiser conferir: http://www.flickr.com/photos/fer_fotos

  • Luciane Coimbra diz: 16 de junho de 2008

    Martha, estou ansiosa pelo lançamento do filme Divã. Infelizmente emprestei meu exemplar e a pessoa nunca mais me devolveu. Mas dei muitas risadas com este livro. Adorei !!!
    Beijos da sua fã de sempre!!!

  • otavio diz: 15 de junho de 2008

    Martha, eu como seu leitor tb gostei de saber um pouco mais sobre sua trajetória literária e profissional. Um adendo, apenas, está faltando no seu currículo o título de Campeã Mundial Interclubes Fifa.Valeu!

  • Grasieli Herold diz: 16 de junho de 2008

    Que bom saber que já esta querendo lançar o próximo livro,já pensou no título dele??
    Comprei o último “Tudo o que eu queria te dizer”,na feira do livro da minha cidade,pena que é só uma semana…não li ainda,pois estou com três na frente pra ler.
    Apenas estou passando por aqui para dizer que dmiro muito seu trabalho e que suas crônicas são fantásticas,falam do dia-a-dia e de sentimentos que se perdem com o tempo…
    boa semana eum grande abraço

  • Lízia Borba diz: 16 de junho de 2008

    Olá Martha! O livro Geração Bivolt tem na Biblioteca do Rosário, ou pelo menos tinha a uns 7 anos atrás e se não me engano estava até autografado. Sobre o livro Selma e Sinatra, eu acho um bom livro, é algo bem diferente do que estamos acostumados a ler. Beijos

  • Danielle diz: 16 de junho de 2008

    Oi Martha. Eu te “conheci” através do Meia Noite e um Quarto, que meu irmão mais novo tinha que ler pro colégio e fazer um trabalho; me apaixonei e fui comprando todos teus outros livros de poemas. Anotava meus prediletos na agenda, pegava “emprestados” para impressionar meus affairs (dando a ti os devidos créditos)… Acabei emprestando os livros a uma amiga que sumiu do mapa e nunca mais os reavi. Às vezes procuro na Feira do Livro e não os encontro. Então não estão mais à venda?

  • Lucia Fagundes diz: 15 de junho de 2008

    Olá Susan,

    Escrevi um livro sobre cosméticos.

    Que tal mudar o assunto de novela, corrupção, violência?

    Vamos esclarecer a população sobre o que eles usam p/ passar na pele.

    Muita gente vai gostar de ver a imprensa virar o disco.

    Lucia Fagundes

  • Luis Dutra diz: 19 de junho de 2008

    Coisa estranha…falta opinião masculina ! rsrsrs
    Mentira, opinião tanto faz, elogios vem aos baldes, mas passei por uma situação estranha quanto ao Divã: jó o li tanto que o decorei e quando fui comprar pra uma amiga, ali na Cultura do Iguatemi, não tinha ! Pior, eu teria que encomendar do Rio de Janeiro. Achei engraçado: autora gaucha, de Porto Alegre, e o livro só tem no Rio…
    Coisas da vida…

    Beijos

  • Sandra Vargas diz: 29 de junho de 2008

    Oi Martha! Não é a primeira vez que tento escrever pra vc… sou sua fã e gostaria que soubesse que adoro escrever crônicas. Me inspiro muito em seu estilo, e por isso resolvi escrever meu TCC (estou cursando Letras na Ulbra de Guaiba-RS) a respeito de suas obras. Ainda não sei bem o que escrever, mas acompanho seu blog e suas crônicas na ZH. Adrei saber do sobre teu currículo, acredito que vai ajudar muito no meu TCC. Adoraria, um dia, poder te conhecer pessoalmente. Seria um sonho…
    Bjs

Envie seu Comentário