Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Bye bye domingo; hello segunda-feira

24 de agosto de 2008 78

Eu não gosto de domingos. Não sei o que acontece, mas me sinto melancólica e deslocada. Só há quatro coisas que podem salvar um domingo: um churrasco espetacular feito em casa (deus me livre almoçar em restaurante aos domingos), um bom livro e um bom filme. Sim, está faltando uma quarta coisa, depois eu digo qual é. Bom, churrasco, hoje, não tive. Aliás, não tenho tido. Os churrascos aqui de casa, quando acontecem, deixam lembranças, são divertidos. Segundo fator que salva um domingo: cinema. Fui ver o francês A culpa é de Fidel, sobre a iniciação política de uma menina, nos anos 70, através da militância de seus pais. É delicado, sensível, inteligente, a garota é ótima, mas ainda assim, não salvou esse dia chato. Livro? Estou quase terminando o instigante Claro que você sabe do que estou falando, da multimídia Miranda July. É um livro com um humor estranho, de contos totalmente fora do comum, e isso, por si só, já é um mérito. Algo diferente na paisagem. Costumo ser muito receptiva a tudo que me parece realmente novo. Mas ainda não salvou meu domingo. Estou apenas gostando. E gostar é chocho, não é? Gostei do filme, gosto do livro… Mas estou sentindo falta de ficar extasiada! Como desejar isso num domingo? Impossível. Domingo é dia de futebol, parque, família, Faustão, Fantástico, Galvão Bueno… Eu procuro nem ligar a tevê aos domingos. Só depois das 22h, pra ver a entrevista da Marilia Gabriela, e depende do convidado… Qual a quarta coisa que salva um domingo? Sei o que você pensou. Realmente, é ótimo aos domingos. E em qualquer dia da semana. Sexo, não é? Concordo, mas não é disso que estou falando. O que salva um domingo é você não estar na sua cidade. É você estar numa praia, num sítio, ou em um lugar ainda mais distante: isso vai acontecer comigo domingo que vem. Daqui a sete dias estarei em Londres. Posso jurar que  não estarei melancólica. Sou capaz de nem lembrar que é domingo. Prometo tentar escrever de lá.

*

E agora, exalto meu dia preferido: segunda-feira! Não entendo como alguém pode não gostar de segunda-feira. Só pode ser por falta de espírito de aventura! Uma semana novinha em folha para ser preenchida. O que vai acontecer? Não se sabe. Ok, você vai estudar, trabalhar, ver as mesmas caras, mas estará na rua, estará cruzando com as pessoas, estará interagindo com a vida, e não na pasmaceira dominical. Seu telefone toca mais, as novidades caem no seu colo, tudo é mais excitante. Dias úteis: meus preferidos. Eu não quero descanso, muito obrigada! Eu descanso trabalhando, eu descanso conversando, eu descanso vivendo. Domingo eu envelheço dez anos. Na segunda-feira, rejuvenesço quinze!  

*

Bom início de semana a todos. Tanto para os que lamentam o fim do domingo como para os que saúdam as segundas-feiras. 

*

Beijos!

 

  

 

 

Postado por martha medeiros

Comentários (78)

  • Tarcisio diz: 24 de agosto de 2008

    Perfect! Congratulations! Manda um postal. Bj

  • Mauro diz: 24 de agosto de 2008

    Concordo contigo, Martha.

    A segunda-feira é um dia fantástico, é a vida se renovando!

    Abraço!

  • dom diz: 25 de agosto de 2008

    Prezadas Meninas,
    Será que o fato de vcs estarem “enojadas” com os domingos, não tem como causa os “maridões”…
    Será que vcs não estão com vidas “enfandonhas”…???
    Será que cairam na rotina ???
    Experimentem trocar por alguns dias…
    Suas vidas ficarão extremamente “motivadas”…
    Estaá faltando “sangue novo”…

  • Andrés Lasso Ruales diz: 25 de agosto de 2008

    Eu acho que não deveria existir o dia, somente a noite a mim me acontece o contrário a noite é tão tranqüila, tão boemia, tão cinema, tão romance e muito sexual quando se pode.

    Mas a noite mais bonita que já vi na minha vida é na cidade de Quito, Equador, eu sou equatoriano , posso dizer

    Martha um domingo em Quito, é a mesma sensação de um pecado, ou seja , muito boa.

    Viva el Ecuador.

    Andrés Lasso Ruales

  • Iara Meneghetti diz: 25 de agosto de 2008

    Olá, o negócio estar de bem com a vida….ai não tem domingo, segunda, o tempero é esperança de um novo dia… e o bom desses domingos da vida da gente…é ter alguém para partilha-lo..
    o que queria era ler a crônica da donna, que não tive tempo ontem.. foi mt corrido e me gosto de ler….obrigada

  • Gio diz: 24 de agosto de 2008

    De total acordo….tirando o churrasco que não faz muito o meu gosto, o resto de fato concordo totalmente.

    Diferente: não estarei em Londre, e sim no Rio no domingo que vem…que definitivamente é muito mágico para mim..

    E segunda-feira é um livro novo aberto com a promessa de várias páginas em branco para darmos nossas próprias pinceladas e rasuradas….como pode alguém querer desperdiçar esta oportunidade?

    Boa semana e muito boa Londres.

  • Leticia diz: 25 de agosto de 2008

    Sou uma das que pensei naquilo quanto à terceira coisa. Londres sempre vale uma passadinha. Farei o mesmo dia 15/09. Deixo de comprar sapatos para sempre poder dar uma esticadinha lá. Agora, quanto à segunda-feira, foi a primeira vez que não concordei contigo. Abraços Leticia

  • Hedlaine Cruz diz: 25 de agosto de 2008

    Nossa!

    só você pra fazer com que eu inicie uma segunda da melhor forma…
    Ontem, eu e a Dayane, uma outra desesperada fã sua,falamos de você… Isso por que era domingo, domingo é dia de ficar sem fazer nada pensando em tudo,e nessas análises sempre tem um comentário da Martha, um texto da Martha para trazer coerência ao sentir e pensar…
    Obrigada!

    Beijos.

  • Luiz H. S. Valente diz: 25 de agosto de 2008

    And Sunday, Monday, Autumn pass by me
    London London is peacefully
    Boa viagem

  • Ademar diz: 25 de agosto de 2008

    Tem 2 trechos que mostra que andas com solidão;
    1- Mas estou sentindo falta de ficar extasiada! Como desejar isso num domingo? Impossível.

    2- Sei o que você pensou. Realmente, é ótimo aos domingos. E em qualquer dia da semana. Sexo, não é?

    Se achas estar viajando melhor que que um bom domingo de chuva hummmmm menina esse coração não anda batendo forte

  • Fernanda Trevisan Sonntag diz: 25 de agosto de 2008

    Tu tens toda a razão. Adorei!!!

  • Leandro diz: 25 de agosto de 2008

    Realmente, domingo é um pé no saco. Segunda?? Mais triste ainda, começando tudo de novo e pior, com problemas novos, sem falar nas pendências da semana que passou e empurramos “com a barriga”. Dia bom pra mim é sexta: prenúncio do final de semana!

  • Luciana diz: 24 de agosto de 2008

    Prezada Martha
    Nossa! Pois caiu do céu essa crônica. Estava justamente aqui, esperando ansiosa o domingo passar quando, depois de interromper minha leitura para o plantão da ZH, dou de cara com o teu blog. Salve! Concordo com tudo. Viva a segunda! É nascer do sol mais lindo da semana. Parabéns pelo teu trabalho.

  • evandro diz: 24 de agosto de 2008

    Sempre me vi sozinho lutando contra a síndrome do Garfield. Que bom, vejo que achei uma aliada.

  • Bela diz: 25 de agosto de 2008

    Concordo contigo Martha. Domingo o tédio me persegue…
    bjs

  • Ana Luisa diz: 25 de agosto de 2008

    Então.. nem acho o domingo tão ruim assim, mas concordo que a segunda feira é o melhor dia ! Também tenho essa sensação de recomeço que é muito legal. Boa viagem a Londres (que deve ser sensacional em qualquer dia da semana !)

  • hmr diz: 27 de agosto de 2008

    Pô! Que decepção!

  • Clarissa Carrereth diz: 25 de agosto de 2008

    Que delícia começar a semana lendo isso!!! Estimulante e contagiante!!! Uma excelente semana pra vc!!! Bjs…

  • Mara Goulart diz: 25 de agosto de 2008

    Enfim pessoas que como eu também acham domingo um dia morninho, totalmente sem graça, ainda mais em uma cidade sem graça , como Brasilia, para mim que sou gaúcha só gosto de domingos aí no sul, principalmente qdo estou em P.Alegre, ou na praia , ou na serra , ou…. em qualquer outro lugar que não aqui. Segunda feira sim , na semana as coisas acontecem.

  • Rogério diz: 25 de agosto de 2008

    Quem busca a vida no trabalho não tem vida própria ou foge da vida que tem. Como gostar de um dia onde mal poderei olhar para meu filho, talvez nem possa leva-lo ou busca-lo na escola. Muito menos brincar com ele. Almoço, o mais rápido possível. Trânsito, horrível. O trabalho rouba meu lazer, minha cultura, minha saúde, a convivência com minha família. Rouba os melhores dias dos melhores anos da minha vida. A pasmaceira da sua vida não é culpa do domingo, mas sim da pasmaceira que é a sua vida.

  • claudia luciane correa diz: 24 de agosto de 2008

    gente concordo plenamente com vc marta tambem odeio domingo adoro dias uteis achei que era anormal

  • Eloisa Helena diz: 25 de agosto de 2008

    Acabo de ler sua crônica:Quando Deus parece,uma das melhores coisas do meu domingo.Vim abrir meus e-mails só agora,cheguei ao seu blog e …surpresa:alguém mais, e mais leitores, pensam como eu.Desde menina, amo as segundas , mais ainda as quartas. Meu trabalho sempre foi vida, e viver a gente sempre quer mais!Sempre pode acontecer alguma coisa diferente! Obrigada por tornar melhor o nosso domingo e uma boa viagem!

  • Luzinha Franzoi diz: 25 de agosto de 2008

    sim, sim, sim! eu também não gosto dos domingos. domingo é um dia meio “limbo”. depois do acontecido, antes de acontecer. é o dia do não fazer, da preguiça, dia do nada. sabe o que salva o meu domingo? o futebol! bjo!

  • luciana saggiomo diz: 24 de agosto de 2008

    Adorei…
    Concordo com vc,Marta…
    Segunda-feira,tão odiada por muitos,é meu dia preferido também.
    Uma semana novinha…para fazermos coisas novas,interagir com a vida,tudo pode acontecer!!!!

  • Rose Peixer diz: 24 de agosto de 2008

    Pois eu também adoro dias comuns. Segunda, terça, quarta…
    E, bem, domingo é meio deprimente em qualquer lugar do mundo. (Eu já constatei isso várias vezes).

    beijos e boa semana :)

  • Claudinha Barros diz: 24 de agosto de 2008

    Marta!!!
    Tuas palavras me confortam, nesse fim de tarde tão melancólico!
    Não sou a unica pessoa do mundo que acha os dias úteis, os mais divertidos, os mais instigantes, os mais…
    Mas confesso que houve um tempo em que eu não pensava assim, a vida pulsava dentro de mim…Hoje minha alegria num domingo, se resume a escutar o boa noite da Patricia Poeta e do Zeca Camargo, e saber que são só mais umas horinhas pra voltar ao meu mundo real…
    E menos um dia na contagem regressiva de rever o RS

  • PC, O PC diz: 25 de agosto de 2008

    Báh, um dia eu acerto na mega sena e aí toda a semana vira domingo. De churrasco, de futebol, de acordar tarde, de assistir Rambo, de ler Tio Patinhas, de ficar de bobeira, de navegar na internet, de ouvir rock n roll, de comer cassata, de puxar um ronco, de fazer carreteiro com as sobras do churrasco, de tomar cerveja, de ver o Imortal Tricolor… Pitz, seria o paraíso, sete domingos por semana.

  • Camila Machado diz: 25 de agosto de 2008

    Hello my friend!!! Of course you will not remember about Sunday in London. Have nice time in this wonderful city…and…if you need some help, contact me…bye… see you!!!

  • Frau César diz: 28 de agosto de 2008

    Martha,

    comungo da mesma opinião que a sua: também odeio domingos .. a não ser em ocasiões em que um desses quatro fatores me salve!!

    Bjcas e Parabéns pelo blog!
    Adoro seus textos.

  • Isadora diz: 25 de agosto de 2008

    Olá, Martha! Concordo plenamente com sua opinião sobre Domingos: são uma chatice.
    Comprei “Doidas e Santas”, hoje de manhã. Está realmente maravilhoso! Parabéns pelo trabalho. Beijão e ótima semana.

  • Fernando Bittencourt diz: 25 de agosto de 2008

    Sua leveza impressiona.

    Minha segunda-feria acaba na sexta.

    Beijos.

  • Léia diz: 28 de agosto de 2008

    Concordo e compreendo, também sou assim, detesto o Domingo, principalmente quando escuto no fim da noite a musiquinha do Fantástico. É o fim! rss Beijos.

  • Eliana Castilhos De Camargo diz: 25 de agosto de 2008

    Marta, concordo parcialmente, pois tem domingos que são perfeitos, quando estamos à dois por exemplo, só na preguiça, nas cobertas…..ou então num dia ensolarado, tomando chimarrão na Redenção, com todas aquelas pessoas a volta, pode ser bom, experimente….por outro lado estar em Londres é especialmente bom, domingo,segunda, terça…….aproveite…bjs.

  • Leda Casarin diz: 25 de agosto de 2008

    Bye, Bye domingo, fantastico o que escreveste. Parabens.Gosto muito de tuas cronicas. Abracos.

  • Antônio Rosa diz: 25 de agosto de 2008

    Bahhhhhhh… perfeito, Martha. Concordo contigo 100%! Também me sinto muito mal no domingo, pela inutilidade do dia…sequer consigo descansar direito, porque o tédio toma conta de tudo. A segunda abre um leque de novas possibilidades! Abraço!

  • Juliana diz: 25 de agosto de 2008

    Caro Luis Carlos,quem pode,pode meu bem…quem não pode fica só na vontade…Me poupe vc de vir aqui só para fazer esse comentario desnecessario.

  • Paulo Renato diz: 24 de agosto de 2008

    Adoro o sábado e sempre achei o domingo muito parado. Nunca me conformei que, quando é feriado na segunda-feira, ao invés de termos dois sábados e um domingo, temos um sábado e dois domingos… DOIS dias de pasmaceira. Só é bom quando se viaja, mesmo.

    Depois do show das Olímpíadas de Pequim, gostaria de estar em Londres em 2012 – quem sabe?

    Bom viagem, guria, e não deixa e mandar notícias!

  • Greicy diz: 24 de agosto de 2008

    Estou a mais de uma hora lendo textos seus e intrecalcndo-os com minhas crônicas.Fiz uma pesquisa de imsgens pra saber como é a autora de textos tão envolventes e sem aquele tom pesado de “preciso manter o leitor comigo.”. EU? 17 anos,amo escrever e a sonho em escrever como você. Sua mais nova fã.Parabéns pela crônica, meu deu disposição pra assistir à 6 aulas de segunda-feira sem reclamar.
    Beijos e boa semana.

  • Lila diz: 24 de agosto de 2008

    Martha, deixa eu falar bem baixinho e que meu marido não nos ouça…rs…ele tem a síndrome da segunda-feira e não sabe como pode existir pessoas que gostem, e me incluo nessas que gostam….
    e concordo com vc. quando diz que domingo bom é aquele fora da sua cidade, aí a gente até esquece que é domingo.
    beijo, ótima segunda pra vc!

  • Ricardo Valente diz: 24 de agosto de 2008

    hehe Ia (juro) escrever que faltava sexo, mas não deu, porque li até o final – fato que não faço sempre. Desejo-te boa sorte em Londres, exibida! hahahaha Hug and kiss

  • JOÃO CARLOS SCHÜTZ diz: 25 de agosto de 2008

    Martha!!!!!
    Realmente concordo contigo. Domingo é chato, é morno e insonso, não se consegue ver nada na TV, eu fico em casa mesmo curtindo a minha casa, porque passo a semana toda fora dela, então curto mesmo ela.
    Quanto ao churrasco eu também não tenho onde fazer, mas se aceitar o convite posso ir à Porto Alegre para fazer um bom churrasco à voce e sua familia.
    Tenhas uma ótima viagem e curta o velho mundo bastante.
    Abraços
    João Carlos Schütz

  • Eliza diz: 24 de agosto de 2008

    Vc tem de vir a Belo Horizonte fazer uma sessão de autógrafos! Abraços e parabéns pelo trabalho.

  • Carla diz: 24 de agosto de 2008

    Total acordo com tudo q vc escreveu.
    Martha, não sei se voce viu, eu comentei no seu post q foi no dia do seu niver, mas vc ja tinha postado em cima, sobre o filme “cidade do silêncio”. agora q vc falou de filme, lembrei. ótimo o filme, história real, e elenco excelente. E eu tb já vi “a culpa é do fidel”. meio parado, mas muito inteligente !
    Bom, e boa viagem ! Londres deve ser show.
    Beijos Martha, tá arrasando como sempre

  • DELVIO OVIEDO diz: 25 de agosto de 2008

    MARTHA EU SOU UM MÚSICO NATIVISTA SOU COMPOSITOR E INTERPRETE TAMBÉM, NUNCA TINHA LIDO A SUA COLUNA, VOCE É UMA POETA VOCE ME FEZ LEMBRAR DO APPARICIO SILVA RILLO E DO AURELIANO DE FIGUEREDO PINTO, QUANDO DER VEM PRA GAROPABA É MAIS SEGURA QUE LONDRES.ABRAÇOS

  • Nadia silva diz: 25 de agosto de 2008

    Maravilha!! encontrei alguém que pensa como eu sobre o domingo. Nunca ousei falar para alguém, pois achariam estranho já que o consenso é que a segunda-feira é o pior dia da semana. Bjs

  • Antonio Carlos de Holanda Cavalcanti diz: 25 de agosto de 2008

    Mas Martha, em Londres realmente tudo muda. Isso também aconteceria em Paris, na Escandinávia, em Roma, em Veneza…

  • ELISANDRA GODINHO JOHANNSEN diz: 25 de agosto de 2008

    OLÁ MARTHA,ADOREI O TEU COMENTÁRIO SOBRE OS DIAS SEMANAIS, SIM PORQUE DOMINGO REALMENTE NINGUÉM MERECE! VIVA TODAS AS SEGUNDAS, VIVA AQUELES Q TEM O SEU EMPREGO E VAI INTERAGIR SEMPRE COM AS MESMAS PESSOAS Q ESTÃO SEMPRE NUM PROCESSO CONTÍNUO DE EVOLUÇÃO! AS PESSOAS PODEM SER AS MESMAS MAS,NUNCA SOMOS OS MESMOS A CADA DIA Q PASSA! VIVA! BJO

  • Erika diz: 25 de agosto de 2008

    Olá =) Não resiti em escrever ao ler que vc vai estar em Londres no próximo domingo porque eu tb vou estar =D
    Hoje sem dúvida está sendo uma segunda-feira que eu não sei onde vai dar … Terminei a pouco de arrumar as malas e viajo esta noite pra Espanha =) No sábado chego em Londres e fico até a quarta !
    Quem sabe não nos vemos por lá? ;) Eu iria adorar !!!

    Beijos e boa viagem pra vc !!!!

  • Luiz Carlos Inacio diz: 25 de agosto de 2008

    Tudo isso para dizer que vai para Londres, me poupa!

  • janaina diz: 25 de agosto de 2008

    Oi Martha! Eu sou do teu time…normalmente não aprecio os domingos! Domingo que vem estarei em Paris (junto com a Naiana), provavelmente não lembrarei que é um domingo! Saudades das gurias… precisamos nos ver! Boa viagem e beijos em todos. Janaina

  • eric diz: 24 de agosto de 2008

    Domingo eh realmente melancolico e nao eh a toa q ele existe para contrastar com o resto da semana. Se quiser agito todos os dias pode ir viver na china e podera sentir falta de um dia melancolico por semana. por la todos os dias sao agitados, nao se percebe que dia eh qual.

  • Jopecon diz: 24 de agosto de 2008

    Salve! Bem, não curto Londres tanto assim, muito menos me excitam as segundas indolentes e insossas. Que tal as sextas, com suas promessas e expectativas? Quanto ao domingo, de pleno acordo. Vamos combinar assim: segunda é o primeiro passo rumo à sexta, que tal?!

  • José Cabral Jardim Filho diz: 25 de agosto de 2008

    Concordo plenamente com o comentário, além de tudo como Colorado assistir o Inter que hoje se restinge ao Klemer não tomar um frango ou o Nilmar fazer um milagre, jogando sozinho no ataque.

  • Almir diz: 24 de agosto de 2008

    Bah, não gosta de frio, não gosta de domingo.
    Impressionante como sempre existe uma legião de desabrigados por esse mundo. Pessoas esperam que alguém diga qualquer coisa para concordar imediatamente.
    Será que já li por aqui que o tempo, o dia, o lugar etc a gente mesmo faz ?
    Dia bom é todo o dia que se acorda, abre-se os olhos e consegue-se enxergar.
    O dia ruim da semana ainda está por chegar para todos. E dele ninguém vai poder reclamar.

  • Jani Scarlet Azeredo Garcia diz: 24 de agosto de 2008

    Querida Martha,concordo em genero, número e grau qdo falas a respeito da chatice e a pasmaceira do domingo, e a beleza de uma segunda-feira voltando á vida real, vendo gente, cheia de coisas pra fazer, vivendo, o domingo por melhor que seja é um dia melancólico, parado, um pouco triste, salvo pelo churrasco que reúne a Família que é sempre uma fonte de prazer. Tenho lido sempre tuas cronicas, parabéns, sou tua fã, mesmo morando na Bela e Sta Catarina não deixo de ler tudo que escreves. Abraço.

  • André Gonçalves de Freitas diz: 25 de agosto de 2008

    Concordo, domingo sempre é um dia chato e com aquela sensação de cansaço, ele só torna-se agradável, quando se esta viajando para algum lugar especial, como Londres eheheh ou quando se esta com alguém especial.
    Bom passeio por Londres, Martha.

    Abraço e uma excelente semana,cheia de novidades e acontecimentos para você, sem contar que ficará na expectativa da ida a Londres que é uma delicia.

    Abraço.

  • Liliana Garbin diz: 25 de agosto de 2008

    Bom dia…….boa viagem….aproveite.
    Nossa,vou lembrar d sua crônica todos os domingos próximos…..valeu por dar um outro ar p o início d semana.Páginas em branco p preencher com alegrias,prazer….um forte e prazeroso abraço.Lili.

  • Alexandre diz: 26 de agosto de 2008

    Bom mesmo é segunda. Acorda cedo, pega transito (ou onibus) chega no trabalho (akele que te paga teu belo salário), ouve desaforo o dia inteiro……
    Muito bom mesmo, muito melhor que o Domingo onde passo com minha família, almoçamos juntos, brinco com meu filho numa praça, vamos ao cinema, namoro com minha esposa , etc…

    Viva a segunda…

    IRONIC (é cada uma hein)

  • Andre diz: 24 de agosto de 2008

    Uau! Ta ai uma coisa que eu nao esperava para um domingo: uma cronica que me desse animo pra chegada da segunda. Muito bom. Obrigado pelo empurrao.

  • Juliana Amaral diz: 25 de agosto de 2008

    Adoro Domingo, pra sair da frente do computador, pra poder caminhar no parque, e tambem pra pegar um livro pra ler… e falando em livro, to lendo um livro de Keith Ferrazzi: “NEVER EAT ALONE” e fala exatamente na importancia de se cominicar, estar interagindo com outras pessoas. Amo segunda, pra voltar correndo pra frente do computador e entrar no seu blog…(oh tietagem, kkk), saber das novidades do mundo e poder atenter mil coisas ao mesmo tempo…

  • Mauren Piucco diz: 25 de agosto de 2008

    Apesar da brilhante definicao de um dia de domingo, concordando na chatice da tv, da delicia de um bom churrasco e filme, eu ainda acho q o domingo poderia ser mais longo. Domingo e dia p/ descansar, deixar o tempo passar, desplugar da loucura da semana e torcer pela segunda feira nao vir… Tao boring e agradavel, tudo ao mesmo tempo!

  • jorge krahe diz: 24 de agosto de 2008

    Pois é, a Miranda July – ano passado fui a sua exposição lá nos jardins da Hidráulica (where`s that?!), entrei numa caixona para ver seus filmes herméticos (for me, at least), sentei num banquinho branco e saí com a bunda pintada – esqueceram de colocar o clássico “tinta fresca” Ou fazia parte da obra, não sei. Teu texto: afinal alguem que pensa igual sobre a Weltschmerz dos domingos – não estou só! Hug luv`ly London for me. Be back soon, we`ll all miss you. J.

  • Luis Dhein diz: 24 de agosto de 2008

    Martha, realmente após esse seu texto fiquei imaginando, e confesso, re-significando meu conceito sobre a segunda-feira. Eu sempre fico pra baixo domingo após as 18 horas, e agora estive pensando no que você escreveu: “Uma semana novinha em folha para ser preenchida… estará interagindo com a vida”
    Olha, esse seu texto até me deixou mais feliz, e é verdade mesmo. Que venha mais uma semana novinha, carregada de mistérios e desejos, para ser preenchida e vivida.

  • Juliana diz: 24 de agosto de 2008

    Martha,nada como um bom churrasco de domingo,heim?Só tenho esse prazer qdo vou a Poa,enquanto isso vou curtindo as comidas quentes aqui do Norte.
    Bom,eu adoro sábado e domingo,são os dias que tiro para cuidar de mim,ler um livro,assistir filmes,descansar.Só que o que se salva na tv é realmente as entevistas da Gabi e o Inter qdo está jogando(Ah,esse fds vi sua entrevista no programa”Autografando”e adorei)…
    No mais só me resta esperar a segunda ,que eu pessoalmente sou avessa..
    Bjoss.

  • Constantin Sokolski diz: 24 de agosto de 2008

    Martha, ate em Vancouver o domingo consegue ter um gosto melancolico. Realmente, so melhora na epoca do Festival de Cinema, ou quando procuramos ar novo fora da cidade.

  • Cláudio Dantas diz: 24 de agosto de 2008

    Adorei a crônica domingo-segunda, Martha. Sempre gosto do q vc escreve. Ahhh, aqui no interior da Paraíba tem muitos Medeiros, assim como eu (apesar de não ter o sobrenome). Seríamos primos??? :)
    Abraço

  • Marcelo Cambará diz: 24 de agosto de 2008

    Martha. Eu curto mais as 6ªs. e sábados (p/manhã). E aquela tua crônica “Praia no Inverno” hem? Foi ótima também, no estilo contra a manada. Por falar nisso, que sofrimento ouvir o aloprado Galvão Bueno hem! Abençoados os que tem SPORTV. Boa semana a todos os teus seletos leitores.

  • Iva Brito diz: 25 de agosto de 2008

    Olá Martha. Espero que sua semana esteja começando bem. Meus domingos costumam ser de trabalho, mas este eu realmente não quis fazer absolutamente nada. Tenho uma amiga italiana, escritora também, mora na Sicília e que está prestes a fazer uma palestra sobre literatura da América do Sul, poesias e afins. Essa amiga tem uma poesia que o mundo inteiro diz que é de Pablo Neruda mas ela acredita ser sua. Chama-se LENTAMENTE MUORE
    “lentamente muore chi diventa schiavo dell`abitudine…” (cont.)

  • Vanessa Grando diz: 25 de agosto de 2008

    Domingo, segunda ou qualquer dia, a vida tem prazo de validade, aproveitem.

  • Regina diz: 25 de agosto de 2008

    Eu amo o Domingo, podemos passear de mãos dadas lentamente pra qualquer lugar, tomamos chimarrão sem pressa, filosofamos os mais diversos temas, enfim…meu querido e eu gostamos muito dos finais de semana. Gosto também da segunda e do trabalho, mas me parece, que o importante é compor a vida com a beleza de cada momento e usufruir cada momento com plenitude. Nutrindo todas as àreas da vida e não só o trabalho. Ser total. Good Morning

  • Ricardo diz: 25 de agosto de 2008

    Ademar, vc matou a charada! Falta alguem q pegue a nossa querida Martha de jeito (com todo respeito), principalmente no domingo! Beijos pra todos!

  • Rafael diz: 25 de agosto de 2008

    Oi Marta! ….tb. concordo…em relação ao churrasco….seu domingo é chato pq. vc. não frequenta boteco, não joga sinuca, nem ouve piadas…..que bom que não!….mas fica tranquila que torcemos para vc…hehehhe

  • Monica Carvalho diz: 25 de agosto de 2008

    Bom dia Martha! Eu também adoro segunda-feira. Aliás, gostar de segunda-feira é coisa de gente que gosta do que faz, que trabalha se divertindo. Não aguento quando alguém fala que fica deprimido no domingo porque na segunda volta ao trabalho… Fala sério!! Vai procurar outro emprego!!!

  • Lucas diz: 25 de agosto de 2008

    É fácil falar quando se tem a expectativa de no próximo domingo estar viajando, fora da rotina…ou quando se está passando por um bom momento! Doce hipocrisia!

  • José Francisco diz: 25 de agosto de 2008

    Pra mim, segunda-feria é o pior dia da semana, talvez porque não gosto do meu emprego. Trabalho pra sustentar meus filhos, dependo desta bos….a, seia muito melhor não depender do dinheiro pra se viver

  • Antonio Carlos de Holanda Cavalcanti diz: 25 de agosto de 2008

    Eu gosto dos domingos até terminar o almoço. Depois é só tédio e espera pela segunda-feira. Para mim, só o que salva é o futebol, mas se for jogo do Grêmio, tem que ganhar. E o Inter, perder. Aí, o domingão fica razoável, dá até vontade de ver o tele dormindo e o lance final. Sexo no domingo à tarde, nem pensar. Passeio no parque, cinema, shopping, nunca. Não saio de casa. Domingo ótimo, só nevando a – 10 graus na rua e segunda-feira feriado.

  • Bela diz: 25 de agosto de 2008

    Concordo contigo Martha. Domingo o tédio me persegue…
    bjs

  • clauida diz: 31 de agosto de 2008

    Ja impliquei mais com o domingo em outras época. Ja estava cansada de ir ao bric, ou Gazômetro. algumas cosias realmente podem salvar um domingo, um bom churra concordo com vc. Mas é verdade que as vezes preciso de criatividade por aqui tb, aprogramação tb não ajuda ,mas se tiver sol ja fico feliz!!

Envie seu Comentário