Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Desejo que desejes

12 de janeiro de 2009 46

A leitora Isis, de Cachoeirinha, deixou uma mensagem aqui no blog dizendo que há anos guardava um texto meu que ela gostava muito, “Desejo que desejes”, mas que perdeu o recorte de jornal e não sabe como reaver a crônica. Isis, por coincidência, esse é um dos meus textos preferidos. Foi publicado em Zero Hora por volta de 2003, e está eternizado no meu livro Montanha-Russa. Como ando meio sem inspiração, vou reproduzir o texto aqui, até porque ele é poético e tem muito a ver com o astral de recomeço de ano. Taí o que eu desejo pra todo mundo! Beijos!

 

                                            DESEJO QUE DESEJES

  

         Eu desejo que desejes ser feliz de um modo possível e rápido, desejo que desejes uma via expressa rumo a realizações não utópicas, mas viáveis, que desejes coisas simples como um suco gelado depois de correr ou um abraço ao chegar em casa, desejo que desejes com discernimento e com alvos bem mirados. 

         Mas desejo também que desejes com audácia, que desejes uns sonhos descabidos e que ao sabê-los impossíveis não os leve em grande consideração, mas os mantenha acesos, livres de frustração, desejes com fantasia e atrevimento, estando alerta para as casualidades e os milagres, para o imponderável da vida, onde os desejos secretos são atendidos.

         Desejo que desejes trabalhar melhor, que desejes amar com menos amarras, que desejes parar de fumar, que desejes viajar para bem longe e desejes voltar para teu canto, desejo que desejes crescer e que desejes o choro e o silêncio, através deles somos puxados pra dentro, eu desejo que desejes ter a coragem de se enxergar mais nitidamente.

         Mas desejo também que desejes uma alegria incontida, que desejes mais amigos, e nem precisam ser melhores amigos, basta que sejam bons parceiros de esporte e de mesas de bar, que desejes o bar tanto quanto a igreja,  mas que o desejo pelo encontro seja sincero, que desejes escutar as histórias dos outros, que desejes acreditar nelas e desacreditar também, faz parte este ir-e-vir de certezas e incertezas, que desejes não ter tantos desejos concretos, que o desejo maior seja a convivência pacífica com outros que desejam outras coisas.

         Desejo que desejes alguma mudança, uma mudança que seja necessária e que ela não te pese na alma, mudanças são temidas, mas não há outro combustível pra essa travessia. Desejo que desejes um ano inteiro de muitos meses bem fechados, que nada fique por fazer, e desejo, principalmente, que desejes desejar, que te permitas desejar, pois o desejo é vigoroso e gratuito, o desejo é inocente, não reprima teus pedidos ocultos, desejo que desejes vitórias, romances, diagnósticos favoráveis, aplausos, mais dinheiro e sentimentos vários, mas desejo antes de tudo que desejes, simplesmente.

 

————————————————————————————————-

      

Postado por Martha Medeiros

Comentários (46)

  • Nathália Hecz diz: 12 de janeiro de 2009

    Aaaai, que tudo a crônica! Sensacional! Me emocionei! E tu, hein Martha?! Tem mexido muito com meus nervos através das tuas palavras. Parabéns! Desejo que desejes… Amo! Beijos!

  • CARLA COIMBRA diz: 12 de janeiro de 2009

    OI Martha! Sou tua leitora pra mais de 10 anos! Mas hj é a primeira vez q te escrevo. Tuas crônicas e tb tuas posesias me acompanham diariamente. Sempre “te usei”pra trabalhos da faculdade, pra parabenizar uma amiga pelo aniversário, pra desejar Feliz Natal ou pra dar um bom dia… Enfim, estás sempre presente! A primeira vez q te vi e ouvi foi na Jornada de Literatura em Passo Fundo (acho q em 2001 se não me falha a memória). Fiquei maravilhada! Bom! Estou escrevendo para dizer um OBRIGADA.

  • CARLA COIMBRA diz: 12 de janeiro de 2009

    NO FINAL DE JANEIRO TEMOS A FEIRA DO LIVRO AQUI NA PRAIA DO CASSINO QUE ACONTECE TODOS OS ANOS, FICARIA MUITO FELIZ SE PUDESSES VIR NOS VISITAR. UM BJ.

  • Maria Luiza diz: 12 de janeiro de 2009

    Maravilhoso…nos empolga ao mesmo que emociona!parabéns,desejo desejos pra você!

  • IVONE MARIA DE SOUZA diz: 13 de janeiro de 2009

    Marta Lindo o seu texto, aproveito para te enviar um belo texto do Frei Beto.
    Decretos de Natal

    Fica decretado que, neste Natal, em vez de dar presentes, nos faremos presentes junto aos famintos, carentes e excluídos. Papai Noel será malhado como Judas e, lacradas as chaminés, abriremos corações e portas à chegada salvífica do Menino Jesus.
    Por trazer a muitos mais constrangimentos que alegrias, fica decretado que o Natal não mais nos travestirá no que não somos: neste verão escaldante,

  • IVONE MARIA DE SOUZA diz: 13 de janeiro de 2009

    Decretos de Natal

    Fica decretado que cartas de crianças só as endereçadas ao Menino Jesus, como a do Lucas, que escreveu convencido de que Caim e Abel não teriam brigado se dormissem em quartos separados; propôs ao Criador ninguém mais nascer nem morrer, e todos nós vivermos para sempre; e, ao ver o presépio, prometeu enviar seu agasalho ao filho desnudo de Maria e José.
    NÃO CONSEGUI TE ENVIAR TODA A MENSAGEM.

  • débora diz: 13 de janeiro de 2009

    Martha amooo esse texto! vou guadar tb!
    bj e que tempo é esse? cade o calorão e? tô e capao depois de anos, muitas lembranças aff!
    bjs

  • Nathália Hecz diz: 15 de janeiro de 2009

    Tu nem sabe do que eu lembrei agora! Na Feira Do Livro do ano passado, na fila, eu vi aquele gurizinho que foi até à tua mesa e apoiou uma caixa em cima dela… Vi que tu levou um sustinho, eu também. O que será que ele queria?? Fiquei encucada por alguns dias depois, e hoje lembrei. Beijos, flor! Amo tu!

  • Sibele diz: 12 de janeiro de 2009

    Olá Martha!Eu adoro esse teu texto ocm certeza é um dos meus favorito também.Tem um texto teu que eu não lembro o título,mas lembro que foi publicado na Zero Hora lá no início do ano 2000 ele fala algo do tipo “dúvidas não existem”, que no fundo no fundo sabemos sim que rumo devemos tomar.Sei que tu escreveu milhões de crÔnicas,mas se puderes me ajudar te agradeço.
    Beijão

  • Paula diz: 12 de janeiro de 2009

    muito lindo, nos faz pensar…

  • Juliana Amaral diz: 13 de janeiro de 2009

    Lembro de ter lido esta poesia… Linda demais!!!Nao sei qual eH a melhor, mas a que me doi mais(que me toca mais profundamente)e a: A DESPEDIDA DO AMOR!!!
    Nunca li poesia tao linda quanto essa, ela eh meu amuleto…ela descreve exatamente o que eu sinto, e que ainda luto… e brigo… comigo mesma, pra dizer adeus a que nao quero dizer, e despedir-me de quem nao quero despedir, mas que eh extremamente necessario…
    É SIMPLISMENTE LINDA!!!
    Boa semana pra voce, e que venha mais poesia este ano.

  • Natália diz: 13 de janeiro de 2009

    Olá Martha! muito lindo o texto! Então queria aproveitar o tema do seu texto – “desejar” – e fazer um pedido, já que vc também anda se queixando de falta de assunto eu queria lhe pedir para você escrever sobre o jornalismo,porque estou pensando em fazer a faculdade, e queria ouvir o que vc tem a dizer sobre essa carreira maravilhosa!

    Beijus

  • Caroline Back diz: 13 de janeiro de 2009

    Oi Martha! Confesso que quando li o comentário da leitora pedindo este texto, fiquei torcendo para lesse e publicasse aqui, pois o li há alguns atrás e lembrava o quanto ele me emocionou na ocasião.
    Neste texto tu expressas como ninguém o verdadeiro desejo que sentimos quando queremos bem a alguém… É exatamente isso, manter sempre viva a vontade, o desejo, os sonhos, pois é isso que faz a vida valer a pena!

    Um forte abraço!

  • Anita diz: 13 de janeiro de 2009

    Cara Martha,
    Como fã e admiradora há mais de 16 anos dos teus escritos, assisti com prazer a tua participação no programa da Leda Nagle e me encantei mais ainda…
    Moro no Nordeste há 15 anos e divulgo muuuuuito tua obra por aqui.Os amigos e amigas já sabem: lá vem Anita com sua gaúcha preferida…E todos adoram teu jeito indiscutível de revelar as mazelas cotidianas.Obrigada por nos alegrar e por compartilharmos contigo de momentos tão sublimes diariamente.Super ano novo prá ti!!

  • Keila diz: 14 de janeiro de 2009

    Desejo que continue escrevendo por muitos anos!

  • Andreia e Romulo diz: 13 de janeiro de 2009

    Nossa não conhecia o texto… ele tocou fundo na minha alma! Obrigada por despertar em nós os melhores sentimentos e pensamentos! Nós te adoramos! Um 2009 de sucesso e alegrias! Andreia

  • vera diz: 13 de janeiro de 2009

    Como sempre, amei sua crônica, Martha!
    Ela me inspirou um grande desejo hoje: desejo que você deseje atender meu pedido: há tempos venho tentando reaver sua crônica `Até que o ronco os separe`. Já lhe escrevi, mas não obtive resposta. Então: hoje desejo com toda a força que um desejo pode ter. Desejo que você deseje me responder, desejo que você possa reaver a crônica pra mim. Desejo que você deseje tudo o que de bom a vida pode lhe dar. E que todos os nossos desejos virem uma bela realidade!

  • Fernanda Bonorino Diatel diz: 23 de janeiro de 2009

    Amei o texto “desejo que desejes” demais de lindo, e aproveitando queria pedir tambem pra rever um texto que desculpe mas não lembro o nome, mas tinha em recorte de jornal tambem como a colega de cima, mas perdi, fala de nós mulheres, mães, trabalhadoras,donas de casa e ainda com maridos…heheheheh Guardei anos este texo mas perdi…seria possivel ser???saber qual é???beijao…amo as tuas crônicas Martha!!!!!

  • GABRIELA diz: 12 de janeiro de 2009

    MARAVILHOSO!
    BOA SEMANA MARTHA!

  • Marcos Grignolli diz: 12 de janeiro de 2009

    Olá Martha. Sou leitor inconstante e, por vezes, involuntário de suas crônicas, mas nem por isto menos entusiasta. Escrevo para um mea culpa. Em meu blog (www.amordealmas.com) acabei publicando um texto seu com incorreta autoria. Já fiz a correção, mas gostaria, ainda assim, de me desculpar “pessoalmente”. E, ao apurar a real autoria indicada por uma leitora, me deparei com outros lindos textos de sua autoria e me sentiria gratificado se pudesse reproduzi-los, agora corretamente. Um forte abraço

  • Bruna Cândido diz: 13 de janeiro de 2009

    Martha,
    Não tenho muito o que dizer.. apenas desejo-lhe todo amor e paz que a vida pode nos proporcionar!!!
    Parabéns!!!!!!!!
    Bjs

  • Roseli Ferraz diz: 13 de janeiro de 2009

    Mesmo sendo profª de Geografia, na época da publicação desse texto em ZH, passei para meus alunos. Tinha guardado por um bom tempo, mas perdi. Que maravilha poder ler, rever,guardar e repassar novamente! Martha, te admiro mto. Um 2009 cheio de desejos e é claro, de realizações. abraço

  • Roberta Lauxen diz: 13 de janeiro de 2009

    Olá Martha! Como estou feliz por poder deixar meu comentário em seu blog. Lendo todos os comentários, percebemos como tu tocas nosso coração, e eu sinceramente fiquei muito emociada. Há vezes que esquecemos de nós mesmos, do que desejamos realmente.Sou sua leitora há anos, e quero te dizer que te admiro muito, tu me dá esperança de que ainda podemos fazer diferente…

  • Ana Paula diz: 13 de janeiro de 2009

    Esse texto é lindo demais, Martha!
    Beijos e boa semana!

  • Lenita diz: 13 de janeiro de 2009

    Martha, este texto é fantástico! Vem bem a calhar com esse início de 2009. Quando li Montanha Russa, este foi um dos que mais gostei. Com certeza ele nos faz repensar sobre muita coisa que desejamos ou deixamos de desejar… bjs

  • zenilda loyo diz: 13 de janeiro de 2009

    Marta leio sempre seus artigos, sou sua admiradora mais nesse texto você superou-se, ele é lindo, rico, do bem e puro. Parabéns. Zenilda Loyo.

  • Nathy diz: 13 de janeiro de 2009

    Que lindo!!! Não conhecia este texto ainda. Gostei muito!!! Beijos.

  • Rizoletta diz: 13 de janeiro de 2009

    Lindo texto… E eu desejo um 2009 cheio de felicidade urgente… De saúde, sucesso… bjos

  • Mayara diz: 14 de janeiro de 2009

    Ola Martha, parabéns pelo blog esta cada dia melhor, mas na verdade passei para contar que comecei a ler hoje o livro “Doidas e Santas” e gostaria de te parabenizar pelo livro e em especial pela crônica “Obrigada por insistir”. Acrônica é sensacional! Parabéns!

  • Leandro diz: 14 de janeiro de 2009

    Martha, excelente a crônica na ZH de hoje. Tb soube da existência da MADA pela novela e me perguntava muitas vezes como alguém poderia ligar obsessão, dominação, agressividade com algo tão espetacular que é o ato de amar. Tua análise do livro só me fez ter mais certeza que não é o amor que é demais, mas sim a insegurança, incerteza e tantas outras coisas é que estão em excesso..bjs garota.

  • Marcos Grignolli diz: 12 de janeiro de 2009

    Olá. Tenho um presente para você no meu post. O selo “Blog Original”. Fique a vontade pra aceitar ou recusar. Um forte abraço.

  • Cristina de Freitas diz: 13 de janeiro de 2009

    Martha, como muitos, sou tua fã. Vou aproveitar esta onda de falta de inspiração para pedir-te que reproduza uma parte de um texto teu que vi publicada em uma matéria de Natal ,da Casa & Cia (da Zero Hora)em que parte deste texto estava reproduzida em uma parede. Achei lindo, mas na época li e não guardei. Me diga que texto é aquele…Obrigada!

  • Juliana Prestes diz: 13 de janeiro de 2009

    Martha! Você foi meu presente de Natal! rs Doidas e Santas foi o melhor presente que eu poderia ter recebido! Me envolvi em seus textos e palavras que já admiro há alguns anos… Em vários momentos eu me perguntava: Como ela pode saber que me senti exatamente dessa forma? Obrigada por nos presentear com sua forma leve de falar de nossas vidas e tocar nossos corações!!!
    Adoro o seu trabalho!!
    Beijos!

  • Cristiane diz: 13 de janeiro de 2009

    Olá Martha!Bom,já que estamos em retrospectivas por aqui,existem mil crônicas suas que amo,e Desejo que desejes era uma delas,dando uma milésima olhada no livro Montanha Russa que já li faz um tempão,relembrei de mais uma crônica que gosto muito: Por que precisamos de alguém.Quem não leu,ótima dica.Beijos..
    Cris (A última solteira,lembra?!rsrs)

  • Elizabete Camillo diz: 13 de janeiro de 2009

    Ola Martha…Quanto mais leio o q vc escreve, muito mais admiro teu trabalho!!!
    Sempre com palavras de fácil entendimento, faz parecer q é tao facil escrever…
    Desejo q desejes sempre nos presentear com tão lindos textos!!! beijos

  • Nathália Hecz diz: 13 de janeiro de 2009

    Martha! Perdão por usar o blog pra isso, mas queria te dizer. Hoje comprei o dvd da Amy Winehouse, I Told You I Was Trouble. Noossa, trii bom! Do mesmo jeitinho que tu gosta de Love Is A Losing Game eu gosto de Valerie. Achei graça dos copos de bebida que vez em quando ela pegava. Sei que ela bebe demais, mas achei graça. Em pleno show, né?! Mas adorei! Beijão, flor!

  • Diego Azevedo diz: 13 de janeiro de 2009

    Lendo os comentários dos outros leitores, fico impressionado com o poder que tens. Tuas palavras sempre acertam o intimo de cada um, pega aquele sentimentinho lá guardado, e nos faz suspirar. Dá certa sensação de conforto, pois acabo tendo a sensação de que outras pessoas, (através de suas crônicas você, e pelos leitores que comentam aqui, muitas outras) também passaram por situações semelhantes. Sejam elas de alegrias, tristezas, anseios, desejos.

  • Diego Azevedo diz: 13 de janeiro de 2009

    Fico encantado com a sua forma de escrever, textos tão majestosos, mas ao mesmo tempo com palavras simples, que nos remete para o dia a dia, e faz várias pessoas sentirem esta magia. De ler, e ter a sensação que aquele texto ali, foi escrito exatamente para aquele momento; tocar naquele sentimento guardado; ler as palavras que precisavam ser lidas, nos levando a uma reflexão. Teus textos têm magia Martha.

  • Ana Cláudia diz: 12 de janeiro de 2009

    E complementando este texto com outro texto teu, desejamos um 2009 sem medo de perder. Através das perdas podemos ir além e saborear conquistas e paisagens inimagináveis. Disponibilidade e confiança são essenciais na travessia. Abraços.

  • jack diz: 12 de janeiro de 2009

    oi martha !! alguns meses atras escrevi no seu blog a seguinte frase : ( DIVÃ SEM DUVIA NENHUMA É O LIVRO QUE MUDOU MINHA VIDA PARA MELHOR E PARA SEMPRE.)achei muito interessante essa frase aparecer na capa de apresentaçao do google quando alguem solicita trechos do livro.esse livro mudou realmente muitas coisas…. tudo para melhor. obrigada. responda se tiver tempo ta? bjs.

  • Diego Azevedo diz: 13 de janeiro de 2009

    Tive a oportunidade de instalar internet e TV por assinatura no seu ap,os móveis ainda estavam sendo montados, e lembro que na correria você passou por lá, e me tratou com uma educação gigante, uma cortesia imensa, comentei que era seu leitor, e me encantei ainda mais ao ver sua alegria, saber que simples técnico era mais um de seus leitores. E vi que não são apenas os textos, a Martha como pessoa, também é encantadora. Parabéns, e desejo que desejes a continuar assim, com textos tão belos!

  • Juliana diz: 14 de janeiro de 2009

    Martha ,eu adoro esse texto..Bjos!!

  • Lúcia diz: 13 de janeiro de 2009

    Martha! Que máximo ver o texto completo…tenho ele no meu perfil, mas só uma parte. E ainda não estava totalmente certo. Agora acrescentei…Te desejo um ano bem desejado de maravilhas que desejamos sempre…T adoro. Bjos, Lúcia.

  • Janete Guterres diz: 19 de janeiro de 2009

    Martha, neste fim-de-semana li Montanha-Russa, adorei o livro, com a leitura de mais este livro teu, me reforça a certeza que és minha autora preferida.
    Sucesso sempre.
    Beijos.
    Janete.

  • Pauliane Godoy diz: 16 de janeiro de 2009

    Nossa, adorei “Desejo que desejes”..lindo, só para variar, né? rs
    Beijos

  • Lourdes boscoli diz: 28 de janeiro de 2009

    MARAVILHOSO TEXTO, COMO QUASE TUDO QUE VOCÊ ESCREVE! A GENTE FICA DESEJANDO TÊ-LO ESCRITO.

Envie seu Comentário