Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Atchim!!

16 de julho de 2009 45

Desgulpe o sumiço, mas a coisa tá preta aqui, pezoal. Uma gripe que não é suína, nem equina, nem bovina, mas que tá me deixando assim, com a voz anasalada e vontade de cair na cama e não sair maiz. Cof, cof, cof, cof, cof, cof. E uma tosse dos infernos também. Diacho.

*

Nem tenho saído de casa. Tô lendo aquele livro, A outra vida de Catherine Millet, e achando tão técnico quanto o anterior. Essa francesa escreve sobre sexo, erotismo, ciúme, sempre parecendo estar com uma lâmina entre os dentes. Ô, frieza. Ou então sou eu que ando influenciada por esse inverno maldito. Cof, cof. 

*

Por outro lado, vi um filme cálido, delicado, sensível. Quando você viu seu pai pela última vez? É a história de um quarentão que vai se despedir do velho pai, que está morrendo. Durante a visita, lhe vem toda a infância em mente, as frustrações e raivas contidas, a competitividade latente entre os dois, tudo que não foi dito, pro bem e pro mal. Quem não faz esse tipo de “viagem no tempo” ao se deparar com a finitude daquele que a gente, quando criança, tanto amou e tanto odiou ao mesmo tempo? – se é que você concorda que a infância é uma zona de conflitos intensos, uma Faixa de Gaza emocional. Gostei do filme.

 

*

O filme é inglês e o personagem do cara, quando garoto, passa muito tempo com um livro na mão. Também se passa na Europa (apesar de ser uma produção americana) aquele filme que já comentei aqui, Tinha que ser você, em que Emma Thompson aparece lendo no metrô, lendo no restaurante, lendo em sala de aula. Ouvi falar bem também do filme franco-alemão Há tanto tempo que te amo, com Kristin Scott Thomas, onde, dizem, os livros também fazem participação especial. Essa é uma (entre muitas)das razões pelas quais eu gosto de filmes europeus. Eles refletem um estilo de vida que eu gostaria de ver aqui no Brasil. Gente lendo em parques, lendo no transporte público, lendo nas salas de espera, lendo, lendo, lendo. Também assisti no DVD, essa semana, Se eu fosse você 2, onde não aparece um único livro em cena. Eu sei, no Divã também não – apesar de ter sido baseado num. Lembrei: em Meu nome não é Johnny tem um doente mental, colega de prisão do personagem de Selton Mello, que adora ler. Um maluquete. Será que no Brasil, só sendo meio pirado pra gostar de ler?

*

Pois é, tô sem assunto, acabei inventando um. 

*

Cof, cof, cof. Beijoz.

 

 

 

 

 

 

 

 

Postado por martha medeiros

Comentários (45)

  • Adelino diz: 17 de julho de 2009

    Martha, você escreveu “maiz” e beijoz” de propósito mesmo ou o teclado de seu lap está com defeito? A outra hipótese é a sua gripe… Ótima a sua crônica.
    Um beijo. Do leitor.
    Adelino
    PS – Desculpe-me a brincadeira, ok?

  • Leninha Ramos diz: 16 de julho de 2009

    Cof, cof, cof, cof, cof, cof…too!estou abaixo de antibióticos, sei exatamente o que estás passando…NGM merece…

  • JW diz: 16 de julho de 2009

    Olá Martha. Não vá pensar que foi o chopp gelado do Pinguim, de Ribeirão Preto, que foi o causador da sua gripe. Ele está curando até gripe suína, como poderia causar uma? Hehehe…
    No meu blog, sobre as PALESTRAS da ultima Feira do Livro de Ribeirão Preto, está a sua, juntamente com as de outras feras: http://jw-azevedo.zip.net.

  • Vinicius diz: 19 de julho de 2009

    Oi Martha!
    Adoro suas cronicas, mas a da ZH de hoje é exatamente a minha cara.
    Parabéns pelo talento!

  • Carlos Alberto Torres diz: 17 de julho de 2009

    Se cuide querida, ainda tem muitos livros pra voce escrever.

    Beijos

  • Renata diz: 20 de julho de 2009

    Martha, antes de tudo, desejo melhoras e muito chá quente e cobertor. Na toadas dos livros, acabo de ler um que me encantou e que parece escrito por você. Uma verdadeira poesia, que atinge os confins da alma e da consciência. O assunto é árido e atual (o conflito entre árabes e judeus), e a narrativa é prá lá de envolvente. Acho que vale a pena. Uma crônica sua sobre o livro certamente seria um presente para todos. Um beijo.

  • Vanessa diz: 17 de julho de 2009

    Desejo que melhores rapidinho hein, para que volte tua inspiração..rs, pois adoro seus textos!!!Abraço

  • Pedro Girardi diz: 16 de julho de 2009

    Martha não suma , voçe nos deixou orfãos,,,,escreva sempre algo para seus fás e seguidores do seu blog,,,,,,,,,um abraço conterraneo do Paraná,,,,em bréve vou te presentear com um livro de ficção que voçe vai adorar de ler…(senhores de castelo)

  • Taís W J diz: 17 de julho de 2009

    Oi Martha ! Por isso , são muito bons os livros de bolso não são ? Qualquer fila ou atraso em uma consulta , já temos um livro na bolsa para nos distrair , ou nos levar em alguma aventura ! Abraço , Taís

  • odair cabrera diz: 16 de julho de 2009

    Estimadíssima Martha,
    Por favor, cuide-se direitinho, hein?
    Nós queremos você inteirinha e bem disposta!
    Apesar de que, até nesses momentos, digamos, mais febris você sempre tem um bom comentário, um maravilhoso texto, uma interessante dica para nos brindar…
    GOSTAMOS MUITO DE VOCÊ!
    bjs

  • Elisangela Lacerda diz: 20 de julho de 2009

    Também queria ver a nossa nação mergulhada nos livros. Quanto ao filme Quando você viu seu pai pela última vez? Amei e chorei aos montes na cena final….

  • Francis Lummertz diz: 17 de julho de 2009

    Querida Martha, leio teu blog frequentemente e gosto demais da maneira como tu escreves. Inspirado em ti, resolvi dar uma chance a mim mesmo e acreditar naquilo que acho que sei fazer, mas, fundamentalmente, gosto: escrever. Pra isso, fiz um blog, acima mencionado, e gostaria demais que, se tu puderes, me desse a tua impressão, teu olhar crítico. Sou um sonhador, um romântico que acredita que realizar o sonho é possível, por isso estou me dedicando a esse blog. Tua opinião seria um presente. Bju

  • Erica Nascimento diz: 16 de julho de 2009

    Li o Seu Blog,e desejo melhoras,como sempre escreves coisas Ótimas.Espero não ser grave a moléstia.

  • patricia fernanda diz: 21 de agosto de 2009

    Martha,
    Em primeiro lugar, sou sua fã,em segundo, gostaria de lhe fazer ma pergunta: VOCÊ JÁ PERDEU ALGÉM QUE AMAVA MUITO NA VIDA PELA MORTE?
    BJS

  • Samuel de Sá Barrêto diz: 21 de agosto de 2009

    O Poema falava assim: “Quando chegar aos trinta, serei uma mulher feliz” era mais ou menos assim queria poder ler novamente este texto de Martha Medeiros

  • Aline diz: 22 de agosto de 2009

    Martha, estou doida atrás de um texto seu q saiu na Revista do Globo sobre casamento, segundo casamento, algo assim… vc pode me mandar? bjs e obrigada

  • Samuel de Sá Barrêto diz: 21 de agosto de 2009

    Minha Poeta de vida, a primeira vez que ouvi um poema da sua vasta lavra, foi exatamente em Porto Alegre, num encontro de Militantes de Rádios Comunitárias, e olha que já era alta madrugada e o frio estava pra do fim do mundo, sendo eu Nordestino, acostumado com o sol forte, tive então que esquentar este frio em belos goles de vinho, quando de repente surge uma bela mulher que declamou um poema seu, ali mesmo a minha boemia vontade de ficar se deitou nas asas da poesia. Esperei o dia nascer.

  • Marisa diz: 17 de julho de 2009

    SAÚDE!!!!!!!!!!!!!!

  • Cris diz: 17 de julho de 2009

    Martha,que bom que não é gripe suína!ufa!Quanto a ser meio louco pra gostar de ler concordo com vc,algumas pessoas não cultivam este hábito maravilhoso e fazem uma cara estranha qd ouvem dizer que não consigo ficar sem livro,me sinto nua,elas arqueiam a sombrancelha e quase sai um “Credo!”.Mas há salvação,se antes poucas pessoas liam,agora cada vez mais encontro pessoas que apreciam uma boa leitura.Ah,eu leio no ônibus,no trem, já li até em fila de banco!Torna tudo melhor!Bom final de semana!Bjs

  • Vanderli Medeiros diz: 18 de julho de 2009

    Parabens pelos belos textos que produz.
    “esses medeiros são feras” assim diz meu querido amigo Celito Medeiros.rs
    Abraços fraternais
    Vanderli Medeiros

  • Cristiane Lopes diz: 17 de julho de 2009

    VC CONSEGUE SER FANTÁSTICA MESMO SEM MUITO ASSUNTO! (rs) SOU SUA FÂ! MELHORAS PRA VC!

  • Zeca Koch diz: 17 de julho de 2009

    Oi Martha,
    assisti ontem ao “Há tanto tempo que te amo” e realmente vale a pena. A atuação da Kristin Thomas tem uma mistura de frialidade, auto-suficiencia e vulnerabilidade e provoca várias questões. Um detalhe interessante: numa cena, ela está lendo um livro em alemão cujo título é o nome de um personagem de outro livro do Philippe Claudel, que é o roteirista e diretor deste filme. Boas melhoras com a gripe. A neurose relacionada a H1N1 está forte por aqui. Abraço e sucesso.

  • Roberto Schultz diz: 20 de julho de 2009

    Pois é, Martha. O meu comentário para HÁ TANTO TEMPO QUE TE AMO está aí no meu blog, o Bunda na Poltrona, onde só há filmes meio fora de circuito. Também sou fissurado nos (filmes) europeus e tenho uma paciência mínima com os americanos. A Kristin Scott-Thomas fala um francês fluente no filme (embora seja inglesa feito o Big Ben).Perto do fim a gente pensa que vai virar marmelada. Mas não vira.

  • Ana Figueiredo diz: 17 de julho de 2009

    Socorro, acho que estou ficando louca!!! Li 5 livros da Martha em 1 mês: Divã, Tudo que eu queria te dizer, Topless, Trem bala e Doidas e Santas.

  • Odair Cabrera diz: 17 de julho de 2009

    Querida Martha,
    Por favor, se cuide direitinho, pois nós gostamos muuuuuito de você.
    Não deixe de consultar o seu médico, tá?
    Bjs.

  • Waldir Martins diz: 17 de julho de 2009

    Oi Martha, uma amiga de Maceió me falou de você, acabo de lê Montanha Russa e estou simplesmente embevecido com seus textos e suas ideias. Espero que fique bem dessa maldita gripe.
    Um abraço,
    Waldir

  • ELISA MARCELLI diz: 17 de julho de 2009

    Martha, se puder e nao tiver muita dor de cabeça, te recomendo um filme ótimo, que na Argentina foi traduzido com o nome: Los días del verano, com a Juliette Binoche, trata-se da morte da mae e (entre outros temas muito interessantes) da significaçao dos objetos que deixa para alguns (ou nao significaçao) e o tempo que passou; outro filme mais light é com Audrei Tatou: juntos nada mas; e se puder, insisto, Sandor Marài e “A verdade” é ma-ra-vi-lho-so…Faço votos para uma pronta recuperaçao!!!

  • ELISA MARCELLI diz: 17 de julho de 2009

    El título de la película en español es: Las horas del verano y en francés: “L´heure d´été”, protagoizada por Juliette Binoche. …MARAVILHOSA…

  • Cristina Luz diz: 17 de julho de 2009

    Cama … Aguá … Melhoras … bjs !!!

  • Silvana Maranhão (www.silvanamaranhao.com.br) diz: 17 de julho de 2009

    Martha, quando você diz: “O filme é inglês e o personagem do cara, quando garoto, passa…” qual a diferença entre “o personagem” e “a personagem”?? O certo não seria “a personagem”? Fiquei na dúvida.
    Abraço e espero que saia rápido desse cof, cof.

  • Marco Severo diz: 16 de julho de 2009

    Martha, como sei que vários o farão, sou mais um a te desejar um restabelecimento RÁPIDO e 100%!

    Também vi o filme “Quando você viu seu pai pela última vez?”, que tem o Colin Firth, sempre surpreendente e singelo, no elenco, e, como você, achei o filme bonito e singelo. Eu o assisti JUSTAMENTE por desejar explorar dentro de mim essa relação com meu pai, e foi uma bela viagem para dentro e para fora.

    Beijo, Martha. Fica boa logo, bela.

  • Renata diz: 17 de julho de 2009

    Oi Martha! Sou sua fã, adoro seus livros e sua coluna.
    Concordo que os brasileiros leiam muito pouco, estímulo seja quase zero. Mas, tenho notado um aumento de leitores usuários do metrô carioca. Em meio ao caos que somos sujeitados diariamente, uma bela alternativa a distrair claustrofóbicos e estressados.
    Grandes beijos

  • luis fernando diz: 19 de julho de 2009

    olá,

    Marta, é com imenso prazer que entro em contato com vc! na verdade gostaria de saber quem é o cabeleireiro que fez seu cabelo para revista BOBSTORE e se vc se importaria de me passar o contato dele.Pois minha mãe gostaria de fazer o cabelo com ele pois ela gostou muito de seu corte !!
    Sei que é meio inviavel pedir pelo seu blog isto,mas se você puder me mandar o contato dele por e-mail.
    Grato pela atenção!
    luis Fernando

  • Ana Paula Sales Tavares diz: 17 de julho de 2009

    Puxa, Martha! Ficar gripada já é ruim. Com esse frio então… Melhoras para você! Beijos e bom fim de semana!

  • memoria diz: 19 de julho de 2009

    É a “Gripe do Javali”.Calma que vais ficar boa!

  • Edma diz: 17 de julho de 2009

    Oi Martha, o pouco hábito da leitura talvez se deva por uma idéia antiga (que não é exclusiva do Brasil, mas que resiste aqui) de que se uma pessoa lê muito fica pirada. É o tal “perigo da leitura” que por muito tempo foi alardeado e gerou essa superstição boba. Qdo uma pessoa lê ou estuda muito as pessoas tendem a colocar um pé atrás e rotulá-la de “nerd”, “louco”, “pirado”, “metido”. Bom, acho que é isso. Melhoras pra ti!

  • Juliana diz: 16 de julho de 2009

    Todos assuntos seus são bons Martha, mesmo os inventados na hora, as dicas de filmes e livros então, adoro saber suas opinões!
    Bjos e melhoras querida!!

  • Gabriel Rodrigues diz: 16 de julho de 2009

    A última vez que vi meu pai eu tinha 14 anos! A última coisa que ele me falou foi EU TE AMO! Hj lembro dele como o melhor amigo que jah tive e tenho uma saudade boa! Q não dói!

  • Leandro diz: 17 de julho de 2009

    Pelo visto, não foi só a minha semana que foi regada com muita tosse, coriza e vontade de nao levantar da cama…força na peruca! Bom findi! Bjs

  • Lúcia diz: 19 de julho de 2009

    Guria esta gripe não tem denominação mas é arrasadora….Também to nessa…Melhoras!

  • Thais diz: 18 de julho de 2009

    Martha, e sobre o “Planisfério Pessoal”? Gostou?
    Melhoras! Estamos sentindo sua falta,
    Thais

  • Andrea diz: 17 de julho de 2009

    Melhoras pra ti Martha :)

  • Luís Fernando diz: 18 de julho de 2009

    OLá ,Martha.Tudo ebm? Gostaria na medida do possível uma ajuda ou melhor um comentário seu sobre o que escrevo, no meu blog.Tenho várias dúvidas e já falei com várias pessoas e ainda não tive minhas dúvidas sandas.Desejo tudo de bom para você…obrigado pela atenção.

  • Janine Stecanella diz: 17 de julho de 2009

    Martha. Aqui em Caxias até encontro várias pessoas lendo no ônibus. Principalmente o da Universidade. Também pudera, aqui o trabalho sempre foi prioridade, nós só temos tempo entre sair de um e ir pra outro lugar.

  • Maria Lúcia diz: 23 de julho de 2009

    Martha,
    Espero que tenha melhorado da gripe.
    Seria maravilhoso que o hábito da leitura se difundisse como um virus.
    Abraços.

Envie seu Comentário