Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Beatles e Nenhum de Nós

28 de julho de 2009 24

Quem acompanha meu trabalho sabe que eu tenho um fraco pelos Beatles. Eles fizeram parte da trilha sonora da minha infância. Então, cada vez que ouço uma música deles é como se eu fosse transportada para uma época muito preciosa da minha vida, compartilhada com meu irmão, minha mãe e principalmente meu pai, que era quem colocava os discos para dentro de casa e fazia a audição coletiva na sala – ouvíamos o mesmo vinil sem parar e sem enjoar.

*

A partir daí, sempre me liguei em tudo o que dissesse respeito a eles, os Fab Four. Quando se separaram, continuei acompanhando a carreira solo de cada um. E, mais tarde, persegui gravações feitas por outros artistas, de Sarah Vaugham a Black Crowes, e espero um dia topar com o Cirque du Soleil em alguma cidade fazendo uma apresentação do espetáculo LOVE, todinho com as músicas dos Beatles. Atualmente tenho curtido a gravação meio jazz/meio bossa nova de Ticket to Ride feita pelo brasileiro Tiago Iorc, de apenas 23 anos. Nunca tinha ouvido falar desse guri antes.

*

Todo essa introdução pra chegar na noite de ontem, quando fui assistir ao Nenhum de Nós homenageando os Beatles no teatro do Bourbon Country (se pronuncia “cântri” e não “cauntri”, atenção locutores de rádio!), uma das atrações do Festival de Inverno de Porto Alegre. Mas que inverno, o quê. Foi quente demais! Thedy Correa abriu com um empolgado “A hard day´s night” (ou foi Can´t buy me love? – enfim, foi uma e depois outra) e dali por diante, êxtase total. Tudo o que precisava ser tocado, foi. O show cobriu todas as etapas da banda, desde o yeah, yeah, yeah até a fase mais “madura” de Sgts. Peppers, Abbey Road e White Album. Os guris estavam visivelmente se divertindo no palco, e até o baterista Sadi deu uma canja cantando (cantando!) Yellow Submarine em versão impagável. Te cuida, Thedy!

*

Me emocionei, me diverti, curti demais e quero bis. Tô aguardando o CD, o DVD e a turnê que eu espero que eles façam, porque o show não merece ficar restrito apenas à noite de 27 de julho de 2009. Nós, da plateia, prometemos nos mexer mais – façamos nosso mea culpa, estávamos comportados demais. O show merecia aplausos mais entusiasmados e gente pulando nas cadeiras. Ponham a culpa no frio lá de fora, porque dentro do teatro, não havia desculpa. Hot, hot, hot!!!

*

Beijos.

 

 

Postado por martha medeiros

Comentários (24)

  • Lívia Oliveira diz: 29 de julho de 2009

    Concordo com tudo que disseste! Nós da plateia deveríamos ter nos mexido beeem mais!
    A noite foi inesquecível, ainda mais pra quem é fã do Nenhum como eu! Emoção sem tamanho!

    Beijos

  • Mariana Viana diz: 28 de julho de 2009

    Pôxa, eu amo Nenhum de Nós e Beatles!!!! Deve ter sido o máximo esse show!!!! Quem dera eles tocassem por aqui…

  • rosane sievering diz: 4 de agosto de 2009

    Sempre leio tudo que Marta Medeiros escreve, sou uma devorado de todas palavras, mas fiquei feliz com a referencia feita ao Tiago Iorc, ainda mais que ele morou em PFundo ate pouco tempo atras,e a familia continua morando aqui no Sul. Semana passada fui ao Rio somente p assistir a um show deste guri . Ele foi criado escutando Beatles, ou seja Beatles forever! para todas idades!Obrigada por entender sempre a alma humana.

  • Elenara Souza (Lika) diz: 29 de julho de 2009

    Oi Martha, sou eu de novo.. Ahhh.. nao acredito que tu estavas lá e eu não te vi =/ e olha que eu procurei, olhei pra cima, pros lados.. Enfim, não te vi.. Mas concordo contigo em tudoo e PRINCIPALMENTE sobre a parte em que `nós da platéia` deveríamos ter nos mexido MUITO MAIS! Até porque, pra mim, a melhor parte do show (fora o Sadi cantando Yellow Submarine) foi quando todos levantaram e começaram a “mexer os esqueletos” coisa que já devíamos ter feito antes. Essa noite tava um ESPETÁCULO! Bjs

  • Tiago Oliveira da Costa diz: 29 de julho de 2009

    Martha, que tu é fã de Beatles todo mundo já sabe. Quero saber o seguinte: que que tu acha do Led Zeppelin?

  • Cristina Masiero diz: 28 de julho de 2009

    Olá Martha!

    Esse texto é seu? Ele é atribuído a Jabor na `net`, mas achei a sua cara. Se for, qual o título e em que livro ele foi publicado? Obrigada! Um abraço.

    “Sempre acho que namoro, casamento, romance tem começo, meio e fim. Como tudo na vida.
    Detesto quando escuto aquela conversa:
    - `Ah, terminei o namoro…`
    - `Nossa, quanto tempo?`
    - `Cinco anos… Mas não deu certo… acabou`
    - É não deu…?
    Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou.” [...]

  • Daniel O. Guichard diz: 30 de julho de 2009

    Oi, Martha! Também presenciei o show do Nenhum de Nós nesta segunda e concordo: foi quente e divertidíssimo. Os guris tocaram muito (apesar de eu ter sofrido um pouquinho com o instrumental gravado em Eleanor Rigby, no entanto perdoável), foi uma grande oportunidade de acesso à excelente música por um preço baixo, quase simbólico perto da carga cultural do show. E o mais legal foi ver na platéia todas as faixas etárias; Beatles reunindo a todos.
    PS: Can`t Buy Me Love foi a 2ª música.
    Beijo.

  • André Ramiro diz: 19 de agosto de 2009

    Pois ouça a versão para Day Tripper do Jimi Hendrix.

  • Allê Barbosa diz: 28 de julho de 2009

    Olá… Você, como fã, provavelmente conhece essa versão de “While my guitar gently weeps”, mas de qualquer modo, vale a pena falar disso. Se quiser conferir e vale a pena conferir, ela está no DVD “25 Th anniversary” do TOTO. O Steve Lukather dá um show de interpretação e virtuose nessa música… Pra mim, sem dúvida, essa música nasceu nesse dia.
    Abraço!

  • fernando moya diz: 29 de julho de 2009

    MARTA , tmbém adoro BEATLES desde meus 14 anos, quando assisti 4 vezes seguidas OS REIS DO IE,IE,IE ( a hard day´s nigth ). Já assistiu a algum show do excelente e excepcional cover BEATLES FOREVER ?? todos os meses eles fazem show aqui em são paulo . 2 ) li e gostei da sua entrevista na revista. Abração , DEUS te abençoe!! f. moya

  • Marcia Breda diz: 30 de julho de 2009

    Só imagino como deve ter sido incrível assistir Nenhum de Nós, que já é legal por natureza, cantando as músicas fantásticas dos Beatles. Essa é uma das vantagens de morar na capital gaúcha né???
    Em tempo: parabééééns pela “chamada de atenção” para a pronúncia da palavra country. É um saco ouvir as pessoas falarem errado, e ainda te corrigirem quando você fala certo!!!

  • Lisiane diz: 30 de julho de 2009

    Duas coisas q amo: Beatles e NDN. Estou até agora frustrada por ñ ter podido ir ao show. Espero que o Nenhum faça mais shows como este. Imagina? Mta emoção ver o meu Thedy tão querido… cantando o john 4ever! Beijos.

  • Fabíola diz: 29 de julho de 2009

    Nossa… deve ter sido o máximo mesmo!
    Vamos aguardar uma turnê! Abs!

  • Circe diz: 29 de julho de 2009

    Achei ótimo vc ter abordado o tema do “espírito de porco”, pois é realmente impressionante o quanto se encontram pessoas desse tipo. Há um tempo decidi que não leria mais comentários em reportagens/textos, uma vez que, em geral, o que se encontra é uma afronta à inteligência e aos bons modos. Cheguei a pensar que é só esse tipo de pessoa que andava comentando… Claro, me parece que há excessões como no seu blog e em alguns outros..
    Nessas horas não há como não se perguntar: que mundo é esse?

  • Mônica diz: 29 de julho de 2009

    Martha,
    Há coisas que inundam a alma…aconteceu comigo hoje…enquanto buscava um livro na biblioteca onde trabalho em Barcelona, dei de cara com um compilado de tuas poesias em catalão…estranha sensação!!!Reproduzo uma parte de um dos meus poemas favoritos…”do tiro”!!!

    “saps que ha passat alguna cosa important
    però no penses en la mort
    no repasses la teva vida
    con passa amb els ofegats
    saps que el temps s´ha aturat
    però no pots cridar ningú”

    Beijos

  • Giovana diz: 29 de julho de 2009

    Sim, sim, uma turnê por favor!! E em Caxias sem falta!! Fiquei com muuuuuuuuuita vontade de assistir! Adoro Nenhum de Nós e cantando Beatles então, tudooo!

  • Cris Caprara diz: 28 de julho de 2009

    Martha!!!
    Nenhum de nós já é bom, tocando The Beatles foi MARAVILHOSO!!!
    O show foi emocionante, os sorrisos deles foram únicos, pois estavam felizes em estarem tocando musicas de seus ídolos!!
    O Carlos dançava e vibrava, o sady cantando foi sensacional, o momento dobleve(veco e vicenti) foi ímpar e o Thedy cantando com os amigos em “with a little help from my friends” foi espetacular!!!
    Tb quero cd, dvd e tudo que tem direitoo!!
    Vida longa ao NDN toca Beatles!!
    Bjs Martha!!!

  • Fernanda diz: 29 de julho de 2009

    Oi Martha! Quero te elogiar pela crônica escrita para a Zero Hora sobre os “dããã”! Achei perfeita a tua colocação e concordo com tudo o que você escreveu. Realmente, ler aqueles comentários me faz perder as esperanças de ver um mundo com mais educação e respeito! Sem falar também nos gritantes erros de português. É deprimente.
    Bjs

  • Carlos Augusto Corrêa diz: 29 de julho de 2009

    Meu comentário não é para este post dos Beatles, com o qual também compactuo, mas da tua coluna de ZH de hoje (29/7). Até que enfim alguém com visibilidade escreve sobre este lixo dos comentários enviados para blogs e noticias. Não devemos colocar todos no mesmo “saco”, mas que no mínimo respeitassem regras de educação, para com os leitores e envolvidos nos assuntos expostos. Somos livres até a liberdade do próximo. Concordo novamente contigo e parabéns pelo teu trabalho. Abs. Carlos Augusto.

  • Belisa diz: 28 de julho de 2009

    Embora fugindo do assunto (Beatles),como sempre venho aqui,porque gosto muito do seu texto,senti vontade de dividir com vc um post lindo que acabei de ler no blog de José Saramago”Um capítulo para o evangelho”.È um adendo que cria ao seu polêmico livro,sob o enfoque de Madalena:lindo, emocionante.Está em (Cadernos de Saramago):http:caderno.josesaramago.org
    Vou tentar te ouvir na Casa do Saber.Nada ainda a respeito por aqui.Bjos.

  • Thereza Ferreira diz: 29 de julho de 2009

    Olá, Martha!
    Tenho um blog e a acompanho sempre, sou muito fã de seu trabalho, gostaria que desse uma olhada no meu blog, postei alguns escritos meus. Você é muito especial para mim. também tenho um blog em apoio `a uma amiga, Lisa furtado, que lançou seu primeiro romance agora, ela é irmã da cantora Nelly Furtado.
    Pedi a ela que me enviasse um exemplar para que eu pudesse a presentear, mas sobre isto falarei com você via e-mail.
    Boa semana, querida!
    Bjs,
    Thereza

  • Breno M. Ribeiro diz: 29 de julho de 2009

    Olá Martha! Também aprecio os teus comentários e os leio com frequência (sem trema mesmo). Achei interessante alertares para a pronúncia de Country (cântri), o que me animou a perguntar-te sobre a pronúncia correta de “fondue”, pois tenho observado, até em TV, formas diferentes de verbalizá-lo.-

  • Gustavo Carvalho diz: 30 de julho de 2009

    Martha, li a tua coluna na ZH sobre os DAAAA! Quero te parabenizar, é realmente triste aguentar estes internautas inúteis! Parabêns, não tinha o costume de ler suas colunas mas as poucas que li acabei gostando, portanto acabas de ganhar um novo leitor assíduo! Tens um surfista de verdade, pai de familia como fâ! Estou sempre na ZH pois trabalho no comercial, quando te encontrar me apresento. Um abraço!

  • Carolina diz: 28 de julho de 2009

    Martha,
    tu já viste o filme “Uma lição de amor”? Toda trilha sonora é com música dos Beatles gravadas por outros artistas! Tenho o CD e acho maravilhoso.
    Bjs

Envie seu Comentário