Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Um filme, um livro, um show

14 de agosto de 2009 63

Oi,turma.

Antes de mais nada, obrigada pelas mensagens deixadas, principalmente pelas dicas de Fernando de Noronha e pelos cumprimentos pela minha participação no Happy Hour. Muitos pediram para eu reproduzir a frase citada no programa. Ela não é minha, e sim do escritor Norman Mailer: “As pessoas procuram o amor para solucionar os seus problemas, quando na verdade o amor é a recompensa por você ter solucionado os seus problemas“. Mortal, né? Eu acho que é bem isso, as pessoas ficam desesperadas para ter alguém achando que isso basta para ser feliz, quando na verdade temos que aprender a conviver com a roda-viva cotidiana e a curtir a si mesmos, para só então ter a honra de desfrutar um grande amor, que certamente chegará… 

*

Cristina, o texto que você diz ser atribuído ao Jabor não sei de quem é, pode até ser dele, mas meu, eu sei que não.

Rosane, o texto “O grito” está no meu livro Montanha-Russa.

Junior, de Lages, lembro sim.  

Thamires, não li “O oposto do amor”, vou ficar ligada. 

Samanta, que bom que você gostou da matéria da Bob Store. 

*

Falando em matéria, na revista Claudia de setembro haverá uma matéria minha sobre cinema. Me convidaram para escrever sobre os 10 filmes que abrangem o universo feminino que eu mais gostei. Difícil escolher só 10… Mas estão lá Thelma e Louise, As Pontes de Madison, Garotas do Calendário, e os outros sete você descobre quando a revista sair…  Senão tira a graça.

*

Já que o assunto é cinema, assisti ao francês Horas de Verão, com Juliette Binoche. Uma senhora de idade falece e deixa para os três filhos uma herança formada por quadros de valor, móveis, objetos, e a própria casa, onde os três foram criados. É um filme bacana, ainda que eu não o tenha idolatrado. Mas ele traz uma reflexão importante: qual é o verdadeiro valor de um objeto de arte? O valor afetivo é mais importante que o valor de mercado? Devemos guardar conosco os objetos que registram nossa história de vida ou vendê-los? Uma escrivaninha representativa de uma escola arquitetônica será tão valorizada num museu quanto é para aquele que a herdou da família? Eu saí do cinema com a sensação de que quadros merecem estar nas paredes dos museus para que muitos possam apreciá-los, porém móveis e peças de decoração, não sei. Existe realmente uma escrivaninha no filme que é objeto de cobiça de um grande museu, porém quando ela sai da casa onde foi utilizada por anos, e vai parar, nua, numa sala asséptica de um museu, perde sua essência, seu romantismo, até mesmo sua beleza. Alunos em excursão passam por ela, oferecem um olhar indiferente e vão em frente falando ao celular sobre algum assunto que lhes parece menos monótono. É uma cena triste, já que durante o filme a gente percebe que aquela escrivaninha tinha um habitat outrora mais afetivo, e agora é um objeto de análise que passa praticamente despercebido pela maioria. Já a cena que mais adoro é a da empregada da casa, uma senhora que nunca havia deixado faltar flores nos vasos. Quando ela vai pela última vez visitar a casa, já com sua patroa falecida, ela encontra os três filhos adultos que estão separando os objetos valiosos para um leilão, só que ela não sabe disso. Um deles diz a ela que, pela dedicação de tantos anos, ela pode escolher um objeto da casa para levar com ela de lembrança. Qualquer coisa que quiser ! Ela então pega um vaso onde sempre colocava flores e sai abraçada com ele, enrolado num plástico. Depois comenta com um sobrinho que ela poderia ter pego algo de valor, mas que seria um abuso, o que lhe importava era ter aquele vaso tão representativo do longo tempo em que serviu a família. Sem saber, ela estava levando pra casa um dos vasos que iria a leilão e que era uma raridade, valia uma fortuna. Ela nunca saberá disso em termos financeiros, mas mesmo em sua ignorância, o valor dele, para ela, era muito maior.

*

Li um livro estranho, diferente, chamado Senhor R, de Alberto Renault. Bem interessante. Uma prosa poética sobre um velho que planeja uma viagem a Groelândia para testemunhar o fim do mundo. Recomendo que seja lido de um fôlego só, como uma viagem sem escala. O texto da orelha foi escrito pela atriz Fernanda Torres. 

*

E agora tenho menos um item a cumprir na minha lista de “1001 coisas para fazer antes de morrer”: finalmente assisti a um show do Roberto Carlos ao vivo. Nunca tinha visto o rei de perto. E, olha, foi mesmo uma emoção. O Gigantinho (ginásio de esportes do Internacional) estava lotado e impaciente pela entrada dele no palco, até que, de repente, surge Roberto Carlos todo de branco, com aquele jeitão sedutor, chamando Porto Alegre de “Aeroporto Alegre” (“porque aqui só tem avião”), conquistando assim o mulherio inteiro, que dominava as arquibancadas. Tive o privilégio de assisti-lo de pertinho, numa cadeira de pista na oitava fila. Então ele atacou com várias belas canções. Cantei, e me comovi, e me entediei um pouco na parte brega do show (inevitável), e voltei a cantar e dançar com o medley da Jovem Guarda (“Quando/você se separou/de mim/quase/que a minha vida teve/fim…”), e lá no finalzinho, na hora da distribuição das rosas, me mandei porque queria pegar um táxi sossegada pra voltar pra casa. Se valeu? Foi bárbaro. A qualidade de som fazia parecer que estávamos num teatro, e não num ginásio. Ficou claro que o cara não é rei por acaso.  

*

Terça confirmadíssimo em Recife, às 19h na Livraria Cultura (acho que é isso, mas por via das dúvidas acessem o site da Feira Recifense de Literatura que a programação está toda lá).  

*

Até breve, beijos!

 

Postado por martha medeiros

Comentários (63)

  • Denise Corrêa diz: 14 de agosto de 2009

    Oi Martha!Te acho simplesmente genial, porque tu escreves o que pensamos e sentimos, mas não sabemos exteriorizar ou expressarmos. Só discordo quanto a tua colocação de que o Roberto é brega!Não concordo com isso de jeito nenhum!Será que quem canta o amor é chamado de brega?Por que ninguém fala que o Chico buarque ou o Caetano são bregas? O Roberto é igual a eles!
    Abraço!

  • Mariana Luiza diz: 14 de agosto de 2009

    Parafraseando o Rei Roberto: Martha, você é a escritora mais certa das horas incertas. A frase: “As pessoas procuram o amor para solucionar os seus problemas, quando na verdade o amor é a recompensa por você ter solucionado os seus problemas” era exatamente tuuuuuuudo o que eu precisava ouvir hoje. Muito grata !

  • Alexandra diz: 16 de agosto de 2009

    Oi Martha…li teu blog semana passada, e queria muito ver o filme “Les chansons d`amour”, mas não sei onde encontrar o DVD, por favor tu sabes onde posso encontrar-lo??
    Beijos

  • Jani Scarlet Azeredo Garcia diz: 15 de agosto de 2009

    Olá bom dia querida Martha,tava com saudades de falar contigo Guria,já assistí a 3 shows do Rei em SC, um é melhor do que o outro são tantas Emoções, tantos Detalhes que fazem parta da minha vida desde a adolescência passada no bairo Floresta, sou gaúcha de Poa,meus 3 neots, um de cada vez,fizeram questão de ir comigo.Meus Pais adoram Roberto, é de família né ? Lí O Divã e gostei, vou reservar o filme na locadora, onde encontro Montanha Russa e Trem bala Martha ? um ótimo fim de semana querida

  • Karla Lima diz: 15 de agosto de 2009

    Martha, esse post me deixou com inveja dupla: pelo filme francês (que não estreou por aqui) e pelo show do Roberto (quem não desejaria ganhar aquela rosa no final do show?) Estou louca para que chegue o dia 18/08. Nos vemos na livraria cultura de Recife(espero que você aproveite a passagem aqui pela terrinha. Não deixe de conhecer o “alto da Sé” em Olinda e de saborear uma tapioca ou bolo de rolo, antes de seguir para Noronha)! :) Como se diz por aqui… um “xero”(beijo) e até terça!

  • Keila diz: 16 de agosto de 2009

    Já que o assunto é cinema, eu como sua fã admito que algo muito feio. Só assisti hoje Divã. Sim, não gosto de cinema, gosto que os filmes venham até mim e fico com preguiça de ir até a locadora pegá-los. Nada bonito de se dizer, mas é real. Acabo de assistí-lo: MARAVILHOSO! Assim como a peça que eu tive o privilégio de ver. Lilan Cabral como sempre fantástica e rir de gargalhar e chorar de soluçar. Muita emoção para um filme só. É DEMAIS! PARABENS NOVAMENTE! BJS

  • Juliene diz: 16 de agosto de 2009

    Olá, Martha!
    Adoro o que tu escreve. Leio quase sempre sua coluna no jornal.
    Fiquei com muita vontade de ver esse filme frânces, Horas de Verão. Eu não sou muito fã de filmes franceses, mas ultimamente eu ando querendo conhece-los melhor.

    Acho que eu deveria, também, criar uma lista das “1001 coisas para fazer antes de morrer”. A gente tem que ter objetivos na vida, não é mesmo?

    Beijos

  • Lucano diz: 15 de agosto de 2009

    Olá, Martha.
    o perfil martha_medeiros no twitter é seu? Se for, eu vou te seguir, caso não, tem um pirata se passando por você na net.

    Abraços, Lucano

  • Tereza diz: 16 de agosto de 2009

    Martha, passo aqui TODOS OS DIAS. Adoro os seus textos e as suas dicas de filmes e livros!
    Quando você virá a São Paulo?
    Bjos, bom domingo!

  • Cele diz: 17 de agosto de 2009

    Chegou meu livro da Stela Florence – 32.. comprei por sua causa e tô doida p/ devorá-lo!!! A contra-capa resume tudo o que sinto agora!
    bjos!

  • Gisele Barros diz: 16 de agosto de 2009

    Martha, sou “mais uma” fã sua, desde que ganhei um livro seu, Doidas & Santas, de uma amiga. Livro este que é simplesmente sensacional, de uma literatura moderna e envolvente.
    Bem, escrevo, com uma pontinha de esperança de saber se em sua agenda há planos para passear pelo norte desta Brasil, mais especificamente, quem sabe Manaus?!
    Um abração

  • Maria Lúcia diz: 18 de agosto de 2009

    Você é fantástica!

    Adoro suas crônicas, suas poesias, seus textos!!!!

    Tudo de bom nesse mundo para você!

    Um abraço,

    Malu

  • André diz: 19 de agosto de 2009

    Martha, meu bem. Compareci a `nossa` conversa no auditório da Livraria Cultura no Recife, e fiquei com uma pergunta na cabeça. Gostaria de saber teu email pra mandar a pergunta. Beijo!

  • Daniele Marcon diz: 18 de agosto de 2009

    Oi Martha! Antes de tudo, queria dizer que sou tua fã! Estou terminando de ler “Doidas e Santas”, que, como tudo que tu escreves, é maravilhoso. Gostaria de te contatar por e-mail, pra falar sobre outro assunto, teria possibilidade? Deixei meu e-mail aqui, caso possa me responder. Muito obrigada! Um abraço de quem te admira demais.

    Daniele

  • Angélica Liesenfeld diz: 19 de agosto de 2009

    Olá Martha!
    Nossa…fui assistir ao show do Roberto Carlos e, como vc, adorei!!!Ele é fantástico…e a energia e a sinceridade que ele nos transmite é algo inesplicável…coisas de rei!!
    Aproveito a opotunidade para dizer que te admiro muito, adoro o jeito como tu colocas as palavras no papel, manifestando tua opinião.
    Abraços.

  • Sônia Cristina de Oliveira diz: 17 de agosto de 2009

    Martha, tem um texto postado numa de suas comunidades do orkut da qual sou membro que se chama “Até a Rapa” e que gosto muito, porém encontrei o mesmo texto,igualzinho, com o título de “Amores Mal Resolvidos”,como sendo de autoria do Arnaldo Jabor. Gostaria de saber se é seu e se for, em que livro está, pois quero mandá-lo para uma amiga e não gostaria de passar a informação errada.
    Obrigada.
    Sonia Cristina (Fã de seu trabalho)

  • KASSANDRA LACERDA SOARES diz: 17 de agosto de 2009

    Martha querida !!! Estamos contando as horas … Estaremos na Cultura aguardando por vc. Faça uma ótima viagem !!! Bjos.

  • Leonardo Souza diz: 16 de agosto de 2009

    Martha…
    Semana passada te enviei um e-mail,bem modesto.Achei que só me responderia na próxima semana,mas para minha surpresa respondeu no mesmo dia.Gostaria que soubesse que você fez valer meu dia.Um gesto simples,mas que me chegou como se eu tivesse ganho na Mega Sena.
    Comentei com uma amiga,e ela me disse: Então ela existe mesmo…
    Enfim,obrigado por ter me respondido.Gosto cada vez mais de você.
    Agradeço pela atenção!!
    Beijo!!
    Te cuida!

  • Denise diz: 18 de agosto de 2009

    Martha, também fui no show do Rei. Aliás, o segundo que vou dele. Tive as mesmas impressões tuas. Me emocionei muito, mas também me entediei na hora mais brega. Mas o Rei é o Rei.

  • Patrycia diz: 17 de agosto de 2009

    Ai, que pena! Você aqui tão perto e eu não poderei ir! Não acredito!

  • dudy diz: 20 de agosto de 2009

    O Robertão tb. fazia parte da minha lista, tá realizado!
    Realmente fiquei impressionada com a qualidade do som – incrível!
    Até q ele ficou charmoso no terno branco no auge dos seus 68, né?/ bj.

  • Cléa Villefort diz: 14 de agosto de 2009

    Nossa você disso tudo que precisava ler.
    O amor é mesmo pra celebrar…

    Comprei um livro de bolso do Seneca;
    Aprendendo a viver (Cartas a Lucilio); a primeira carta: Da economia do tempo; simplismente lindo. Você conhece?

    Beijo

  • sergio moreira diz: 20 de agosto de 2009

    feliz aniversario martha, saludos!

  • grazi diz: 17 de agosto de 2009

    Oi Martha,
    fui ao show do RC, e simplesmente amei, olha q só tenho 32 anos, ou seja, perdi uns 20 anos da carreira dele, mas de qualquer forma sei quase todas as letras das grandes clássicas (emoções, detalhes, outra vez, te proponhas e tantas outras)chorei em vários momentos, pois sei que ele faz parte da trilha sonora da vida dos meus pais, e da minha por tabela;
    pra mim sinceramente no momento em que começa o show e todos cantando como é grande meu amor por você, ele é quase uma entidade;

  • Roberta Considera diz: 17 de agosto de 2009

    Martha, você me inspira com suas palavras… Fantástica é a forma que escreve e nos faz realmente pensar, sonhar… Que Deus abençoe sempre você e essa mente brilhante que nos fascina.
    Beijos da sua fã Roberta Considera

  • Silvia Gois Dantas diz: 16 de agosto de 2009

    Sou sua leitora e fã há muitos anos aqui no Nordeste e só agora descobri seu blog. Adoro suas crônicas, tenho 10 livros seus e venho acompanhando sua carreira – vibrei com a estreia de Divã, li recentemente sua entrevista na Bons Fluidos e vou procurar a sua indicação dos filmes na revista Claudia. Se possível, gostaria de enviar-lhe um email. Desde já, parabéns por escrever tão bem e obrigada pelos seus textos.

  • ELISA MARCELLI diz: 20 de agosto de 2009

    Martha! gosto muito do que vc escreve venho te seguindo from terra, recomendo aquí na Argentina mais nao muitas amigas falam português, quando vc editar em espanhol AVISA, já tens leitores na Argentina!

  • Luiz Jovany Cassales diz: 15 de agosto de 2009

    Olá Martha, Bom dia
    sou suspeito pra falar de tí, pois sou fã de carteirinha dos teus dons/trabalhos. Peço a Deus que te ilumine e que mantenha tua humildade. Aquele texto VENDE-SE TUDO foi pra arrasar, inclusive encontrei na bíblia esta passagem sua no Chile.
    “Só possuímos na vida o que dela pudermos levar ao partir…
    LUCAS 16.19-31 – VALORIZAR BENS MATERIAIS É UM ERRO. Parabéns.Jovany-CWB

  • Caroline Gasparini diz: 18 de agosto de 2009

    Oiii Martha! Meu nome é Caroline, mas prefiro que me chamem de Carol.Acabei de fazer 19 anos, moro em Passo Fundo – Capital Nacional da Literatura- e estou na metade do curso de Letras.
    Já observo o seu trabalho há um bom tempo e pensei que estava na hora de dizer o quanto me identifico com você.E acima de tudo Martha,você facilita a minha vida como futura professora ,jornalista e escritora.Me sinto mais leve quando me encontro com teus textos.Hoje te deixo o meu muito obrigada.Um abraço! Carol

  • Bethania diz: 15 de agosto de 2009

    Olá, Martha! Com certeza vou atrás da revista Cláudia. Muito bom você nos antecipar onde estará. Outro dia eu li a Bons Fluidos e estava você lá, exatamente no momento em que eu estava lendo Divã, em julho. Só depois assisti o filme e com certeza o livro é bem mais interessante. Martha, acho que o assunto que vc comentou no Happy Hour ainda tem muito chão não é mesmo. “Fala” mais pra gente aí, uai! um beijinho da sua fã!

  • Aline diz: 19 de agosto de 2009

    Oiii Martha!!!

    Só gostaria de disser que sou sua fã…Adoro
    o seu trabalho..Sempre me identifico com os
    seus textos..principalmente quando fala de
    Relacionamentos..Doidas e Santas então é D+..

    Beijãooo

  • Bruna Scopel Moreira diz: 19 de agosto de 2009

    Leio teu blog para alimentar a alma…
    Boas dicas, boas idéias. Ótimas palavras.
    Se há alguma coisa verdadeiramente boa em seres gaúcha, é o contato constante contigo, mesmo que nem sempre pessoalmente.
    Sabes que estás por perto, conforta.
    Martha, mil beijos e obrigada.

  • Sheila Domingues diz: 15 de agosto de 2009

    Oi Martha,

    Adorei os três filmes que citou e que abrangem o universo feminino. “As pontes de Madison” é um dos meus filmes preferidos. Ainda mais depois de visto pela segunda vez, já casada.

    Do show do Roberto Carlos, imagino a emoção, tenho vontade de vê-lo ao vivo.

    “Horas de verão” é um filme que quero muito ver, mas duvido que entre em cartaz em Foz. É torcer para que saia em dvd… ou senão terei que apelar para meios menos honestos!

    Beijocas e delicioso fds pra você.

  • Mariane Rocha diz: 20 de agosto de 2009

    Err, oi. Tudo bem?
    Meu nome é Mariane, e eu sou muito, muito, muito sua fã. Tipo, MESMO – é eu sei que isso é óbvio, a maioria das pessoas que comentam aqui são suas fãs -.
    Eu moro em Bagé e tenho quinze anos.
    Eu só queria agradecer por ter me proporcionado tantos momentos bons lendo suas crônicas ou livros. Eu acompanho quase tudo que a senhora – eu devo te chamar de senhora? – escreve. Meu sonho é me formar na faculdade de jornalismo e s

  • mayra virgínia sesti paz diz: 18 de agosto de 2009

    martha, tens alguma vinda a salvador agendada?
    abraços,
    mayra

  • Diii diz: 15 de agosto de 2009

    Marthaaaa Queridaaaa!!!

    Alguma previsão para vc aparecer aqui por SC?

    Beijo grande!

  • Cele diz: 16 de agosto de 2009

    Adorei essa frase, Martha… é bem verdade!
    bjos

  • Leninha Ramos diz: 15 de agosto de 2009

    Toda vez que venho me “atualizar” no teu blog, saio daqui revigorada!
    Tu és tão somente..O MÁXIMO!
    Grande Beijo

  • Luciana Temponi diz: 20 de agosto de 2009

    Martha, gostaria muito de lhe dizer que você é uma das pessoas mais importantes da minha vida…rsrsrs. Parece ridículo, dito assim entre duas estranhas, mas através de suas palavras tive forças para caminhar em muitos momentos que quis desistir. Tudo começou há alguns anos, quando um amigo meu ganhou de seu namorado um de seus livros que apresentava a crônica sobre a dor que dói mais…
    Não cabe, literalmente, aqui toda a “nossa história”, mas gostaria que soubesse… Beijos e muito obrigada

  • fernando moya diz: 17 de agosto de 2009

    MARTHA , que delícia de comentários sobre o super-show do Rei ROBERTO . OBRIGADO PELA SUA SENSIBILIDADE !!! Forte abraço , f. moya .
    ps : já assistiu ao emocionante filme A PARTIDA ???

  • victória flaksbaum diz: 18 de agosto de 2009

    olá Martha,
    eu tenho 17 anos e descobri vc por acaso. li a frase “idealizar é sofrer, amar é surpreender” e fiquei com isso na cabeça. pois sou uma pessoa que adora criar castelinhos de areia rs. enfim, nem sou de ficar correndo atrás de escritores assim. mas é que nos seus textos, parece que vc me entende melhor do que eu mesma. por isso resolvi mandar a mensagem. tanto que, se não for pedir muito, gostaria que vc guardasse essa mensagem pra si e não a postasse.

  • victória flaksbaum diz: 18 de agosto de 2009

    não coube na outra mensagem hehehe.
    enfim, não vou mais falar muito. só queria que vc soubesse que seus textos tem sido grandes guias pra mim nesse momento. muito obrigada!
    um beijo
    victória.

  • rogerio diz: 18 de agosto de 2009

    fui a todos shows ao vivo de RC na decada de 60, qdo. penso ter sido o momento mais certo e coerente para minha vida! não desmereço os que vão hoje só pra conferir se e dizer que estão redimidos.

  • Juliana diz: 20 de agosto de 2009

    “As pessoas procuram o amor para solucionar os seus problemas, quando na verdade o amor é a recompensa por você ter solucionado os seus problemas”.

    Esta do Norman Mailler foi um soco no meu estômago!
    Adoro este teu espaço viu? Revigora a gente ler tanta coisa boa e tão bem escrita!

  • Vina Vilar diz: 20 de agosto de 2009

    Quero te desejar toda felicidade possivel, que você seja feliz, o quanto faz feliz as pessoas que ler o que você escreve. Não encontrei palavras pra te definir, estou a procura.
    Minha filha mais nova, tambem faz aniversário neste dia 20/08, uma leonina de um genio… Jesus, eu que sei, será que vc é assim tambem, Ave Maria rrsrsrsrs.
    PARABÉN DE TODO CORAÇÃO.

  • Taiane diz: 20 de agosto de 2009

    Martha…. Estou fazendo um trabalho de literatura em tua homenagem.
    Tenho que entregá-lo no meio de setembro e gostaria de saber algumas curiosidades tuas,e que se possível enviasse alguma foto de quando era pequena,pois vou apresentar para a turma no reprodutor de multimídia,vai ficar bem legal. Voui deixar meu e-mail aqui,se puderes manter contato ficaria agradecida,o quanto antes.
    moraes.taiane@bol.com.br
    Quando ficar pronto te mando por e-mail também.
    Beijos.

  • Mirtes Oliveira diz: 19 de agosto de 2009

    Nossa, que prazer vê-la de perto, ontem na Livraria Cultura, Feira Recifense de Literatura! O debate foi excelente e eu saí de lá leve e feliz demais. Sou mais uma entre milhões que devora e divulga tudo que você escreve, desde o tempo que você escrevia no portal Terra, lembra?
    Abraços, obrigadíssima, clareza e brilho no olhar – sempre!

  • KARINE diz: 20 de agosto de 2009

    Martha,

    parabens!!! felicidades pelo seu dia, não só hoje, mas sempre, parabens tb pelo seu sucesso,adoro seu trabalho e como vc mesma diz “Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande, é a sua sensibilidade sem tamanho.”

    você é enorme… PARABENS!!!

  • Tiago Nascimento diz: 27 de agosto de 2009

    Eu adorei essa postação esse texto é bom para as pessoas terem mais informações para o final de semana

  • Karine Ferron diz: 20 de agosto de 2009

    Martha! Acompanho teu blog faz tempo e nunca comentei,hoje vim te desejar um feliz aniversário,muita sorte,amor e tudo de mais maravilhoso que a vida possa te oferecer,continue brilhante e radiante com teus textos,fazendo muitas pessoas se identificarem e mudarem certas atitudes,um enorme beijo.

    p.s:Tens uma previsão para vir aqui pro norte do RS?!

  • Vanessa Kepler diz: 21 de agosto de 2009

    Oi Martha! Primeiramente queria te parabenizar pelo teu aniversário! Muitas felicidades, e que tu continue escrevendo da forma que escreve! Saiba que és meu exemplo! Eu tenho um blog, e quero um dia ter a capacidade de escrever tão bem quanto tu! Parabéns pelo teu trabalho! Te adimiro muito! Continue sendo esta colunista maravilhosa! Um grande beijo. Vanessa.

  • **** diz: 21 de agosto de 2009

    Oi. Primeira vez que visito seu blog.
    Gostei do conteúdo. Gosto de quem gosta de cinema…
    Abraços…

  • Mariana Luiza diz: 20 de agosto de 2009

    Martha querida,
    Meus mais sinceros parabéns !
    Que seu aniversário seja (mais) uma oportunidade de ser festejada pela família e pelos amigos.
    Um grande abraço,
    Mariana

  • lügor diz: 21 de agosto de 2009

    Olá, Martha !
    Em algumas das suas crônicas você comenta que leitores lhe mandam e-mails: tenho seis livros seus e nunca vi um endereço de e-mail sequer que garanta que o que eu escreva, será lido. As minhas perguntas são: é possível você me informar o seu endereço de e-mail, através do meu, aqui já postado ?
    O único livro seu de cônicas que me falta é o Geração Bivolt. Como faço para consegui-lo? Felicidade.

  • Rodrigo Medeiros diz: 21 de agosto de 2009

    Bom Dia Martha,
    Sempre que possível acompanho seu blog e coluna, adoro a maioria dos seus textos, eu escrevi um texto sobre reality shows, mas ficou gigante pra colocar aqui, gostaria se tiver tempo que você desse uma olhadinha, eu postei no blog da Regina Volpato no qual frequento diariamente, se puder passe lá e bem no final da página vai ver meu comentário.
    Abraços querida.
    http://blog.reginavolpato.com.br/2009/08/17/wei-xiao-der-yu/

  • andreza vilela diz: 29 de agosto de 2009

    Simplemente INCONFORMADA por ter pedido sua entrevista no Jô! aff. Existe alguma possibilidade de vc vir pra Minas pra divulgaçao do seu trabalho ou algo assim? Estarei ou serei a primeira da fila. rrss bom fim de semana pra vc!

  • Marcos A. da Luz diz: 26 de agosto de 2009

    Querida Martha.
    Essa frase realmente eh muito reveladora.
    Esse eh o problema da maioria das pessoas,elas procuram alguem para faze las felizes.
    Quando na verdade,somos nos que temos que fazer a outra pessoa feliz.
    Seja ela a cara metade,filhos,pais e amigos.
    A nossa felicidade vira da certeza de ver quem amamos feliz.

  • Carmen Ferrari diz: 22 de agosto de 2009

    Martha, sou sua fã ardorosa (ainda se usa este termo?). Diria até que sou “macaca-de-auditório”. Você é ótima, fantástica! Traduz com naturalidade aquilo que inquieta e aquieta a todos nós, simples mortais. Uso sempre os seus textos (indicando autoria, óbvio), tanto nos meus emails pessoais, quanto em trabalhos c/alunos. Tenho retornos que manifestam muita apreciação ao seu trabalho. Parabéns e obrigada pelo prazer que proporciona aos seus leitores. Meu carinho, minha admiração. Carmen Ferrari

  • Fabíola diz: 21 de agosto de 2009

    Olá Martha!

    Gostaria de saber o dia q estará na Bienal do Livro aqui no Rio de Janeiro. Gosto muito das suas obras e não quero perder essa oportunidade de te ver e, quem sabe, pegar um autógrafo! Vai lançar livro nessa Bienal??

    Bjs!
    Fabíola

  • Mari diz: 21 de agosto de 2009

    Promete que volta ao Rio?
    Eu sou sua fã, e da Elisa tbm, e só hoje fiquei sabendo do momento histórico do dia 1º de agosto. Nunca vou me perdoar por nao ter descoberto antes.

  • KK diz: 21 de agosto de 2009

    Minha amiga do coração!
    FELIZ ANIVERSÁRIO!!! Te desejo tudo de mais maravilhoso nessa vida.
    Beijos com carinho, Kaká.

  • Nathy Armbrust diz: 22 de agosto de 2009

    Martha querida, passei para desejar um feliz aniversário (atrasado), repleto de muita felicidade e principalmente muita saúde.
    Que você continue trilhando brilhantemente seu caminho e encantando a todos com seu maravilhoso trabalho!!!!
    Sucesso e muitas conquistas para você!!

    abraçossssss

  • sandra cini bonatto diz: 13 de setembro de 2009

    QUERIDA MARTHA! FICO ESPERANDO QUE O PORTEIRO TRAGA O JORNAL PARA “DEGUSTAR”TUA PAGINA.É MUITO GRATIFICANTE, NO INICIO DO DIA ,JÁ COMEÇAR AO TEU LADO.O QUE MAIS GOSTO É TEU JEITO SIMPLES E CLARO DE ESCREVER,COM TEMAS REAIS,ONDE NOS SENTIMOS INSERIDOS NO TEXTO.CONSEGUES NOS ENVOLVER NO ASSUNTO, COM INTELIGENCIA E C0MPETENCIA. BJS TE ADMIRO MUITO. SANDRA BONATTO

Envie seu Comentário